A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias em áreas paralelas ao óleo e gás e sua adaptação para projetos no setor Accelerate Oil&Gas 2013 21/05/2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias em áreas paralelas ao óleo e gás e sua adaptação para projetos no setor Accelerate Oil&Gas 2013 21/05/2013."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias em áreas paralelas ao óleo e gás e sua adaptação para projetos no setor Accelerate Oil&Gas /05/2013 Windsor Barra Hotel, Rio de Janeiro Carlos Daher Padovezi Diretor de Operações e Negócios do IPT Adaptação de tecnologias ao setor de óleo e gás

2 Fundação do IPT Estudos dos materiais para a construção do prédio Guinle: Primeiro grande edifício de concreto armado de São Paulo Apoio tecnológico às grandes empresas ferroviárias São Paulo Railway, Paulista, Mogiana, Sorocabana, Central do Brasil e Carajás Apoio tecnológico as grandes siderúrgicas nacionais Cia Siderúrgica Nacional, Cia Vale do Rio Doce, Cia Siderúrgica de Tubarão, COSIPA, Usiminas, entre outras Apoio tecnológico à construção de barragens e usinas hidroelétricas Ilha Solteira, Usina Hidrelétrica de Itaipu Binacional, Usina de Paulo Afonso e Jupiá 1960 Hoje... Ensaios de cisalhamentos diretos “in situ”, nas hidroelétricas brasileiras, Um dos principais marcos da Mecânica das Rochas do País 1970 Desenvolvimento de projetos de aproveitamento de fontes renováveis de energia Projeto Integrado Açúcar e Álcool e Projeto de Apoio ao Pro-Álcool Histórico

3 HOJE: Atuação do IPT Transporte Infraestrutura Automotiva Naval Dutos Ferroviário Aeronáutico Cargas Estradas TI Metalurgia Química Bioprodutos Plásticos e borrachas Compósitos Têxteis e couros Madeira Energia Materiais e Química Construção civil Edificações Impactos ambientais Mineração Energia Elétrica Petróleo e gás Fontes Renováveis Biomassa Eólica Solar

4 Centros técnicos CT-Obras Tecnologia de Obras de Infraestrutura CTMM Centro de Tecnologia em Metalurgia e Materiais CETAE Tecnologias Ambientais e Energéticas CT-Floresta Tecnologia de Recursos Florestais CNaval Engenharia Naval e Oceânica CMF Metrologia de Fluidos CETIM Têxteis Técnicos e Manufaturados CIAM Tecnologia da Informação, Automação e Mobilidade CINTEQ Integridade de Estruturas e Equipamentos CETAC Tecnologia do Ambiente Construído CMQ Metrologia em Química CME Metrologia Mecânica e Elétrica NT – MPE Suporte às PMEs NT- BioNanoManufatura

5 Núcleo de Bionanomanufatura Nanotecnologia Geração e funcionalização de nanopartículas Caracterização de nanopartículas Biotecnologia Seleção e modificação de microrganismos Otimização de bioprocessos Obtenção de produtos Ampliação de escala Microtecnologia Processo LTCC Microusinagem Microfabricação em sala limpa Metrologia de Ultraprecisão Multisensor 3D Metrotomografia 3D de Raio-X

6 Laboratório de Estruturas Leves - Setor Aeronáutico / Aeroespacial - Indústria do Petróleo - Transporte (automotivo, ferroviário e marítimo) - Indústria da Construção Civil - Saneamento (tubos e estações de tratamento de água e efluentes) - Energia Eólica - Células de Combustível - Energia Nuclear (Reatores) - Área Médica - Eletroeletrônico - Telecomunicações - Esporte e Lazer - Indústria de Defesa SDECT - SP Aplicabilidade das Estruturas Leves IPT – Parque Tecnológico de São José dos Campos

7 Fiber Placement Machine 4,0m x Ø3,0m (envelope de trabalho) Seção de Fuselagem Tape Laying Machine 12m x 4m (envelope de trabalho) Laboratório de Estruturas Leves

