A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CAPÍTULO 4 DESENHO ORGANIZACIONAL E COMPETITIVIDADE GLOBAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CAPÍTULO 4 DESENHO ORGANIZACIONAL E COMPETITIVIDADE GLOBAL."— Transcrição da apresentação:

1 CAPÍTULO 4 DESENHO ORGANIZACIONAL E COMPETITIVIDADE GLOBAL

2 CAPÍTULO 4.1. A DIVERSIDADE DE RESPOSTAS EMPRESARIAIS ÀS FORÇAS CONTEXTUAIS

3 A ESTRATÉGIA GLOBAL COMO EXEMPLO: DIFERENTES CONCEITOS Th. Levitt (1983): Estandardização do Produto´`a Escala Mundial Hout, Porter & Rudden (1982): Economias de Escala + Obtenção de Posições + Exploração de Sinergias M. Porter (1986): Configuração Geograficamente Concentrada + Coordenação Elevada Hamel & Prahalad (1985): Competências Nucleares + Ampla Gama de Produtos + Sistema de Distribuição Mundial

4

5 CAPÍTULO 4.2. O QUADRO DE ANÁLISE INTEGRAÇÃO / RESPONSABILIZAÇÃO

6 A PROPOSTA DE PRAHALAD & DOZ (1987) A Conjugação de Dois Imperativos: Integração Global: Exploração das Oportunidades de Actuação Global ( Economias de Escala, Economias de Âmbito, Diferenc. Custos Factores...) Responsabilização Local: Adaptação às Condições de Actuação Locais ( Relacionamentos com os Governos, com Parceiros e com Clientes Locais, Adaptação dos Produtos, Diferenças Culturais...)

7

8 IMPERATIVOS PARA A OBTENÇÃO DE VANTAGEM COMPETITIVA NO PLANO MUNDIAL Eficiência Global Flexibilidade Multinacional Aprendizagem à Escala Mundial

9 EFICIÊNCIA GLOBAL A Eficiência como ratio entre inputs e outputs... Δ Eficiência e o Quadro de Análise Integração/ Responsabilização ˂ Custos através da Integração e Racionalização das actividades à Escala Mundial ˃ Rendimentos pela Responsabilização e Arbitragem das Diferenças Nacionais (Cfr. Ghemawat, 2003)

10 FLEXIBILIDADE MULTINACIONAL Capacidade da Empresa para Gerir os Riscos e Explorar as Oportunidades decorrentes da diversidade e volatilidade dos ambientes internacionais onde actua Quatro Tipos de Riscos Macro-económicos Políticos Competitivos Recursos... A gestão integrada destes riscos múltiplos exige FLEXIBILIDADE

11 APRENDIZAGEM À ESCALA MUNDIAL Combinando Competências Específicas com a captação internacional de recursos, relações e conhecimentos A Diversidade como um Activo: Explorando a presença em múltiplos ambientes... A importância da criação de Diversidade Organizacional para integrar aprendizagens provenientes de distintos contextos

12 OS PRINCIPAIS INSTRUMENTOS 1)Diferenças Nacionais 2)Economias de Escala 3)Economias de Âmbito

13 Diferenças Nacionais Diferenças no Mercado dos Inputs Custos dos Factores Acesso a Recursos Naturais Acesso a Recursos Humanos Qualificados Dinâmicas de Inovação Diferenças no Mercado dos Outputs Diferenças de Gostos Quadros Legais Diferenciados Diferenças nos Sistemas de Distribuição... A importância da arbitragem e da gestão das inter-acções e do tempo para identificar e aproveitar as diferenças nacionais

14 Economias de Escala O Efeito Experiência: As Vantagens do Avanço na Curva de Experiência Economias de Escala pela ligação entre elementos da Cadeia de Valor As Tecnologias de Informação como Facilitador

