A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

P ENSAMENTO E LINGUAGEM Lev Semenovitch Vigotsky.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "P ENSAMENTO E LINGUAGEM Lev Semenovitch Vigotsky."— Transcrição da apresentação:

1 P ENSAMENTO E LINGUAGEM Lev Semenovitch Vigotsky

2 CAPÍTULO 1 - O PROBLEMA E A ABORDAGEM O PROBLEMA A psicologia, até então, não abordava as inter-relações de seus objetos de pesquisa, estudava-os de modo isolado apenas apontando conexões aleatórias entre algumas funções, tais como :  Percepção x atenção  Atenção x memória  Memória x pensamento  PENSAMENTO X LINGUAGEM

3 A ABORDAGEM Vigotsky aponta uma relação INTRÍNSECA e INTERDEPENDENTE entre pensamento e linguagem afirmando que :  A transmissão racional e intencional de experiências e de pensamentos exige um sistema mediador : a linguagem  A palavra é uma unidade que funde o som e o significado - Som -> elemento fonético da linguagem - Significado -> permite a compreensão Propõe a análise em unidades : estudo simultâneo do pensamento e da linguagem considerando-as como funções dependentes.

4 CAPÍTULO 2 : A TEORIA DE PIAGET SOBRE A LINGUAGEM E O PENSAMENTO DAS CRIANÇAS Piaget tinha uma orientação evolucionista e foi o precursor dos estudos sistemáticos da percepção e da lógica infantis. Sua pesquisa é empírica, apoiada em conceitos da psicanálise e do desenvolvimento genético. Segundo Piaget o pensamento humano se divide em três etapas: • Autístico : forma mais primitiva, que é individual e incomunicável através da linguagem oral ou escrita, sendo suas idéias advindas da ilusão e da imaginação podendo ser transmitidas através de imagens ou símbolos. • Egocêntrico : pensamento individual intermediário entre autístico e orientado, tem como principal função a satisfação das necessidades pessoais mesclada à algumas orientações e limitações da realidade. • Orientado : pensamento consciente e inteligente,que pode ser comunicado através da linguagem oral e escrita. É adaptado à realidade e lida com fatos.

5 Piaget : • parte do pensamento individual ( egocêntrico) para o socializado ( orientado). • pensamento infantil é predominantemente egocêntrico • discurso egocêntrico não influencia o comportamento ou as ações • o discurso egocêntrico desaparece ( 7 ou 8 anos ) dando lugar ao discurso socializado Vigotsky : • parte do pensamento socializado para o individual • o discurso egocêntrico afeta e influencia as ações • o discurso egocêntrico não desaparece : transforma-se em discurso interior

6 Vigotsky aponta dois pontos na teoria de Piaget que considera serem equivocados :  Piaget afirma que o sincretismo ( mistura desordenada de diferentes idéias e conceitos ) é uma característica peculiar do pensamento infantil que tem ênfase na fase pré-operatória de seu desenvolvimento ( de 2 à 7 anos de idade). Vigotsky afirma que a criança não se utiliza do sincretismo em qualquer circunstância, mas somente recorre à ele quando se trata de objetos sobre os quais ela não tem nenhum conhecimento ou pouca familiaridade.  Para Vigostky descobertas de Piaget não se aplicam às crianças em geral, mas somente àquelas submetidas ao meio social e às condições educacionais em que suas pesquisas foram realizadas, pois o caráter mais egocêntrico ou mais socializado da fala da criança depende diretamente do meio em que está inserida e do tipo de educação a que tem acesso.

7 CAPÍTULO 3 : A TEORIA DE STERN SOBRE O DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM Stern tem uma orientação idealista e sua teoria é anti-genética. A linguagem possui 3 raízes/tendências diferentes: expressiva, social/comunicativa e intencional. Tendência intencional:  surgimento espontâneo  especificamente humana  direciona-se para a expressão e compreensão do sentido ou significado  é resultado de um processo do pensamento. Stern crê que por volta de um ano e meio ou dois anos de idade a criança descobre que cada objeto tem um símbolo permanente, que cada coisa tem seu significado.

8 Para Vigotsky :  intencionalidade da fala tem uma raiz genética e é resultado de um processo evolutivo das primeiras palavras pronunciadas somadas ao gestos de apontar objetos.  a criança não desenvolve subitamente aos 2 anos de idade a capacidade de compreender e apreender a relação entre signo e significado, tal desenvolvimento ocorre de modo contínuo e gradual.

9 CAPÍTULO 4 : AS RAÍZES GENÉTICAS DO PENSAMENTO E DA LINGUAGEM  Pensamento e linguagem têm raízes diferentes – as primeiras palavras de uma criança são puramente emocionais  Inicialmente o pensamento é não-verbal e a linguagem é não- intelectual  Mais tarde a criança passa a reconhecer que determinadas palavras referem-se à certos objetos, ações e desejos, e então sua linguagem que era afetiva-conativa passa a ser intelectual ( racional).  A fusão entre pensamento e linguagem é chamada de pensamento verbal  O pensamento verbal não é inato, é determinado pelo processo sócio-cultural.

