A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2º ENCONTRO. Eu vivo, mas não eu, é Cristo que vive em mim. Gl 2,20.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2º ENCONTRO. Eu vivo, mas não eu, é Cristo que vive em mim. Gl 2,20."— Transcrição da apresentação:

1 2º ENCONTRO

2 Eu vivo, mas não eu, é Cristo que vive em mim. Gl 2,20

3

4 1. CARTA AOS TESSALONICENSES  Cidade de Tessalônica.  Paulo escreve uma carta.  Estrutura da carta.  Exegese.

5 1 TESSALONICENSES  1ª Viagem Missionária de Paulo

6 1. CARTA AOS TESSALONICENSES A) TESSALÔNICA

7 1. CARTA AOS TESSALONICENSES A) TESSALÔNICA  Tessalônica é uma cidade da Macedônia que se localizava no encontro entre duas importantes estradas do império romano: Via Ignácia e a Via Ápia que ligavam a Itália ao Egito. A cidade era uma das mais importantes da época.  Recebeu este nome em homenagem a Tessalônica, esposa do rei Cassandro e irmã de Alexandre Magno.

8 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE  Durante a 2ª viagem missionária, Paulo está em Corinto, pois escapou da perseguição e quando recebe boas notícias de Silas e Timóteo, decide escrever para a comunidade para completar o que faltou na catequese.  O “correio” no Império Romano funcionava muito bem, Paulo utiliza esta possibilidade e escreve, provavelmente, no pergaminho.

9 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE (At 18,1-2) Paulo deixou Atenas e foi para Corinto. Aí encontrou um judeu chamado Áquila que acabava de chegar da Itália, com sua esposa Priscila, pois o imperador Cláudio tinha decretado que todos os judeus saíssem de Roma. 49 d.C. Cláudio expulsa os Judeus de Roma. Paulo chega sozinho em Corinto e procura trabalho com um casal cristão muito importante para ele: Áquila e Priscila. Eles trabalham com tendas e cortinas.

10 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE (At 18,5) Desde que Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, Paulo dedicou-se à Palavra. Sila e Timóteo chegam a Corinto, e trazem boas notícias sobre Tes- salônica, mas também algumas dúvidas da comunidade. (1Ts 3,6) Agora, Timóteo acaba de chegar daí, da vossa comunidade, trazendo boas novas sobre vossa fé e vosso amor, e dizendo também que guardais sempre de nós uma boa lembrança e que tendes um vivo desejo de nos rever, do mesmo modo que nós desejamos muito rever-vos.

11 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE A comunidade de Tessalônica está bem, mas tem algumas dúvida, pois Paulo não teve tempo suficiente para a iniciação cristã. O que fazer? Paulo decide escrever, pois não pode voltar para Tessalônica a causa da perseguição!

12 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE (At 18,11-12) Assim Paulo ficou 1 ano e ½ entre eles, ensinando-lhes a palavra de Deus. Então, sendo Galião procônsul na Acaia, os judeus uniram-se num protesto contra Paulo e o levaram diante do tribunal 51 d.C perseguições continuam, Paulo continua a sua pregação e no ano de 51 encontra Galião, o procônsul da Acaia. A partir deste momento Paulo utiliza as cartas para se comunicar com as suas comunidades.

13 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE  Paulo conversa e constitui uma comunidade, depois quer se re-aproximar e escreve a estas pessoas.  As cartas não são um texto de teologia que querem ensinar tudo sobre um assunto, mas são ocasionais, são familiares... (2Tm 4,13) Quando vieres, traze contigo a capa que deixei em Trôade, na casa de Carpo, e os livros, sobretudo os pergaminhos. (1Tm 5,23) Não bebas mais somente água; toma também um pouco de vinho, por causa do teu estômago e de tuas fraquezas frequentes.

14 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE  100 a.C.: pergaminho é inventado na cidade de Pérgamo, na Ásia Menor. Era feito de couro de ovelhas ou cabras. Os textos eram conservados em formas de rolos com uma haste de madeira.

15 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE  Paulo não imaginava que as suas cartas estariam ao mesmo nível da Lei de Moisés ou dos Profetas  SAGRADA ESCRITURA.  Os seus textos eram pastorais e escritos conforme a necessidade pastoral das comunidades e pessoas.  A comunidade se reunia e ouvia a leitura da carta e as reações eram várias...

