A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Concorrência Monopolística. Estruturas de Mercado MonopólioOligopólioCompetição Monopolística Competição Perfeita Água TV a cabo Bola de tênis Óleo cru.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Concorrência Monopolística. Estruturas de Mercado MonopólioOligopólioCompetição Monopolística Competição Perfeita Água TV a cabo Bola de tênis Óleo cru."— Transcrição da apresentação:

1 Concorrência Monopolística

2 Estruturas de Mercado MonopólioOligopólioCompetição Monopolística Competição Perfeita Água TV a cabo Bola de tênis Óleo cru Livros Cinemas Trigo Leite Número de Firmas? Tipo de Produto? Muitas firmas Uma firma Poucas firmas Produtos diferenciados Produtos idênticos

3 Competição Imperfeita Competição Monopolísitica Muitas firmas vendendo produtos que são similares mas não idênticos Oligopólio Apenas poucos vendedores, cada um vendendo produtos idênticos ou similares entre si

4 Competição Monopolísitica São mercados com alguns aspectos de competição e outros de monopólio Principais características: Muitos vendedores Produtos diferenciados Livre entrada e saída

5 Muitos Vendedores Existem muitas firmas competindo pelo mesmo grupo de consumidores: Exempos: livros, CDs, jogos de computador, restaurantes, aulas de piano, biscoitos, móveis, etc…

6 Produtos Diferenciados Cada firma produz um bem que é ligeiramente diferente dos demais Ao invés de serem tomadores de preço cada firma tem uma curva de demanda inclinanada negativamente

7 Livre Entrada e Saída Firmas podem entrar e sair do mercado sem restrição O número de firmas se ajusta até que o lucro econômico seja igual a zero

8 Competição Monopolística no Curto Prazo Lucros de curto prazo na competição monopolística serverm de chamariz para outras firmas entrarem no mercado. Isso por sua vez resulta em: Aumento do número de produtos ofertados no mercado Redução da demanda de cada firma já no mercado com a curva de demanda movendo-se para a esquerda. Como consequência o lucro das firmas diminui

9 Competição Monopolística no Curto Prazo Prejuízos econômicos de curto prazo levam a firmas a saírem do mercado. Isso por sua vez resulta em: Diminuição do número de produtos ofertados no mercado Aumento da demanda de cada firma já no mercado com a curva de demanda movendo-se para a direita. Como consequência o lucro das firmas aumenta

10 Equilíbrio de Longo Prazo Firmas vão entrar e sair do mercado até que o lucro econômico seja igual a zero

11 Características do Equilíbrio de Longo Prazo Como em um monopólio, o preço é maior que o custo marginal A maximização do lucro requer que receita marginal seja igual a custo marginal A curva de demanda negativamente inclinada faz com que a receita marginal seja menor que o preço Como em um mercado competitivo, o preço é igual ao custo total médio A livre entrada e saída levam o lucro econômico a zero

12 Competição Monopolísica e Competição Perfeita Existem duas diferenças importantes entre a concorrência perfeita e a concorrência monopolística: Capacidade ociosa e margem

13 Capacidade Ociosa Não existe capacidade ociosa na competição perfeita no longo prazo A livre entrada de firmas no mercado produzindo onde o custo total médio é minimizado, é o ponto onde a escala de produção da firma é eficiente

14 Capacidade Ociosa Existe capacidade ociosa na competição monopolística no longo prazo Na competição monopolística, a quantidade produzida é menor que o nível de escala eficiente da firma

15 Margem Sobre os Custos Marginais Para uma firma competitiva, o preço é igual ao custo marginal Para uma firma que enfrenta a concorrência monopolística, o preço é maior que o custo marginal

16 Margem Sobre os Custos Marginais Já que o preço é maior que o custo marginal, a venda de um produto adicional significa mais lucro para a firma de concorrência monopolística

17 Competição Monopolística e o Bem-Estar da Sociedade A competição monopolística não tem todas as características desejáveis da competição perfeita. Existe o peso morto devido ao preço monopolista, já que o preço na concorrência monopolística é maior que o custo marginal (margem) Contudo, o fardo administrativo sobre o governo para tentar regular um mercado de competição monopolítica seria imenso

18 Competição Monopolística e o Bem-Estar da Sociedade Um outra forma que a competição monopolística talvez seja socialmente ineficiente é que o número de firmas no mercado, em qualquer tempo, pode não ser o ideal. Pode haver muita ou pouca entrada nesse mercado.

19 Competição Monopolística e o Bem-Estar da Sociedade Uma forma de pensar nesse problema, pouca ou muita entrada de firmas no mercado, é fazê-lo em termos de externalidades associadas à entrada: Externalidades de variedade de produtos Externalidade de roubo de negócios

20 Competição Monopolística e o Bem-Estar da Sociedade Externalidades de variedade de produtos Como os compradores auferem algum excedente do consumidor mediante a introdução de um novo produto, há uma externalidade positiva associada à entrada de novas empresas no mercado Externalidade de roubo de negócios Como outras empresas perdem clientes e lucros com a entrada de um novo concorrente, há uma externalidade negativa associada à entrada de novas empresas no mercado

21 Publicidade Quando firmas vendem produtos diferenciados e cobram preço acima do mercado ideal, cada firma tem um incentivo para anunciar o seu produto de modo a atrair para ele o maior número de compradores

22 Publicidade Firmas que vendem produtos altamente diferenciados normalmnte gastam de 10-20% em publicidade

23 Publicidade Críticos da publicidade argumentam que as firmas anunciam como forma de manipular o gosto das pessoas Os críticos também argumentam que a publicidade impede a competição por deixar sub-entendido que os produtos são diferentes quando na realidade não são

24 Publicidade Os defensores da publicidade argumentam que a publicidade possibilta melhor informar ao consumidor Os defensores também argumentam que a publicidade aumenta a competição por oferecer uma maior variedade de produtos e preços A disposição de uma firma em gastar em publicidade pode ser um indicativo pra o consumidor sobre a qualidade do produto oferecido

25 Nomes de Marca Os críticos argumentam que nomes de marca levam consumidores a perceber diferenças entre produtos quando na realidade essas diferenças não existem Economistas têm dito que nomes de marca pode ser uma maneira útil para consumidores assegurarem-se que os bens que estão comprando são de boa qualidade: Dando informação sobre qualidade Dando às firmas incentivo para manter a alta qualidade

26 Resumo Um mercado de competição monopolística tem três características: muitas firmas, produtos diferenciados, e livre entrada O equilíbrio no mercado de competição monopolística difere do mercado perfeitamente competitivo pois as firms possuem capacidade ociosa e cobram um preço acima do custo marginal

27 Resumo A competição monopolística não tem todas as características desejáveis da concorrência perfeita Existe um peso morto devido ao preço cobrado pelas firmas ser maior que o custo marginal (margem) O número de firmas pode ser grande ou pequeno demais

28 Resumo A diferenciação dos produtos inerente à competição monopolística leva ao uso da publicidade e da tentativa de se estabelecer nomes de marca Críticos da publicidade e de nomes de marca argumentam que firmas as utilizam para enrolar o consumidor e reduzir a competição

29 Resumo Os defensores da publicidade e do estabelcimento dos nomes de marca argumentam que as firmas as utilizam como forma de melhor informar o consumidor e de competir vigorosamente no preço e na qualidade do seu produto


Carregar ppt "Concorrência Monopolística. Estruturas de Mercado MonopólioOligopólioCompetição Monopolística Competição Perfeita Água TV a cabo Bola de tênis Óleo cru."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google