A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Edição consultada: 34a. Ed. (2007) 1a. Ed. 1954 1 Sandra Benetti.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Edição consultada: 34a. Ed. (2007) 1a. Ed. 1954 1 Sandra Benetti."— Transcrição da apresentação:

1 Edição consultada: 34a. Ed. (2007) 1a. Ed Sandra Benetti

2 Sinopse do livro André Luiz analisa os vários aspectos da mediunidade, enaltecendo o esforço dos médiuns fiéis ao mandato espiritual recebido antes da reencarnação e advertindo sobre os riscos do intercâmbio mal conduzido entre os dois mundos. Trata da psicofonia, do sonambulismo, da possessão, da clarividência, da clariaudência, do desdobramento, da fascinação, da psicometria e da mediunidade de efeitos físicos, entre outros temas, objetivando ressaltar a importância da sintonia do pensamento no trabalho mediúnico. KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 2

3 CONTEÚDO DOUTRINÁRIO KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 3 ANDRÉ LUIZ, com sua abençoada perspicácia, dedicou esta obra inteiramente à mediunidade, com isso ofertando-nos a visão “do Céu para a Terra”, em contraponto à visão “da Terra para o Céu”. buscando compreender cada vez mais os fatos da alma humana — muitos deles, na verdade, ligados ao intercâmbio dos dois Planos —, vem compreendendo as sublimes nuanças da mediunidade.

4 CONTEÚDO DOUTRINÁRIO (cont.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 4 Vida e Morte, berço e túmulo, experiência e renovação, nada mais são do que simples etapas seqüenciais do progresso espiritual, expressando-se, pujantes, num “hoje imperecível”. Na verdade, nossa mente é o nosso endereço e nossos pensamentos são as nossas criações de luz e sombra, de liberdade ou escravidão, de paz ou tortura. Dessa forma, a orientação aqui exposta para uma próspera vivência dos fenômenos mediúnicos, para cada médium e para toda a Humanidade, repousa na vivência dos ensinos de Jesus, inscritos na consciência e no coração de cada um de nós, médiuns ou não...

5 RAIOS, ONDAS, MÉDIUNS, MENTES … KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 5 Nessa belíssima introdução feita por Emmanuel, ele nos encaminha numa viagem na história da ciência no que diz respeito a MATÉRIA nos mostrando como evoluímos na conceituação da matéria. Chico e Emmanuel QUÍMICOS E FÍSICOS GEÔMETRAS MATEMÁTICOS SACERDOTES DO ESPÍRITO LABORATÓRIOSTEMPLOS: INTELIGÊNCIA À SERVIÇO DE DEUS

6 RAIOS, ONDAS, MÉDIUNS, MENTES … KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 6 Chico e Emmanuel Em vários pontos, cita o papel da Ciência na jornada evolutiva do Espírito e explica: a Ciência, buscando compreender cada vez mais os fatos da alma humana — muitos deles, na verdade, ligados ao intercâmbio dos dois Planos —, vem compreendendo as sublimes nuanças da mediunidade.

7 1 – Estudando a mediunidade KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 7 André Luiz, Hilário e dezenas de outros Espíritos, num curso rápido de ciências mediúnicas, assistem à palestra do Instrutor Albério, que esclarece ser a mente a base de todos os fenômenos mediúnicos. Na família terrena, que é a própria Humanidade, agimos e reagimos uns sobre os outros, através da energia mental em que nos renovamos constantemente... Assim, criamos, alimentamos e destruímos formas e situações, paisagens e coisas, com o que estruturamos nossos destinos. A mente é um núcleo de forças inteligentes que geram sutil plasma, o qual, ao exteriorizar-se, oferece recursos ao que pensamos. No mundo mental do agente um eventual recipiente pode interpretar os pensamentos recebidos, limitando-os à sua capacidade. “Vibrações compensadas” (RESSONÂNCIA PSÍQUICA), ao contrário, exprimem valores mentais de qualidades idênticas. Ao médium compete elevar seu padrão, pelo estudo e prática de virtudes, para só assim recolher mensagens das Grandes Almas.