16 1. CARTA AOS TESSALONICENSES B) 51 d.C. PAULO ESCREVE No início do ano, depois do inverno, Paulo escreve...  1Ts 1-3: Lembranças e agradecimento  1Ts 4-5 : Catequese Santidade Trabalho Morte Vinda do Senhor Conselhos para a comunidade

17 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) EXEGESE (1Ts 4,1) Enfim, irmãos, nós vos pedimos e exortamos... (1Ts 4,9) Sobre o amor fraterno, irmãos, não é preciso que vos escrevamos... (1Ts 4,13) Não queremos deixar-vos na ignorância a respeito dos mortos. (1Ts 5,1) Sobre os tempos e momentos, irmãos, não é preciso que vos escrevamos... (1Ts 5,12) Irmãos, nós vos pedimos e exortamos...

18 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A SANTIDADE (1Ts 4,1) Enfim, irmãos, nós vos pedimos e exortamos, no Senhor Jesus, que progridais sempre mais no modo de proceder para agradar a Deus. Vós o aprendestes de nós, e já o praticais.  Afirma que a vontade de Deus é a santificação da pessoa.  Enquanto os pagãos se deixam levar pelas paixões, os cristãos se deixam levar pela vontade de Deus em suas vidas.

19 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE O TRABALHO (1Ts 4,9-10) A respeito do amor fraterno, não é preciso que vos escrevamos, porque vós mesmos aprendestes de Deus a vos amar uns aos outros. Aliás, já tendes praticado este amor para com todos os irmãos em toda a Macedônia. Por isso, contentamos-nos em vos exortar, irmãos, a fazer novos progressos.  Paulo está satisfeito com a comunidade de Tessalônica, mas convida a fazer novos progressos, sobretudo em relação ao trabalho, para evitar o perigo da preguiça.

20 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A MORTE  A instrução central e mais importante. (1Ts 4,13) Irmãos, não queremos deixar-vos na ignorância a respeito dos mortos, para que não fiqueis tristes como os outros, que não têm esperança.  Paulo pregou a morte + ressurreição e os cristãos participarão desta vida nova de Cristo. Alguns morreram, o que acontecerá? A vinda gloriosa de Cristo está “atrasando”?  Paulo deve responder a estas perguntas...

21 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A MORTE (1Ts 4,13) Irmãos, não queremos deixar-vos na ignorância a respeito dos mortos, para que não fiqueis tristes como os outros, que não têm esperança.  Cristãos não podem perder a esperança, mas ficar triste é normal!  Mortos  dormentes = koimoménon.

22 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A MORTE (1Ts 4,14) Se cremos que J ESUS morreu e ressuscitou, cremos que D EUS, por meio de Jesus, com ele conduzirá os que adormeceram.  A ressurreição de Cristo é a garantia tanto para os vivos como para os mortos.

23 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A MORTE (1Ts 4,15) De acordo com a palavra do Senhor: nós, os vivos, os que ficarmos em vida até a VINDA do Senhor, não passaremos à frente dos que tiverem morrido.  Os vivos não terão preminência, os que morre- ram serão os primeiros no Juízo final.  VINDA do Senhor = PARUSIA pará (com) – ousia (estar)  estar com alguém. Parusia = visita oficial do imperador e a acolhida do povo em festa.

24 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A MORTE (1Ts 4,16-17a) Pois o Senhor mesmo, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, descerá do céu. E então ressuscitarão, em 1º lugar, os que morreram em Cristo; depois, nós, os vivos, que ainda estivermos em vida, seremos arrebatados, junto com eles, sobre as nuvens, ao encontro do Senhor, nos ares.  Imagens apocalíticas do judaismo.  Paulo acreditava estar vivo no Juízo final?

25 1. CARTA AOS TESSALONICENSES C) CATEQUESE SOBRE A MORTE (1Ts 4,17b-18) E, assim, estaremos sempre com o Senhor. Reconfortai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras.  Resumo da Escatologia Paulina: ESTAR – SEMPRE – COM – O SENHOR  Confortar quem está triste para que não perca a esperança.

26 1. CARTA AOS TESSALONICENSES D) CATEQUESE SOBRE A VINDA DO SENHOR (1Ts 5,1-2) Sobre os tempos e momentos, irmãos, não é preciso que vos escrevamos. Vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor vem como um ladrão, durante a noite.  Tempos (krónos) e Momentos (kairós): dife- rença entre o mundo terrestre e o celeste, onde a salvação vem só de Deus (cf. Is 26,17ss).  Paulo usa imagens que comparam dia/noite, dormir/acordar, vigiar/ladrão, também usadas por Cristo no Evangelho.

