A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sexualidades e Afectos. Em todas as fases da vida: antes do nascimento quando bebés em criança na adolescência na juventude na vida adulta na maturidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sexualidades e Afectos. Em todas as fases da vida: antes do nascimento quando bebés em criança na adolescência na juventude na vida adulta na maturidade."— Transcrição da apresentação:

1 Sexualidades e Afectos

2 Em todas as fases da vida: antes do nascimento quando bebés em criança na adolescência na juventude na vida adulta na maturidade quando envelhecemos A Sexualidade está sempre presente...

3 A masturbação significa tocar ou acariciar os próprios órgãos genitais para obter prazer. É algo que pode ter inicio na infância e aumenta na puberdade, devido ao impacto do aumento do funcionamento das hormonas sexuais, quer nos rapazes, quer nas raparigas. Devido a alguns preconceitos face ao prazer, as pessoas podem sentir culpa ou vergonha por se masturbarem. No entanto, este comportamento é uma forma natural de conheceres o teu corpo. Esse conhecimento poderá, eventualmente, ajudar-te a ter mais prazer num relacionamento sexual. Masturbação

4 Não há um nível de “normalidade” para a frequência da masturbação. O facto de te masturbares, ou não o fazeres, não deve ser motivo de preocupação. Cada um vive a sua sexualidade consoante os desejos que tem e da forma que se sente melhor. No entanto, a masturbação pode não ser saudável se perturbar o teu dia-a-dia, não te permitindo realizar as tuas actividades normais, ou impedindo-te de te relacionares de forma saudável com outras pessoas. Nesse caso, poderá ser necessário falares com alguém especializado. E… para não ficares com falsa ideias, a masturbação NÃO provoca cegueira, loucura, perda de energia, infertilidade, nem borbulhas! Masturbação

5 Primeira Vez Virgindade e Na primeira relação sexual é comum que quer rapazes quer raparigas sintam alguma ansiedade. As pessoas costumam referir-se a este momento como a «primeira vez» ou a «perda da virgindade». Antigamente a sociedade dava muita importância a que uma mulher só tivesse relações sexuais após o casamento e a sexualidade no feminino era perspectivada de uma forma negativa: não se dava valor ao facto de a mulher sentir ou não prazer; a mulher não deveria ter iniciativa face à relação sexual; etc. Nesse contexto, o inicio de uma vida sexual activa por parte da mulher era visto como algo negativo: uma «perda» irreparável!

6 O hímen é uma pele muito fina que existe na entrada da vagina, que usualmente se rompe nas primeiras relações sexuais, podendo originar uma pequena perda de sangue. Contudo, o hímen pode ser muito flexível e não romper na primeira relação sexual, ou a mulher pode não ter hímen, ou pode já ter rompido (com actividades físicas intensas, por exemplo). Primeira Vez Virgindade e

7 A primeira relação pode ser muito boa, porque é um momento de entrega, proximidade e união como nunca tiveste antes. No entanto, a sensação de prazer é algo que vai aumentando com a experiência e a tua vida sexual ainda está a começar!...Não fiques frustrado/a caso esta não corra como tinhas idealizado! Muitas vezes, cai sobre os ombros do homem a responsabilidade da relação sexual. Na verdade, os homens sabem tanto quanto as mulheres e não precisam de mostrar que são os maiores. Aprender em conjunto é bom. O casal demora um certo tempo a conhecer-se e a descobrir o que agrada a cada um/a. Primeira Vez Virgindade e

8 Trabalhos de Grupo 6 grupos – 10 minutos

9 Relação Sexual É importante seres sexualmente responsável. Isso acontece quando sabes respeitar os teus sentimentos e o teu próprio corpo, assim como os sentimentos e o corpo do/a outro/a. Tal envolve também pensares na tua protecção e na do/a outro/a pessoa, contra uma gravidez e contágio de doenças. Seres responsável implica também que ambos tenham uma ideia bem clara sobre o que pretendem com essa intimidade – satisfazer curiosidade, ter filhos/as, demonstrar amor, ter prazer ou tudo isto junto. Isto implica que haja uma relação de confiança e de partilha, em que ambos possam falar abertamente sobre a relação.

10 Gravidez na Adolescência O número de jovens grávidas em Portugal é bastante elevado devido a vários factores, entre os quais: Dificuldade, vergonha ou tabu em falar sobre os temas e em obter mais informação; A utilização incorrecta dos método contraceptivos, desconhecimentos dos diferentes métodos e que nem todos servem igual às diferentes pessoas; Crenças erradas: A de que por exemplo o coito interrompido é controlável e eficaz; Muitos/as jovens desconhecem que uma mulher pode engravidar (e contrair IST’s) na primeira vez, quando tem ou não orgasmos, quando é uma relação esporádica...

