A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comunicação Social Jornalismo O caso do Tocantins Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins Oligopólios da Comunicação na Amazônia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comunicação Social Jornalismo O caso do Tocantins Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins Oligopólios da Comunicação na Amazônia."— Transcrição da apresentação:

1 Comunicação Social Jornalismo O caso do Tocantins Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins Oligopólios da Comunicação na Amazônia

2 Criação do Estado Em 5 de outubro de 1988, o Tocantins (ex-região Norte de Goiás) alcançou a independência com a nova Constituição brasileira. A cidade de Miracema do Norte foi designada como capital provisória até que uma nova fosse construída. O então deputado e um dos idealizadores da divisão, José Wilson Siqueira Campos, foi escolhido como governador da nova unidade federativa.

3 MAPA DO TOCANTINS Em janeiro de 1990, Palmas passa a ser a capital definitiva do Estado. A cidade foi construída em um local considerado estratégico, chamado de Centro Geodésico do Brasil, por se encontrar exatamente no centro do Tocantins.

4 CULTURA TOCANTINENSE IndígenasPresente no folclore, na culinária, nas lendas, nos costumes, nas danças e nos nomes. Exemplo: Tocantins (rio dos tucanos); Xambioá (ave veloz). NegrosNegros escravos eram utilizados como força principal de trabalho. Atualmente, existem cerca de 15 comunidades quilombolas reconhecidas pelo governo federal. BrancosOs portugueses influenciaram a cultura do TO com a religião, trazida pelos jesuítas. Exemplo: Festa do Divino Espírito Santo.

5 Estrutura e Potencialidades Economia tocantinense agroexportações, sobretudo de soja (89%), carne bovina (10%) e culturas de subsistência, como arroz, milho e feijão. Rodovia Belém-Brasília (BR-153) elemento fundamental no crescimento econômico por cortar o Estado de norte a sul. Multimodalidade A Ferrovia Norte-Sul (EF-151) está em construção assim como o Porto de Praia Norte. Potencial hidroviário (rios Tocantins e Araguaia); Pólo de biocombustíveis, minérios e áreas para produção agrícola.

6 Veículos de Comunicação Segundo o Ministério das Comunicações (2007), o Estado do Tocantins possui: emissoras comerciais (rádios e TV); - 67 rádios comunitárias; - duas rádios educativas (Araguaína e Palmas) e - uma TV educativa (Rede Sat). Em relação aos jornais impressos, os dados são imprecisos, pois eles surgem, desaparecem e ressurgem de acordo com os governos.

7 Comunicatins 1989 criação da Companhia de Comunicação do Estado do Tocantins - Comunicatins; Começou como uma empresa de direito privado (de economia mista), mas o governo se tornou o acionista majoritário; Convênio com o Cerne (Consórcio de Empresas de Radiodifusão e Notícias do Estado de Goiás) que já retransmitia o sinal da TV Bandeirantes em Gurupi e Araguaína; 1996 extinção da Comunicatins e criação do Instituto Dom Alano, entidade de direito público, sob a forma de autarquia e que atuaria em conjunto com a Universidade do Tocantins (Unitins) para explorar os serviços de Rádio e TV.

8 Fundação Em 1997, a Rádio Palmas 96,1 FM começa a ser estruturada. Com caráter educativo, a emissora foi montada na sede da TV Palmas. No ano seguinte, devido à falta de recursos e repasse de verbas, o Instituto Dom Alano é transformado em Fundação. O objetivo principal era regularizar legalmente o serviço de radiodifusão sob a tutela do Estado. É criada então a Fundação Unitins, que recebe a autorização para executar o serviço com fins educativos.

9 Rede Sat Em janeiro de 2000, a rádio Palmas entra em funcionamento em caráter experimental. Já a TV inaugurou suas transmissões em outubro de a recepção do sinal é captado ainda por 10 cidades maranhenses, entre elas Imperatriz (TV Nativa) e Porto Franco (TV Difusora). Batizada posteriormente de Rede Sat, o Instituto de Radiodifusão Educativa tem o compromisso de oferecer educação, cultura e informação com responsabilidade social, em favor da cidadania.

