A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ÓXIDO NÍTRICO VIA CPAP NASAL EM NEONATOLOGIA Andrade, M.P.F; Portella, A.F; Guastavino, A.B e Barbosa, A.P. Hospital Barra D´Or - Rio de Janeiro www.paulomargotto.com.br.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ÓXIDO NÍTRICO VIA CPAP NASAL EM NEONATOLOGIA Andrade, M.P.F; Portella, A.F; Guastavino, A.B e Barbosa, A.P. Hospital Barra D´Or - Rio de Janeiro www.paulomargotto.com.br."— Transcrição da apresentação:

1 ÓXIDO NÍTRICO VIA CPAP NASAL EM NEONATOLOGIA Andrade, M.P.F; Portella, A.F; Guastavino, A.B e Barbosa, A.P. Hospital Barra D´Or - Rio de Janeiro

2 Óxido nítrico Células musculares lisas NO ↓ ↑GMPcíclico ↓ relaxamento muscular Espaço intravascular NO + hemoglobina ↓ Metahemoglobina ↓ Hemoglobina

3 Indicações  Hipertensão pulmonar – pressão na artéria pulmonar > 2/3 sistêmica com shunt extra- pulmonar pelo foramen oval e/ou canal arterial  Insuficiência respiratória hipoxêmica com shunt intrapulmonar Condição Básica: recrutamento alveolar otimizado

4 Experiência com Óxido Nítrico  Cochrane (Finner e Barrington – 2000) – redução na necessidade de ECMO e morte  Uso de NO com CPAP nasal – Paediatr Anaesth (2002) – Lindwall R, Frostell CG, Lonnqvist PA  Uso de NO através de cânula nasal em RN com HPP tardia após correção CHD – J Pediatr (2003) – Kinsella JP, Parker TA, Ivy DD, Abman SH  NO + CPAP nasal – Pediatr Res (2004) - Lindwall R, Frostell CG, Lonnqvist PA  NO + CPAP nasal em prematuros (32 semanas) com DMH – Intensive Care Med (2005) - Lindwall R, Frostell CG, Lonnqvist PA

5 Relato de caso 1  RN de 37 semanas  Pneumonia intra-útero  instalado CPAP nasal (6 cmH2O, FiO2 100%)  Grande labilidade da SaO2 ao manuseio  Ecocardigrama mostrou pressão da artéria pulmonar (55mmHg) igual a arterial sistólica, canal arterial patente (0,26cm) e tronco da artéria pulmonar dilatado  Instalado NO (20ppm) no ramo inspiratório do CPAP, permitindo a redução imediata da FiO2 para 60%.

6 Relato de caso 2  RN de 39 semanas  Apgar 4/7  Aspiração de Mecônio  Grande labilidade da SaO2 ao manuseio.  Iniciado CPAP nasal (6cmH2O, FiO2 100%), com SaO2 93%  PaCO2 43mmHg  Instalado NO (20ppm) no ramo inspiratório do CPAP → foi possível a imediata diminuição da FiO2 para 50%  Ecocardiograma com 24 horas de vida - foi normal.

7 Relato de caso 3  RN de 36 semanas  Pneumonia intra-útero  Swab de orofaringe: Streptococcus agalactiae  36h de vida - em CPAP de 7cmH2O desde o nascimento, necessitava de FiO2 de 100% para saturação 90-92%  PaCO2 45mmHg  Instalado NO (20ppm) no ramo inspiratório do CPAP possibilitando a diminuição da FiO2 imediatamente para 60%, com melhora do desconforto respiratório  Ecocardiograma realizado após a instalação do NO evidenciou pressão na artéria pulmonar de 33mmHg, com pressão sistêmica de 60mmHg, insuficiência tricúspide leve e pequeno canal arterial patente.

8 ÓXIDO NÍTRICO VIA CPAP NASAL

9 Conclusões  A administração de NO através do CPAP nasal é viável  Promove uma melhora na oxigenação nos RN com insuficiência respiratória hipoxêmica, reduzindo a necessidade da ventilação invasiva, quando a hipoxemia é a única indicação  A associação com o CPAP nasal é vantajosa pois otimiza o recrutamento alveolar, possibilitando a melhor atuação do NO


Carregar ppt "ÓXIDO NÍTRICO VIA CPAP NASAL EM NEONATOLOGIA Andrade, M.P.F; Portella, A.F; Guastavino, A.B e Barbosa, A.P. Hospital Barra D´Or - Rio de Janeiro www.paulomargotto.com.br."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google