A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CLC 5 Cultura, comunicação e média. É uma reflexão sobre o acontecido... Crónica é o único género literário produzido essencialmente para ser transportado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CLC 5 Cultura, comunicação e média. É uma reflexão sobre o acontecido... Crónica é o único género literário produzido essencialmente para ser transportado."— Transcrição da apresentação:

1 CLC 5 Cultura, comunicação e média

2 É uma reflexão sobre o acontecido... Crónica é o único género literário produzido essencialmente para ser transportado na imprensa, seja nas páginas de uma revista, seja nas de um jornal. Quer dizer, ela é feita com uma finalidade prática e pré-determinada: agradar aos leitores dentro de um espaço sempre igual e com a mesma localização, criando-se assim, no decorrer dos dias ou das semanas, uma proximidade entre o escritor e aqueles que o lêem.

3 Crónica A crónica é, basicamente, um texto escrito para ser publicado no jornal ou revista. Assim o fato de ser publicada no jornal já lhe determina vida curta. Há semelhanças entre a crónica e o texto exclusivamente informativo. Assim como o repórter, o cronista se inspira nos acontecimentos diários, que constituem a base da crónica. Entretanto, há elementos que distinguem um texto do outro. Após aproximar-se desses acontecimentos diários, o cronista dá-lhes um toque próprio, incluindo em seu texto elementos como ficção, fantasia e crítica, elementos que o texto essencialmente informativo não contém. Com base nisso, pode-se dizer que a crónica situa-se entre o Jornalismo e a Literatura, e o cronista pode ser considerado o poeta dos acontecimentos do dia-a-dia. A crónica, na maioria dos casos, é um texto curto e narrado em primeira pessoa, ou seja, o próprio escritor está "dialogando" com o leitor. Característica:

4  Significado de Crónica  s.f. Colectânea de fatos históricos, de narrações em ordem cronológica: a "Crónica de D. Fernando", de Fernão Lopes. Conjunto de notícias que circulam sobre pessoas: a crónica mundana. Secção de um jornal em que são comentados os fatos, as notícias do dia: crónica política, teatral. Género literário que consiste na apreciação pessoal dos fatos da vida quotidiana. Estatística. Conjunto de valores que uma variável toma em diferentes épocas sucessivas.  Definição de Crónica  Classe gramatical de crónica:  Substantivo feminino Separação das sílabas de crónica: cró-ni-ca Possui 7 letras Possui as vogais: a i o Possui as consoantes: c n r A palavra Crónica escrita ao contrário: acinôrc

5  Um dos estilos preferidos dos leitores são as crónicas. As crónicas nada mais é do que um género literário produzido essencialmente para ser veiculado na imprensa, seja nas páginas de uma revista, seja nas páginas de um jornal. Quer dizer, ela é feita com uma finalidade utilitária e pré-determinada: agradar aos leitores dentro de um espaço sempre igual e com a mesma localização, criando-se assim, no decorrer dos dias ou das semanas, uma familiaridade entre o escritor e aqueles que o lêem.

6  Crónica Descritiva Ocorre quando uma crónica explora a caracterização de seres animados e inanimados em um espaço, viva como uma pintura, precisa como uma fotografia ou dinâmica como um filme publicado.espaçopinturafotografiadinâmicafilme  Crónica Narrativa Tem por eixo uma história, o que a aproxima do conto. Pode ser narrado tanto na 1ª quanto na 3ª pessoa do singular. Texto lírico (poético, mesmo em prosa). Comprometido com fatos ("banais", comuns).eixosingularprosa  Crónica Dissertativa Opinião explícita, com argumentos mais "sentimentalistas" do que "racionais" (em vez de "segundo o IBGE a mortalidade infantil aumenta no Brasil", seria "vejo mais uma vez esses pequenos seres não alimentarem sequer o corpo"). Exposto tanto na 1ª pessoa do singular quanto na do plural.IBGEmortalidade infantilplural  Crónica Histórica Baseada em fatos reais, ou fatos históricos.  crónica Narrativo-Descritiva  É quando uma crónica explora a caracterização de seres, descrevendo-os. E, ao mesmo tempo mostra fatos quotidianos ("banais", comuns) no qual pode ser narrado em 1ª ou na 3ª pessoa do singular.  Crónica Humorística  Apresenta uma visão irónica ou cómica dos fatos apresentados.  Crónica Lírica  Linguagem poética e metafórica. Expressa o estado do espírito, as emoções do cronista diante de um fato de uma pessoa ou fenômeno.No geral as emoções do escritor.  Crónica Poética  Apresenta versos poéticos em forma de crónica.  Crónica Jornalística  Apresentação de aspectos particulares de noticias ou fatos. Pode ser policial, desportiva, etc..

