A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

©UFS Panorama Geral da Economia de RS e Perspectivas de Crescimento para o Setor de Seguros Márcio Magnaboschi – Diretor Executivo Comercial Agosto, 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "©UFS Panorama Geral da Economia de RS e Perspectivas de Crescimento para o Setor de Seguros Márcio Magnaboschi – Diretor Executivo Comercial Agosto, 2011."— Transcrição da apresentação:

1 ©UFS Panorama Geral da Economia de RS e Perspectivas de Crescimento para o Setor de Seguros Márcio Magnaboschi – Diretor Executivo Comercial Agosto, 2011

2 Brasil: Ambiente Econômico e Político

3 6a. Maior Economia do Mundo 1 PIB US$ 2.5 trilhões e +2.9% crescimento (2011) 5a. Maior População Baixa taxa de desemprego Inflação Controlada % p.a. in 2011 Forte crescimento da classe média Infra-estrutura Pré-sal 2014 FIFA World Cup 2016 Jogos Olímpicos Fontes: 1 Banco Central 2 Brazilian Ministry of Finance 2010, Economia Brasileira em Perspectiva 3 IBGE Brasil Overview Fatos-chave e números

4 Revisitando a realidade brasileira atual Instituições Fortes –Democracia, imprensa livre e instituições econômicas Baixa vulnerabilidade externa (internacional) Baixo risco político Influência Global Sistêmica –Brasil fazendo parte dos investidores globais de planos estratégicos. Membro do G20 Temos cada vez mais uma classe média –Menos pobreza, crescimento de consumo e suporte da democracia e estabilidade da moeda US$ 350 bilhões em reservas 80% da nossa riqueza é gerada pelo mercado interno

5 Dois muito diferentes períodos de 15 anos 1980 – presidentes 15 Ministros da Fazenda 14 Presidentes do Banco Central 6 diferentes moedas com 730% de média de inflação anual Setor público ineficiente Economia fechada Crise no balanço de pagamentos Política monetária incipiente “Bagunça” fiscal 1995 – presidentes 3 Ministros da Fazenda 5 Presidentes do Banco Central 1 moeda com 7% de média de inflação anual Privatizações Economia mais aberta Baixa vulnerabilidade externa Alvo de inflação confiável Melhorando política fiscal

6 Brasil versus outros BRICs Uma única língua –Português é falado por todos Ausência de conflitos domésticos –Não temos conflitos étnicos e/ou religiosos Fronteiras pacíficas –Todos os conflitos ocorreram há mais de 1 século Baixo risco político –Brasil tem a democracia como chave Nossas desvantagens –Baixa poupança e baixa qualidade de educação (mão de obra)

7 Brasil está mudando rápido seu perfil de consumo 35.7 milhões Novos consumidores

8 (Population, M) População por distribuição de renda Fonte: Fundação Getúlio Vargas Monthly income by segment (US $1.00 = R $1.60): Class A/B ≥ $3,234; Class C = $750 to $3,234; Class D/E = $0 to $750 CAGR 6.8% 6.1% (5%) População por segmentação de renda Uma melhor distribução de renda – classe média representa 55% do total

9 Zona de Bônus Demográfico (a) Crianças e adolec. (b)Seniors Total (a) + (b) Brasil: Taxa de Dependência Econômica da População Decréscimo do número de crianças e adolecentes e aumento da população mais sênior Source: IBGE Demographic bonus % of population Year Brasil entrou numa zona de bônus demográfico, onde a população economicamente ativa é maior que os dependentes

10 5a. Maior população com aprox. 100 MM pessoas econom.ativas 190,7 160,6 99,5 97,5 44,1 Population (2010) Population > 10 Years* Economically Active* Working*Formal Employees* Fonte: IBGE and RAIS * Formal workers 2010 (Public and private) 100%93% 44% Population breakdown (2010) Detalhamento da população

11 Taxa de Desemprego Taxa de Desemprego no Brasil* (% da população economicamente ativa) Source: MTE * Metropolitan areas of São Paulo-SP, Rio de Janeiro-RJ, Belo Horizonte-MG, Porto Alegre-RS, Recife-PE e Salvador-BA Taxa de desemprego caindo consistentemente desde o início dos anos 2000

12 Brazilian Economy Outlook Economy growing gradually. Market expectations for ’12 growth are between 3% and 4% Unemployment rate in a historical low. In the last 12 years 80% of job creation was in services Public Net debt has been decreasing since ’09 (42.07%). Central Bank project to reach 31.3% in ’14 Central Bank has shifted from inflation to growth Local bond yields spiked during 4Q08, but have since declined on lower risk aversion and prospects for rate cuts. Market expecting 200bps of SELIC rate cuts during ‘12 reaching 9.0% at the year end FX intervention has reduced volatility and prevented more appreciation