8 Superplastic and Hot Forming Press 150t; º C; 40bar Laboratório de Estruturas Leves

9 Friction Stir Welding 5-axis, 30kW spindle Soldagem por Atrito de Chapas Laboratório de Estruturas Leves

10 Análise de desempenho e caracterização de falhas em dutos, umbilicais, risers rígidos e flexíveis, para a indústria do petróleo e seus fornecedores - Avaliação de atrito de escorregamento entre a capa e armadura interna de umbilicais - Avaliação de toques em risers rígidos em catenária (SCR - Steel Catenary Riser) - Simulação de operação de pull-in de umbilical - Avaliação de tração em umbilical comprimido por colar hidráulico - Avaliação de tração com giro livre em riser flexível - Ensaios dinâmicos em umbilicais - Ensaios de tração em amarras Ensaios de dutos Montagem geral do ensaio de pull-in simulando instalação de umbilical em plataforma marítima Laboratório de Equipamentos Mecânicos e Estruturas

11 Bancada para Ensaios de Flexo-tração de 650 tf Sistema de Ensaios de Elementos de Ancoragem (2.600 tf) Previsão: 2º semestre de 2013 Ensaios estáticos (2.600 tf) e dinâmicos (1.300 tf) em amarras para ancoragem de plataformas marítimas A bancada de ensaio foi construída com recursos da Petrobras (cerca de R$ 10 milhões) Laboratório de Equipamentos Mecânicos e Estruturas

12 –Corrosão interna –Corrosão externa e proteção catódica –Biocombustíveis –Ensaios dinâmicos de corrosão –Caracterização microestrutural de materiais metálicos e revestimentos nanoestruturados –Corrosão em frestas –Corrosão HT/HP –Revestimentos Laboratório de Corrosão e Proteção Análise de falhas

13 Verificação de flambagem térmica em modelo reduzido de oleoduto submarino Flambagem térmica Laboratório de Hidrodinâmica

14 Estudos ambientais de empreendimentos e infraestrutura em encostas Laboratório de Riscos Ambientais Avaliação e estudos de prevenção de desastres naturais

15 Metrologia de Fluidos  Testes de medidores de vazão e de velocidade de fluidos  Túnel de Vento de camada limite atmosférica Seção de 3,0 x 2,0 m  Ensaio de bombas – levantamento de curvas de desempenho

16 Simulador Solar  Reprodução precisa da radiação solar com controle de intensidade, temperatura e velocidade do ar  Avaliação de eficiência energética para equipamentos que utilizem a energia solar como fonte primária (aquecedor solar de água, painel fotovoltaico)  Avaliação de desempenho de materiais, equipamentos e instrumentos que operam expostos ao sol Simulador Solar

17 Tecnologia do Ambiente Construído Laboratório de Segurança ao Fogo Conforto Ambiental e SMS Acústica / Térmica

18 Principais requisitos dos sistemas na Área de Óleo e Gás Confiabilidade Segurança Eficiência Adequação ambiental

19 Atividades do IPT em Projetos na Área de Óleo e Gás Qualificação de fornecedores de peças e componentes / desenvolvimento de produtos e processos Estudos de estocagem e transporte de produtos de óleo e gás Estudos e desenvolvimentos de novos materiais (aumento da resistência estrutural, redução de peso, maior resistência à corrosão) Estudos ambientais – avaliação de impactos e indicação de soluções compensatórias Segurança operacional – prevenção de acidentes / avaliação de riscos Soluções para aumento da eficiência dos sistemas

20 Indústria nacional de apoio à produção de petróleo e gás Processo contínuo com ampla participação dos setores (indústrias, ICTs e operadoras) O sucesso, tanto do processo de transferência de tecnologia como da efetivação de processos inovadores em empresas, depende da existência, dentro das empresas, de pessoal que domine o conhecimento e se dedique às atividades de engenharia, pesquisa, desenvolvimento e inovação.

21 Obrigado! CARLOS DAHER PADOVEZI IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas


Carregar ppt "Pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias em áreas paralelas ao óleo e gás e sua adaptação para projetos no setor Accelerate Oil&Gas 2013 21/05/2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google