A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Exame Dermato- neurológico e Prevenção de complicações da Hanseníase Camila dos Santos Araujo Laila Djensa S. Santos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Exame Dermato- neurológico e Prevenção de complicações da Hanseníase Camila dos Santos Araujo Laila Djensa S. Santos."— Transcrição da apresentação:

1 Exame Dermato- neurológico e Prevenção de complicações da Hanseníase Camila dos Santos Araujo Laila Djensa S. Santos

2 _________________________________________________________Monitoria 2010 Introdução Diagnostico da Hanseníase -> Exame clinico Exame físico Procurar os sinais dermato neurológicos da doença Exame dermato-neurológico Identificação do comprometimento neural Incapacidade física do paciente Prevenção e tratamento de incapacidades e de deformidades.

3 _________________________________________________________Monitoria 2010 Roteiro de Diagnóstico Anamnese - história clínica e epidemiológica Exame físico Avaliação dermatológica - identificação de lesões de pele com alteração de sensibilidade Avaliação neurológica - identificação de neurites, incapacidades e deformidades Estados reacionais Diagnóstico diferencial Grau de incapacidade física

4 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Dermatológica 1.Identificar as lesões de pele 2.Pesquisar sensibilidade das lesões Característica típica da hanseníase Térmica, Dolorosa e Tátil. 32 pontos testados – 1 córnea, 6 em cada mão, 9 em cada pé. Áreas de maior frequência de lesões: face, orelhas, nádegas, braços, pernas, costas, mucosa nasal.

5 _________________________________________________________Monitoria 2010 Pesquisa da Sensibilidade Sensibilidade Térmica 2 tubos de ensaio, um com água fria e outro com água quente. * Algodão com éter. Explicar o teste ao paciente Encostar os tubos alternadamente na pele com a lesão suspeita e em pele sã.

6 _________________________________________________________Monitoria 2010 Pesquisa da Sensibilidade Sensibilidade dolorosa Realizada nas lesões, nos membros inferiores e superiores. Teste com caneta esferográfica sem tinta. É a mais importante para prevenir incapacidades- detecção precoce da diminuição/ausência de sensibilidade.

7 _________________________________________________________Monitoria 2010 Pesquisa da Sensibilidade Sensibilidade Tátil Explicar o teste ao paciente Algodão seco Teste com estesiômetro Tocar com o algodão a pele sadia e a com lesão suspeita O paciente deve relatar se sente o toque.

8 Teste com Estesiômetro

9 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Neurite ação direta do bacilo ou pela resposta imune do organismo. Quando realizar: No diagnostico Queixas Semestralmente Na alta Durante ou após o tratamento PQT.

10 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Principais nervos acometidos Trigêmeo, facial e auricular Radial, ulnar e mediano Fibular comum e tibial posterior

11 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica 1.Inspeção dos olhos, nariz, mãos e pés 2.Palpação dos troncos nervosos periféricos 3.Avaliação da força muscular

12 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Inspeção Nódulos, infiltrações, secreção, hiperemia, madarose, triquíase, ectrópio e lagoftalmo, ou opacidade da córnea. Condições da: pele, mucosas, septo nasal Calosidades, cicatrizes, atrofias, reabsorcao ossea. Marcha, pe equino.

13 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Palpação dos troncos nervosos periféricos. Identificar espessamentos neurais Palpar o nervo, e o seu trajeto (CUIDADO). Dor, choque, espessamento, consistência, formato e aderências.

14 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Palpação dos troncos nervosos periféricos.

15 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Palpação dos troncos nervosos periféricos.

16 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Força muscular

17 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Força muscular

18 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Força muscular

19 _________________________________________________________Monitoria 2010 Avaliação Neurológica Mobilidade articular das mãos e pés Identificar limitações na amplitude dos movimentos das articulações dos dedos das mãos e dos pés Se houver limitação: comprometimento funcional do músculo inervado por um determinado nervo Movimentação ativa e passiva

20 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES EM HANSENÍASE Camila Araujo

21 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES EM HANSENÍASE Tropismo para fibras nervosas Neuropatia mista Os mecanismos causadores das deformidades e das incapacidades são neurogênicos e inflamatórios.

22 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES EM HANSENÍASE Principais nervos acometidos: -Facial -Trigêmeo -Ulnar -Mediano -Radial -Fibular comum -Tibial

23 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NO NARIZ Ressecamento da mucosa, aumento da secreção nasal e crostas. - Aplicar soro fisiológico Secreção sanguinolenta, úlceras e perfuração no septo nasal

24 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NO NARIZ

25 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS OLHOS Ressecamento - lubrificação Diminuição ou ausência de sensibilidade na córnea - lubrificação e auto-inspeção0

26 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS OLHOS Lagoftalmo - Aumento da força muscular das pálpebras, lubrificação e proteção para os olhos. Triquíase - Retirada dos cílios invertidos e lubrificação Corpo estranho conjuntival - Lavagem e retirada do corpo estranho

27 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS OLHOS

28 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS OLHOS

29 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NAS MÃOS

30 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NAS MÃOS Ressecamento das mãos - hidratação e lubrificação Calosidades nas mãos - hidratação, lixação e lubrificação

31 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NAS MÃOS

32 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NAS MÃOS Dedos em garra - exercício para melhorar movimento articular Úlceras ou feridas nas mãos - limpeza, hidratação, lixação, proteção e repouso

33 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NAS MÃOS Diminuição ou ausência de sensibilidade protetora nas mãos - proteger as mãos.

34

35 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NAS MÃOS Fraqueza dos muscular dos dedos - exercício para aumentar a força muscular

36 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS PÉS

37 Pé caído ou diminuíção da força muscular para levantar o pé - exercícios de alongamento. Diminuição ou ausência de sensibilidade protetora nos pés - Analisar os calçados, cuidado ao andar

38 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS PÉS Ressecamento dos pés - hidratação Fissuras nos pés - hidratação, lixação e lubrificação

39 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS PÉS Calosidades nos pés - hidratação, lixação e lubrificação dos pés e adaptação de calçados. Ulceras ou feridas nos pés - lavagem, hidratação, proteção com curativo estéril e repouso.

40 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS PÉS Fraqueza muscular provocando dificuldade de levantar o pé - exercícios para aumentar a força muscular Artelhos em garra - alongamento dos dedos

41 _________________________________________________________Monitoria 2010 PREVENÇÃO DE INCAPACIDADES NOS PÉS

42

43 _________________________________________________________Monitoria 2010

44

45 OBRIGADA!

46 _________________________________________________________Monitoria 2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE, Departamento de Atenção Básica, Guia para o Controle da Hanseníase, Brasília, DF, Como reconhecer e tratar reacoes hansenicas. Belo Horizonte: SES, 2005


Carregar ppt "Exame Dermato- neurológico e Prevenção de complicações da Hanseníase Camila dos Santos Araujo Laila Djensa S. Santos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google