13 Olhando para o futuro: ambiente institucional Democracia continua Judiciário independente Imprensa livre e competitiva Lei de responsabilidade fiscal Banco Central independente Sociedade intolerante com a inflação (ruim para a base) Ordem política: –Estado forte; –Regras e leis claras –Maior responsabilidade O Brasil definitivamente cruzou a linha da estabilidade econômica e política

14 Economia e demografia no Estado de Rio Grande do Sul

15 O Estado de Rio Grande do Sul representa 40% do PIB sulista... Fonte: IBGE 2008 Produto Interno Bruto % bilhões PIB Brasil: 2008: R$ bilhões 2010: R$ bilhões Estado | PIB 2008 (R$ Bn) 1.RS | 199,5 (40%) 2.PR | 179,3 (36%) 3.SC | 123,3 (25%) TOTAL Sul | 502,1 (100%) Fonte: IBGE 2008 ESTIMATIVA PIB RIO GRANDE DO SUL PIB Nominal | Cresc. 2009: R$ Bn 207,3 | 3,9% 2010: R$ Bn 237,9 | 14,8% Fonte: FEE

16 ... concentra 11 milhões de habitantes e 1,5 mil agência bancárias. População 2010 milhões Fonte: IBGE 2010 Número de agências bancárias 2010 Fonte: Banco Central Dez/10 unidades Corretores de Seguro # corretores % (1) (2) 39% 41% Fonte: Fenacor Jan/11 (1) PF (2) PJ Total Brasil: 191 milhões Total Brasil: Total Brasil:

17 O Mercado de Seguros

18 No Brasil, saúde é o maior segmento e planos odontológicos apresentou o maior crescimento histórico (15,9%) 15,2% Indústria de Seguros (R$ MM) 15,9% 10,7% 9,8% 13,7% Sources: Susep and ANSCAGR for SUSEP and for ANS 1 SUSEP premium as of FY2010 and ANS FY2009 (2010 not published yet) Susep ANS

19 O Mercado de Vida & AP e Planos Odontológicos no Estado de Rio Grande do Sul

20 Prêmio emitido Vida & AP 2010 Em Vida & AP, o Estado de Rio Grande do Sul concentra 50% dos prêmios do Sul e tem crescido em média 11% a.a. Fonte: Susep 2010 R$ milhões 11% Crescimento anual médio %

21 Vida em Grupo é o principal ramo e concentra 44% do prêmio da região Fonte: SUSEP Dez/10 R$ milhões Seguro Vida & AP no estado de RS 2010 (1) (1) Acidentes Pessoais Individual, Educacional, Turismo, P.C.H.V., Renda de Eventos Aleatórios

22 Fonte: ANS/2010 milhares Beneficiários de Planos Odontológicos % 29% dos beneficiários de planos odontológicos do Sul residem no Estado de Rio Grande do Sul Total Brasil: (mil)

23 Alto potencial de venda de planos odontológicos, pois o nº de beneficiários equivale a 16% do total de beneficiários de saúde Fonte: ANS/2010 milhares % de beneficiários de Planos Odontológicos em relação aos Planos de Saúde RS 16% 14,6% 7,0% Crescimento anual 06-10

24 A distribuição dos empregos de empresas privadas no Estado de Rio Grande do Sul

25 34% dos empregados de empresas privadas de grande porte do Sul estão no Estado de Rio Grande do Sul # empregados de empresas 1 privadas formais por porte Fonte: RAIS 2009 milhares Região Sul Região Sul Região Sul Estado de Rio Grande do Sul Estado de Rio Grande do Sul 1 número de CNPJs instalados na região 34% Estado de RS Sul funcionários De 50 a 999 funcionários Até 49 funcionários 37% 36% # CNPJs / # médio de funcion. 121 / / # CNPJs / # médio de funcion / / 142 # CNPJs / # médio de funcion / / 5 Estado de Rio Grande do Sul

26 Serviços e indústria empregam 69% dos trabalhadores formais no Estado de RS, Construção Civil foi o que mais cresceu em termos relativos (13,1%) Fonte: Rais 2009 # empregados de empresas 1 privadas formais por grandes setores da Economia milhares 1 número de CNPJs instalados na região Crescimento anual médio 07-09

27 Muito obrigado !!! (11)


Carregar ppt "©UFS Panorama Geral da Economia de RS e Perspectivas de Crescimento para o Setor de Seguros Márcio Magnaboschi – Diretor Executivo Comercial Agosto, 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google