A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VIVO A ALEGRIA DE SER MISSIONÁRIO 1) Vivo a alegria de ser missionário/ Recebi de Jesus esta linda missão/ Mas a América é grande e há pouco operário/

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VIVO A ALEGRIA DE SER MISSIONÁRIO 1) Vivo a alegria de ser missionário/ Recebi de Jesus esta linda missão/ Mas a América é grande e há pouco operário/"— Transcrição da apresentação:

1 VIVO A ALEGRIA DE SER MISSIONÁRIO 1) Vivo a alegria de ser missionário/ Recebi de Jesus esta linda missão/ Mas a América é grande e há pouco operário/ Vou fazer romaria, fazer mutirão (bis). REF: Então, Jesus é missão, a Igreja é missão./ Então, a vida é missão, o amor é missão./ Então, Jesus é missão, a Igreja é missão./ Então, nós somos missão, missão local. 2) Vivo a alegria de ser missionário/ Neste mundo marcado com tantas feridas/ Há um povo que vive um duro calvário/ Vou levar no meu barco a palavra da vida (x) REF: Então, Jesus é missão, a Igreja é missão./ Então, a vida é missão, o amor é missão./ Então, Jesus é missão, a Igreja é missão./ Então, nós somos missão, missão continental. 3) Vivo a alegria de ser missionário/ Tenho sede da vida que nunca secou/ Nesta Igreja que vive em tristes cenários/ Vivo a minha missão como um caso de amor (bis) REF: Então, Jesus é missão, a Igreja é missão./ Então, a vida é missão, o amor é missão./ Então, Jesus é missão, a Igreja é missão./ Então, nós somos missão, missão universal. Uma forte comoção/ Uma firme decisão/ Uma nova conversão/ A missão continental (bis)

2 Santas Missões Populares 1° Retiro Missionário

3 O que é missão? No profano, missão pode significar ser enviado em nome de alguma pessoa para realizar uma tal atividade. No religioso dizemos: Missão de Jesus é aquela que Ele recebeu do Pai, encarnando-se e assumindo a nossa humanidade. Sendo o primeiro missionário. Ao entrar no mundo disse: não quisestes sacrifícios nem oferendas, mas me formastes um corpo. Eis que vim para cumprir, Ó Deus, tua vontade (Hb 10, 6-7).

4 Para que a missão? E’ para fazer a Igreja ser mais missionária; dar mais espaço aos leigos. No trabalho missionário, o novo é a presença e o protagonismo dos leigos. Nossa Missão Fomos enviados em nome de Jesus, para fazer discípulos entre todos os povos e batizando-os e anunciando o seu Evangelho(Boa Nova) (Mt 28, 19), Fazendo que o seu Reino aconteça em cada coração. Somos continuadores no mundo da missão de Jesus na força do Espirito Santo que é o seu protagonista. Devemos proclamar o amor de Deus para com toda humanidade, cujo modelo é a Santíssima Trindade.

5 Discípulos Missionários Antes de sermos missionário enviados deveremos ser discípulos, aprender a estar aos pés do mestre, e ser seus íntimos, permanecer com Ele, e fazer a experiência das suas riquezas. Venham e vejam ( Jo 1, 39). O discípulo é alguém apaixonado por Cristo, a quem O reconhece como o mestre que o conduz e o acompanha (DAp ). Então seremos testemunhas do que vimos e ouvimos e poderemos dizer que somos discípulos missionários. Portanto isso justifica neste ano para a nossa diocese que está em preparação ao Jubileu, a formação de discípulos missionários.

6 O que são Santas Missões Populares? (pag ) É um método de evangelização onde ajuda a reavivar o entusiasmo, o ardor pela pessoa de Jesus. Existe também muitos outros modos. Por exemplo: a missão Santo André, As missões redentoristas, evangelização 2000, os projetos da ação evangelizadora que temos, escolas de evangelização, visitas missionárias, como também a missão dos movimentos e novas comunidades que foram nascendo suscitadas pelo Espirito Santo, para reavivar a chama de amor pelo Reino de Deus, etc.

