A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão de Sistemas de Informação Globais UFPE, Recife, Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão de Sistemas de Informação Globais UFPE, Recife, Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 Gestão de Sistemas de Informação Globais UFPE, Recife, Brasil

2 Made onde???

3 Objetivos Indentificar os fatores que provocam a internacionalização de um negócio Comparar estratégias globais para desenvolvimento de um negócio Demonstrar como os sistemas de informação apoiam estratégias globais

4 Objetivos (cont.) Planejar o desenvolvimento de sistemas de informação internacionais Avaliar alternativas técnicas no desenvolvimento de sistemas globais

5 Desafios de Gestão Crescimento de sistemas de informação internacionais Organização de sistemas de informação internacionais Gestão de sistemas globais Aspectos tecnológicos e oportunidades

6 Infra-estrutura de Sistemas de Informação Globais Consiste nos sistemas de informação básicos necessários para coordenar comercialização mundial e outras atividades

7 GLOBAL ENVIRONMENT: BUSINESS DRIVERS & CHALLENGES CORPORATE GLOBAL STRATEGIES ORGANIZATIONAL STRUCTURE MANAGEMENT & BUSINESS PROCEDURES MANAGEMENT & BUSINESS PROCEDURES TECHNOLOGICAL PLATFORM Infra-estrutura de Sistemas de Informação Globais

8 Forças Globais sobre o Negócio Fatores culturais gerais Tecnologias de comunicação e de transporte globais Desenvolvimento de uma cultura global Surgimento de normais e padrões globais Estabilidade política Base de conhecimento global

9 Forças Globais sobre o Negócio (cont.) Fatores empresariais específicos: Mecados globais Operações e produção globais Coordenação global Força de trabalho global Economia de escala global

10 Desafios e Obstáculos a Sistemas Empresariais Globais Gerais Particularidades culturais Expectativas sociais Leis e políticas locais Específicos Padrões de telecomunicações Confiabilidade de redes Velocidade de transferência de dados Falta de consultores especializados

11 Estratégias Globais & Organização do Negócio EXPORTADOR DOMÉSTICO :: centralização no país de origem :: Caterpillar MULTINACIONAL :: base central no país de origem; produção, comercialização, marketing descentralizados em outros países :: General Motors, Intel

12 Estratégias Globais & Organização do Negócio FRANQUIA :: produto criado e inicialmente produzido no país de origem; baseado em pessoal local para produzir e comercializar em outros países :: McDonald’s, Kentucky Fried Chicken TRANSNACIONAL :: empresas globais verdadeiras; não existem uma matriz nacional; atividades gerenciadas a partir de uma perspectiva global; otimiza fornecimento e demanda, tirando proveito de vantagens competitivas locais :: Citicorp, Sony, Ford

13 FUNÇÃO FUNÇÃO DOMESTIC EXPORTER MULTI-NATIONAL FRANCHISER TRANS-NATIONAL PRODUCTION PRODUCTION CENTRALIZED CENTRALIZED DISPERSED DISPERSED COORDINATED COORDINATED FINANCE/ACCOUNTING FINANCE/ACCOUNTING CENTRALIZED CENTRALIZED CENTRALIZED CENTRALIZED CENTRALIZED COORDINATED COORDINATED SALES/MARKETING MIXED MIXED DISPERSED DISPERSED COORDINATED COORDINATED HUMAN RESOURCES HUMAN RESOURCES CENTRALIZED CENTRALIZED COORDINATED COORDINATED STRATEGIC MANAGEMENT STRATEGIC MANAGEMENT CENTRALIZED CENTRALIZED COORDINATED COORDINATEDESTRATÉGIA Estratégia Empresarial Global & Estrutura

14 Sistemas de Informação Globais CENTRALIZADO CENTRALIZADO :: base doméstica no país de origem DUPLICADO DUPLICADO :: cópias do sistema da origem é utilizado nas localizações estrangeiras (filiais) DESCENTRALIZADO DESCENTRALIZADO :: cada unidade tem um sistema único NETWORKED NETWORKED :: integrado e coordenado em todas as localidades

15 NATIONAL NATIONALESTRATÉGIA SYSTEM SYSTEM DOMESTIC DOMESTIC MULTI- TRANS- TRANS- CONFIGURATION CONFIGURATION EXPORTER EXPORTER FRANCHISER FRANCHISER NATIONAL NATIONAL CENTRALIZED CENTRALIZEDX DUPLICATED DUPLICATEDX DECENTRALIZED DECENTRALIZEDxXx NETWORKED NETWORKEDxX X : padrão dominante x : padrão emergente Configurações de Sistemas de Informação Globais

16 Reorganização do Negócio Organize as atividades que adicionam valor baseando-se na comparação de vantagens Desenvolva e opere os sistemas em cada nível: nacional, regional, internacional Estabeleça, na matriz mundial uma unidade única responsável pelo desenvolvimento de sistemas globais, com um CIO global

17 Desenvolvimento de Sistemas Globais :: Principais Problemas Concordar sobre os requisitos de usuários comuns Induzir mudanças em procedimentos do negócio Coordenar o desenvolvimento das aplicações Coordenar as liberações de novas versões de software Encorajar os usuários locais a assumir a propriedade

18 Estratégia: Divida, Conquiste e Pacifique Defina os processos de negócio centrais (core) Identifique os sistemas centrais para coordenação centralizada Escolha uma abordagem: incremental, “grand design”, evolucionária Torne claro os benefícios

19 Principais Aspectos Técnicos Integração de sistemas e hardware Conectividade Custos e tarifas Gerenciamento de rede Prazo de instalação Má qualidade de serviços internacionais Restrições regulatórias Mudanças nas exigências dos usuários Diversidade de padrões Capacidade de rede

20 Principais Aspectos Técnicos (cont.) Software Como integrar velhos sistemas com o novo? Interface do usuário (design e funcionalidades): linguagens (diferentes idiomas) podem ser uma barreira Quais são as aplicações mais importantes?

21 Referência Gerenciamento de Sistemas de Informação. Laudon & Laudon. Capítulo 15 (Gerenciando Sistemas de Informação Internacionais), pg Terceira edição, 2001.

22 Leitura Recomendada Os estudos de caso internacionais do Capítulo 15 de Laudon & Laudon.

23 Gestão de Sistemas de Informação Globais UFPE, Recife, Brasil


Carregar ppt "Gestão de Sistemas de Informação Globais UFPE, Recife, Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google