8 1 – Estudando a mediunidade (cont.) 8 Mente (usina geradora da vontade do espírito) CORPO MENTAL – REVESTE A MENTE, ASSIM COMO O PERÍSPIRITO REVESTE O ESPÍRITO (Evolução Entre dois Mundos – A. Luiz) Idéia – força inteligente) Ganha forma e direção LEI DE AFINIDADE

9 1 – Estudando a mediunidade (cont.) 9 MÉDIUM As "vibrações compensadas" a que se refere o benfeitor Albério são a sintonia, a ressonância psíquica existente entre dois seres que nutrem pensamentos da mesma natureza. ESPÍRITO COMUNICANTE Na senda evolutiva, os espíritos se adiantam em grupos que se afinizam, uns auxiliando os outros a progredirem, ora reunidos na carne, ora no mundo espiritual. Para o exercício da mediunidade, o médium não pode se esquecer da necessidade do auto-aperfeiçoamento, através do estudo doutrinário e da prática dos ensinamentos evangélicos. Sem isso, corre o risco de se envolver em compensação vibratória com espíritos de baixa evolução, que somente utilizarão seus dotes mediúnicos para criar dificuldades e fazer o mal.

10 2 – O PSICOSCÓPIO 10 Especializando conhecimentos sobre mediunidade, A.Luiz e Hilário recebem do Assistente Áulus a descrição de um aparelho pequeno e leve, na forma de uma pasta, denominado “psicoscópio”. A mente é um núcleo de forças inteligentes que geram sutil plasma, o qual, ao exteriorizar-se, oferece recursos ao que pensamos. No mundo mental do agente um eventual recipiente pode interpretar os pensamentos recebidos, limitando-os à sua capacidade. “Vibrações compensadas”, ao contrário, exprimem valores mentais de qualidades idênticas. Ao médium compete elevar seu padrão, pelo estudo e prática de virtudes, para só assim recolher mensagens das Grandes Almas. Esse aparelho possibilita identificar as vibrações da alma e observar a matéria, tudo isso sem grande concentração mental. Com ele, os Espíritos classificam, de imediato, as possibilidades de um médium ou de um grupo mediúnico, segundo as radiações que projetam: a moralidade, o sentimento, a educação e o caráter.

11 2 – O PSICOSCÓPIO (CONT.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 11 Dentre outras possíveis finalidades, vemos, nesta obra, a sua utilização num grupo mediúnico, com o objetivo de, analisando a personalidade de seus integrantes, medir-lhes as reais possibilidades de trabalho. O psicoscópio, da mesma forma, tem esse caráter revelador e impede que os trabalhadores envolvidos no serviço mediúnico, tanto os médiuns como os espíritos comunicantes, ocultem ou dissimulem seus sentimentos e suas intenções. Funciona à semelhança de aparelhos existentes na Terra, como o estetoscópio, o eletroencardiógrafo, os raios X, dentre outros. Estes aparelhos, usados pela medicina terrena, revelam o estado orgânico do paciente; do ponto de vista fisiológico, permitindo o acesso a informações inacessíveis senão através deles.

12 3 – EQUIPAGEM MEDIÚNICA KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 12 É feita apresentação dos médiuns que formam o grupo mediúnico no qual A.Luiz e Hilário irão permanecer em estágio de aprendizado, sob assistência de Áulus. A “ficha psicoscópica” demonstra a natureza dos pensamentos do Espírito focalizado. É esclarecida a importância do cérebro, onde se concentram todas as manifestações da individualidade, a governar as ações oriundas dos estímulos da alma, a partir dos pensamentos. É citado o perigo que ronda os médiuns que se julgam donos de recursos espirituais que não lhes pertencem.

13 4 – ante o serviço KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 13 Os expositores evangélicos (de todas as religiões) são comparáveis a técnicos eletricistas, a desligar “tomadas mentais” de encarnados e desencarnados, através das suas boas palavras contendo princípios libertadores na esfera do pensamento. Por isso, são alvo de Espíritos vampirizadores que a eles se opõem ferreamente, às vezes, provocando sono nos ouvintes... Espíritos necessitados trazidos à reunião apresentavam lesões perispirituais (mutilações, ulcerações, paralisias). Há descrição de dois casos sobre hipnotismo e obsessão: o primeiro, ligado a vigorosa sugestão pós-hipnótica (gerando amnésia) e o segundo, versando sobre força hipnotizante (acatamento de sugestão de maldição e conseqüente concretização dessa maldição).

14 4 – ante o serviço (CONT.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 14 Turvação mental foi a expressão de que se serviu o instrutor Áulus para definir o estado em que se apresentaram os numerosos espíritos que compareceram na reunião mediúnica narrada neste capítulo. Eram parentes, amigos e desafetos dos encarnados que lá se encontravam, todos mantendo um padrão vibratório inferior e em acentuado estado de perturbação. Encontravam-se ligados aos encarnados por sintonia, que os vinculava magneticamente.