7 O que são as Santas Missões Populares? É uma sacudida ( Rm 13, 11)– para acordar, é hora de evangelizar. Jesus percorrendo a Galiléia deu uma sacudida: o tempo já se cumpriu, convertam-se e creiam no Evangelho (Mc 1, 15). Um tempo especial – é tempo da graça marcado pela intensidade dos conteúdos e pela metodologia usada. Com a finalidade de animar e dar sentido na vida cotidiana. Um grande retiro espiritual popular – isso acontece na grande semana missionária. Uma experiência profunda e existencial de Deus Trindade. As SMP quer ser a visita e o abraço do Deus misericordioso. Uma atualização da Missão de Jesus. Um tempo especial de evangelização intensiva e extensiva – Por isso precisa de todas as forças vivas da comunidade\ paróquia \diocese, e que seja o fio condutor das pastorais durante este tempo especial. Um serviço a pastoral, um tempo especial de gratidão e alegria partilhada. SMP não é uma nova técnica pastoral, uma pastoral a mais ou um movimento, um trabalho de fim de semana feito por um pequeno grupo de pessoas alheias à realidade. Não é um conjunto de palestras, etc. SMP é a Igreja em movimento... Trata-se de uma proposta evangelizadora, que vem de encontro com as Diretrizes da Igreja.

8 Quais os Objetivos das Santas Missões Populares (pag ) - onde queremos chegar Estes objetivos foram escolhidos na reunião do CDAE com a presença do Pe. Mosconi. 1. Convidar as pessoas a serem seguidoras de Jesus de Nazaré, caminho seguro para realizar uma autentica existência humana. (por isso que ao longo das SMP se realiza o estudo do Evangelho, privilegiando o ano litúrgico) 2. Em nome do Deus da vida, convidar o povo para o grande mutirão em defesa da vida e da cidadania de todos, em especial dos empobrecidos e excluídos. 3. Fortalecer, reinventar, fazer crescer em qualidade e quantidade a caminhada das pequenas comunidades eclesiais. 4. Despertar nas pessoas o gosto pelas missões, dando um dinamismo missionário a todas as pastorais.

9 Quais os CONTEÚDOS das SMP? A vida e o DEUS da vida. Que nos convida ao seguimento de Jesus vivendo no estilo das bem-aventuranças. As SMP SANTAS – porque continua a missão de Jesus, que é santa. MISSÕES – porque é tempo de ser enviado, de andar e testemunhar. POPULARES - porque elas acontecem no meio do povo, com o povo, partindo de seus anseios e lutas legitimas. São feitas na gratuidade, suscita as relações fraternas, solidárias, assembléias, vigílias de oração, incentivo de projetos alternativos (saúde, medicina popular, mutirões etc.)

10 Espiritualidade É importante entender a espiritualidade, marcada pelo estudo do evangelho de Marcos do ano litúrgico. Onde conheceremos melhor a pessoa de Jesus, respondendo quem é Ele para nós, o que Ele significa para a nossa vida. Deverá nos levar ao encontro com Cristo. A prática desta espiritualidade gera uma mística, que é o sabor da ação.

11 Aspectos fundamentais dos quatro retiros diocesanos \ paroquiais 1. Despertar nos participantes o desejo de organizar de vez em quando momentos de retiro. 2. Sequencia lógica dos retiros: no 1° retiro quer despertar o compromisso de ser missionário na Vigília do sábado à noite. 3. No 2° retiro será a consagração à missão (unção missionária). 4. No 3° retiro: suscitar a fidelidade a missão (sinal = cruz missionária) 5. 4° retiro: viver em missão, a VIDA COMO MISSÃO ( entrega do anel tucum).

12 Destinatários Todo povo em geral, querem ser ecumênicas. Desejam ajudar as pessoas a dar um sentido verdadeiro à vida, a construir relações sociais mais humanas e justas. Tem sua preferência aos necessitados, doentes, idosos, os católicos afastados.

