A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. 2 •Orientações de manoel P. Miranda, que ao lado de bezerra de menezes, o autor espiritual narra suas observações durante o período de um carnaval.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. 2 •Orientações de manoel P. Miranda, que ao lado de bezerra de menezes, o autor espiritual narra suas observações durante o período de um carnaval."— Transcrição da apresentação:

1 1

2 2 •Orientações de manoel P. Miranda, que ao lado de bezerra de menezes, o autor espiritual narra suas observações durante o período de um carnaval carioca, abordando as várias técnicas obsessivas em casos de abusos e alienações com droga, álcool, sexo,aborto e tentativa de suicídio, demonstrando o trabalho dos bons espíritos num posto de socorro central no mundo espiritual. •Acompanhe os relatos do Espírito Manuel Philomeno de Miranda sobre os dias do Carnaval.

3 3 FAIXAS VIBRATÓRIAS EM TORNO DA TERRA “Logo depois que eu retornara à vida espiritual, percebi haver, em torno da terra, faixas vibratórias concêntricas, que a envolviam, desde as mais condensadas, próximas da área física, até as mais sutis, distanciadas do movimento humano na crosta... São vitalizadas pelas sucessivas ondas mentais dos habitantes do planeta, que de alguma forma sofrem-lhes a condensação perniciosa ”

4 4  “No ambiente convulsionado da orgia, naturalmente que a médium terminaria por assimilar altas cargas de fluidos perniciosos que lhe pertubariam o equilíbrio, tornando-se fácil presa de situações e influências nefastas.”  Festa dos corpos, dos sentidos físicos, as criaturas esquecem-se dos escrúpulos, do pudor, confundindo-se numa linha comum de alienação.

5 5  “O advento da televisão... Trouxe, para a intimidade doméstica, altas Cargas de informações, que nem sempre podem ser digeridas com facilidade. ...Propiciando se assistam programas portadores de carregadas mensagens negativas...  Quando vai desligada, o telespectador nem sempre se liberta da película, de cujo conteúdo emocional participou, ou das últimas notícias que recebeu, como é natural, agita-se durante o processo do sono, detendo-se nas cogitações não superadas ou partindo em direção das sugestões que foram captadas, com sérios distúrbios para o equilíbrio, a paz pessoal”.

6 6 “Muitos fantasiados haviam obtido inspiração para as suas expressões grotescas, em visitas a regiões inferiores do além, onde encontravam larga cópia de deformidades e fantasias de horror.”

7 7  Moléstias graves se instalam em oportunidades dessas;  Comportamentos morais se alteram sob o açodar dos apetites desmedidos;  Distúrbios afetivos surgem após tais ilusões que passam;  Soçobros financeiros ficam em cobranças demoradas;  Homicídios tresvariados, suícidios alucinados, paradas cardíacas por excesso de movimentos e exaustão de forças;

8 8  A população invisível ao olhar humano era acentuadamente maior que a dos encarnados;  Disputavam entre si a vampirização das vítimas encarnadas, que eram telecomandadas;  Estimulavam a sensibilidade e as libações alcóolicas de que participavam;  Ingeriam drogas, utilizando-se dos comparsas no corpo físico;  Desencarnação por abuso de drogas;

9 9  Misturavam-se Espíritos de aspecto bestial e lupino, verdugos e técnicos de vampirização do tônus sexual, em promiscuidade alarmante com inúmeros encarnados.  Davam início, assim, a processos nefandos de obsessões demoradas;  Uns magotes desenfreados atacavam os burlescos transeuntes, transmitindo-lhes induções nefastas;  Se interligavam a desmandos e orgias lamentáveis;

10 10  “Expressiva faixa de humanidade terrena transita entre os limites do instinto e os pródomos da razão, mais sequiosos de sensações do que ansiosos pelas emoções superiores, natural que se permitam, nestes dias, os excessos que reprimem por todo o ano, sintonizados com as entidades que lhes são afins, é de lamentar, porém, que muitos se apresentam, nos dias normais, como discípulos de jesus.”

11 11  O verbete “carnaval” foi composto com a primeira sílaba das palavras a “carne nada vale” Dr. Bezerra de menezes Justificativa para o evento: Necessidade de descarregarem-se as tensões e recalques, segundo alguns estudiosos do comportamento e da psiquê. Dr. Bezerra de menezes

12 12  “A grande concentração mental de milhões de pessoas, na fúria carnavalesca, irradiações dos que participavam ativamente, enlouquecidos, e dos que, por qualquer razão, se sentiam impedidos, afetava para pior a imensa área de trevas, ao tempo em que esta influenciava os seus mantenedores...”

13 13 •Fonte: Nas Fronteiras da Loucura. Médium: Divaldo P. Franco. Espírito: Manoel P. Miranda. “A festa é vestígio da barbárie e do primitivismo ainda reinantes, e que um dia desaparecerão da terra, quando a alegria pura, a jovialidade, a satisfação, o júbilo real substituírem as paixões do prazer violento e o homem houver despertado para a beleza, a arte, sem agressão nem promiscuidade.”


Carregar ppt "1. 2 •Orientações de manoel P. Miranda, que ao lado de bezerra de menezes, o autor espiritual narra suas observações durante o período de um carnaval."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google