15 4 – ante o serviço (CONT.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 15 Vampirização é a ação através da qual um espírito de baixo nível de evolução imanta-se a outro, encarnado ou desencarnado, com o objetivo de sugar-lhe substância vital. Dá-se por sintonia magnética, como em todo processo obsessivo. Os casos mais freqüentes são os motivados por desregramentos no uso de alimentos, alcoólicos, fumo e até na prática sexual. Os espíritos vampirizadores fazem uso de suas vítimas como instrumento para lhes propiciar a satisfação de seus desejos, aspirando as emanações fluídicas que decorrem das práticas mencionadas.

16 4 – ante o serviço (CONT.) 16 REUNIÃO PÚBLICA REUNIÃO MEDIÚNICA Nos casos de obsessão, o esclarecimento doutrinário que é prestado nas reuniões públicas da casa espírita pode romper o vínculo magnético que une as duas partes, indispensável à instalação do processo. Já as reuniões mediúnicas, em regra, devem ser reservadas, pois é indispensável uma identidade de propósitos entre seus participantes. Entidades pertubadoras devem ser trazidas para receberem o esclarecimento doutrinário que poderá tirá-las daquela condição. Mas o grupo mediúnico deve ser homogêneo para poder lidar com elas convenientemente.

17 5 – ASSIMILAÇÃO DE CORRENTES MENTAIS KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 17 “O jato de forças mentais do Irmão Clementino atuou sobre a organização psíquica de Silva, como a corrente dirigida para a lâmpada elétrica. Apoiando-se no plexo solar, elevou-se ao sistema neurocerebrino, como energia elétrica da usina emissora que, atingindo a lâmpada, se espalha no filamento incandescente, produzindo o fenômeno da luz.” ONDA MENTAL COEFICIENTES DE FORÇA

18 6 – psicofonia consciente KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 18 A psicofonia é descrita de forma simples, qual processo de enxertia neuropsíquica. O médium “empresta” seu órgão vocal e possibilidade das sensações, mas permanece no comando firme da vontade, limitando caprichos e excessos, mantendo dessa forma a dignidade do trabalho caridoso e do próprio recinto. A ação do Espírito se dá através da alma do médium; mas não desloca ou substitui a alma do médium, comunica-se dominando-a através do pensamento O médium, nessas situações têm consciência do que exprime através das palavras, sendo que o pensamento para ele vai surgindo à medida que inicia a comunicação, o médium consciente irá agir como um intérprete do pensamento do Espírito comunicante, e para tanto terá que compreender e apropriar-se dele para o transmitir fielmente.

19 7 – socorro espiritual KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 19 Este capítulo se constitui em preciosa aula de como doutrinar um Espírito sofredor e irônico. É descrito o processo de regressão de memória (no Plano Espiritual), com ajuda de uma tela (de um metro quadrado, aproximadamente) formada de gaze tenuíssima. Que procedimento deve ter um doutrinador diante de um comportamento rebelde de um irmão obsessor? R: Não só os doutrinadores mas qualquer um de nós, devemos compreender que a rebeldia - geralmente expressa através de palavras grosseiras, violentas - esconde uma dor profunda, uma mágoa intensa, uma insatisfação grande, às vezes consigo mesmo. Entender isso é o primeiro passo para a compreensão, e, a compreensão (que não deve ser confundida com aceitação) é o procedimento correto diante de um comportamento rebelde.

20 7 – socorro espiritual (cont.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 20 O aparelho se denomina “condensador ectoplasmático” e funciona sob apoio dos médiuns. As cenas vistas pelo protagonista — o Espírito necessitado — são também percebidas intuitivamente pelo doutrinador, possibilitando-lhe o amparo adequado. O aparelho foi denominado por Áulus como sendo um "condensador ectoplasmático", ou seja condensa (torna mais denso, mais "material") o ectoplasma (que é a energia emitida pelos componentes encarnados da reunião, energia essa ainda em estudo). Os nomes variam (Áulus por exemplo também o chama de "raios de força"), mas o que obtemos do estudo de vários textos é que o ectoplasma é uma energia típica dos seres orgânicos, mais ou menos abundamente nos encarnados, e que, manipulada pelos espíritos técnicos do assunto, é usada principalmente em fenômenos de efeitos físicos.

