A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos - SBDG é uma entidade sem fins lucrativos que fornece subsídios técnicos, científicos e vivenciais a pessoas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos - SBDG é uma entidade sem fins lucrativos que fornece subsídios técnicos, científicos e vivenciais a pessoas."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos - SBDG é uma entidade sem fins lucrativos que fornece subsídios técnicos, científicos e vivenciais a pessoas que atuam junto à grupos em seus diversos segmentos, como organizações, escolas, comunidades e outros. Foi fundada no ano de 1983, em Porto Alegre/Rio Grande do Sul, por um grupo de profissionais, baseada nos princípios da Dinâmica dos Grupos introduzidos no Brasil por Fela Moscovici.

3 MISSÃO Consolidar a dinâmica dos grupos como ciência a partir do desenvolvimento de indivíduos e da produção científica, propiciando a aprendizagem do funcionamento dos grupos e, desta forma, contribuir para a mudança social.

4 VALORE S  Autenticidade  Coerência  Ética  Respeito ao Ser Humano  Rigor Científico  Seriedade  Transparência  Zelo pela Metodologia

5 HISTÓRICO DA DG NO BRASIL HISTÓRICO DA DG NO BRASIL

6 Em 1938 o Psicólogo Alemão Kurt Lewin e sua equipe, iniciaram atividades de pesquisa de laboratório com grupos experimentais, denominando esta prática como Dinâmica de Grupo, nome original desta disciplina. Após a 2ª Guerra Mundial, com a ida de Kurt Lewin para os EUA é criado, em 1947, em Bethel, no estado de Maine/EUA, um dos atuais centros de referência em Dinâmica de Grupo: NTL Institute for Applied Behavioral Science. 1938

7 Primeira publicação, no Brasil, sobre Laboratório de Sensibilidade – FGV/Rio. Quando Fela Moscovici faz um relato histórico das experiências brasileiras no campo sobre Laboratório de Sensibilidade. Destacam-se ainda, nesse enfoque o artigo "O Método de Laboratório em Desenvolvimento de Pessoal" publicado na revista de Administração de Empresas da FGV, em 1969, por Paulo da Costa Moura e a publicação de Pierre Weil, "Dinâmica de Grupo e Desenvolvimento de Relações Humanas". 1965

8 DESTAQUE S HISTÓRICO S DA SBDG

9 Porto Alegre sediou, em 1976, o 1º ERPO - Encontro Regional de Psicologia Organizacional, promovido pela Racional Consultoria, coordenado por Doralício Siqueira Filho que convidou Fela Moscovici para proferir uma conferência sobre Desenvolvimento Interpessoal. Esta palestra e mobilização de profissionais do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, culminou na constituição do 1º Grupo de Formação de Coordenadores em Dinâmica Interpessoal no sul do Brasil, com início em 1977 e que contou com a participação de 18 integrantes, sob coordenação de Fela Moscovici. 1976/77

10 1965 Doralício Siqueira Filho, lançou o 1º ERPO e mobilizou profissionais para a constituição do 1º Grupo de Formação em DG.

11 Reunindo participantes do primeiro grupo, formado em 1979 e participantes, em formação, do 2º e 3º grupos, respectivamente, de Curitiba e Porto Alegre, em 11 de dezembro de 1983, realiza- se a assembléia geral de criação do GERS - Grupo de Estudos Regional Sul, de Dinâmica de Grupo, Psicoterapia e Psicodrama, tendo como sede, a Racional Consultoria em Porto Alegre. Fela Moscovici estava presente e foi agraciada com o título de sócia honorária Criação da SBDG

12 Primeira Diretoria do GERS Presidente: Doralício Siqueira Filho Vice-Presidente: Paulo Roberto Helrighel Tesoureira: Maria Helena Schuck Geruza Secretária: Gerusa Matia Borges Binfaré Assembléia de Fundação do GERS em 11/12/1983.

