A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comunicação digital em redes sociais Rogério Christofoletti, Dr. Univali, fev/09.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comunicação digital em redes sociais Rogério Christofoletti, Dr. Univali, fev/09."— Transcrição da apresentação:

1 Comunicação digital em redes sociais Rogério Christofoletti, Dr. Univali, fev/09

2 Do que estamos falando? Redes sociais Mídias sociais Internet do usuário Web 2.0 Participação Colaboração Compartilhar

3 Que tempo é este? A era do usuário O “império do público" A Personalidade do Ano na Time de dez/2006 Tim O'Reily e a noção de de Web 2.0 Uma cultura blogger e uma ética hacker emergem

4 Web 2.0 e suas consequências Os sites já não são mais os mesmos As empresas de tecnologia mudaram Os fluxos de consumo na web se diluem “Qualquer um” se torna também um produtor de conteúdo

5 Idéias simples, fortes mudanças "Meus leitores sabem mais do que eu!”- D. Gillmor “A cauda longa supera os big hits”- C. Anderson “A convergência é mais cultural do que tecnológica”- H. Jenkins

6 A web escapa e se reorganiza em redes As redes sociais se multiplicam Hoje, ajudam a determinar os rumos da web e das culturas que a cercam Mas o que são essas redes?

7 Redes sociais na web Evidenciam agrupamentos já existentes Potencializam expansão de grupos antes minoritários e “invisíveis” Incentivam a criação de novos coletivos Permitem aglutinação de elementos desagregados e dispersos São visíveis na web, que funciona como sua plataforma principal

8 + Redes sociais na web A web não confina as redes Formam-se por afinidades e semelhanças Têm fortes papeis simbólico e político Atuam de maneira comunitária e se apóiam em trabalhos voluntários, solidários e cooperativos Diferem das outras por conta do ambiente (web) e do instrumental (mídias sociais)

9 Mídias sociais não é redundância? Não propriamente. Mídia Social é todo recurso de comunicação na web em que o usuário consome, participa e modera.

10 Mídias sociais implicam... … interação entre os usuários … participação no processo de comunicação … criação individual ou coletiva, remix … disponibilização da criação … diálogos mais estreitos com mainstream … sistemas de recomendação … novos sistemas de reputação

11 Mídias sociais são Blogs e webrings Microblogs Comunicadores instantâneos Sites de relacionamento Fóruns Listas eletrônicas Sites que compartilham fotos, vídeos, músicas e afins Wikis Marcadores/tagging Agregadores RSS Recomendadores

12 Que idéias suportam isso? Inteligência coletiva Creative Commons Difusão ilimitada de conhecimento: neo- iluminismo cibernético Ética Hacker, Ideal Punk, Cultura Blogger

13 Dimensões do alastramento Mais de 1 bilhão de internautas no globo 67 milhões de usuários só no Brasil Milhares de redes sociais Facebook, o mais popular, tem 150 milhões de usuários cadastrados Myspace tem 76 milhões só nos EUA O Twitter cresceu 752% em um anoTwitter

14 Facebook, um país, um mundo Criado há 5 anos! Se fosse um país, seria o sétimo mais populoso, com 150 milhões Está em 170 países de 35 línguas Mark Zuckerberg, 25

15 Facebook: impressiona e fascina O mais visto também: 68 milhões de visitantes únicos em janeiro de 2009 Em 2007, a Microsoft investiu US$ 240 milhões no Facebook, que já recusou ser comprado por US$ 750 milhões Valor estimado de US$ 15 bilhões Zuckerberg é o mais jovem a figurar na lista dos ricaços da Forbes

16 Entrando no Facebook Rede de relacionamento como o Orkut Em português Sistema estável Usabilidade

17 O mais popular entre os brasileiros Orkut tem 52% de seus usuários no Brasil 40 milhões por aqui Surgiu em 2004 Em português Com sistema mais estável agora