21 7 – socorro espiritual (cont.) 21 Qual é o fator importante para o êxito do seu funcionamento? Por que? R: Embora o ectoplasma seja uma energia "física", ela é extremamente sutil e sofre enorme influência do estado mental, físico e psicológico daquele que a irradia. Isto significa que os pensamentos aumentam ou diminuem a "qualidade" do material ectoplasmático emitido. Assim, a harmonia de pensamento da equipe de encarnados, bem como a exteriorização de seus sentimentos e comportamentos influencia no funcionamento do aparelho. Numa analogia simples, sentimentos menos dignos, vícios, falta de harmonia atuam como se a tela de cinema apresentasse furos, manchas, rasgos, movimentos aleatórios, que prejudicassem a projeção do filme.

22 8 – psicofonia sonambúlica KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 22 Foi trazido à reunião mediúnica um Espírito infeliz que há mais de dois séculos permanecia estagnado no egoísmo e apegado aos bens materiais. A psicofonia é um tipo de mediunidade em que o espírito comunicante se utiliza dos órgãos físicos do médium ligados aos centros de força responsáveis pela fala, exteriorizando, através da palavra, o seu pensamento. A psicofonia sonambúlica, como vimos, é aquela que se dá com o médium em estado de sonambulismo. Emancipado de seu corpo físico por efeito desse estado, o médium dele se afasta, permitindo que o comunicante se apodere e o utilize como se nele estivesse encarnado.

23 8 – psicofonia sonambúlica (cont) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 23 No caso da mediunidade que se manifesta em estado sonambúlico, a falta de moralidade do medianeiro pode ter um resultado ainda mais desastroso, pois o médium entrega o equipamento mediúnico ao espírito. Como única maneira de influenciar a comunicação, resta a sua ascendência moral, pois, embora desprendido do corpo e sem poder de atuação sobre ele, o médium permanece presente em espírito e, sendo evolutivamente superior ao comunicante, a natural hierarquia moral que vige no mundo espiritual permite alguma vigilância quanto ao uso do aparelho mediúnico.

24 9 – possessão KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 24 Vemos aqui a inconveniência da presença na reunião mediúnica de pessoas necessitadas, principalmente as epilépticas. Nesses casos, geralmente ocorrem crises de epilepsia, por possessão espiritual, que é detalhada neste capítulo. Tal crise, que pela medicina terrestre é um ataque epiléptico, contudo, para o Plano espiritual, é considerada No caso focalizado neste capítulo, quando o um “transe mediúnico de baixo teor”. Espírito obsessor é admitido na reunião ocorre grave crise orgânica no obsidiado.

25 9 – possessão KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 25 A possessão, como uma influência espiritual negativa mais grave que a obsessão, manifesta-se quando duas mentes em desequilíbrio se imantam pela força do ódio recíproco e passam a atuar como se fossem uma só.. O transe mediúnico, quando isto acontece, está caracterizado, como esclarece a André Luiz o instrutor Áulus.

26 10 – sonambulismo torturado KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 26 Novamente se confirma a inconveniência de encarnados obsidiados assistirem à reunião mediúnica. Neste capítulo, com a chegada do Espírito perseguidor, a mulher perseguida (encarnada), presente, começa a gritar, transfigurada, contorcendo-se em pranto convulsivo, tendo a respiração sibilante e opressa. Torna-se evidente o perigo que tais acontecimentos podem representar para o encarnado, além do potencial desequilíbrio que tende a colocar em risco o clima vibratório da reunião mediúnica. A ajuda ao encarnado necessitado será produtiva com o seu encaminhamento às palestras evangélicas, à recepção de passes, ao engajamento em atividades assistenciais, ao estudo doutrinário constante e principalmente, por preces e auto-reforma.

27 10 – sonambulismo torturado (cont.) 27 No caso presente, ao contrário, a obsidiada não se afastou de seu corpo físico, como esclarece o instrutor Áulus. Ela agia por si própria, a contorcer-se em pranto convulsivo e a expressar o pensamento do obsessor. Não tendo havido o domínio do corpo físico, o que caracterizaria a possessão, podemos classificar como de subjugação o tipo de obsessão ocorrido, que consiste no domínio moral do obsidiado, controlando-lhe a vontade.