11 Algumas Imagens PreservativoPílula Contracepção hormonal injectável Penso contraceptivo / adesivo DIUAnel Vaginal Pílula do dia seguinte Implante

12  P í lula - 99 a 99,9%  Contraceptivo hormonal inject á vel - 98,7 a 100%  Contraceptivo hormonal - implante - 99,93 a 100%  DIU - 98 a 99,9%  Preservativo Masculino - 90 a 95% Eficácia dos Métodos Contraceptivos para a Prevenção da Gravidez

13 Nas relações vaginais, anais e orais é obrigatório utilizar sempre preservativo. É importante colocar o preservativo com o pénis erecto antes de existir algum contacto com a vagina ou o ânus. Quando usar o preservativo? Nas relações anais deves utilizar preservativo e lubrificantes à base de água ou de silicone

14 No sexo oral deves evitar ter um contacto directo com o pénis ou a vagina utilizando sempre o preservativo ou folhas de latex. Existem preservativos com sabores que se são indicados para o sexo oral

15 1 Colocar o preservativo na glande do pénis e começar a desenrolar O preservativo quando colocado correctamente, é um meio eficaz na prevenção do VIH/SIDA, de outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e de gravidezes não desejadas

16 2 Agora o preservativo cobre completa- mente o pénis

17 3 Depois de terminado o acto sexual segure na ponta do preservativo e desenrole até o retirar do pénis

18 4 Depois de totalmente retirado dá um nó e coloca no lixo (Para sexo anal, é importante usar lubrificante)

19 É um comprimido feito com hormonas não naturais, que te oferece um elevada protecção contra a gravidez, desde que o tomes correctamente. Para tomares a pílula convém consultar um/a médico/a, pois só ele/a é que te pode indicar qual a melhor solução para ti. Lê sempre os folhetos informativos. Não deixes de tomar a pílula por causa de supostos efeitos secundários que na verdade só se verificam em alguns casos e de qualquer forma haverá sempre uma pílula adequada para ti. Pílula

20 Penso contraceptivo/adesivo Autocolante que liberta hormonas, quando aplicado sob a pele. Contracepção de emergência (pílula do dia seguinte) É um comprimido com uma elevada carga hormonal, que evita a gravidez. Não é um método contraceptivo regular, mas sim um recurso disponível se houve uma relação sexual não protegida ou um acidente contraceptivo (por exemplo, se o preservativo romper). Pode ser tomado até 72 horas após a relação mas a eficácia diminui bastante com o passar das horas. Não precisas de receita médica. Se tens de recorrer à contracepção de emergência é porque algo não correu bem. Não faças de conta que nada aconteceu, tenta perceber o porquê. Quanto mais segura a relação, mais tranquilidade e prazer ela te dará. Outros Métodos Contraceptivos

21 Como evitar a transmissão do vírus? Ao teres relações sexuais, utiliza sempre o preservativo (em qualquer forma, tipo, posição sexual). Tem atenção para só receberes transfusões devidamente controladas e utilizares agulhas sempre com material descartável ou esterilizado. NÃO se transmite: Através da partilha de copos, talheres, travesseiros, roupas lavadas, casas de banho, piscinas, saunas. Também não se transmite se abraçares ou beijares alguém portador do vírus. SIDA Infecções Sexualmente Transmissíveis

22 Via sexual Via sexual Como se apanha o VIH/SIDA : O VIH/SIDA é uma doença que se transmite através de: Em contacto com esperma e secreções vaginais, através de relações sexuais (vaginal, oral e anal) desprotegidas (ou seja sem o uso do preservativo)

23 Via sanguínea: Via sanguínea: Através de materiais cortantes, nomeadamente agulhas, lâminas entre outros e transfusões sanguíneas (pouco frequentes em países desenvolvidos)

24 Via peri-natal/vertical Via peri-natal/vertical Da mãe para o filho durante a gravidez, no momento do parto ou durante a amamentação

25 Usar sempre preservativo nas relações sexuais O que fazer? Não partilhar objectos de uso pessoal (lâminas de barbear, tesouras, escovas de dentes, agulhas e seringas)

26 No caso dos piercings e tatuagens, certifica-te que o material utilizado foi e está devidamente esterilizado, de forma a protegeres a tua saúde Depende apenas de ti… PREVINE-TE! Não te esqueças que o VIH/SIDA é uma doença que qualquer pessoa pode apanhar. Quanto maior for o teu conhecimento sobre o VIH/SIDA melhor te podes proteger e ajudar os que estão à tua volta. Não te esqueças que o VIH/SIDA é uma doença que qualquer pessoa pode apanhar. Quanto maior for o teu conhecimento sobre o VIH/SIDA melhor te podes proteger e ajudar os que estão à tua volta.

