A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Governança e Gestão estratégica de Dados-Novas fronteiras SECOP-29 de Maio de 2014 Seminário Nacional de TIC para Gestão Pública Carlos Barbieri.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Governança e Gestão estratégica de Dados-Novas fronteiras SECOP-29 de Maio de 2014 Seminário Nacional de TIC para Gestão Pública Carlos Barbieri."— Transcrição da apresentação:

1 Governança e Gestão estratégica de Dados-Novas fronteiras SECOP-29 de Maio de 2014 Seminário Nacional de TIC para Gestão Pública Carlos Barbieri

2  Carlos Barbieri, Eng, 1970-MSc-INPE-1974, PG Informática-1975  Cemig-30 anos na área de Dados(ABD,AD,BI), Gerente da Assessoria de Tecnologia  Professor de Pós-Graduação da FUMEC, IETEC, PUC-MG e FDC nas áreas de BI  Consultoria e treinamento no Brasil e Portugal  Coordenador da área de Qualidade da Fumsoft-Sociedade Mineira de Software, responsável pelo Programa MPS.BR Engenharia de Software-MPS.BR Governança e Qualidade de Dados-CDMP  Autor de 3 livros na área de Dados, Informações e BI:  CDMP-Certified Data Management Professional-DAMA-Data Management Association (1994)(2002)(2011)

3 Apresentação Novos ativos das organizações Inovação, Qualidade de processos Qualidade de dados Governança de Dados e Maturidade Conclusões

4 FUMSOFT - Áreas de atuação Empreendedorismo-Startup - Uma das 12 aceleradoras do Programa Startup Brasil Qualidade -Engenharia de SW-MPS.BR, com experiência em implementação em quase 100 empresas(diferentes níveis de maturidade) -CERTICS- 1 empresa -MPS-SV-2 empresas -MGD-Melhoria de Gestão de Dados- DAMA-Data management Association-BR-capítulo MG-DMBOK-Certificação CDMP Internacionalização -Apoio à exportação e à competitividade internacional Inovação - Pesquisa, desenvolvimento e gestão da inovação

5 Os novos capitais das Organizações

6 NOVO PERFIL DAS ORGANIZAÇÕES GRADATIVAMENTE AS EMPRESAS SE APROXIMAM EM TECNOLOGIA, METODOLOGIA, HDW, SW, ERP ETC O DIFERENCIAL COMPETITIVO SERÁ PELO INTANGÍVEL, ABSTRATO: CAPITAL INTELECTUAL: PESSOAS(PEOPLEWARE), DADOS->INFORMAÇÕES- >CONHECIMENTO e PROCESSOS 6

7 Nova Ordem Corporativa  Marca(C-relacional) (Valor-Mensurável)  Reputação (C-relacional) (Ainda não)  Inovação(C-relacional) (Conceito indefinido)  Dados - > Informação (C- estrutural) (Valor?)  Conhecimento(C- humano)  Processos(C-estrutural)

8 NOVO PERFIL DAS ORGANIZAÇÕES 8 ATIVOS INTANGÍVEIS Exame: julho/2011 Novas profissões: Analista de (Ativo) Intangível Ernst&Young Terco

9 ORGANIZAÇÕES CAPITAL RELACIONAL E ESTRUTURAL  Inovação  Qualidade de processos  Qualidade de informações

10 Inovação  Larry Keeley-um dos maiores especialistas em inovação do mundo  Citou exemplo de maiores inovadores atuais: Google e Apple Google: Goggle(busca por imagem), Google(busca fonética) Iphone:mix de celular, walkman,máquina fotográfica, agenda  No Brasil: Casas Bahia, que “inovou” vendendo em prazos longos (mitigou o risco da inadimplência com o aumento de vendas) e atração do cliente Pagamento do carnet na própria loja, no fundo, obrigando à pessoa a atravessar seu “mundo de ofertas”! Revista Exame-29/06/11-pag 154 Coisas refratárias à inovação 1490-inventado algo semelhante na China, com pelos de porcos espetado num osso Evolução-Europa Medieval-bochecho Século 18-1ª versão oficial 1930-advento do nailon(cerdas) 2003-MIT-considerou o > invento da História + de 60 anos a mesma coisa Definição controversa