28 10 – sonambulismo torturado (cont.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 28 Como explica Áulus, quando se encontra sob a ação do obsessor, a obsidiada tem o seu cérebro por ele invadido e diversas de suas partes desestruturadas, ficando em estado de hipnose profunda e perdendo o controle da máquina cerebral. Com suas células em completo desalinho, o cérebro deixa de exercer as funções para as quais é dotado, dentre elas o registro da memória. Além disso, estando com a mente perturbada pela dominação obsessiva, sequer consegue perceber o que acontece à sua volta, não tendo como guardar os fatos na memória.

29 10 – sonambulismo torturado (cont.) KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 29 Como explica Áulus, quando se encontra sob a ação do obsessor, a obsidiada tem o seu cérebro por ele invadido e diversas de suas partes desestruturadas, ficando em estado de hipnose profunda e perdendo o controle da máquina cerebral. Com suas células em completo desalinho, o cérebro deixa de exercer as funções para as quais é dotado, dentre elas o registro da memória. Além disso, estando com a mente perturbada pela dominação obsessiva, sequer consegue perceber o que acontece à sua volta, não tendo como guardar os fatos na memória.

30 11- Desdobramento em Serviço KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 30 Desdobramento é o fenômeno pelo qual o espírito, sempre envolvido por seu perispírito, separa-se do corpo físico, ao qual se mantém ligado apenas por um laço fluídico conhecido como "cordão de prata" e vai estar em outros lugares. Este fenômeno pode ocorrer de forma anímica ou mediúnica, consciente ou inconscientemente, dependendo de existir ou não a interferência do plano espiritual e da vontade ou não do espírito que se desloca. O caso narrado no capítulo que estamos estudando é de desdobramento mediúnico e consciente. O médium deslocou-se conscientemente ao ao plano espiritual, em espírito, com o objetivo de se encontrar com um antigo trabalhador da casa que desencarnara há pouco e de transmitir uma sua mensagem, deixando seu corpo no local onde se realizava o trabalho mediúnico.

31 KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA Desdobramento em Serviço Existiriam condições inerentes ao médium para que este se torne mais eficiente na atividade de desdobramento? (OBS: Fonte auxiliar de pesquisa: PERALVA, Martins, Estudando a Mediunidade, Cap XV, Ed. FEB) Para produzir o fenômeno de desdobramento mediúnico consciente, o espírito deve contar já com algum adiantamento moral, que lhe possibilite, através do pensamento, desprender-se do corpo físico e desdobrar-se. Martins Peralva, na obra acima citada, elenca as condições que contribuem para a produção do fenômeno e que devem ser observadas pelo médium: vida pura, aspirações elevadas, potência mental, cultivo da prece e exercício constante.

32 KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA Clarividência e Clariaudiência Clarividência, também denominada vista psíquica, vista espiritual ou dupla vista, é a visão com os olhos da alma (espírito encarnado). Manifesta-se através da emancipação do espírito em relação ao seu corpo físico, quando ele se desprende da matéria, quer em estado de sono, sonambúlico, extático ou mesmo em vigília. As pessoas dotadas dessa faculdade vêem à distância, pois a visão não se opera com os olhos do corpo físico. O clarividente desloca-se no espaço e no tempo, vendo o mundo material em outro local ou em outra época, passada ou futura. É a alma a atuar fora do corpo, segundo Kardec, em A Gênese (cap. XI, item 22).

33 KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA Clarividência e Clariaudiência A clariaudiência é faculdade idêntica à clarividência, ambas pertencendo à categoria dos fenômenos anímicos e decorrentes do sentido espiritual da pessoa. O clariaudiente ouve com os ouvidos da alma, tanto o que se diz no ambiente, quanto à distância, inclusive com relação a fatos passados ou futuros. Como a clarividência, pode ser usada nas manifestações mediúnicas.

34 Fluidificação da Água KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 34 Para fluidificar a água é preciso de um recipiente especial? Ensina o Dr. Bezerra de Menezes que "a água, em face da sua constituição molecular, é elemento que absorve e conduz a bioenergia que lhe é ministrada. Quando magnetizada e ingerida, produz efeitos orgânicos compatíveis com o fluido de que se faz portadora" (em "Loucura e Obsessão). Portanto, como um grande condutor de energia, a água é o líquido indicado para que os benfeitores espirituais derramem os fluidos magnéticos necessários ao nosso refazimento físico e espiritual. Quanto ao recipiente em que deve ser depositada, qualquer um dos utilizados em nossas residências serve para esse fim. Não importa se de vidro, transparente, de metal, aberto ou tapado. Onde quer que esteja a água, os espíritos benfeitores nela depositarão os fluidos magnéticos que buscamos, pois a matéria não lhes opõe qualquer resistência.

