A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Sumário, aula 12 Intervenções do Governo –Imposição de um Preço Máximos –Imposição de um Preço Mínimos –Subsídios –Impostos Específicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Sumário, aula 12 Intervenções do Governo –Imposição de um Preço Máximos –Imposição de um Preço Mínimos –Subsídios –Impostos Específicos."— Transcrição da apresentação:

1 1 Sumário, aula 12 Intervenções do Governo –Imposição de um Preço Máximos –Imposição de um Preço Mínimos –Subsídios –Impostos Específicos

2 2 Preço Máximo Em termos de teoria económica, –Os monopolistas fixam um preço superior ao preço de concorrência perfeita –E isso é negativo para os compradores. Mas é positivo para o vendedor Se houver dois, é um duopólio Se houver poucos, é um oligopólio

3 3 Preço Máximo Lucro em concorrência perfeita

4 4 Preço Máximo O lucro é maior se o mercado estiver acima do ecp

5 5 Preço Máximo Como há muito mais compradores que vendedores Então, os compradores têm mais poder político (votos) que os vendedores Existe uma tendência dos Governos proibir os vendedores de cobrar mais do que um determinado preço

6 6 Preço Máximo Se estivéssemos numa situação de monopólio

7 7 Preço Máximo A imposição de um preço máximo menor aproxima o mercado do ECP: –Diminui o preço –Aumenta a quantidade Isso é bom para os compradores

8 8 Preço Máximo Mas, se o mercado estiver em equilíbrio de concorrência perfeita, a intervenção do Governo pode ser Relativamente aos compradores, –Negativa, nula ou positiva Relativamente aos vendedores –Nula ou negativa

9 9 Preço Máximo e.g., apesar dos custos do combustível ter duplicado, o Governo não deixa que o preço da electricidade repercuta esse aumento dos custos (avaliado em +15,7%). No máximo, o preço da electricidade só pode aumentar 5,9%. –Será que a EDP tem comportamento de monopolista?

10 10 Preço Máximo Sendo que estamos numa situação de ECP, qual será o efeito no equilíbrio de mercado da imposição de um preço máximo?

11 11 Preço Máximo Qual o preço e a quantidade de mercado?

12 12 Preço Máximo Mantêm-se os valores do ECP:

13 13 Preço Máximo Nesta situação, a imposição de um preço máximo tem um efeito nulo: –Não diminui o preço de mercado –Nem aumenta a quantidade transaccionada

14 14 Preço Máximo Qual o preço e a quantidade de mercado?

15 15 Preço Máximo Qual o preço e a quantidade de mercado?

16 16 Preço Máximo Nesta situação, a imposição de um preço máximo afecta o mercado: –O preço diminui para o máximo imposto –A quantidade transaccionada diminui Será bom para os compradores?

17 17 Preço Máximo Os vendedores ficam indisponíveis para vender a quantidade que os compradores querem adquirir –As prateleiras ficam vazias –Há longos tempos de espera Mas pode ser positivo para os compradores

18 18 Preço Máximo

19 19 Preço Máximo No entanto, como os compradores estão disponíveis para pagar um preço mais elevado Também estão disponíveis para comprar um BS com menor qualidade –Alteração de variáveis não preço A prazo, a qualidade diminui

20 20 Preço Mínimo Haverá lógica para o Governo impor um preço mínimo? Esta situação é conceptualmente idêntica ao caso da imposição de um preço máximo.

21 21 Preço Mínimo Em termos de teoria económica, –Os monopsonistas tendem a impor um preço inferior ao preço de concorrência perfeita –E isso é negativo para os pequenos produtores

22 22 Preço Mínimo No sector agrícola, há mais produtores que compradores (intermediários) –e.g., há milhares de produtores de Vinho do Porto e meia dúzia de compradores (marcas de vinho) As marcas são intermediários entre os produtores e os consumidores, ganhando uma margem

23 23 Preço Mínimo

24 24 Preço Mínimo Em mercados concentrados no lado dos compradores, será positivo que os Governos proíbam os compradores de pagar menos do que um determinado preço –Aumenta os lucros dos produtores –Aumenta as quantidades transaccionadas

25 25 Preço Mínimo Se o mercado estiver em concorrência perfeita Se o preço mínimo for menor que o de concorrência perfeita, Não tem efeito no mercado

26 26 Preço Mínimo Se o mercado estiver em concorrência perfeita Se o preço mínimo for maior que o de concorrência perfeita, –Aumenta o preço de mercado –Diminui a quantidade transaccionada

27 27 Subsídios O Governo também pode intervir no mercado dando subsídios à produção Por exemplo, por cada unidade produzida atribui 1 u.m. Terá por efeito desligar o preço de venda do preço de compra.

28 28 Subsídios

29 29 Subsídios Partindo do ECP –Diminui o preço e –Aumenta a quantidade É bom para os compradores e para os vendedores –É mau para quem paga o subsídio

30 30 Impostos Para dar subsídios é necessário ir buscar o dinheiro a algum lado. Para isso o Governo cobra impostos Por exemplo, por cada unidade produzida cobra 1 u.m. de imposto (paga –1u.m.) Também desliga o preço de venda do preço de compra mas em sentido inverso.

31 31 Impostos

32 32 Impostos Partindo do equilíbrio de concorrência p. –Aumenta o preço e –Diminui a quantidade É mau para os compradores e para os vendedores –É bom para quem recebe o imposto


Carregar ppt "1 Sumário, aula 12 Intervenções do Governo –Imposição de um Preço Máximos –Imposição de um Preço Mínimos –Subsídios –Impostos Específicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google