13 1984 Em 1984 é aprovada a filiação do GERS à SBPDGP - Sociedade Brasileira de Psicoterapia, Dinâmica de Grupo e Psicodrama, passando os membros do GERS a terem suas titulações referendadas por esta Sociedade. Em dezembro de 1984, em assembléia geral, foi eleita a segunda diretoria do GERS, com a seguinte constituição: Presidente: Doralício Siqueira Filho Vice-Presidente: Paulo Roberto Helrighel Tesoureira: Maria Helena Schuck Secretária: Jeruza Matia Borges Binfaré Conselheiros: Cenira Araújo, Etelvina R. F. da Cunha

14 1985 A diretoria do GERS decidiu pelo desligamento da SBPDGP, após reunião, desta entidade, no Rio de Janeiro. Com este fato iniciou-se o movimento para criação de uma instituição específica de Dinâmica de Grupo, com amplitude nacional. Em dezembro, foi ampliada e eleita a 3ª Diretoria do GERS. Esta diretoria ficou assim constituída: Presidente: Mauro Nogueira de Oliveira Vice-Presidente: Lisete Teresinha Herzog Primeira Tesoureira: Zilá Maguilnick Segunda Tesoureira: Etelvina Fabrício da Cunha Primeira Secretária: Constância Margarete Alves de Bani Segunda Secretária: Gilsa Strachman Conselho Consultivo: Doralício Siqueira Filho, Jerusa Binfaré, Paulo Helrighel, Maria Helena Schuck, Francis Valdivia de Matos Comissão de Cursos: Neidi Schneider, Lílian Elizabeth da Costa, Dante Ricardo Quadros, Nilton Joskulski Comissão de Divulgação: Gilsa Strachman, Saara Maria S. Hauber

15 1986 No mês de março, em Caxias do Sul, inicia o primeiro grupo de formação coordenado por especialistas do GERS. Em maio, foi realizada uma Assembléia Geral para a fundação da SBDG - Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos, entidade que incorporou os estatutos, associados, diretoria e patrimônio do GERS. Presidente: Ney Medeiros Vice-Presidente: Emiliana Cardoso da Silva Primeira Secretária: Branca Chedid Segundo Secretário: Dante Ricardo Quadros Primeira Tesoureira: Jeruza Matia Borges Binfaré Segundo Tesoureiro: Mauro Corsi Conselho Consultivo: Doralício Siqueira Filho, Paulo Roberto Helrighel, Mauro Nogueira de Oliveira, Lizete Herzog e Maria Helena Schuck. Em 31 de outubro foi eleita uma nova diretoria para Gestão de 1987 com a seguinte constituição:

16 1989 Em outubro, no Rio de Janeiro, durante o 6º ENAP e 2º ESARH – Encontro Sul Americano de Recursos Humanos, foram conferidas as primeiras titulações pela SBDG. De didatas em DG De didatas em DG: Doralício Siqueira Filho, Emiliana Cardoso da Silva, Maria Helena Schuck, Paulo Roberto Henriguel; De Especialista em DG: De Especialista em DG: Mauro Nogueira de Oliveira De Coordenadora em DG: De Coordenadora em DG: Isabel Cristina de Moraes

17 Em 1989, a criação do primeiro Veículo de Comunicaçã o da Sociedade.

18 1991 1ª Semana de Dinâmica dos Grupos, em Porto Alegre. Tema Central: A Abordagem Científica da DG.

19 1993 2ª Semana de Dinâmica dos Grupos, em Porto Alegre. Tema Central: Grupos: Caminho para a Reeducação

20 1995 3ª Semana de Dinâmica dos Grupos, em Porto Alegre. Tema Central: Dinâmica de Grupo: O que é? Para que serve?

21 1996 Criação do Núcleo do Pará. Comemoraçã o dos 10 anos de fundação da Sociedade.

22 1997 4ª Semana de Dinâmica dos Grupos, em Porto Alegre. Tema Central: Um Caminho para a Competência !

23 1999 1º Congresso Brasileiro de Dinâmica Interpessoal e 5ª Semana de Dinâmica dos Grupos, em Porto Alegre. Tema Central: Coletivo X Mito do Individualism o.

