A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Manuel Reis Ferreira Turismo e cultura constituem um binómio inseparável no centro das oportunidades de desenvolvimento Valorização dos Recursos Produção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Manuel Reis Ferreira Turismo e cultura constituem um binómio inseparável no centro das oportunidades de desenvolvimento Valorização dos Recursos Produção."— Transcrição da apresentação:

1

2 Manuel Reis Ferreira

3 Turismo e cultura constituem um binómio inseparável no centro das oportunidades de desenvolvimento Valorização dos Recursos Produção de Conteúdos Apresentação e Interpretação Planeamento Regional e Local Gestão Estratégica de Produtos e Destinos Turísticos ACÇÃO

4 Manuel Reis Ferreira OBJECTIVOS GERAIS DAS POLÍTICAS SECTORIAIS DE TURISMO CRESCIMENTO DO P.I.B. CRIAÇÃO DE EMPREGO GERAÇÃO DE RENDIMENTO CAPTAÇÃO DE DIVISAS

5 Manuel Reis Ferreira OBJECTIVOS ESPECÍFICOS/METAS AUMENTO DO NÚMERO DE TURISTAS AUMENTO DOS GASTOS MÉDIOS/TURISTA REDUÇÃO DA SAZONALIDADE DIVERSIFICAÇÃO DE PRODUTOS DIVERSIFICAÇÃO DE MERCADOS CRITÉRIOS PARA AS OPÇÕES DE MEDIDAS DE POLÍTICA

6 Manuel Reis Ferreira CRESCIMENTO DO TURISMO MAIS TURISTAS AUMENTO DO P.I.B. AUMENTO DO EMPREGO ENTRADA DE DIVISAS

7 Manuel Reis Ferreira CRESCIMENTO VERSUS DESENVOLVIMENTO AUMENTO DO PIB AUMENTO DO VOLUME DE EMPREGO AUMENTO DAS ENTRADAS DE DIVISAS AUMENTO DO NÚMERO DE TURISTAS AUMENTO DAS DESPESAS DOS TURISTAS MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EMPREGOS VALORIZADORES E BEM REMUNERADOS EFEITOS DIRECTOS E INDIRECTOS SOBRE A ECONOMIA REGIONAL EQUILÍBRIO ECONÓMICO SUSTENTABILIDADE E VALORIZAÇÃO DOS RECURSOS

8 Manuel Reis Ferreira A ideia de que as cidades, as regiões e os países competem entre si tal como as empresas pode ser ilusória e conduzir a interpretações redutoras. As relações de cooperação e coopetição em rede não são um jogo de soma nula, são altamente potenciadoras de sinergias. O sucesso nos mercados nem sempre é o melhor indicador de desempenho. O sucesso está em privilegiar valores e objectivos a longo prazo e não lucros imediatos - o horizonte estratégico faz variar a relação entre competitividade e sustentabilidade. COMPETITIVIDADE: UMA PERIGOSA OBSESSÃO

9 Manuel Reis Ferreira FACTORES-CHAVE DO DESTINO TURÍSTICO ACESSIBILIDADE ATRACTIVIDADE ALOJAMENTO E RESTAURAÇÃO ACTIVIDADES/ANIMAÇÃO APOIOS EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS IMAGEM E NOTORIEDADE DISTRIBUIÇÃO/OPERAÇÃO OS FACTORES ACTUAM EM SINERGIA E REQUEREM MASSA CRÍTICA OS FACTORES ACTUAM EM SINERGIA E REQUEREM MASSA CRÍTICA

10 Manuel Reis Ferreira COMO POTENCIAR A CAPACIDADE INDUTORA DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO ? VISÃO AMBIÇÃO VALORES OBJECTIVOS POLÍTICAS ESTRATÉGIAS PLANOS

11 Manuel Reis Ferreira O QUE É A ESTRATÉGIA ? VISÃO DE FUTURO MOBILIZADORA FOCO NAS COMPETÊNCIAS DISTINTIVAS ORIENTAÇÃO PARA OS MERCADOS EXPLORAR OPORTUNIDADES E RESOLVER BLOQUEIOS INOVAR DIFERENCIANDO-SE REFORÇAR IDENTIDADES VALORIZAR O PATRIMÓNIO QUALIFICAR O TERRITÓRIO E AS PESSOAS ADAPTAR-SE A ENVOLVENTES EM MUDANÇA CRIAR UM SISTEMA DE ACTIVIDADES COM SINERGIAS ESTABELECER MATRIZES PARA A ACÇÃO ORGANIZAR A APRENDIZAGEM

12 Manuel Reis Ferreira ORGANIZAÇÃO E GESTÃO ESTRATÉGICA DOS DESTINOS TURÍSTICOS GERIR O DESTINO COMO UM PRODUTO O PRODUTO É UMA EXPERIÊNCIA GLOBAL A ESTRATÉGIA TRATA DA EFICÁCIA FACE AOS OBJECTIVOS A GESTÃO TRATA DA EFICIÊNCIA NO USO DOS MEIOS O PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO FAZ A PONTE ENTRE A ESTRATÉGIA E A GESTÃO GESTÃO ESTRATÉGICA

