A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“Oceanos, Biodiversidade e Saúde Humana”

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“Oceanos, Biodiversidade e Saúde Humana”"— Transcrição da apresentação:

1 “Oceanos, Biodiversidade e Saúde Humana”
Projecto: “Oceanos, Biodiversidade e Saúde Humana” Trabalho realizado por: José António Ferreira Gonçalo Falcão Diogo Clemente Teresa Saraiva 8ºA

2 Introdução No âmbito das disciplinas de Ciência Naturais, Ciência Físico-químicas e Geografia o nosso grupo “Douro-vivo” esta a participar num projecto (“ Oceanos, Biodiversidade e Saúde Humana ”) por isso, no dia 19 de Janeiro de 2010 o nosso grupo acompanhado por outros grupos e pelos professores, decidimos ir até ao Rio Douro. A nossa primeira paragem foi junto da Ponte do Freixo e a segunda paragem, junto da barragem de Crestuma-Lever.

3 Junto da Ponte do Freixo
Na nossa primeira paragem junto da Ponte do Freixo, estivemos a recolher alguns sedimentos. Usamos rosa de Bengal para poder-mos distinguir os seres dos sedimentos e formol para os conservar. No laboratório usamos uma malha de 0.05 mm. Mas também recolhemos água do rio e estivemos a analisar o pH e a temperatura.

4 Junto à barragem Crestuma-Lever
A nossa segunda paragem foi junto à barragem Crestuma-Lever. Primeiro recolhemos alguns sedimentos e em seguida analisamos o nível de pH da água. Também usamos rosa de Bengal para podermos distinguir os seres dos sedimentos e formol para os conservar.

5 No laboratório de Físico Químicas…
…depois da análise laboratorial à água recolhida, reparamos que o cheiro era ausente e a água era incolor e um pouco turva. Comparamos também a temperatura no local e no laboratório podendo concluir que a temperatura era mais elevada no laboratório do que no Rio, tanto junto à Barragem como junto à Ponte do Freixo.

6 Chegando ao laboratório começamos por analisar a água.
Temperatura: pH: Dureza:

7 Quanto aos parâmetros químicos da qualidade da água medimos o pH no local e no laboratório, podendo concluir que este é mais elevado no laboratório. Também medimos a dureza da água…

8 Parâmetros físicos de qualidade de uma água Temperatura Cheiro cor
Identificação da amostra Cheiro cor Turvação No local laboratório Freixo Ausente incolor Um pouco turva 10.2 ºC 16ºC Barragem 9ºC 15.5ºC

9 Identificação Da amostra Freixo Barragem Parâmetros químicos de qualidade de uma água PH Dureza Altura da espuma, cm 4,7cm 3cm No local No laboratório 7,05ºC 7.48ºC 7.38ºC 7.58ºC

10 No laboratório de Ciências…
…estivemos a analisar os sedimentos recolhidos junto da Ponte do Freixo. O objectivo era encontrar seres vivos de pequenas dimensões. Usamos rosa de Bengal para poder-mos distinguir os seres dos sedimentos, formol para conservar. No laboratória usamos uma malha de 0.05 mm. Podemos encontrar seres vivos de várias espécies nos sedimentos. O que não aconteceu em ambas as amostras.

11 As nossas amostras não continham nenhuns macroinvertebrados bentónicos
As nossas amostras não continham nenhuns macroinvertebrados bentónicos. Mas recebemos amostras de uma equipa de investigadores o qual continham e podemos observar. Estas amostras são do Rio Inha. A razão pela qual as nossas amostras não conterem seres vivos é porque o caudal do rio estava muito elevado e os seres vivos não tinham colonizado aquela zona pelo que devíamos ter atingido uma zona mais profunda.

12 Tabela dos macroinvertebrados
Famílias Odonat-pontos Coleop-pontos Outros-pontos Lest-8 Elm-5 Halip-4 Dytisc-3 Sialid-4 Oligo-1 Macroinvertebra-dos de cada família Pontos (total) 25 Estes foram os macroinvertebrados que encontramos nas amostras, do Rio Inha, oferecidas pelos grupos de investigadores.

13 Resultados do 8ºA #4 (Pontos) #8 (Pontos) Ephem/Potamanthidae 10 Ephem/Ephemeridae 10 Odonat/Lestidae 8 Coleop/Elmidae 5 Coleop/Haliplidae 4 Coleop/Dytiscidae 3 Diptera/Athericidae 10 Díptera/Chironomidae 2 Mollus/Sphaeriidae 3 Outros/Oligochaeta 1 Odonat/Gomphidae 8 Plecop/Perlodidae 10 Díptera/Athericidae 10 Estes foram os resultados de toda a nossa turma do 8ºA que equivale a 88 pontos. Outros/Sialidae 4 Outros/Glossiphoniidae 3 Outros/Oligochaeta 1

14 Em Geografia… Junto à ponte do Freixo…
Latitude: 41,016430º Longitude: 8,432230º Junto à barragem Crestuma-Lever… Latitude: 41,015560º Longitude: -8,432240º

15 A bacia do Rio Douro têm uma superfície de 97. 603 km², no total
A bacia do Rio Douro têm uma superfície de  km², no total. Sendo  km² em território português. Nasce na Espanha, nos picos da serra de Urbión, a 2080 metros de altitude e desagua na costa atlântica da cidade do Porto. A sua altitude média é de 700 metros. No início do seu curso é um rio largo e pouco caudeloso.

16 Perto da Ponte do Freixo
Perto da Barragem

17 Rio Inha Google earth

18 Conclusões No âmbito da disciplina de Físico-química ao analisar a água percebemos que tanto junto à Ponte do Freixo como junto à Barragem de Crestuma-Lever, o cheiro e a cor são ausentes e incolores e a água é um pouco turva. Quanto à temperatura e ao pH são mais elevados no laboratório do que no local. Quanto à disciplina de Ciências, apesar de as nossas amostras não conterem macroinvertebrados, ao recebermos os seres da equipa de investigadores, podemos perceber que a água do rio está poluída em várias zonas devido aos decompositores que se acumulam naquelas áreas provocando a falta de oxigénio e a morte de seres vivos. Na disciplina de Geografia, podemos ver a caracterização da Bacia Hidrográfica do Rio Douro e perceber que não só os seres vivos eram afectados, com a poluição, como a própria população cerca das margens do Rio.

19 Rio Douro Bibliografia
Wikipédia -Livro de ciências Planeta Vivo 8 -Google Earth -www.cienciaviva.pt Rio Douro


Carregar ppt "“Oceanos, Biodiversidade e Saúde Humana”"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google