11 NOVA ORDEM EMPRESARIAL INOVAÇÃO 11 AMERICANO (RICHARD HEINICHEN) VENDE ÁGUA DE CHUVA ENGARRAFADA (RAIN WATER)- DRIPPING SPRINGS- TEXAS Whisky on the rocks Try Whisky in the rain “O ÓBVIO É UMA DAS MAIS PERIGOSAS FORMAS DE DISTRAÇÃO”

12 Inovação Melhoria? Improvisação criativa Invenção revolucionária? “Fazer com mais qualidade o que já existe, não é INOVAR?”

13 Serendipismo: anglicismo: Inovação pela improvisação criativa, pelo acaso, considerada uma nova forma de criatividade SERENDIPITY

14 Processos Dados-Informação (C.Estrutural) Conhecimento (C.Humano)

15 CMMI MPS.BR ITIL COBIT ISO

16 Não mereceu o mesmo cuidado e atenção das “abordagens de qualidade” que tiveram os processos.

17 Evolução  Dados como lubrificante de processos-anos  Dados como combustível de processos-anos 90 até agora  Dados como ativo organizacional

18 20% das grandes empresas no UK já definem valores financeiros para os seus dados no balanço

19

20  homens enviados aos serviços de Obstetrícia, sendo 8000 ao Ginecologista  3000 pessoas(under 20) enviados aos serviços de Geriatria  1600 adultos enviados aos serviços de Psicologia p/adolescentes  Milhares de adultos enviados a Pediatras  Erros de CID, de sistemas?  Bad Data+Sick applications

21 Alto Custo da Baixa Qualidade Fonte: Information Quality Applied-Larry English Hollis Tibbetts-SOA Magazine

22 1)Diário da Justiça(28/04/2011) Mensagem de aniversário no meio de um despacho de processo de São José do Rio Preto-SP Alvarenga x Atlântico Fundo de Investimento “.... Meu coração, que hoje por ser seu dia meu primo, bate muito feliz “Mistureba” de Dados(Data mashup) 3)STJ-Despacho da juíza Nancy Andrighi, em um processo contra o Google--Aparece uma receita de Risoto (Folha de SP-08/06/12) Erros de Entrada de dados 4)Judiciário Gaúcho: Aviso de Churrasco de “Amigos” na casa da Morgana. Dia 06/12/2008. Levar bebidas e o seu fardinho 2)Diário da Justiça(31/01/2007) Resumo de novela aparece no meio de uma nota processual-SP....versus BCP AS Claro: Em “ O profeta”, Clóvis abre um sorriso e se diz muito feliz com o filho. Quando fica sozinho, esbraveja..... ADV KALRHEINZ ALVES NEUMANN- OAB/SP Dimensões da Qualidade de Dados-Executing Quality Projects Danette McGilvray-pag 110 Dim-09-Apresentação Dim-10-Confiabilidade

23 Dados do ENEM/2012  Número de inscritos pela conta do INEP:  Número de inscritos pela conta do MEC: Diferença: 2012 Ou seja : O INEP somou o ANO O Globo-24/06/12-Coluna Élio Gáspari

24

25 Alto Custo da Baixa Qualidade  Jornal Zero Hora condenado a R$5 mil reais. Erro no telefone de uma anúncio de “acompanhantes” levou a uma senhora de quase 75 anos a ganhar a causa(OGlobo-05/03/12)

26

27 BIG DATA  Entre o começo da computação e 2003, foram produzidos aproximadamente 5 exabytes de informação  Agora são criados 5 exabytes a cada 2 DIAS ERIC SCHMIDT EXECUTIVE CHAIRMAN-GOOGLE 1 EXABYTES=(Quintilhão) 1024 PB(Quadrilhão) QUE É = 1024 TB, OU SEJA > 1 MILHÃO DE TB 1 HD=1TB=SHOPPING OI- CUSTA R$300,00 A CADA 2 DIAS SÃO PRODUZIDOS=5 MILHÕES DE HD DE 1 TB

