A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Elementos de um mapa •Título – tema que é apresentado •Orientação – rosa dos ventos •Coordenadas geográficas •Legenda – guia de leitura do mapa •Escala.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Elementos de um mapa •Título – tema que é apresentado •Orientação – rosa dos ventos •Coordenadas geográficas •Legenda – guia de leitura do mapa •Escala."— Transcrição da apresentação:

1 Elementos de um mapa •Título – tema que é apresentado •Orientação – rosa dos ventos •Coordenadas geográficas •Legenda – guia de leitura do mapa •Escala

2

3 Um exemplo de legenda em um mapa

4 Escala •Permite manter a proporção entre distâncias no mapa e distâncias reais •Pode ser numérica ou gráfica •Escala grande: o mapa permite a visualização de muitos detalhes –1: •Escala pequena: o mapa não permite visualizar detalhes –1:

5 Escala gráfica e numérica

6 Duas situações para treinamento de exercícios de escalas •1 - Em um mapa com escala 1: a distância entre as cidades A e B é de 4cm. Qual é a distância real em km entre elas? –1cm no mapa equivale a cm na distância real –Faça a conversão dos cm em km –Você terá como resultado 5km –Assim, 4cm equivalem a 5km x 4 = 20Km •2 - Em um mapa duas cidades C e D estão distantes 8cm. Sabendo-se que a distância real entre elas é de 400km, qual é a escala desse mapa? –Faça a conversão dos 400km para cm –Você terá como resultado cm –Efetuando a divisão de cm por 8cm o resultado será –Assim, a escala do mapa é de 1:

7 Representação hipsométrica •O relevo é tridimensional, mas os mapas são bidimensionais •A representação do relevo nos mapas utiliza um levantamento topográfico com base nas curvas de nível (hipsometria) •O uso de cores permite visualizar com facilidade áreas mais elevadas e áreas mais baixas •A maior proximidade das curvas de nível indica uma maior declividade do terreno •O maior afastamento das curvas de nível indica uma menor declividade do terreno •Através das curvas de nível podemos construir um perfil do relevo

8 Representação hipsométrica – uso de cores

9 Observe a construção de mapas topográficos (hipsometria) e de um perfil de relevo

10 Outros exemplos

11

12 Mapas anamórficos •São mapas esquemáticos, sem obedecer a escala cartográfica. São representações em que as áreas sofrem deformações matematicamente calculadas, tornando-se diretamente proporcionais a um determinado critério que se está considerando. •Podemos usar essa técnica para representar cartograficamente diversos temas e visualizá-los de forma diferente da habitual. A superfície de cada espaço cartografado vai mudar proporcionalmente segundo uma determinada variável. •A cartografia por anamorfose é um instrumento interessante para as análises comparativas e é também “um documento de comunicação e não uma representação do mundo real” (Langlois Denain, 1996). •Veja a seguir alguns exemplos de anamorfoses:

13 Distribuição da população islâmica no mundo

14

15 Produto nacional bruto (PNB) e população absoluta

16 Projeções cartográficas •O formato da Terra é de um geoide –A superfície da Terra é curva •A superfície de um mapa é plana •Não há maneira de transferir a superfície curva da Terra para um plano sem distorções/deformações •As projeções cartográficas buscam melhorar essa transferência e representação –Não há projeção perfeita em tudo

17 Projeção cilíndrica •Ideal para representar planisférios •Possui maior precisão nas proximidades do Equador •Amplia exageradamente as regiões polares

18 Projeção cônica •Ideal para representar as médias latitudes •Visualizada na forma de um semi-círculo •Amplia as áreas representadas para as bordas externas •Reduz as áreas representadas em direção ao ponto central

19 Projeção plana, polar ou azimutal •Ideal para representar as regiões polares •Os paralelos são círculos concêntricos •Os meridianos são linhas retas, cruzando- se no ponto central •Utilizada em navegação marítima ou aérea •Utilizada para estudos geopolíticos •Provoca distorções afastando-se do ponto central