27 1. CARTA AOS TESSALONICENSES E) CONSELHOS PARA A COMUNIDADE (1Ts 5,12-13) Irmãos, nós vos pedimos e exortamos que tenhais toda a consideração para com aqueles que se afadigam entre vós e, no Senhor, vos presidem e admoestam. Cercai-os de estima e de extremado amor, em razão do seu trabalho. Conservai a paz entre vós.  Enfim, alguns conselhos práticos para a comunidade (parte perenética da carta). Paulo pede paciência para com o líderes da comuni- dade, aqueles que estão à frente. Pessoas que estão ao serviço.

28 1. CARTA AOS TESSALONICENSES F) CONCLUSÃO  A 2Ts repete as grandes idéias da 1Ts, mas não é tão familiar. Alguns estudiosos conside- ram que um discípulo fez um resumo da 1Ts e não foi Paulo que a escreveu diretamente. 1Ts é o texto mais antigo do NT. Uma carta familiar que a comunidade conservou. Uma pequena catequese sobre temas importantes da vida em comunidade. Escatologia Paulina  Estar Sempre com o Senhor.

29 1. CARTA AOS TESSALONICENSES  Cidade de Tessalônica.  Paulo escreve uma carta.  Estrutura da carta.  Exegese.

30

31

32 2. PAULO MISSIONÁRIO  3ª viagem missionária.

33 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 18,24-28) Um judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, tinha chegado a Éfeso. Era homem eloquente, versado nas Escrituras. Falava e ensinava com exatidão a respeito de Jesus, embora só conhecesse o batismo de João. Ao escutá-lo, Priscila e Áquila acolheram-no e expuseram-lhe o caminho de Deus com maior exatidão. Como ele estava querendo passar para a Acaia, os irmãos apoiaram-no e escreveram aos discípulos para que o acolhessem bem. A presença de Apolo aí foi muito útil aos que tinham abraçado a fé.  Paulo deixa Corinto e volta para Antioquia, no seu lugar Áquila e Priscila colocam Apolo como responsável da comunidade.

34 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 19,1-2a) Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou o planalto e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos.  Antioquia: Paulo passa algum tempo e inicia uma nova viagem, a 3ª narrada nos Atos, mas ele deve ter feito outras viagens menores.

35

36 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 19,8-10) Paulo foi então à sinagoga e, durante 3 meses, falava com toda liberdade, discutindo sobre o Reino de Deus. Depois, Paulo rompeu com eles, tomou os discípulos à parte e ensinava-lhes na escola de Tiranos. Isso durou 2 anos. Paulo permanece mais de 2 anos em Éfeso, a principal cidade da região e mantém contato (cartas) com várias comunidades fundadas na 2ª Viagem missionária.

37 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 19,21-22) Paulo resolveu, no Espírito, ir a Jerusalém, passando pela M ACEDÔNIA e pela A CAIA. Ele dizia: “Depois de ir até lá, eu devo ver também Roma”. Paulo enviou à Macedônia dois de seus ajudantes, Timóteo e Erasto, e ficou ainda por algum tempo na Á SIA. Paulo tem muitos planos e não consegue ficar parado: Filipos  Corinto  Jerusalém  Roma.  Paulo na prisão...

38 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 20,1-3) Quando o tumulto acabou, Paulo despediu-se e viajou para a M ACEDÔNIA e chegou à Grécia. Depois que permaneceu lá 3 meses, queria embarcar rumo à Síria, mas, decidiu voltar pela M ACEDÔNIA. Paulo permanece 3 meses em Corinto, durante o inverno não pode viajar. Depois de escrever cartas em Éfeso, tranquilamente, escreve aos Romanos.

39 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 20,4-7) Paulo decidiu voltar através da M ACEDÔNIA. Partiram antes de nós e nos esperavam em Trôade. Zarpamos de Filipos, logo após os Ázimos. Paulo e seus companheiros encontram Lucas (nós) em Filipos e depois da Páscoa viajam para Trôade, para ir até Jerusalém.

40 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 20,13-15) Embarcamos num navio para Assos e prosseguimos para Mitilene. Daí zarpamos e chegamos a Mileto. Paulo tinha pressa de Estar em Jerusalém, se possível para o dia de Pentecostes. A viagem continua (com pressa) pois Paulo levava muito dinheiro (2Cor 9) recolhido para a comunidade de Jerusalém. Após a Páscoa, 50 dias para chegar lá.

