A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DESAFIOS DO CENÁRIO ECONÔMICO EM UM ANO ELETORAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DESAFIOS DO CENÁRIO ECONÔMICO EM UM ANO ELETORAL."— Transcrição da apresentação:

1 DESAFIOS DO CENÁRIO ECONÔMICO EM UM ANO ELETORAL

2 CENÁRIO EXTERNO

3 Cresce ModeradamenteComeça a sair da recessão Estabilizou-se em um patamar de crescimento mais moderado (perto de 7,5% ao ano) Normalidade da Política Monetária? Redução das compras de títulos Redução da Liquidez e Valorização do Câmbio Menor impacto sobre crescimento dos emergentes Preço das commodities relativamente estáveis. Impacto neutro sobre crescimento brasileiro. Crescimento Lento Crescimento levemente acima de zero.

4 Fonte: FMI Produto Interno Bruto (%)

5 CENÁRIO INTERNO

6 Produto Interno Bruto (acum. 4 tri - %) Fonte: IBGE

7 Fonte: FEE Produto Interno Bruto (acum. 4 tri - %) A aceleração da economia gaúcha em 2013 é maior que a nacional pelo efeito da quebra de safra em 2012.

8 Produção de Grãos do Brasil de 2004 a 2013 (em milhões de toneladas) Fonte: CONAB Projeção Conab Novo recorde na safra de grãos em Expectativa da CONAB é de um crescimento menor em 2014, cerca de 4%.

9 Fonte: CONAB Projeção Conab Produção de Grãos do Rio Grande do Sul de 2004 a 2013 (em milhões de toneladas) Safra de soja foi recorde, mas o total ainda está abaixo de A expectativa da CONAB é de um crescimento menor em 2014, cerca de 7%.

10 Fonte: IBGE Produção Física da Indústria e Vendas Reais do Comércio (Acum. 12 Meses - %) Há uma redução da assimetria de comportamento entre comércio e indústria em Para 2014 esse processo tende a continuar.

11 Fonte: IBGE Produção Física da Indústria e Vendas Reais do Comércio (Acum. 12 Meses - %) O cenário gaúcho é muito semelhante ao nacional.

12 Fonte: CAGED Geração de Emprego Formal (Em 12 meses, milhões de pessoas, com ajuste) Geração de emprego parou de desacelerar. O mercado de trabalho segue pressionado em 2014, o que implica desemprego baixo, ganhos reais de salário e dificuldades para o crescimento econômico.

13 INFLAÇÃO, JUROS & CÂMBIO

14 Fonte: Banco Central do Brasil Inflação - IPCA (Mensal e Acum. 12 Meses - %) Inflação segue relativamente constante, bem próxima dos 6% ao ano em 2014, pelo terceiro ano em seguida.

15 Fonte: Banco Central do Brasil Taxa Selic Meta (% a.a.) Com a inflação distante do centro da meta, o Copom deve continuar a elevar (um pouco mais) os juros.

16 Fonte: Banco Central do Brasil Taxa de Câmbio (R$/US$) O futuro do câmbio depende do FED. O elevado déficit em conta corrente (US$ 80,5 bilhões) sugere desvalorização do real.

17 Arrecadação Federal (R$ Milhões – Outubro/2013) Fonte: Receita Federal A receita não cresce com o mesmo ritmo acelerado dos anos anteriores, mas ainda cresce em termos reais. O ganho nominal de receita nesse ano já é de R$ 65,2 bilhões. Em novembro o ganho de receita será muito forte (Libra, Refis da Crise, parcelamento das coligadas no exterior devem gerar juntos mais R$ 35 bilhões)

18 Fonte: Banco Central do Brasil Superávit Primário (Acum. 12 Meses - % do PIB) Descoordenação entre as políticas monetária e fiscal: uma tenta conter a demanda agregada e a outra gera expansão de demanda. Mesmo com manipulações contábeis o superávit primário vem caindo.

19 Nota (*): para 2013 dados até outubro Fonte: Sec. da Fazenda RS, FEE, IBGE. Arrecadação de ICMS – Rio Grande do Sul Até outubro o ganho de arrecadação de ICMS já é de R$ 2,4 bilhões

20 BRASIL: A estratégia de colocar o Estado como indutor do crescimento não funcionou O PIB cresceu 2,7%, em 2011, 1%, em 2012, e deve crescer um pouco abaixo de 2,5% em 2013 e próximo a 2,5% Cenário Econômico Interno RIO GRANDE DO SUL: O câmbio mais desvalorizado ajuda. mas não impede a volta à mediocridade. A discrepância de comportamentos entre os setores ainda será grande em 2013 (a indústria permanecerá com o pior resultado),mas deve diminuir em 2014.

21 Cenário Econômico Interno Inflação deve ficar próxima dos 6% em 2013 e A meta de inflação não é mais 4,5% (talvez seja menos entre 5,5% e 6%). Os juros vão subir de forma moderada (pouco acima de 10%). A taxa de câmbio: depende dos EUA (se sobrarem dólares teremos como financiar o nosso déficit em conta corrente sem pressão para desvalorizar).

22 Cenário Econômico Interno Mercado de trabalho continua aquecido em Contas públicas sem ajuste em um ano eleitoral.

23 Cenário Econômico para 2013/2014 Variáveis Cenário Básico Proposto 2013 Estimativa atual 2013 Cenário Básico 2014 IPCA 5,50%5,80%6,00% PIB Brasil 3,40%2,20%2,50% PIB RS 5,80%6,00%2,80% Taxa de Câmbio (fim de período) 2,022,352,55 Selic (fim de período) 7,25%10,00%11,00% Volume de Vendas do Comércio 6,50%4,00%4,50%

24 MUITO OBRIGADO!


Carregar ppt "DESAFIOS DO CENÁRIO ECONÔMICO EM UM ANO ELETORAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google