24 Em 1999, criação do Conjunto de Três Estatuetas, uma para cada titulação.

25 2001 1º Congresso Latino Americano e 2º Congresso Brasileiro de Dinâmica Interpessoal, em Porto Alegre, onde foi entregue o maior de titulações da história da SBDG. Tema Central: Grupos: Solução para o Futuro Sustentável.

26 Durante o Congresso foi conferido um significativo número de titulações entre Didatas, Especialistas e Coordenadore s. Titulados e seus Coordenadores.

27 2003 2º Congresso Latino Americano e 3º Congresso Brasileiro de Dinâmica Interpessoal, em Porto Alegre. Tema Central: Pequenos Grupos, Grandes Resultados.

28 Em 2003, Comemoração dos 20 anos da Sociedade.

29 2005 4º Congresso Brasileiro de Dinâmica Interpessoal, em Porto Alegre. Tema Central: Processos Grupais como Potencializa- dores da Mudança Social.

30 2007 5º Congresso Brasileiro de Dinâmica Interpessoal, em Porto Alegre. Tema Central: Grupos em Excelência: Caminhos e Desafios.

31 2008

32 Comemoração dos 25 anos de fundação da Sociedade e dos 50 anos de Dinâmica dos Grupos no Brasil.

33 Comemorando os 25 anos, a Sociedade realizou o Fórum de Dinâmica dos Grupos. Tema Central: Ampliando o conhecimento, através do processo grupal.

34 2009 Assinatura da parceria entre a SBDG e a FATO – Faculdades Monteiro Lobato, em 05 de março, em Porto Alegre, permite que a Formação passe a ser um Pós-Graduação em DG.

35 2009 6º Congresso Brasileiro de Dinâmica Interpessoal, em Porto Alegre. Tema Central: Líderes focados nos grupos: A transformação realizadora.

36

37 Feira de Produtos e Serviços – 6ª Edição

38 2010 Presidente - Mauro Nogueira de Oliveira Vice-Presidente - Vanessa Stechow Diretora de Educação - Isabel Cristina Moraes Doval Vice-Diretora de Educação - Genira Rosa dos Santos Diretor de Marketing - Doralicio Siqueira Filho Vice-Diretora de Marketing - Adriana Martello Diretora Administrativa Financeiro - Paula Martyl de Borba A Gestão 2010/2012 foi empossada, em maio deste ano, com a seguinte composição:

39 Gestão 2010/2012

40 PRINCIPAISATIVIDADES

41 2010 Este ano, teremos nove turmas, concluindo o nosso Pós-Graduação em Dinâmica dos Grupos.  GR 159, agosto, em Porto Alegre;  GR 160, fevereiro, em São Paulo,  GR 162, fevereiro, em Curitiba;  GR 163, setembro, em Caxias do Sul;  GR 164, junho, em Porto Alegre;  GR 165, novembro, em Curitiba;  GR 166, outubro, em São Paulo;  GR 168, dezembro, em Porto Alegre;  GR 169, novembro, em Campo Grande. FORMATURA S

42

43 Escuta Itinerante Uma das metas desta Gestão é a aproximação da SBDG de suas bases. Por isso foi lançado, em setembro, o projeto “ESCUTA ITINERANTE”, que foram momentos de encontro entre o Presidente, Diretores e a base de associados, com o objetivo de ouvir, integrar e conhecer melhor pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades e com estas informações traçar estratégias mais adequadas às necessidades de cada região.

44 SOLUÇÕES em Dinâmica dos Grupos

45 Temos nos destacado no propósito de fornecer subsídios técnicos, científicos e vivenciais a pessoas que atuam junto à grupos em seus diversos segmentos, como organizações, escolas, comunidades e outros. Nosso objetivo maior é a capacitação de profissionais para trabalharem processos grupais dentro de princípios éticos e com rigor científico, desenvolvendo cursos de Pós-graduação em Dinâmica dos Grupos em diversos estados brasileiros. A SBDG capacita pessoas a trabalharem processos grupais

46 Nossos números em capacitação para coordenar grupos.

47 Pós-Graduação em Dinâmica dos Grupos

48 O Programa de Formação em Dinâmica dos Grupos efetivou parceria com a Faculdade Monteiro Lobato, no ano passado, possibilitando uma certificação como pós- graduação lato sensu. Este programa parte do princípio que não se aprende sobre grupos se não experimentar grupos, por isso possui uma metodologia focada no “aprender fazendo”.