41 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA (At 21,1-8.15) Navegamos diretamente para a ilha de Cós. No dia seguinte, chegamos a Rodes, e daí fomos até Pátara, onde encontramos um navio que fazia a travessia para a F ENÍCIA ; desembarcamos onde o navio devia descarregar. De Tiro chegamos a Ptolemaida, no dia seguinte, partimos e chegamos a Cesaréia. Depois de alguns dias, terminamos os nossos preparativos E começamos a subir a Jerusalém. Chegam a Jerusalém, querendo ir até Antioquia, mas Paulo será preso.

42 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA  A 3ª viagem foi a mais extensa, Paulo perma- neceu em Éfeso, foi preso, encontrou muitas dificuldades, mas foi ali que ele escreveu a maioria de suas cartas.  Paulo, com vários companheiros, chega em Jerusalém, mas será preso e mandado para Roma e nunca mais volta para Antioquia.

43 1 TESSALONICENSES  1ª Viagem Missionária de Paulo 2. PAULO MISSIONÁRIO A) 54/58 d.C. 3ª VIAGEM MISSIONÁRIA

44 2. PAULO MISSIONÁRIO  3ª viagem missionária.

45

46

47

48 3. CARTA AOS FILIPENSES  Cidade de Filipos.  Paulo escreve uma carta.  Estrutura da carta.  Exegese.

49 FILIPENSES  3ª Viagem Missionária de Paulo

50 3. CARTA AOS FILIPENSES A) FILIPOS

51 3. CARTA AOS FILIPENSES A) FILIPOS  A primeira cidade da Europa visitada por Paulo foi Filipos.  Filipos era uma planícia rodeada por montanhas, este pequeno centro militar recebeu o seu nome de Filipe II, da Macedônia, o pai de Alexandre Magno.  Uma das principais estradas romanas (Via Inácia) passava por Filipos, assim aqueles que não viajavam pelo mar, passavam por ali. O exército romano tinha nesta cidade grandes propriedades e um local de apoio.

52 3. CARTA AOS FILIPENSES A) FILIPOS  A Igreja que Paulo fundou em Filipos era muito ligada a Paulo e quando ele foi preso em Éfeso, enviaram emissários em seu socorro.  Comovido por esse gesto, Paulo enviou uma Carta aos Filipenses, encorajando-os a continuarem a ter fé em Jesus, tendo como modelo a sua própria fé.

53 3. CARTA AOS FILIPENSES B) 56 d.C. PAULO ESCREVE  Durante a 3ª viagem missionária, Paulo está em Éfeso passa por algumas dificuldades e é preso! Recebe a visita de alguns filipenses e manda por eles uma carta.

54 3. CARTA AOS FILIPENSES B) 56 d.C. PAULO ESCREVE

55 3. CARTA AOS FILIPENSES B) 56 d.C. PAULO ESCREVE  Os Atos não dizem nada da prisão em Éfeso, mas a carta aos filipenses sim.  Paulo esteve em Filipos somente uma vez, depois de escrever a carta e receber a liberda- de ele fará outra visita continuan- do a 3ª viagem missionária.

56 3. CARTA AOS FILIPENSES B) 56 d.C. PAULO ESCREVE Na prisão Paulo escreve...  Fl 1-2: Prisão e situação da comuniade Hino cristológico  Fl 3: Polêmica contra os cães  Fl 4-5: Recomendações

57 3. CARTA AOS FILIPENSES C) EXEGESE (Fl 1,12-13) Irmãos, faço questão de que saibais o seguinte: o que me aconteceu tem antes contribuído para o progresso do Evangelho. Com efeito, em todo o pretório e em toda a parte, se ficou sabendo que eu estou na prisão por causa de Cristo.  Paulo está preso e reconhece que talvez não consiga evangelizar como gostaria. Começa a admitir que poderá morrer... (Fl 1,21) Para mim, de fato, o viver é Cristo e o morrer, lucro.

58 3. CARTA AOS FILIPENSES C) EXEGESE  Mas porque Paulo foi preso? (At 19,24-27) Um ourives chamado Demétrio fabricava miniaturas em prata do templo de Diana, proporcionando considerável lucro aos artesãos. Ele reuniu esses artesãos, e lhes disse: “Amigos, esse tal de Paulo, com a sua propaganda, desencaminha muita gente, não só em Éfeso, mas em quase toda a Ásia. Ele afirma que não são deuses os produtos de mãos humanas...”  Paulo é preso para acalmar os ânimos... (At 19,38-39) O secretário Alexandre disse: “Se Demétrio e os artesãos que estão com ele têm acusações para fazer contra alguém, sejam feitas audiências. Os procônsules estão à disposição. Que as partes apresentem suas acusações recíprocas”.