7  Cinema é melhor para saúde do que pipoca! Conversa é melhor do que piada. Exercício é melhor do que cirurgia. Humor é melhor do que rancor. Amigos são melhores do que gente influente. Economia é melhor do que dívida. Pergunta é melhor do que dúvida. Sonhar é melhor do que NADA! Cinema é melhor para saúde do que pipoca! Conversa é melhor do que piada. Exercício é melhor do que cirurgia. Humor é melhor do que rancor. Amigos são melhores do que gente influente. Economia é melhor do que dívida. Pergunta é melhor do que dúvida. Sonhar é melhor do que NADA! Luís Fernando Veríssimo

8 Crónica Exemplos com a palavra crónica na imprensa Com dores no corpo, falta de força física e problemas de memória, recorreu a médicos. Seis meses depois, teve o diagnóstico: síndrome da fadiga crónica. "Perdi a voz por três meses. Não conseguia mais andar." Folha de São Paulo, 28/06/2009 Mas dizem que se fortaleceram com as dificuldades e hoje encaram a SIDA como uma doença crónica, que exige cuidados, mas não os impede de aproveitar a vida e fazer planos. Folha de São Paulo, 02/07/2009

9 Adolescentes na esquina - uma pequena crónica Na fotografia da minha mente e do meu coração só ficava e fica até agora a cativante e envolvente imagem daqueles adolescentes parados na esquina, festejando o mundo na batida do funk; como anjos festejando o astral ao som de uma harpa.

10  Numa manhã de sol fui ao centro de Areia Branca, bairro do município de Belford Roxo onde moro, para comprar remédio. Cruzando a esquina da Rua Ribalta - onde fica um prédio que abriga uma padaria desactivada - um grupo de cinco adolescentes trajando uniformes escolares ouviam num rádio em alto e bom som o hit Parado na Esquina do MC Robacena. O cenário denunciava o óbvio: os meninos estavam matando aula para curtirem o funk. Entre eles havia um casal de namorados. A moça estava deitada com a cabeça encostada no colo do namorado, que estava sentado na calçada. Os outros três rapazes em pé riam com prazer, liberdade, descomprometimento. O menor deles dançava com uma debochada timidez - de quem tem o prazer em não mostrar tudo que é capaz de fazer. Uma coisa ali me seduzia; o descompromisso, a irreverência, o desafio e a beleza de jovens adolescentes em uma esquina celebrando a vida. O que importa se eu acho o funk uma porcaria? Se eu acho suas letras pobres? Se há pessoas que acham que elas e sua batida induzem adolescentes e crianças à violência, à pedofilia, à prostituição, ao crime e à promiscuidade sexual? O que importa se os adolescentes de hoje estão à mercê das drogas e da falta de limites? Tudo isso se apagava da minha mente. Até mesmo a crise na Educação; o conflito entre educadores e estudantes, entre pais e filhos.

11

12 Preenchimento de espaços: A principal função da crónica não consiste em informar. O cronista não pretende relatar __________, mas sim exprimir sentimentos e _______, comentar e reflectir a partir de um assunto do _________. A crónica é, por isso, o género jornalístico com mais _________, pelo que é sempre ________ pelo seu autor. As crónicas transmitem uma visão ___________ da realidade, recorrendo quer a um tom reflexivo, quer ao humor, à ironia, ao elogio ou à crítica. O registo de língua que predomina na crónica é o ________ e por vezes até o literário, uma vez que o autor se preocupa com a originalidade e _________ do seu discurso, explorando os segundos sentidos das palavras. O escritor José Jorge Letria diz que as “crónicas aligeiram os jornais, muitas vezes sobre carregados com factos”. As crónicas visam levar os leitores a _________ e resumem por vezes uma ________ social. A notícia possui características exactamente,_______ dado ter uma função exclusivamente informativa e usar o registo de língua ________. Entre estes dois géneros, situa-se a __________ que, apesar de ter um carácter _________ e pretender informar, inclui comentários pessoais do jornalista e outros, notando-se preocupações __________ na linguagem.  assinada  corrente  cuidado  estilísticas  expressividade  factos  lição  objectivo  opiniões  opostas  pessoal  quotidiano  reflectir  reportagem  subjectividade