28 BIG DATA  Definição de mercado para representar um novo estado de informação, caracterizado pelos 5 V Volume,Velocidade e Variedade,Veracidade e Valor Gartner Group chama de EIM-Extreme Information Management  Nova oportunidade para TI: novos padrões, novos negócios, oportunidades de exploração

29  Depois do YottaBytes: 1 seguido de 24 zeros  International Committee for Weights and Measures já pensa na nova dimensão  Qual seria o prefixo: campanha para sugestão somente, visto que o Committee é que decide:  1 com 27 zeros:  Hellabytes, Brontobytes, Xennabytes;Lulabytes? Novas escalas

30 Data Scientist  Data Science  Estatística será o novo “sexy job”  Matemática computacional  Aplicações intensamente “data driven”  Conhecimento de ferramentas de mining, conhecimentos de métodos estatísticos de análise e conhecimento de necessidades da empresa. Não é programador  Conhecimento de Repositórios de dados  2 C: Curiosity( o que posso extrair) and Cleverness(como extrair e analisar)  Considerada uma das + promissoras profissões do futuro

31 E CO S Qualidade de dados-processos-pessoas Nova equação fundamental nas empresas D M F SI A

32 VISÃO GERAL NOS ANOS 200X GOVERNANÇA DE DADOS Gestão Estratégica de Dados Administração de Dados Gerência de Dados DMO-Escritório de Dados Gestão Moderna de Dados CDO-Chief Data Officer Governança de Informações

33 Governança de Dados  Dado como ativo organizacional(cliché #1)  Dado como elemento principal e não como elemento colateral de processos  Dado merecendo papéis dedicados(gestores de dados de negócios, Conselho de GD)  GD seria o Legislativo e Judiciário dos Dados  GD como iniciativa de Negócios

34 O Porquê da GD Q

35 Desenvolvimento de Dados Gerência de Operações de dados Processos de Apoio: GQA,MED,GCO, RSK,GPC Processos de Relacionamento: Patrocínio, Alinhamento Processos de Relacionamento: Patrocínio, Alinhamento Atributos de processo: Políticas, Plano/Ciclo, Recursos, Comunicação, Pessoas/Papéis/Capacidade, Envolvidos, Aderência, Monitoração/Gerência, Revisão,Adaptação Atributos de processo: Políticas, Plano/Ciclo, Recursos, Comunicação, Pessoas/Papéis/Capacidade, Envolvidos, Aderência, Monitoração/Gerência, Revisão,Adaptação Ref: MPS.BR Ref: DAMA

36

37 Empresas buscam Maturidade  Foco no Processo CMMI MPS.BR ITIL Cobit ISO-xxxx

38 Pesquisa Fumsoft: parceira da Dama-Data Management Association-BR

39 DAMA-Graus de Maturidade MCD-Modelo Conceitual Arq.BD Arq.DW Integrado Arq.Corporativa (dados-processos-negócios- tecnologia) Arq.MetaDados(?) Modelagem dados Modelos lógicos dados Modelos físicos BD Versão e integração de Modelos Implementação de dados Teste/produção BD Backup Recovery/Restart Performance Gerência da tecnologia e Evolução de versões Requisitos de segurança Políticas Padrões Procedimentos Auditoria Versão única-Golden records? Fontes distintas Taxonomia de dados Mestres/Ref-Hierarquias/Afiliações Arquitetura de Dados Mestres/Ref(bus,serviços,Replicação,centralização,diretório) DW,Dmarts,ETL BI-Business Intelligence Arquiteturas de BI Gerência sobre DNE(não estruturados ) Documentos, conteúdos Backup, recuperação, retenção Gerência de Conteúdo:Indexação Arquitetura Repositório Padrões Distribuição e Entrega Conscientização sobre QD Profiling e avaliação Regras e procedimentos Medições Papéis e estrutura: Comitê-Escritório de dados-gestores de dados Política,Procedimentos Regras para conflitos Supervisão das funções de Gerência de dados Conformidade com Políticas, Padrões, Arquiteturas Promover o dado como ativo