59 3. CARTA AOS FILIPENSES C) EXEGESE (Fl 2,25) Quanto a Epafrodito (que é para mim irmão e companheiro de trabalho e de luta, e que foi enviado por vós para me atender nas minhas necessidades) julguei que devia mandá-lo de volta a vós.  Este enviado leva dinheiro para Paulo, mas fica doente e quase morre. (Fl 2,26.30) Ele estava com saudades de todos vós e andava muito preocupado, porque ficastes sabendo de sua doença. Pois, pela causa de Cristo, ele esteve bem perto da morte, arriscando a própria vida para me atender em vosso lugar.  Epafrodito volta e leva a carta à comunidade.

60 3. CARTA AOS FILIPENSES C) EXEGESE Na prisão Paulo escreve...  Fl 1-2: Prisão e situação da comuniade Hino cristológico  Fl 3: Polêmica contra os cães  Fl 4-5: Recomendações

61 3. CARTA AOS FILIPENSES D) HINO CRISTOLÓGICO  O principal texto da carta é um hino sobre a humildade de Jesus Cristo. Cristo é humilde, assim também Paulo propõe esta humildade à comunidade. Toda a carta fala da Alegria (17x) em meio às dificul- dades.

62 3. CARTA AOS FILIPENSES D) HINO CRISTOLÓGICO (Fl 2,5) Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus.  Tudo o Cristo sentiu e pensou, também os dis- cípulos devem sentir e pensar. O cristão é um novo Cristo em todos os lugares e situações que ele viver. Este hino é o fundamento da espiritualidade cristã.

63 3. CARTA AOS FILIPENSES D) HINO CRISTOLÓGICO (Fl 2,6-7a) Existindo em forma divina, não se apegou ao ser igual a Deus, mas despojou-se, assumindo a forma de escravo, tornando-se semelhante ao ser humano.  Forma (skéma) = não visível, mas a natureza.  Deus  homem... Cristo não se apegou, não considerou algo impossível, irrenunciável (  Adão). Despojou-se / esvaziou-se  Igual a Deus  semelhante ao homem.

64 3. CARTA AOS FILIPENSES D) HINO CRISTOLÓGICO (Fl 2,7b-8) Encontrado em aspecto humano, humilhou-se, fazendo-se obediente até a morte e morte de cruz!  Aspecto (figura) de homem... Se abaixou ainda mais e humilhou-se  Morte de cruz: o máximo do rebaixamento.

65

66 3. CARTA AOS FILIPENSES D) HINO CRISTOLÓGICO (Fl 2,9) Por isso, Deus o exaltou acima de tudo e lhe deu o Nome que está acima de todo nome.  Por isso: Cristo desceu até o fundo, Deus o exalta até o lugar mais alto...  Exaltou  Paulo inventa uma palavra Sobre+elevou – sobre tudo, nada está acima. Nome de Jesus = a própria pessoa (nome).  Deu: agraciou, recebeu gratuitamente.

67 3. CARTA AOS FILIPENSES D) HINO CRISTOLÓGICO (Fl 2,9) para que, no Nome de Jesus, todo joelho se dobre no céu, na terra e abaixo da terra, e toda língua confesse: “Jesus Cristo é o Senhor”, para a glória de Deus Pai.  Joelho: dobrar é reconhecer a inferioridade. Céu (divino) – Terra (humano) – abaixo (inferno).  Língua: confessar é reconhecer a superioridade Cristo + glória de Deus Pai.

68 POR ISSO

69 3. CARTA AOS FILIPENSES E) CONCLUSÃO  Paulo está preso (tristeza) e escreve para a comunidade com grande alegria.  Reconhece que a sua vida está em risco, mas não desanima, pois o exemplo é o próprio Cristo que se humilhou e foi exaltado.

70

71 3. CARTA AOS FILIPENSES  Cidade de Filipos.  Paulo escreve uma carta.  Estrutura da carta.  Exegese.

72

73 AMANHÃ 1Cor


Carregar ppt "2º ENCONTRO. Eu vivo, mas não eu, é Cristo que vive em mim. Gl 2,20."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google