49 Laboratório de Aprendizagem: Laboratório de Aprendizagem: a construção da aprendizagem sobre grupos ocorre pela própria experiência do grupo de Pós - Graduação como tal, seu exame, elaboração, compreensão a partir do embasamento teórico e, posterior, aplicação. Relatório após cada encontro para sedimentar o aprendizado: Relatório após cada encontro para sedimentar o aprendizado: reflexões, sentimentos, percepções sobre seu processo pessoal e o processo do grupo. É o melhor referencial de si mesmo e de sua trajetória ao largo do programa. METODOLOGI A

50 MÓDULO I – VIVENCIAL Destinado a oportunizar a vivência dos processos grupais, assim como a experiência e o amadurecimento dos participantes na condição de membros de um grupo. MÓDULO II – TEÓRICO-VIVENCIAL Destinado à realização de seminários de fundamentação teórica, ao exercício experimental de observação e coordenação de processos grupais e à integração entre teoria e prática com supervisão. Seminários Origens e Histórico da Dinâmica dos Grupos Organização do Grupo Funcionamento do Grupo Dinâmica Interpessoal Mudanças no Grupo e Abordagem Teórica PROGRAMA

51 MÓDULO III – METODOLÓGICO VIVENCIAL Destinado à realização de seminários sobre metodologia, técnica e recursos de manejo de grupo e à aprendizagem da aplicação prática dos mesmos. Exercício de coordenação experimental de processos grupais com supervisão. SEMINÁRIOS Educação de Laboratório e Andragogia O Exercício da Coordenação Outras Modalidades Grupais Intervenções Tendências Sociais e Organizacionais. A Contribuição da DG Resultados de Pesquisas Realizadas pelo Grupo

52 O aprendizado, no programa de formação, acontece principalmente, pela experimentação do que é ser membro de grupo, do que é viver um grupo que examina constantemente a sua forma de funcionamento. O “APRENDER FAZENDO”

53 Concluindo o Programa de Pós-graduação em Dinâmica dos Grupos, a SBDG possibilita, aos seus integrantes, a continuidade do desenvolvimento pessoal / profissional, através da Curva de Maturidade. Esta norteia a evolução do caminhar para as Titulações de acordo com critérios específicos e cumulativos. São elas: Coordenador de Dinâmica dos Grupos Especialista de Dinâmica dos Grupos Didata em Dinâmica dos Grupos Curva de Maturidade

54

55 GESTÃO DE CONFLITOS – O DESAFIO TRANSFORMADOR

56 DESTAQUES TEMÁTICOS  Identificando a convergência na diversidade cultural  Os processos ativadores de conflitos  O poder das crenças e valores na Gestão de Conflitos  A gestão das relações emocionais  Transformando competição em energia construtiva  Comunicação e processos de feedback

57 ATIVIDADES PREVISTAS  Seminários Pré-congresso;  Conferências Interativas;  Talkshows;  Painéis;  Laboratórios Vivenciais;  Apresentações dos Núcleos;  Posteres;  Grupos de Formação Mostram sua Cara.

58 A Feira de Produtos e Serviços encontra-se em sua 7º edição, sendo um dos pontos de circulação e visita dos participantes. FEIRA DE PRODUTOS E SERVIÇOS Essa é uma ótima vitrine para seus negócios!

59 INSCRIÇÕES Aproveite as promoções e antecipe sua inscrição no Congresso de DG 2011.

60 Coordenação : Promoção :

61 Edição de Imagens: Elizabeth Cabral Fotos: Acervo SBDG Músicas: We Belong Together Remix – Mariah Carey Bye Bye – Mariah Carey Say It Right – Nelly Furtado Just Dance – Lady Gaga Touch My Body – Mariah Carey Produção: Área de Marketing SBDG – Elizabeth Cabral


Carregar ppt "A Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos - SBDG é uma entidade sem fins lucrativos que fornece subsídios técnicos, científicos e vivenciais a pessoas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google