15 Economias de Âmbito Desenvolvimento, Produção ou Distribuição Conjunta de Bens / Serviços Partilha de Investimentos e Custos através da cadeia de valor Partilha de Relações Externas Partilha de Aprendizagens através de diferentes mercados e áreas de negócio

16 Imperativo Diferenças Nacionais Economias de Escala Economias de Âmbito Eficiência Custos Factores Aproveitº do Potencial de Econ. de Escala Partilha de Invest. e Custos entre Mercados e Negóc. Flexibilidade Tipos de Riscos Conjugando Escala c/ Flexibilidade Estratég. e Operac. Diversif. Riscos e Criação de Opções Aprendizag. Difer. Gestão Difer. SNI Beneficiando da Experiência: Reduç. Custos e Inovação Aprendiz. Partilhad. entre difer. Produtos Mercados e Negóc. CONJUGANDO IMPERATIVOS E INSTRUMENTOS

17 CAPÍTULO 4.3. MODELOS ORGANIZACIONAIS

18 Diferentes Percepções e Respostas aos Imperativos: Mentalidades e Estratégias Estratégia Multinacional Estratégia Internacional Estratégia Global Estratégia Transnacional

19 ESTRATÉGIA MULTINACIONAL Diferenciação dos Produtos para responder às Diferenças Nacionais Autonomia das Subsidiárias Inovações Locais Paradigma: Empresas Europeias

20 ESTRATÉGIA INTERNACIONAL Mercado Doméstico como Referência Básica Inovações no Mercado Doméstico são replicadas internacionalmente (Cfr. Teoria do Ciclo de Vida do Produto) Subsidiárias no estrangeiro como apêndices das operações no País de Origem ( A Lógica Missionária – Gunnar Hedlund) Paradigma: Empresas Americanas

21 ESTRATÉGIA GLOBAL O Mundo como Unidade de Análise Objectivo Básico: Eficiência Global, através da Estandardização dos Produtos The same Thing, the Same Way, Everywhere Inovações Centrais, para um Mercado Mundial Subsidiárias no estrangeiro como Canais de Distribuição Paradigma: Empresas Japonesas

22 A ADEQUAÇÃO UNIDIMENSIONAL É INSUFICIENTE MULTINACIONAL »»»»»»»»»»»»»»» Flexibilidade... Mas é incapaz de promover a Eficiência Global e a Aprendizagem INTERNACIONAL »»»»»»»»»»»»»»»» Alguma Adaptação Local, Eficiência Limitada e Aprendizagem de Sentido Único... Mas é incapaz de responder em simultâneo aos 3 Imperativos GLOBAL »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»» Eficiência Global... Mas é incapaz de promover a Flexibilidade e a Aprendizagem

23 A TRANSNACIONAL COMO RESPOSTA A Necessidade de Responder Simultaneamente aos 3 Objectivos Configuração Diferenciada de Activos e Capacidades: Dispersão, Interdependência e Especialização Centralização Excentralização Descentralização

24

25

26 PERSPECTIVAS SEMELHANTES À TRANSNACIONAL Gunnar Hedlund: A Empresa Heterárquica White & Poynter: A Empresa Horizontal Doz, Santos & Williamson: A Empresa Metanacional

27

28

29 A EMPRESA METANACIONAL (DOZ ET ALLII, 2002)

30

31

32 CONSTRUINDO VANTAGENS COMPETITIVAS À ESCALA MUNDIAL: AS TAREFAS ESTRATÉGICAS Defendendo a Dominância Mundial Construir Novas Vantagens – e Defender as Existentes Desenvolver Formas de Ultrapassar os Pontos Fracos Desafiando o Líder Global A importância das Estratégias de Envolvimento Protegendo Nichos Domésticos Criação de Defesas no Âmbito Nacional Compensar as Vantagens dos Concorrentes: O Apoio Governamental aos Campeões Nacionais Promoção de Alianças


Carregar ppt "CAPÍTULO 4 DESENHO ORGANIZACIONAL E COMPETITIVIDADE GLOBAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google