27 É difícil saber se alguém tem ou não VIH/SIDA ou outra IST apenas por olhar para uma pessoa

28 Hepatite É uma infecção viral do fígado e existem vários tipos: hepatite A, B, C, D e E, mas apenas a A e a B são sexualmente transmissíveis. A hepatite A também se transmite devido a higiene deficiente, fezes e alimentos contaminados. A hepatite B é muito mais infecciosa do que o VIH e, para além do contacto sexual, pode ser transmitida também pelo sangue ou pela saliva. Não tem cura, mas as pessoas melhoram após repouso e com uma vida saudável. Outras IST’s

29 Sífilis O seu principal sintoma é uma ferida de cor avermelhada indolor, na região genital. É curável, se devidamente acompanhada por um médico. Gonorreia Nos homens, é caracterizada por dor e ardor ao urinar e um corrimento amarelado e purulento. Nas mulheres, em estado avançado, podem haver dores no abdómen. Se não tratada, pode provocar infertilidade. Herpes genital É provocado por um vírus (de 2 tipos) que causa úlceras em duas áreas distintas: na região do nariz e da boca (tipo I) e na zona genital e anal (tipo II). Não é uma doença perigosa, mas não tem cura e é bastante incómoda. Quando os sintomas estão mais activos deve evitar-se todo e qualquer contacto sexual. Outras IST’s

30 A melhor forma de prevenir? USAR PRESERVATIVO EM TODAS AS RELAÇÕES SEXUAIS O preservativo é um objecto de material elástico, relativamente resistente que envolve os órgãos genitais masculinos ou femininos durante a relação sexual, o que impede o contacto entre os fluidos corporais.

31 Bissexualidade Hetero Homo e Nas relações amorosas, pode-se desenvolver atracção sexual por pessoas do sexo oposto (heterossexualidade), do mesmo sexo (homossexualidade), ou por pessoas de ambos os sexos (bissexualidade). A homossexualidade e a bissexualidade não são doenças ou perversões, como muitas vezes são referidas pela sociedade. Muitas vezes, a intolerância à orientação sexual, quer seja a própria ou a dos outros, esconde um medo irracional por tudo o que é diferente. Uma relação sexual com uma pessoa do mesmo sexo é como qualquer outra relação amorosa: ela provém da procura de calor humano, de intimidade, de compreensão e sentimento de pertença.

32 Sejas rapaz ou rapariga não te deves sentir pressionado/a para um namoro que não desejas ou para uma relação sexual, ou prática sexual, para a qual não estás preparado/a. O problema surge quando te pressionam, ou te sentes pressionado/a. Tens o direito a mudar de opinião, a outra pessoa deve respeitá-la. Dizer não...

33 É procurar escutar atentamente o que te dizem os teus sentimentos, os teus desejos. Não tens que te sentir obrigado/a a fazer amor, ou a ter determinada prática sexual, com o teu/tua namorado/a só porque ele/ela quer! Quando cedemos a pressões (sobre o momento, o local, as práticas, etc, da relação sexual) fazemos o que os outros desejam, sem ter em conta o que sentimos. Dizer não...

34

35

36

37

38

39

40 Tens a possibilidade e a liberdade de escolher quando, como e com quem queres iniciar a tua vida sexual. Uma escolha será possível se possuíres conhecimento sobre a tua sexualidade e consciência das vantagens e dos riscos inerentes Ter sexo com alguém é uma opção tua! Tens a possibilidade e a liberdade de escolher quando, como e com quem queres iniciar a tua vida sexual. Uma escolha será possível se possuíres conhecimento sobre a tua sexualidade e consciência das vantagens e dos riscos inerentes

41 Linhas Telefónicas de Ajuda Sexualidade em linha (gratuita) ª a 6ª das 10h as 19h e sabado das 10h as 17h Poderão inclusive dizer te onde te dirigir Linha SOS Grávida (custo chamada local) Linha SIDA (gratuita) a sabado das 14h às 20h Linha Opções – apoio à gravidez não desejada ª a 6ª das 12h às 20h

42 APF – Associação para o Planeamento da Familia Portal de Saude Sexual e Reprodutiva Associação Sentidos e Sensações Portal da Juventude – Saúde e Sexualidade Juvenil (Aqui podem ser encontrados os contactos dos Gabinetes de Saúde Juvenil do IPJ) CAD Beja e de ÉVora

43


Carregar ppt "Sexualidades e Afectos. Em todas as fases da vida: antes do nascimento quando bebés em criança na adolescência na juventude na vida adulta na maturidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google