10 A Organização Jaime Câmara (OJC) nasceu em 1935 como papelaria e tipografia na cidade de Goiânia (GO). Em 1938, foi lançada a primeira edição de O Popular, jornal que ainda hoje imprime de 40 a 60 mil exemplares por dia. Já a Rádio Anhanguera foi inaugurada em 1954 e atualmente está integrada à CBN. Em 1963, foi a vez da Televisão Anhanguera de Goiânia levar ao ar as primeiras imagens. A TV Anhanguera é hoje a 4º afiliada da Rede Globo em receita, cobrindo as capitais e interior de Goiás e Tocantins. Organização Jaime Câmara

11 A OJC domina os meios de comunicação no Tocantins, sendo seus principais produtos: Jornal do Tocantins (impresso e online); TV Anhanguera; CBN Tocantins; Araguaia FM; OJC no Tocantins

12 O Jornal do Tocantins foi fundado em maio de 1979 e é o veículo impresso de maior circulação no Estado. Em 1981, o tablóide foi fechado sob a justificativa de que não era lucrativo e que não havia profissionais interessados em trabalhar no peso morto do norte goiano. O JT teve sua última tiragem com oito páginas, sendo 04 com notícias e 04 com matérias pagas pela prefeitura de Araguaína. Com a criação do Estado, em 1988, o jornal volta a circular, agora no formato Standard e com 12 páginas. Há pouco mais de dois anos inaugurou a sua versão online, exclusiva para assinantes.versão online Jornal do Tocantins

13 Principal canal de TV do Tocantins, a TV Anhanguera é afiliada da Rede Globo e faz parte da OJC. A TV Anhanguera Tocantins foi inaugurada em 1995, na cidade de Palmas. De acordo com a empresa de pesquisa M&W (2010), somente na capital a emissora possui 62% da audiência no horário das 6h às 24h. Seus principais programas são os telejornais locais (1ª e 2ª edições), o Bom Dia Tocantins e o Jornal do Campo. Aos sábados, o canal exibe o programa Frutos da Terra, de Goiás. TV Anhanguera

14 Portais de Notícias Os veículos com maior audiência no Tocantins são os portais de notícias. Os maiores destaques são os assuntos ligados à Política, sobretudo, a tocantinense. São eles: a) Capital: Portal Cleber Toledo, Site Roberta Tum, Conexão Tocantins e A Boca do Povo.Portal Cleber ToledoSite Roberta TumConexão TocantinsA Boca do Povo b) Interior: Gurupi Online e A Notícia (Gurupi); Araguaína Notícias e Portal O Norte (Araguaína); Surgiu e Correio do Povo (Paraíso) e Porto News (Porto Nacional).Gurupi OnlineA Notícia Araguaína NotíciasPortal O Norte SurgiuCorreio do PovoPorto News

15 Jornais Impressos A capital Palmas concentra o maior número de jornais impressos de pequena circulação. No entanto, é possível encontrar, no interior do Estado, outras publicações também de menor porte. Porto News e Paralelo 13 (Porto Nacional); Tribuna Tocantins (Gurupi); Correio do Povo (Paraíso); Voz do Bico (Augustinópolis). Com exceção do Jornal do Tocantins (diário), os demais veículos circulam semanalmente ou quinzenalmente. A maioria depende de verbas públicas para se manter, tendo a publicidade política como carro chefe.

16 Exemplos de Publicidade

17 Considerações A imprensa no Tocantins nasce estatal e ainda mantém uma ligação forte com Goiás. A cultura tocantinense ainda é pouco explorada nos veículos, que insistem em publicar material sobre o Estado vizinho. Os meios de comunicação são ou estão ligados às oligarquias locais. As duas maiores empresas de Comunicação são a Rede Sat (estatal) e a Organização Jaime Câmara (privada). O setor privado de Comunicação ainda apresenta grande dependência do dinheiro estatal.

18 A OJC se consolidou com o passar dos anos e, hoje, apesar de haver emissoras concorrentes, pode ser considerada como a maior empresa de comunicação operando no Estado. Os jornais impressos de pequenos porte exercem pouca influência na população, sendo os portais de notícias e a televisão as principais fontes de informação da população. O setor publicitário evoluiu nos últimos dois anos com a chegada de empresas multinacionais, sobretudo na capital, mas ainda apresenta dificuldades para se manter. Considerações

19 ARAÚJO, Luciana Martins. Telejornalismo e Redes Sociais: a participação do telespectador via Twitter no Jornal Anhanguera 1ª Edição. Universidade Federal do Tocantins, Junho de DOMINGUES, Adriano da Silva. A parcialidade impressa: o subliminar nas eleições de 2006 no Tocantins. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 30, 2007, Santos, Anais... Disponível em: Acesso em 12 out SANTOS, Jocyléia Santana. A História da mídia audiovisual : a televisão no Tocantins. In: V Congresso Nacional de História da Mídia, 2007, São Paulo, Anais... Disponível em: 1.pdf 1.pdf SILVA, Otávio Barros. História da Imprensa no Tocantins. O Jornal do Tocantins, Fontes

20 Sites visitados Ministérios das Comunicações uf-tocantins Governo do Estado do Tocantins Rede Sat Jornal do Tocantins Organização Jaime Câmara Guia de Mídia Online Fontes

21 OBRIGADA!!! r r


Carregar ppt "Comunicação Social Jornalismo O caso do Tocantins Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins Oligopólios da Comunicação na Amazônia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google