40 VISÃO GERAL NOS ANOS 200X QUALIDADE DE DADOS OPERAÇÕES DE DADOS ESTRATÉGIA DE GESTÃO DE DADOS PLATAFORMA E ARQUITETURA 1-realizado 2-gerenciado 3-definido 4-medido 5-otimizado 6 Categorias 25 PA´s Capacidade GOVERNANÇA DE DADOS RSKM(RISCOS)-CM(CONFIGURAÇÃO)-MA(MEDIÇÃO E ANÁLISE)-QA(QUALITY ASSURANCE) - GERÊNCIA DE PROCESSO DMM- 1.0 Data Maturity Model PROCESSOS DE APOIO

41

42 Governança de Dados e Informações Ou as empresas acordam ou serão engolidas pelos TSUNAMI de Dados e seus problemas

43 M G DADOS Melhoria da Gestão de Dados

44 Melhoria de Gestão de Dados Governança de Dados Gestão de Dados Problemas - Estratégias Patrocínio Políticas Princípios Propaganda(Comunicação) Programa de DM Projetos Planos Processos de GD e DM Procedimentos Pessoas Papéis Plataformas Barbix

45 Human Bits Nossa voz Nossas expressões Nossos comportamentos Nossos relacionamentos Nossos sentimentos Nossos genomas Social Dados-Informações-NOVAS FRONTEIRAS além dos Corporativos

46 Sentiment Analysis Suícidio nas Forças Armadas Americanas  Mais de 3000 membros depois de 11 de Setembro  Esforço para prever, prevenir, antever as ações  Projeto de Mining de comportamento (BHI) desenvolvido pela US Army e o NIMH-National Institute of Mental Health  Privacidade??????????? USA Today/07/out/2013

47 Dado Algo factual,evento,objeto Computado, medido,armazenado Dado Algo factual,evento,objeto Computado, medido,armazenado Informação Dado num contexto Dados montados numa ontologia com relacionamentos entre os objetos Informação Dado num contexto Dados montados numa ontologia com relacionamentos entre os objetos Conhecimento/Sabedoria Montagem de estruturas conceituais, no ser humano, representada para ser compartilhada e comunicada. Interferência da subjetividade, julgamento(sai de recursos e vira habilidade) Conhecimento/Sabedoria Montagem de estruturas conceituais, no ser humano, representada para ser compartilhada e comunicada. Interferência da subjetividade, julgamento(sai de recursos e vira habilidade) GOVERNANÇA???

48 ERA DO DADOS-INFORMAÇÃO- CONHECIMENTO/SABEDORIA STAKEHOLDER(ACIONISTA) PRINCIPAL DE UMA EMPRESA DE SALIÊNCIA E ENTRETENIMENTO MASCULINO, QUE REALIZA TREINAMENTOS PRESENCIAIS PARA CERTOS POLÍTICOS DE BRASÍLIA, EM TÉCNICAS QUE ELES APLICAM COTIDIANAMENTE NO POVO BRASILEIRO. SRA JEANY MARY CORNER DADO SENHORA QUE APARECEU EM ESCÂNDALOS EM BRASÍLIA, DONA DE UMA CASA DE TOLERÂNCIA NO LAGO PARANOÁ (metadado técnico) OU MARIA MACHADÃO DO PLANALTO(metadado de business) INFORMAÇÃO: CONHECIMENTO/ SABEDORIA 48

49 Grato Perguntas? Carlos Barbieri Fumsoft-Sociedade Mineira de Software Cel= Twitter: CarlosBarbieri Blog do Barbi- Carlos Barbieri

50 Mug Shot Informações públicas sobre acidentes,colisões,direção com bebida, roubo, brigas,etc  Milhões de registros públicos disponíveis e milhões de fontes públicas  Considerado como domínio público- serviço prestado à comunidade Baby sitter do seu filho O professor particular da sua filha  Sites cobram para retirar o seu “mugshot” dos BD´s  Mais de 80 sites faturam com esse tipo de dado-monetizing the humiliation  Privacidade e Direito à Informação ??????????????? NYTimes-06-out-2013

51 Ou Governança de Informações (Gartner)?


Carregar ppt "Governança e Gestão estratégica de Dados-Novas fronteiras SECOP-29 de Maio de 2014 Seminário Nacional de TIC para Gestão Pública Carlos Barbieri."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google