A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Categoria 0: Ausência de Patologia •Paciente diagnóstico com Diabete Melito •Sensibilidade protetora intacta •Índice tornozelo Braço (ITB) > 0,80 E pressão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Categoria 0: Ausência de Patologia •Paciente diagnóstico com Diabete Melito •Sensibilidade protetora intacta •Índice tornozelo Braço (ITB) > 0,80 E pressão."— Transcrição da apresentação:

1 Categoria 0: Ausência de Patologia •Paciente diagnóstico com Diabete Melito •Sensibilidade protetora intacta •Índice tornozelo Braço (ITB) > 0,80 E pressão sistólica do hálux > 45 mm Hg •Pode estar presente deformidade de pé •Sem história de ulceração POSSIVÉL TRATAMENTO PARA A CATEGORIA 0 •Duas a três consultas por ano, para avaliar o estado vascular, a termometria dérmica e os focos de pressão •Possíveis acomodações do sapato •Educação do paciente Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

2 Categoria 1: Neuropatia, Sem Deformidade •Ausência de sensibilidade protetora •Índice Tornozelo Braço (ITB) > 0,80 E pressão sistólica do hálux > 45 mm Hg •Sem história de ulceração •Sem história de osteoartropatia neuropática diabética (articulação de Charcot) •Sem deformidade do pé POSSÍVEIS TRATAMENTO PARA CATEGORIA 1 O mesmo da Categoria 0, mais: •Possível acomodação dos acessórios do sapato (consulta podórtica/ortótica •Consultas trimestrais, para avaliar o sapato e monitorizar a presença de sinais de irritação Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

3 Categoria 2: Neuropatia com Deformidade •Ausência de sensibilidade protetora •Índice Tornozelo e Braço (ITB) > 0,80 e pressão sistólica no hálux > 44 mm Hg •Ausência de história de ulceração neuropática •Ausência de história de articulação de Charcot •Presença de deformidade do pé (foco de pressão) POSSÍVEL TRATAMENTO PARA A CATEGORIA 2 O mesmo da Categoria 1, mais:: •Consulta podórtica ou ortótica, para acomodação do sapato sob encomenda/com profundidade extra •Possível cirurgia profilática para avaliar o foco de pressão (ex., correção do dedo em martelo ou em joanete). Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

4 Categoria 3: História de Patologia •Ausência de sensibilidade protetora •Índice Tornozelo Braço (ITB) > 0,80 e pressão sistólica do hálux > 45 mm Hg •História de ulceração neuropática •Historia de articulação de Charcot •Presennça de deformidade do pé POSSÍVEL TRATAMENTO PARA A CATEGORIA 3 O mesmo que o da Categoria 2, mais: •Consulta podórtica/ortótica para acomodação do sapato sob medida/de profundidade extra •Possível cirurgia profilática, para avaliar o foco de pressão (ex., correção de joanete ou dedo em martelo) •Poderão estar indicadas consultas mais freqüentes, para monitorização Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

5 Categoria 4A: Ulceração Neuropática •Paciente diagnosticado com diabete melito •É possível que o sensório não esteja intacto •Índice Tornozelo Braço (ITB) > 0,80 e pressão sistólica no hálux > 45 mm Hg •Deformidade de pé normalmente presente •Ausência de ulceração neuropática infectada •Ausência de osteoartropatia neuropática diabética aguda (articulação de charcot) POSSÍVEL TRATAMENTO PARA A CATEGORIA 4A O mesmo que o da Categoria 3, mais: •Instituído programa de alívio de peso •Instituído programa de troca de curativos •Instituído programa de debridamento •Monitorização termométrica da pele •Consultas a cada uma a duas semanas, se necessário •Possível cirurgia profilática Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

6 Categoria 4B: Articulação de Charcot •Paciente diagnosticado com diabete melito •Ausência do sensório •Índice Tornozelo Braço (ITB) > 0,80 e pressão sistólica no hálux > 45 mm Hg •Úlceração neuropática não infectada pode estar presente •Presença de osteoartropatia neuropática (articulação de Charcot) POSSÍVEL TRATAMENTO PARA A CATEGORIA 4B O mesmo que o da Categoria 3, mais: •Instituído programa de alívio de peso; possível fôrma moldada de contato total •Consultas semanais oe bissemanais (em relação à forma moldada de contato total •Monitorizações termométrica da pele e radiográfica •Em presença de úlcera, o tratamento será o mesmo que para a categoria 4A Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

7 Categoria 5: Pé de Diabético Infectado •Paciente diagnosticado com diabetes melito •É possível que o sensório esteja, ou não, intacto •Ferida infectada •Poderá estar presente a articulação de Charcot POSSÍVEL TRATAMENTO PARA A CATEGORIA 2 O mesmo que o da Categoria 4, mais: •Desbridamento de tecido infectado e osso •Possível hospitalização •Antibioticoterapia •Tratamento médico •Fôrma moldada de contato total contra-indicada, até que a categoria do diabete caia para 4 Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration

8 Categoria 6: Pé Disvascular •Paciente diagnosticado com diabete melito •O sensório pode, ou não, estar intacto •Índice Tornozelo Braço (ITB) < 0,80 e pressão sistólica do hálux < 45 mm Hg, ou tensão do oxigênio transcutânea, podálica < 40 mm Hg •Ulceração poderá estar presente POSSÍVEL TRATAMENTO PARA CATEGORIA 3 •Consulta vascular, possível revascularização •Em presença de infecção, o tratamento é o mesmo que para a Categoria 5 •Consulta vascular, concomitante como controle da infecção •Fôrma moldada geralmente contra-indicada Figura The University of Texas Diabetic Foot Classification system:Categories 4A-6: Risk Factors for Ulceration


Carregar ppt "Categoria 0: Ausência de Patologia •Paciente diagnóstico com Diabete Melito •Sensibilidade protetora intacta •Índice tornozelo Braço (ITB) > 0,80 E pressão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google