A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE e INTEGRAÇÃO Universidade Federal de Pelotas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE e INTEGRAÇÃO Universidade Federal de Pelotas."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE e INTEGRAÇÃO Universidade Federal de Pelotas

2

3

4 Experiências de Integração Universitária na Fronteira BRASIL – URUGUAI

5 A UFPEL e a Integração Regional –Tratado Brasil-Uruguai da Lagoa Mirim –Centro de Integração do Mercosul –Centro de Estudos Europeus –A Hidrovia do Mercosul –Núcleo de Estudos Fronteiriços

6 A UFPEL E O TRATADO BRASIL- URUGUAY DA LAGOA MIRIM 1977 – é firmado o tratado Baseado no tratado de limites de 1909 segundo o qual as águas da bacia hidrográfica da Lagoa Mirim são compartilhadas.

7 Efeitos do Decreto Presidencial 1994 – a UFPEL inaugura o ” CENTRO DE INTEGRAÇÂO DO MERCOSUL”, para temas de educação e extensão com vistas à integração e desenvolvimento regionais. À UFPEL cabe a administração da “Eclusa do são Gonçalo” e a “ represa do Chasqueiro” e as atribuições do tratado binacional passam a ser metas de extensão universitária na fronteira.

8 Centro de Integração do Mercosul

9 Rio Grande do Sul Fonte Lagoa dos Patos Lagoa Mirim Canal São Gonçalo

10 O Novo Campus Porto Resgate da Cultura Regional e Patrimônio Industrial

11

12

13 A BARRAGEM ECLUSA DO SÃO GONÇALO A Barragem Eclusa do São Gonçalo se situa ao lado do campus da UFPEL. A represa foi construída para evitar a intrusão das águas oceanicas na Lagoa Mirim, cuja conseqüência seria danos para o abastecimento de água para toda a população da cidade de Rio Grande situada a cerca de 50 km. Também a água salgada seria prejudicial para as lavouras de arroz no Brasil e Uruguai.

14 BARRAGEM ECLUSA

15 BACIA DO CANAL SÃO GONÇALO Rio Piratini Principal afluente km 2 BACIA DO ARROIO GRANDE Arroio Grande Arroio Chasqueiro km 2 BACIA DO RIO JAGUARÃO km 2 BACIA DO LITORAL Banhado do Taim Lagoa Mangueira km 2

16 Hidrovia do Mercosul (através da Lagoa Mirim) A Hidrovia é uma grande via de transporte que se desenvolve ao longo de 650 km entre as cidades de General Henrique Martinez (Rio Cebollati) no Uruguai e as cidades brasileiras de Santa Vitória do Palmar, Jaguarão, Pelotas, Rio Grande, Porto Alegre e Estrela.

17 Hidrovia do Mercosul (através da Lagoa Mirim) A Hidrovia garantirá a via de transporte hidro-ferroviário Montevideo-São Paulo numa distancia superior a km, o que permitirá a saída de produtos através do porto de Rio Grande com custos mais baixos, levando ao crescimento de outras cadeias produtivas.

18 Porto de Estrela

19 Superporto (40’) São José do Norte Porto Novo (31’) Porto de Rio Grande

20 VANTAGENS DA HIDROVIA Reativar a navegação fluvial entre o Brasil e o Uruguai Facilitar a saída da produção e cargas do Uruguai para o Brasil e para o exterior com benefícios para os portos brasileiros. Projetos com custos menores (recursos do FOCEM= Fondo para la Convergencia Estructural y Fortalecimiento del Mercosur)

21 VANTAGENS DA HIDROVIA Redução dos acidentes nas rodovias Abertura de novos mercados de trabalho e novas oportunidades na região. Redução do impacto ambiental (menor emissão de dióxido de carbono na atmosfera) Preservação da natureza (Reserva Ecológica do Taim)

22 Centro de Estudos Europeus e Faculdade de Turismo

23


Carregar ppt "UNIVERSIDADE e INTEGRAÇÃO Universidade Federal de Pelotas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google