A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Recursos Terapêuticos: Biofeedback Recursos Terapêuticos: Biofeedback UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Recursos Terapêuticos: Biofeedback Recursos Terapêuticos: Biofeedback UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA."— Transcrição da apresentação:

1 Recursos Terapêuticos: Biofeedback Recursos Terapêuticos: Biofeedback UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA CAMPUS I / JOÃO PESSOA/PB PROF. MALLISON VASCONCELOS

2 Aspectos Históricos •Wiener (1948) – Definição do termo “feedback” •Arnold Kegel (1948) – Perineômetro – 1º biofeedback para reeducação dos músculos do assoalho pélvico • Basmajan (1970) – Uso do termo biofeedback “ Uma maneira de comandar um conjunto informando-o constantemente dos resultados de suas ações em curso, permitindo assim a constatação da diferença entre esses resultados e o que era desejado a priori” “ Técnica que utiliza um equipamento habitualmente eletrônico para revelar aos seres humanos, de maneira contínua e instantânea, alguns acontecimentos fisiológicos internos normais ou anormais em forma de sinais visuais ou auditivos. Ele consiste então em aprender a manipular esses acontecimentos involuntários ou inconscientes, manipulando os sinais representados.

3 Biofeedback •Tem como objetivo modificar uma resposta fisiológica inadequada ou propiciar a aquisição de uma nova resposta fisiológica. •Variação de melhora entre 54-95% (DeKruif & Wegen,1996) detecção PROCESSO DE APRENDIZAGEM amplificação tradução O aparelho O paciente regulação automatização Grosse & Sengler,2001

4 Biofeedback •Tipos de biofeedback : EMG, Pressórico • Critérios de eficácia - Ligados ao paciente: compreensão, motivação, e concentração - Ligados ao aparelho: calibração adequada, efeitos aleatórios (isolamento, pressão abdominal, diafonias), adequação do tipo de tela, tipo de transdutor - Ligados ao terapeuta: domínio técnico do aparelho, comando verbal adequado, supervisão.

5 Aparelhos portáteis Biofeedback Eletromiográfico Myotrac ®Innosense

6 Biofeedback Eletromiográfico Tela de biofeedback Tipos de treinamento

7 Modo de operação Calibração do aparelho

8 Modo de operação Sensores de captação

9 Modo de operação

10 Disposição dos sensores

11 Modo de operação

12 PROTOCOLO DE PERRY PROTOCOLO DE KEGEL Contração: 5 seg Relaxamento: 10 seg Duração: 20 min Contração: 10 seg Relaxamento: 10 seg Duração: 20 min Modo de operação Protocolos

13 Aplicação na reeducação perineal: Biofeedback vesical Biofeedback muscular Biofeedback vesico-esfincteriano Modo de operação

14 Evolução do Perineômetro de Kegel Biofeedback Pressórico

15 Myofeedback Perina

16 Modo de operação Conectores da mangueira de ar

17 Modo de operação Conectores da mangueira de ar

18 Modo de operação Conectores da mangueira de ar

19 Modo de operação Conectores da mangueira de ar

20 Modo de operação Conectores da mangueira de ar

21 MYOFEEDBACK PERINA- QUARK Modo de operação

22

23

24

25 TIU KG40

26 ESCALA SAUERS/LIBRAS 9 sauers –0,5 lb 28 sauers – 1,0 lb 59 sauers –2,0 lb 79 sauers – 2,5 lb 93 sauers –3,0 lb PADRÃO DA ESCALA 0-10 sauers –RUIM sauers – REGULAR sauers –NORMAL sauers – BOM sauers –EXCELENTE EXTRAORDINÁRIO TIU KG 40 Modo de operação

27 KG40 - SP 9 sauers –1,5 28 sauers – 2 43 sauers – 2,5 59 sauers –3 79 sauers – 3,5 93 sauers –4 Modo de operação SENSUPOWER

28 NEURODYN EVOLUTION -IBRAMED Neurodyn Evolution

29 0 - Indicador luminoso (verde) da condição "ligado". 1 - Tecla SET+. Esta tecla serve para escolher os valores de cada parâmetro escolhido com as teclas BACK/NEXT. SET + valores crescentes. 2 - Tecla NEXT. A tecla NEXT serve para avançar para outroparâmetro. 3 - Tecla SET-. Esta tecla serve para escolher os valores de cada parâmetro escolhido com as teclas BACK/NEXT. SET - valores decrescentes. 4 - Tecla BACK. Serve para voltar para outro parâmetro. 5 - Tecla de controle START/STOP. 6 - VISOR display de cristal líquido alfanumérico. 7 - Tecla READY. 8 - Indicador luminoso da condição "pressão da sonda de látex vaginal ou anal ajustada". 9 - Indicador luminoso (amarelo). Este indicador permanecerá aceso de acordo com o tempo On Time Tecla DOWN para diminuir a intensidade de corrente elétrica Tecla UP para aumentar a intensidade de corrente elétrica. 12- Indicador luminoso da condição "comunicação com o computador bem sucedida". NEURODYN EVOLUTION -IBRAMED Modo de operação

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39 Recursos Terapêuticos: Cones vaginais Recursos Terapêuticos: Cones vaginais UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA CAMPUS I / JOÃO PESSOA/PB PROF. MALLISON VASCONCELOS

40 Descrito por Plevnik em 1985 como recurso para tonificação dos músculos do assoalho pélvico Consiste em uma série de cinco a nove cilindros pequenos de peso variável indo de 10 a 100g. São feitos de chumbo ou aço coberto com plástico e são de tamanho aproximado de um tampão com um cordão de nylon ligado a uma ponta um pouco afilada. Consiste em um complemento ao trabalho reeducativo, sua prescrição deve ser avaliada pelo terapeuta durante o tratamento. Cones vaginais

41

42 FASE ATIVA FASE PASSIVA Haddad, 1999 Fases de tratamento

43 CONE P MEDULASACRALSNC MAP Pabd Mecanismo de ação

44 Modo de uso DEITADA INCLINADA EM PÉ Posição correta dos pesos Colocação dos cones

45 ÍndiceObservação clínica 0O peso n o 1 (25g) cai 1O peso n o 1 é mantido e o n o 2 (35g) cai 2O peso n o 2 é mantido e o n o 3 (45g) cai 3O peso n o 3 é mantido e o n o 4 (55g) cai 4O peso n o 4 é mantido e o n o 5 (65g) cai 5O peso n o 5 é mantido MOREIRA et al. Mobilidade do colo vesical e Avaliação Funcional do assoalho pélvico em Mulheres Continentes e com Incontinência Urinária de Esforço Consoante o Estado Hormonal. RBGO, 24: (6), ,2002 Teste da musculatura do assoalho pélvico de forma passiva através dos cones vaginais


Carregar ppt "Recursos Terapêuticos: Biofeedback Recursos Terapêuticos: Biofeedback UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google