10 CAPÍTULO 5 : GÊNESE E ESTUDO EXPERIMENTAL DA FORMAÇÃO DOS CONCEITOS  o pensamento completamente desenvolvido é aquele capaz de criar conceitos  a FUNÇÃO SENSORIAL e a PALAVRA são indispensáveis na formação de um conceito.  Os processos que levam à formação de conceitos têm duas trajetórias principais:

11 1) Formação de complexos : a criança agrupa objetos por “ famílias” As formações por complexo podem se manifestar de 5 maneiras:  Associativo : semelhança -> objetos diferentes porém com mesma cor, mesma forma, etc (ex.: bola vermelha -> bolsa vermelha...)  Coleção:contraste e complementaridade -> objetos iguais porém com cores diferentes, formas diferentes, etc.(ex.:cubo azul, cubo rosa)  Cadeia : os critérios mudam de acordo com o que chamar mais a atenção da criança. ( ex.: TRIÂNGULO amarelo -> triângulo vermelho -> triângulo AZUL -> esfera azul -> retângulo azul -> QUADRADO azul -> quadrado preto... )  Difuso : impressão de semelhança -> indefinidos e ilimitados ( ex.: triângulos -> trapézios -> quadrados... Os trapézios PARECEM ser triângulos com os vértices cortados... Os quadrados PARECEM ser trapézios...)  Pseudo- conceitos : é o elo de ligação entre o pensamento por complexos e o pensamento por conceitos : a criança começa a se apropriar dos significados das palavras

12 A formação por complexos é o que faz com que uma mesma palavra tenha significados diferentes e até mesmo opostos desde que haja algum nexo associativo entre os significados. Por exemplo, a criança pode usar a palavra “amanhã” querendo se referir à “hoje”, “ ontem” ou “ amanhã”, e se confunde pois todas fazem parte de uma mesma “família”: referem-se ao tempo. 2) Formação de conceitos potenciais : resulta do isolamento dos elementos antes agrupados, sendo o critério desse isolamento as semelhanças perceptivas sensoriais ou a semelhança de significados

13 CAPÍTULO 6 : O DESENVOLVIMENTO DOS CONCEITOS CIENTÍFICOS NA INFÂNCIA  O desenvolvimento dos conceitos – significados das palavras – pressupõe o desenvolvimento de muitas funções intelectuais tais como : atenção, memória, lógica, capacidade de comparar e diferenciar.  Os conceitos quotidianos/espontâneos são centrados no objeto (irmão) e SÃO DIFERENTES dos conceitos científicos, que se formam num ato de pensamento (exploração)  A cada nível etário a criança tem um grau de abstração de generalidade ( planta – flor – rosa ). Dessa forma os conceitos passam a ter significados de forma hierarquizada.

14 A inter-relação entre os conceitos científicos e os conceitos espontâneos remete-se à relação entre a instrução escolar e o desenvolvimento mental da criança : INSTRUÇÃO X DESENVOLVIMENTO  As funções necessárias para a aprendizagem nunca se encontram maduras quando o ensino começa - há um contínuo desenvolvimento psicológico que desabrocha com o início dos ensinamentos.  O ensino precede o desenvolvimento  As disciplinas escolares facilitam cada uma a aprendizagem das outras : as funções psicológicas por elas estimuladas desenvolvem-se num único processo.  Com a cooperação de adultos a criança pode explorar um potencial ainda não desenvolvido de sua inteligência : a Zona de Desenvolvimento Proximal ( ZDP) permite que se faça uma projeção da evolução intelectual da criança.

15 CAPÍTULO 7 – PENSAMENTO E LINGUAGEM  A unidade do pensamento verbal está no significado da palavra  Cada significado se remete à um conceito  O significado é um ato de pensamento consciente  O significado das palavras se desenvolve – a forma como a realidade é generalizada e refletida numa palavra se altera durante a infância  Dois aspectos da linguagem : Interno : significante, semântico -> progride do todo para a parte (complexo significante -> unidades semânticas -> significado único de cada palavra ) Externo : fonético -> progride da parte para o todo ( palavra -> frase simples – frase complexa -> discurso coerente )

16 DISCURSO INTERIOR X DISCURSO EXTERIOR Interior :  desenvolvimento do discurso egocêntrico  volta-se para o pensamento  permite a compreensão, a consciência do significado  ajuda a solucionar problemas e dominar idéias mais complexas  predominância do sentido sobre o significado, da frase sobre a palavra e do contexto sobre a frase Exterior :  materialização e objetivização do pensamento em palavra  transição do significado para o som  abrange o discurso oral e escrito

17 Discurso oral :  Pressupõe que o interlocutor compartilhe o conhecimento do assunto conversado ( compatibilidade de pensamentos)  É constituído por respostas e réplicas : é uma cadeia de reações  Admite abreviações e simplificações Discurso escrito :  O interlocutor não está presente e por isso exige um maior número de palavras para conseguir expressar o pensamento desejado  As palavras devem ser associadas a símbolos alfabéticos ( imagens de palavras )  Exige intelectualização e consciência dos significados

18 Para finalizar... Pensamento x linguagem : o O pensamento é gerado por nossos desejos, necessidades, interesses e emoções o O pensamento passa primeiro pelos significados e depois transforma-se em palavras o As idéias são condensadas num único pensamento mas a expressão do pensamento se dá por meio de várias palavras separadas ( o pensamento é uma nuvem que faz cair uma chuva de palavras )


Carregar ppt "P ENSAMENTO E LINGUAGEM Lev Semenovitch Vigotsky."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google