A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 1 15. 07. 2003 Reunião de Balanço do 1º Semestre de Empresarialização dos Hospitais SA Hospital de Pulido Valente,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 1 15. 07. 2003 Reunião de Balanço do 1º Semestre de Empresarialização dos Hospitais SA Hospital de Pulido Valente,"— Transcrição da apresentação:

1 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA Reunião de Balanço do 1º Semestre de Empresarialização dos Hospitais SA Hospital de Pulido Valente, S. A. Dr. Carlos Dias de Almeida

2 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 2 Índice A.Iniciativa 2: Revisão dos Processos de Referenciação entre os Centros de Saúde e os hospitais na sua área de influência B.Iniciativa 4: Redução dos tempos de espera C.Outras iniciativas D.Consultas externas

3 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 3 INICIATIVA 2: REVISÃO DOS PROCESSOS DE REFERENCIAÇÃO Objectivo: Aumentar a eficácia e a qualidade da Referenciação entre os Centros de Saúde e os hospitais

4 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 4 Onde estamos hoje Marcação informática de consultas; Equipa coordenadora multidisciplinar; Quotas de consulta por centro de saúde; Espaço adaptado ao circuito do doente; Atendimento personalizado com sala de espera e sub espera; Consulta com hora marcada; Interlocutores de especialidade; Áreas de consulta adaptados às especialidades; Processo clínico único e disponível just in time (inicio da consulta)

5 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 5 Reuniões mensais entre HPV e directores dos Centros de Saúde/representantes dos hospitais para:  Assegurar a acessibilidade dos doentes;  Garantir a continuidade de cuidados ao doente;  Racionalizar/rentabilizar a utilização dos recursos;  Gerar níveis de realização e satisfação profissionais;  Implementar mecanismos de referenciação dos doentes entre instituições;  Organizar acções abertas de investigação e formação;  Desenvolver projectos de interesse comum. Coordenação rotativa da unidade (trimestralmente) Unidade de Saúde Setentrional - relacionamento

6 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 6 Criação/revisão de protocolos clínicos; Completar a informatização dos Centros de Saúde (em articulação com a ARS); Avaliação da qualidade da informação de Referenciação:  Junho: Questionário s/ informação de referência dos CS, (recolhidos 400 de uma amostra de 700);  Julho: Questionário s/ informação de retorno aos CS. Acções em curso

7 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 7 INICIATIVA 4: REDUÇÃO DOS TEMPOS DE ESPERA CONSULTAS/EXAMES/TRATAMENTOS Objectivo: 45 minutos de tempo de espera médio

8 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 8 Análise dos tempos de espera por especialidade:  Imagiologia,  Técnicas de gastrenterologia;  Estudo da função pulmonar;  Técnicas invasivas pneumologias;  Patologia clínica. Questionário junto do utente, para aferição dos tempos de espera Resultados da Unidade de Estudo da Função Pulmonar (100 questionários/em duas semanas);  Tempo de espera médio: 19 min. Restantes especialidades em curso Onde estamos hoje

9 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 9  Análise dos tempos de espera para cada etapa do percurso do doente;  Reorganização dos serviços/equipas;  Melhoria dos tempos de resposta internos; Acções a desenvolver

10 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 10 OUTRAS INICIATIVAS

11 IniciativasAcções/resultados 1. Redução das listas de espera Contratação em prestação de serviços de anestesistas; Aumento da produção do bloco operatório em 56%. 5. Controlo de cobranças e optimização de facturação Prazo de codificação igual a 5 dias; Auditoria quinzenal à codificação. 6. Redução das horas extraordinárias Redução do custo de horas extraordinárias em 11,5% (1º semestre, variação homologa). 7. Redução da demora média Criação e implementação do protocolo de planeamento de altas/Sta. Casa Misericórdia 8. Contratação de MCDT dentro da rede Contratualização com centros de saúde em curso. 10.Racionalização de custos com serviços de apoio Programa de Eficiência: Exº. - Upgrade da central telefónica (economia anual de € 6.500) e adopção de novo tarifário (redução anual de € )

12 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 12 CONSULTA EXTERNA Um desafio

13 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 13 Maior Proximidade Melhor Prevenção Melhor Diagnóstico Menos Terapia Menor Custo Mais Eficiência Tendências Menos Doentes Melhores Clientes –Diminuição a prazo da procura por parte de utentes do SNS –Risco de perda de quota em patologias em que se valoriza o nível de serviço –Necessidade de competir com uma oferta diferenciada e alargar a presença no mercado “privado”

14 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 14 Consultas Externas ( )

15 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 15 Especialidades/Sub-especialidades 72 Número de Gabinetes33 Períodos/semana: Nº Consultas (1º Trimestre)

16 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 16 Atraso médio no início da Consulta Máx.: 113.0’ Média: 44.1’ Período: 1º Trim/03 Consultas: 66 Nº Consultas: 21351

17 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 17 Público vs. Privado As preferências do mercado Medicina/Clínica Geral Médico Especialista... PúblicoPrivadoNS/NR 72.5%22.8%4.7% 48.1%45.2%6.8% Fonte: Manuel Vilaverde Cabral. Saúde e Doença em Portugal.2002

18 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 18 Público vs. Privado: vantagens Melhor atenção  meios, pessoal, instalações  funcionamento, organização Razões económicas Ser mais perto Atendimento + rápido Público Privado 1ª 2ª1ª 2ª 1.9% 1.3% 24.0% 18.3% 7.2% 10.3% 8.6% 10.1% 2.2% 2.3% 16.4% 19.1% 60.4% 18.6% 0.8% 1.0% 12.4% 23.5% 0.7% 0.9% 0.8% 1.7% 27.4% 21.2% Vantagem Fonte: Manuel Vilaverde Cabral. Saúde e Doença em Portugal.2002

19 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 19 Tornar a CE mais funcional  Concluir a informatização da CE.  Criar o Atendimento Não Programado.  Optimizar a Articulação com os CS’s.  Criar o Gabinete de Apoio ao Utente.  Agendar por Lista única.  Primado da “livre escolha” : facilitar sempre a CE “fora de área”.

20 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 20 Tornar a CE mais funcional  Disponibilizar competências: Gestores de Especialidade.  Construir equipas estáveis multidisciplinares: Médica,Enfermagem, Administrativa e AAM...  Monitorização periódica de indicadores e discussão dos resultados.

21 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 21 Onde queremos chegar nos próximos 6 meses?  Eliminar listas de espera excessivas (Obj: 2/4 sem).  Diminuir a demora média de atendimento (35’) e a demora máxima (45’).  Implementar o Atendimento Não Programado.  Reduzir as Consultas Extras para metade (Obj:15%)  Alargar a oferta de Especialidades aos CS’s.  Obter níveis de satisfação elevados nos CS’s

22 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 22 Do que precisamos? Qualidade – Audit Clínico Competitividade - Benchmarking Capacidade instalada - Optimização Diferenciação – Conhecimento Empenhamento - Mobilização Criatividade – Novas Soluções

23 Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 23 Charles Baudelaire Une suite de petites volontés fait un gros résultat.


Carregar ppt "Balanço do 1º Semestre dos Hospitais SA 1 15. 07. 2003 Reunião de Balanço do 1º Semestre de Empresarialização dos Hospitais SA Hospital de Pulido Valente,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google