13 Manuel Reis Ferreira NOVOS CONTEXTOS E MOTIVAÇÕES O NEGÓCIO TURÍSTICO ESTÁ EM MUDANÇA Globalização Maior nível educacional médio Novas Tecnologias de Informação e Comunicação NOVO PARADIGMA TURÍSTICO TURISMO CULTURAL TURISMO URBANO TURISMO ACTIVO ECOTURISMO SAÚDE E BEM-ESTAR RESORTS INTEGRADOS TURISMO CULTURAL TURISMO URBANO TURISMO ACTIVO ECOTURISMO SAÚDE E BEM-ESTAR RESORTS INTEGRADOS PRODUTOS EM CRESCIMENTO: A Geração Net chegou à idade adulta A Geração Net chegou à idade adulta

14 Manuel Reis Ferreira ATITUDE DOS TURISTAS IMERSÃO ABSORÇÃO PASSIVIDADEENVOLVIMENTO

15 Manuel Reis Ferreira aproveitar o ponto de inflexão estratégica para conquistar posições de mercado e construir posições competitivas duradouras QUANDO TUDO É MAIS COMPLEXO E OS CENÁRIOS PARECEM ADVERSOS Estimular o capital intelectual - o conhecimento é a principal arma competitiva Orientar as acções por estratégias robustas Ancorar as intenções estratégicas Ter posições de mercado claras e diferenciadas Património e Cultura são os melhores pontos de ancoragem estratégica

16 Manuel Reis Ferreira QUALIFICAÇÃO DOS PRODUTOS TURÍSTICOS DOMÍNIOS-CHAVE: VISÃO ABRANGENTE DE TURISMO RECREIO E LAZER CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO DIVERSIFICAÇÃO DAS ACTIVIDADES DE ANIMAÇÃO PARTICIPAÇÃO E ENVOLVIMENTO DAS PESSOAS EXPERIÊNCIAS ENRIQUECEDORAS SEGMENTADAS INVESTIMENTO NOS RECURSOS HUMANOS QUALIDADE DOS SERVIÇOS ALARGAMENTO DA CADEIA DE VALOR CONTEÚDOS INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

17 Manuel Reis Ferreira QUALIFICAÇÃO DOS ESPAÇOS TURÍSTICOS DOMÍNIOS-CHAVE: ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO QUALIDADE AMBIENTAL VALORIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO NATURAL VALORIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL HISTÓRICO E ETNOGRÁFICO SEGURANÇA EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE APOIO SINALIZAÇÃO E INFORMAÇÃO TURÍSTICA NTIC E CONTEÚDOS

18 Manuel Reis Ferreira REFORÇO DAS IDENTIDADES PRIORIDADE AO FOCO NOS RECURSOS ENDÓGENOS VALORIZAÇÃO DAS COMPETÊNCIAS DISTINTIVAS ANCORAGEM ESTRATÉGICA NO PATRIMÓNIO LOCAL PROMOÇÃO DA CRIAÇÃO CULTURAL DE BASE ENVOLVIMENTO E BENEFÍCIO PARA AS POPULAÇÕES

19 Manuel Reis Ferreira TURISMO CULTURAL EXPERIÊNCIAS CULTURAIS NO NÚCLEO DO PRODUTO CONTEÚDOS INFORMATIVOS E INTERPRETATIVOS CENTRADO NOS ATRACTIVOS DE PATRIMÓNIO CULTURAL HISTÓRICO E ETNOGRÁFICO DESCOBERTA E VALORIZAÇÃO DAS DIFERENÇAS INSTRUMENTO ESTRATÉGICO DO DESENVOLVIMENTO INTEGRADO

20 Manuel Reis Ferreira NA ERA DA INFORMAÇÃO... É PRECISO INVESTIR MUITO MAIS EM: INFORMAÇÃO PRÈ-VIAGEM INFORMAÇÃO NO DESTINO CONTEÚDOS CONTEÚDOS APRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO UTILIZAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO WWW

21 Manuel Reis Ferreira

22

23 ESTRATÉGIAS DE TURISMO CULTURAL PARTIR DO LOCAL/REGIONAL NÚCLEO DO PRODUTO CONTEÚDOS APRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO MARKETING: Criar novos públicos para o turismo e lazer cultural ESTRATÉGIAS DE PRODUTO ESTRATÉGIAS DE MERCADO ALARGAR MERCADOS DIVERSIFICAR SEGMENTAR

24 Manuel Reis Ferreira PROMOVER A CULTURA COMO FACTOR DE DESENVOLVIMENTO EIXOS ESTRATÉGICOS: REFORÇAR AS IDENTIDADES LOCAIS, APOIAR-SE NAS COMPETÊNCIAS DISTINTIVAS VALORIZAR O PATRIMÓNIO LOCAL, DESENVOLVER OS RECURSOS ENDÓGENOS CRIAR EQUIPAMENTOS CULTURAIS E SERVIÇOS DE APOIO ORGANIZAR EVENTOS E ACTIVIDADES DIVERSIFICADAS DE ANIMAÇÃO CULTURAL USAR A CULTURA COMO ALAVANCA PARA O DESENVOLVIMENTO EM POLÍTICAS DE BASE TERRITORIAL

25 Manuel Reis Ferreira AUTOR: Manuel Reis Ferreira Economista Áreas de Especialização: Turismo, Prospectiva e Estratégia Professor do Curso de Gestão Turística e Cultural do IPT: Planeamento Turístico Promoção Turística Projecto


Carregar ppt "Manuel Reis Ferreira Turismo e cultura constituem um binómio inseparável no centro das oportunidades de desenvolvimento Valorização dos Recursos Produção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google