35 Um médium mal sintonizado com os mentores da casa pode receber os mesmos fluidos recebidos pelos demais médiuns nas sessões mediúnicas? KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 35 Um médium que se mantenha distante da sintonia com os dirigentes espirituais da reunião, pelo distanciamento mental em que se situa, não conseguirá se sintonizar na mesma onda dos demais e não perceberá a atuação dos mentores. Como ocorreu com Castro, que, por um momento, fixou-se mentalmente no desejo de reencontrar a genitora desencarnada, desligando-se dos objetivos do trabalho. Embora a ação magnetizadora de Clementino tenha sido idêntica em relação aos três médiuns, em Castro ela praticamente não surtiu efeito.

36 13- Pensamento e Mediunidade KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 36 André Luiz narra que Dona Celina encontrava-se extática. O que é o êxtase? Quais as principais características deste fenômeno? O êxtase é o estado de emancipação da alma pelo qual a independência entre esta e o corpo físico se manifesta de forma mais acentuada. É um sonambulismo mais aprofundado, que permite ao espírito maior independência em relação ao corpo físico. Neste estado, o espírito pode penetrar mundos desconhecidos, entrando em relação com desencarnados que habitam esses mundos.

37 Ainda sobre a Êxtase KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 37 No estado de êxtase o aniquilamento do corpo é quase completo, praticamente apenas conservando a vida orgânica. A alma mantém-se ligada por um fio tênue, que com um esforço a mais poderia ser rompido irremediavelmente. Todos os pensamentos terrenos do extático desaparecem, passando a ter uma real noção da sua realidade espiritual, da sua própria essência imaterial. Conforme for mais ou menos elevado, é também mais ou menos apto a conhecer e a compreender as coisas. Sendo um espírito algo evoluído, que se dedica à prática do bem, pode ver os mundos superiores e compreender a felicidade dos que os habitam. Vemos um exemplo neste capítulo, em que André Luiz relata haver notado no rosto da médium "uma ventura misteriosa e ignorada na Terra".

38 Comunicação mediúnica via estado da êxtase KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 38 O instrutor que transmitia mediunicamente a mensagem final da reunião não se encontrava no local. Como é possível ao espírito se comunicar sem estar próximo ao médium? A comunicação mediúnica, excetuando-se os casos em que o médium permanece em estado de inconsciência, dá-se pela ligação mente a mente estabelecida entre comunicante e médium. Esta ligação se estabelece pela sintonia vibratória entre ambos, resultante da identidade de pensamentos e propósitos. Não há necessidade de o espírito comunicante estar ao lado do médium. A receptividade mental é que vai propiciar o êxito da comunicação. É a capacidade que o médium tem de, por meio da mente, receber o pensamento do espírito comunicante. A mente funciona como uma espécie de antena receptora e transmissora de pensamentos.

39 Qual a influência do pensamento numa manifestação mediúnica? KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 39 Temos visto em estudos anteriores que a sintonia é fator de grande relevância numa comunicação mediúnica. Em geral, sendo a comunicação intuitiva, um espírito não pode se comunicar senão através de um médium com quem mantenha relativa identidade de pensamento e que possa assimilar suas idéias. Daí a importância do pensamento na comunicabilidade com os espíritos. Pela natureza de seus pensamentos e pela sintonia vibratória por ele gerada é que o médium vai estabelecer a conexão mental com os desencarnados. A natureza da comunicação é compatível com o grau de evolução moral e intelectual do espírito, que, por sua vez, reflete estes mesmos atributos do médium.

40 Reflexão Elevemos nosso padrão de conhecimento pelo estudo bem conduzido (…) A mediunidade não basta por si só. KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 40

41 Bibliografia complementar KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 41  “Nos Domínios da Mediunidade” - Andre Luiz / Chico Xavier  “O Livro dos Espíritos “– Allan Kardec  “O Livro dos Médiuns “– Allan Kardec  “Estudando a Mediunidade” de Martins Peralva  “Diálogo com a Sombras” de Hermínio C. de Moraes  Médiuns e Mediunidades de Divaldo P. Franco  Websites: html html (clique em Serie Andre Luiz / Nos Dominios da Mediunidade)

42 KSSF - KARDECIAN SPIRITIST SOCIETY OF FLORIDA 42


Carregar ppt "Edição consultada: 34a. Ed. (2007) 1a. Ed. 1954 1 Sandra Benetti."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google