13 Crónica A principal função da crónica não consiste em informar. O cronista não pretende relatar factos, mas sim exprimir sentimentos e opiniões, comentar e reflectir a partir de um assunto do quotidiano. A crónica é, por isso, o género jornalístico com mais subjectividade, pelo que é sempre assinada pelo seu autor. As crónicas transmitem uma visão pessoal da realidade, recorrendo quer a um tom reflexivo, quer ao humor, à ironia, ao elogio ou à crítica. O registo de língua que predomina na crónica é o cuidado e por vezes até o literário, uma vez que o autor se preocupa com a originalidade e expressividade do seu discurso, explorando os segundos sentidos das palavras. O escritor José Jorge Letria diz que as “crónicas aligeiram os jornais, muitas vezes sobrecarregados com factos”. As crónicas visam levar os leitores a reflectir e resumem por vezes uma lição social. A notícia possui características exactamente opostas, dado ter uma função exclusivamente informativa e usar o registo de língua corrente. Entre estes dois géneros, situa-se a reportagem que, apesar de ter um carácter objectivo e pretender informar, inclui comentários pessoais do jornalista e outros, notando-se preocupações estilísticas na linguagem.  Preenchimento de espaços:  assinada  corrente  cuidado  estilísticas  expressividade  factos  lição  objectivo  opiniões  opostas  pessoal  quotidiano  reflectir  reportagem  subjectividade

14  Sabiam que :  existem vastas variedades de crónicas como as mais estranhas possíveis, exemplo:

15  Crónicas Vampirescas é o nome dado a um conjunto de obras da escritora Anne Rice, que narra a história dos vampiros Lestat de Lioncourt, Louis de Pointe du Lac, Armand, Marius de Romanus, entre outros.Anne RiceLestat de LioncourtLouis de Pointe du LacArmandMarius de Romanus  O primeiro volume das crónicas vampirescas foi Entrevista com o Vampiro, que em 1994 chegou aos cinemas, com Tom Cruise interpretando Lestat de Lioncourt, Brad Pitt como Louis de Pointe du Lac, Antonio Banderas como Armand, Kirsten Dunst como Claudia e Christian Slater como Daniel Molloy, o repórter. Entrevista com o Vampiro narra a história do vampiro Louis, que a está contando ao repórter Daniel.Entrevista com o VampiroTom CruiseLestat de LioncourtBrad PittAntonio Banderas ArmandKirsten DunstChristian Slater  O volume seguinte narra a história do vampiro Lestat, que dá o nome ao livro. A Rainha dos Condenados, terceiro volume, começa onde O Vampiro Lestat termina, dando sequência à história de Akasha.A Rainha dos CondenadosO Vampiro Lestat  O Vampiro Lestat e A Rainha dos Condenados foram filmados juntos, dando origem ao filme A Rainha dos Condenados em Nesse filme Lestat é interpretado por Stuart Townsend. O elenco ainda conta com: Aaliyah como Akasha, Marguerite Moreau como Jesse, Vincent Pérez como Marius de Romanus, Paul McGann como David Talbot e Lena Olin como Maharet.A Rainha dos CondenadosStuart TownsendAaliyahMarguerite MoreauVincent PérezMarius de RomanusPaul McGannLena Olin

16 O presente útil ou uma interpretação verdadeirame nte literal de "e se não gostares podes sempre usar para limpar o rabo".

17  Google Google    Dicionário on-line de português  Blogue de Ana Gabi liberana professora, redacção e literatura.

18 Trabalho realizado por:


Carregar ppt "CLC 5 Cultura, comunicação e média. É uma reflexão sobre o acontecido... Crónica é o único género literário produzido essencialmente para ser transportado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google