A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Mercados perfeitamente concorrenciais Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Economia: Aula.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Mercados perfeitamente concorrenciais Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Economia: Aula."— Transcrição da apresentação:

1 1 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Mercados perfeitamente concorrenciais Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Economia: Aula P13 Prof. Jorge Mendes de Sousa

2 2 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Mercados perfeitamente concorrenciais Conteúdo 1. Comportamento da empresa concorrencial 2. Casos especiais 3. Eficiência e equidade 4. Tópicos para discussão

3 3 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Maximização do lucro Se fosse dono de uma empresa em concorrência perfeita qual a quantidade que escolheria produzir se considerasse o preço de venda como dado ? A quantidade que maximiza o lucro 1. A empresa maximiza o lucro O lucro é a diferença entre a receita das vendas e o custo da produção. Representa o montante que uma empresa pode distribuir pelos proprietários, reinvestir em novas fábricas ou equipamentos e aplicar em investimentos financeiros. 2. A empresa é tomadora de preço (price-taker) Em mercados perfeitamente concorrenciais as empresas estão fragmentadas de tal forma que nenhuma tem dimensão suficiente para influenciar o preço de mercado.

4 4 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Maximização do lucro  A gestão eficiente da sua actividade interna (evitar desperdício, melhorar o empenho dos trabalhadores, escolher os processos mais eficientes de produção, etc.)  A tomada de decisões acertadas no mercado (comprar a quantidade correcta de factores produtivos ao custo mínimo e escolher o nível óptimo de produção) A maximização do lucro exige da empresa A maximização do lucro exige da empresa

5 5 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Pontos chave em concorrência perfeita Em concorrência perfeita:  Existem muitas empresas pequenas a produzir um produto idêntico e cada uma demasiado pequena para influenciar o preço de mercado  Cada empresa confronta-se com uma curva de procura (dd) completamente horizontal (perfeitamente elástica)  A receita adicional resultante de cada unidade adicional vendida é igual ao preço de mercado

6 6 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Procura perfeitamente elástica

7 7 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Maximização do lucro: Preço igual a custo marginal Maximização do lucro Solução Uma empresa em concorrência perfeita maximiza o lucro quando a sua produção estiver no nível em que o custo marginal é igual ao preço: CMa = P

8 8 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Decisão da oferta da empresa

9 9 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Curva de oferta da empresa Ponto crítico ponto crítico O ponto crítico corresponde ao nível de produção para o qual a empresa tem lucro nulo

10 10 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Custo total e condição de encerramento Custo total Será possível que no equilíbrio (P = CMa) uma empresa esteja a perder dinheiro e prefira o seu encerramento? Depende, uma vez que mesmo a perder dinheiro uma empresa pode preferir continuar a funcionar se o prejuízo for inferior aos custos fixos (rígidos no curto prazo). Condição de encerramento Condição de encerramento O ponto de encerramento ocorre quando as receitas apenas cobrem os custos variáveis ou quando o prejuízo é igual aos custos fixos. Quando o preço é inferior aos custos variáveis médios, a empresa maximiza os lucros (minimizando os prejuízos) com o encerramento.

11 11 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Comportamento da empresa concorrencial Custo total e condição de encerramento C u r v a d e o f e r t a A curva de oferta da empresa corresponde à sua curva de CMa desde que as receitas sejam superiores aos custos variáveis, ou seja quando o preço é superior ao custo variável médio E n c e r r a m e n t o Se o preço cair abaixo do P e, o ponto de encerramento, os prejuízos são maiores do que os custos fixos e a empresa encerra.

12 12 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Casos especiais Oferta fixa e renda económica Alguns bens ou factores produtivos têm uma quantidade totalmente fixa independentemente do preço: só há uma Mona Lisa de Da Vinci; é improvável que o aumento do salário das vedetas desportivas aumente o seu esforço. Nestes casos, em que a quantidade oferecida é constante qualquer que seja o preço, o valor obtido pelo uso desse factor é designado renda económica. Quando a procura de um bem com oferta rígida se altera, apenas muda o preço, mantendo-se a quantidade constante.

13 13 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Eficiência e equidade Definição de eficiência Existe afectação eficiente (ou eficiência) quando não é possível qualquer reorganização da produção que melhore a situação de alguém sem piorar a situação de outrém. Sob as condições da afectação eficiente, a utilidade de um indivíduo apenas pode ser aumentada com a diminuição da utilidade de outro indivíduo.

14 14 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Eficiência e equidade Equilíbrio concorrencial é eficiente Excedente dos consumidores Excedente dos produtores Bem estar social

15 15 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Eficiência e equidade Falhas de mercado 1. Concorrência imperfeita Quando uma empresa tem poder de mercado numa área específica pode aumentar o preço do seu produto acima do custo marginal. Os consumidores compram menos produto do que fariam em concorrência pelo que a utilidade do consumidor é diminuída. 2. Externalidades As externalidades ocorrem quando algum tipo de efeitos laterais que afectam a produção ou o consumo não são incluídos nos preços de mercado. Podem ser negativas, como por exemplo a poluição derivada de alguns processos produtivos, ou positivas como novas descobertas científicas. 3. Informação imperfeita Uma terceira falha de mercado ocorre quando as empresas não têm um conhecimento completo das funções de produção do respectivo sector ou quando os consumidores não conhecem todas as características dos bens que consomem.

16 16 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Tópicos para discussão 1. Efectue a correcção de cada uma das seguintes afirmações: a. Uma empresa concorrencial produzirá abaixo do ponto em que o preço seja igual ao custo variável médio. b. A empresa concorrencial fixa o preço igual ao custo marginal. 2. Explique os conceitos de excedente do consumidor, excedente do produtor e bem-estar social. 3. Quando é decretado um imposto sobre um bem de oferta rígida quem suporta esse encargo? 4. Apresente exemplos de externalidades: a. Positivas b. Negativas

17 17 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Mercados perfeitamente concorrenciais Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Economia: Aula P13 Prof. Jorge Mendes de Sousa


Carregar ppt "1 ISEL ECONOMIA – Mercados perfeitamente concorrenciais Mercados perfeitamente concorrenciais Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Economia: Aula."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google