18 Orkut tem espírito Google Mais de 46 milhões de comunidades Criada nas horas vagas por esse turquinho aí... Senso de comunidade e empreendedorismo

19 Orkut e Google: sistemas Empresas buscam profiles de usuários Abastece redações com fontes Comunidades e hábitos de consumo Novos canais corporativos com públicos interno e externo Fakes, crimes e práticas questionadas pela lei: novo campo de embate jurídico

20 Outros sites de relacionamento Hi-5 Bebo Gazzag Sonico Jaiku UOL K Pownce, Plurk, etc

21 Estava me esquecendo de um... Orkut dos acadêmicos brasileiros: 1,1 milhão de CV de 4 mil instituições CV = página pessoal Grupos = Comunidades

22 E por falar em conhecimento... Ele mudou. As relações hierárquicas parecem se esgarçar O saber como produto da coletividade Colaboracionismo, diletantismo, revisionismo

23 Wikipedia assusta e influencia Uma enciclopédia maior e mais atual 5 milhões de artigos; 458 mil em português Recente: existe desde 2001 Políticas de atualização, de revisão, de correção, de tradução Uma fundação sem fins lucrativos por trás Agressividade na busca de fatia de mercado

24 E o seu maior fantasma parece... … se dissipar Cada vez mais, as pessoas se convencem da confiabilidade da Wikipedia! (Hoaxes out!)

25 A família Wiki cresce... Wikikote: Wikinotícias Wikiversidade Wikicionário Wikisource Wikispecies MediaWiki

26 Um exemplo Wiki brasileiro Um diretório brasileiro de mídias sociais: Publicações + Blogs + Pesquisadores + Cursos e disciplinas + Ativistas + ONGs + Empresas + Instituições de Ensino + Plugins + Widgets, etc...

27 Mas onde está a graça disso? As pessoas trabalham de graça Gastam bastante tempo fazendo Quase nem há reconhecimento público Terceiros alteram sem consulta A “obra” vira um monstro de Frankenstein A graça está no Projeto Coletivo. Na Rede.

28 O lado divertido das redes As pessoas se reúnem em torno de seus interesses e afinidades São usuários, mas também são fãs Uma “economia afetiva” ganha força Quem gosta, consome. Quem gosta e consome, recomenda. Quem gosta, consome, recomenda, defende e briga por aquele produto/marca

29 Mande aquela música pra ela Você pode ter a sua própria rádio Você ser um DJ Pode seguir outros Djs; Aprovar as músicas Divulgar sua banda

30 Recomendam música pra você Programação mista Indicação do sistema Taggeamento Comunidades por gênero, etc...

31 Os sistemas de recomendação O usuário se queixa, sugere, indica, dá notas, reprova empresa/marca/produto Veja o caso da Livraria Cultura: opine!Livraria Cultura Ou do Mercado Livre: e o vendedor?Mercado Livre

32 Aprovou, recomendou, quem sabe compartilhar? Fotos: Vídeos: Bookmarks: Textos: GoogleDocs GoogleDocs

33 Mas onde está a graça disso? As pessoas se exibem Disponibilizam suas produções de graça Correm o risco de serem "roubadas” A graça está no Projeto Coletivo. Na Rede.

34 O sentido de rede, a trama, o nó Auxiliar alguém num fórum Indicar um livro Mandar uma música Disponibilizar um vídeo Criar uma comunidade Escrever um livro juntos Comentar num blog

35 A rede é o conjunto das tramas Buscar soluções conjuntas Dizer o que está fazendo Contar o que está ouvindo Mostrar suas fotos Comun-icar Contribuir com um projeto maior de inteligência coletiva

36 Nós na rede: os nós da rede Nossos alunos já frequentam as redes Nossos alunos se organizam nelas Podem produzir a partir delas Podem encontrar outros sentidos ali Podemos construir outros sentidos aqui.

37 Acabou! Obrigado! monitorando.wordpress.com


Carregar ppt "Comunicação digital em redes sociais Rogério Christofoletti, Dr. Univali, fev/09."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google