A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Classificação das Pesquisas Prof. M. Aldeir Antônio Neto Rocha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Classificação das Pesquisas Prof. M. Aldeir Antônio Neto Rocha."— Transcrição da apresentação:

1 Classificação das Pesquisas Prof. M. Aldeir Antônio Neto Rocha

2 Com base nos objetivos São Classificadas em três grandes grupos: Exploratórias Descritivas Explicativas

3 Pesquisas Exploratórias Proporcionam maior familiaridade com o problema, tornando-o mais explícito e possibilitando a construção de hipóteses. Planejamento flexível (freqüentemente assume forma de Pesquisa bibliográfica ou estudo de caso). Geralmente, envolvem: levantamento bibliográfico, entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problema, e análise de exemplos que melhorem a compreensão.

4 Pesquisas Descritivas Objetivam descrever características de determinada população ou fenômeno ou estabelecer relação entre variáveis. Costumam assumir forma de levantamentos. Em geral utilizam técnicas padronizadas de coleta de dados.

5 Pesquisa Explicativa É o tipo que mais aprofunda o conhecimento da realidade, pois tem como preocupação central identificar fatores que determinam ou contribuem para a ocorrência dos fenômenos. Quase podemos considerá-la como a etapa final de estudos exploratórios e descritivos(se for o caso). Em geral se vale do método experimental. A aplicação deste método nas ciências sociais é revestido de muitas dificuldades. Embora na Psicologia, elas têm elevado grau de controle são consideradas “quase experimentais”.

6 Classificação das Pesquisas quanto aos procedimentos técnicos utilizados. A classificação das pesquisas em exploratórias, descritivas e explicativas ~e útil para se estabelecer o seu marco teórico, possibilitar uma aproximação conceitual. Do ponto de vista prático, porém, é necessário traçar um modelo conceitual e operativo da pesquisa, para facilitar a confrontação dos dados com a realidade. Para tanto, com freqüência, utiliza-se a seguinte classificação:

7 Pesquisa Bibliográfica e Pesquisa Documental A pesquisa bibliográfica é desenvolvida com base em material já elaborado, constituído principalmente de livros e artigos científicos. Apresenta como grande vantagem, a possibilidade do pesquisador cobrir grande área de fenômenos. Muito semelhante à bibliográfica, a pesquisa documental difere na natureza das fontes: vale-se de materiais que ainda não receberam tratamento analítico. Apresenta vantagens como a estabilidade dos dados, baixo custo, entre outros.

8 Pesquisa experimental De modo geral, a pesquisa experimental consiste em determinar um objeto de estudo, selecionar as variáveis que seriam capazes de influenciá-lo, definir as formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz no objeto(o que às vezes não é possível-histórico familiar, por exemplo). Muitas vezes há uma manipulação não- ética de alguma variável(submeter pessoas ao confinamento para apreciar sua auto-estima, por exemplo).

9 Pesquisa Ex-Post Facto A pesquisa “ a partir do fato passado”, é um estudo realizado após a ocorrência de variações na variável. O propósito é o mesmo da experimental, verificar relações entre variáveis. Um exemplo: Numa pesquisa para verificar a associação entre toxoplasmose e debilidade mental, crianças com diagnóstico de debilidade mental são submetidas a teste sorológico com o intuito de inferir se tiveram ou não infecção prévia pelo toxoplasma gondii. O mesmo exame é realizado com igual número de crianças sem debilidade, do mesmo sexo e idade, que funcionam como controle.

10 Estudo de Coorte e Levantamento Um exemplo do estudo Coorte: Uma pesquisa visa verificar a exposição passiva à fumaça de cigarro e a incidência de câncer de pulmão. O trabalho começa pela seleção de amostra exposta ao fator de risco e outra não. Após um período verifica-se o quanto o primeiro grupo está mais exposto ao risco. Não há critério de aleatoriedade na escolha. Nos levantamentos, interroga-se diretamente as pessoas cujo comportamento deseja-se conhecer, solicita-se informações e, em seguida, por análise quantitativa, obtém-se conclusões correspondentes.

11 Estudo de Campo e Estudo de Caso Muito utilizado na Antropologia, o Estudo de campo distingue-se do levantamento, basicamente, por escolher um único grupo ou comunidade e aprofundar no estudo,podendo até mesmo sofrer alterações durante o estudo. Já o levantamento é mais preciso estatisticamente e de maior alcance. O Estudo de caso é amplamente utilizado nas ciências biomédicas e sociais. Estuda profunda e exaustivamente um ou poucos objetos e tem um conhecimento detalhado. Apesar de tudo, dificulta as generalizações.

12 Pesquisa-Ação e Pesquisa Participante A pesquisa-Ação exige o envolvimento ativo do pesquisador e a ação por parte das pessoas ou grupos envolvidos no problema. É considerada por muitos, desprovida de objetividade. Muito utilizada por pesquisadores com ideologias reformistas e participativas. A pesquisa participante também se caracteriza pela interação entre pesquisadores e participantes. Tomada por muitos como sinônimos, a pesquisa- ação supõe forma de ação mais planejada, enquanto s participante privilegia o senso-comum, permitindo ao homem trabalhar, criar e interpretar a realidade a partir dos recursos que possui.

13 Atividades Acompanhar folha de atividades

14 Classificação das Pesquisas Quanto à Estrutura Pesquisas Experimentais: Realidade objetiva; Dedutivo; Descritivo; teste de teorias; ambiente controlado. Pesquisas Naturais: Realidades múltiplas; revela complexidade e significados da experiência humana; ambiente natural.

15 Pensamento de ação Pensamento Dedutivo: Pesquisadores do tipo experimental usam pensamentos dedutivos. Começam com a aceitação de um princípio ou crença, e então testam aquele princípio para explicar determinado caso ou fenômeno.. Pensamento Indutivo: Utilizado nas pesquisas Naturais. Envolve um processo no qual as regras gerais se originam, ou são desenvolvidas, a partir de casos individuais ou observação de um fenômeno.

16 Características gerais Indutivo: Não aceitação a priori de uma verdade; conclusões alternativas podem surgir a partir dos dados; desenvolve conceitos; realidades múltiplas, perspectiva holística. Dedutivo: Aceitação a priori de um verdade; somente um conjunto de conclusões é aceitável; aplica conceitos, testa conceitos a partir de fenômenos; realidade singular; perspectiva atomizada.

17 Bases filosóficas Experimental: Teoria da Ciência tradicional: separação entre os pensamentos individuais e o que é real; conhecimento verificãvel através de métodos científicos; empiricismo. Natural:Filosofia holística: os indivíduos criam sua própria realidade subjetiva, portanto eles e o “seu” conhecimento são interdependentes; o conhecimento é baseado na percepção, experiência e conhecimento individual; sugere visão plural da realidade.

18 Relação entre teoria e Pesquisa O nível de conhecimento e teorização de um campo do conhecimento determina, em parte, o tipo de desenho que deverá ser escolhido, e os métodos específicos e análise de um estudo. Propósito final das pesquisas: Testar teorias: Métodos dedutivos e desenhos Experimentais Gerar teorias: Métodos indutivos, desenhos Naturais.


Carregar ppt "Classificação das Pesquisas Prof. M. Aldeir Antônio Neto Rocha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google