20 Pode ser útil saber... •Projeção conforme – os ângulos são preservados; as áreas são deformadas •Projeção equivalente – as áreas são preservadas; os ângulos são deformados •Projeção equidistante – não preserva formas ou dimensões, mas mantém a precisão das distâncias •Projeção afilática – não possui nenhuma das propriedades descritas anteriormente

21 Pode ser útil saber... •Projeção secante - a superfície de projeção secciona a superfície de referência. •Projeção tangente - a superfície de projeção tangencia à referência. •Projeção ortográfica – Projeta geometricamente pontos da superfície da Terra tendo como ponto de vista o infinito, sobre um plano tangente

22 Projeção tangente e secante

23 Projeção ortográfica

24 Projeção cilíndrica de Mercator •Nesta projeção os meridianos e os paralelos são linhas retas que se cortam em ângulos retos. •Manteve as formas dos continentes mas não respeitou as proporções reais. •Nela as regiões polares aparecem muito exageradas. •Favorece as desigualdades econômicas, pois amplia de maneira desigual, e aumenta mais o Hemisfério Norte. •Excelente para a navegação. •Perfeita nos ângulos e formas. •Coloca a Europa no centro do mapa (Eurocentrismo).

25 Projeção de Peters •Alterou as formas em para manter as reais proporções dos continentes. •Apesar de deformar a forma dos continentes, esta projeção mantém a área proporcional dos continentes, mais próxima do tamanho real. •Destaque ao continente Africano no centro do mapa. •Propostas de Peters: Valorização do mundo subdesenvolvido, mostrando sua área real.

26 Mais dois exemplos de projeções...

27 Cartografia Temática •Aplica os recursos da Cartografia à análise de temas diferenciados em várias áreas do conhecimento humano (história, urbanismo, biologia, geografia...) •Observe alguns exemplos do uso da Cartografia em variados temas:

28 Vídeos sugeridos: •Programa Eureka - TV Educativa - Cartografia - parte 1Programa Eureka - TV Educativa - Cartografia - parte 1 •Programa Eureka - TV Educativa - Cartografia - parte 2Programa Eureka - TV Educativa - Cartografia - parte 2 •Programa Eureka - TV Educativa - Escalas - parte 1Programa Eureka - TV Educativa - Escalas - parte 1 •Programa Eureka - TV Educativa - Escalas - parte 2Programa Eureka - TV Educativa - Escalas - parte 2 •Programa Eureka - TV Educativa - Convenções CartográficasPrograma Eureka - TV Educativa - Convenções Cartográficas •Programa Eureka - TV Educativa - Hipsometria e AnamorfosePrograma Eureka - TV Educativa - Hipsometria e Anamorfose •Telecurso - Ensino Médio - Fundação Roberto Marinho - A ciência de produzir mapasTelecurso - Ensino Médio - Fundação Roberto Marinho - A ciência de produzir mapas

29 Gabarito – exercícios testes – Módulo 3 – Frente 2 •1-B •2-B •3-E •4-E •5-B •6-A •7-D •8-E •9-A

30 Gabarito – exercícios testes – Módulo 4 – Frente 2 •1-C •2-E •3-C •4-C •5-B •6-D •7-B •9-A •10-D •11-D •12-D

31 Exercício 8 - página 36 •a) Escala é uma relação de proporção entre as distâncias representadas em um mapa e as distâncias reais. •b) Sendo os mapas representações da realidade, e diante da impossibilidade geométrica de representar a superfície terrestre – esferoidal – sem deformação ou sem perda de continuidade numa superfície plana, os mapas representam aquilo que interessa a quem o elabora. Portanto, os mapas, cartogramas, ou qualquer representação cartográfica, podem ser usados ideologicamente, omitindo informações ou destacando pontos de interesse.


Carregar ppt "Elementos de um mapa •Título – tema que é apresentado •Orientação – rosa dos ventos •Coordenadas geográficas •Legenda – guia de leitura do mapa •Escala."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google