13 Metodologia – pág.- 81 PASSOS: METODOLOGIA (como fazer) 1º PASSO (tempo de “Namoro”) 1 ano antes da Semana Missionária: ANÚNCIO DAS SMP. Fazer a proposta ao maior número possível de pessoas da paróquia. Para isto, é necessário um trabalho grande de divulgação, comunicação, motivação, envolvimento, estudo do livro base. Falar nas celebrações, reuniões, pastorais; Fazer uma carta anúncio falando das SMP, comunicando as datas, etc.; Convidar pessoas para serem missionários (as), com alguns critérios para a seleção dos mesmos;

14 Metodologia Metodologia - 1º PASSO – que fazer? (tempo de “Namoro”) Numa missa especial, com a presença de todas as Comunidades, fazer o anúncio oficial. “A partir de agora, a nossa Paróquia começa a preparação para as SMP”. Será o início da animação missionária na Paróquia; Organizar a equipe paroquial das SMP. Começam os preparativos para o 1º retiro missionário; Formação de várias equipes de trabalho: coordenação, animação, finanças, infra- estrutura...

15 Metodologia PASSOS: METODOLOGIA (como fazer) 2º PASSO (tempo do noivado) O número de missionários locais varia conforme o tamanho da Paróquia. Deve ser um número suficiente para visitar todas as famílias antes da Semana Missionária. Os retiros são normalmente de 2 dias inteiros, podendo ser num tempo menor, realizados de 2 em 2 meses, com um roteiro próprio para cada retiro. Nos retiros, serão refletidos alguns assuntos (temas para a formação) e são realizados momentos fortes de oração pessoal, vigílias e celebrações,

16 Metodologia PASSOS: METODOLOGIA (como fazer) 3º PASSO – (tempo de acordar, é o “noivado”) pag. 80 A 1° etapa da Missão já começa com o anúncio das SMP, quando a Paróquia começa a entrar no clima de missão, mas toma corpo depois da realização do 1º retiro missionário. Consiste, entre outras atividades: Visitas a todas as famílias da Comunidade (Paróquia) antes da Semana Missionária. São as chamadas pré-visitas, para conhecer as famílias, identificar a situação das mesmas e anunciar a realização da Semana Missionária das SMP; Preparação de Faixas, Bandeiras, Cartazes, etc. para divulgar que a Paróquia está em missão;

17 Metodologia (tempo de acordar, é o “noivado”) Com uma equipe de coordenação bem dinâmica, que envolva o maior número de pessoas com a participação do padre; Reuniões da equipe de coordenação para estudo e encaminhamentos; Realização de encontros entre as Comunidades da Paróquia, em vista de uma caminhada em comum; Conhecimento da realidade e levantamento dos desafios maiores: levantar a história do bairro ou do lugar, a história das pessoas, sua origens, etc. Levantar também a história da Comunidade, da Paróquia, padroeiro da Comunidade, pessoas que marcaram a vida da Comunidade, fatos marcantes na vida do povo, etc.

18 Tarefas da coordenação Neste período de Noivado é necessário: 1. Assimilar o sentido, os conteúdos, os objetivos, a espiritualidade e a metodologia das SMP. 2. Ajudar a paróquia e suas forças vivas a entender e assumir as SMP, com convicção, gosto e ardor missionário. 3. Enviar uma carta circular, simples e contagiante aos movimentos, pastorais, comunidades, associações ligadas à paróquia dando anúncio oficial das SMP, expondo motivações e anseios. Melhor ainda que a carta seja entregue pessoalmente através de visitas. 4. Marcar um domingo em que a carta seja lida em todas as Missas e celebrações. 5. Organizar a Paróquia em Setores missionários, utilizando o método da diocese, material poderá pegar na secretaria da cúria com Maria Laura. 6. Motivar e acompanhar os que optaram ser missionários nos setores.

19 Tarefas da coordenação 1. Acompanhar todo o processo das SMP no âmbito paroquial e nos setores, ajudando a superar dificuldades e dúvidas. 2. Combinar sempre fidelidade e criatividade 3. Criar equipes de serviço 4. Visitar pessoas interessadas e os setores missionários em processo de formação. 5. Formar uma equipe de cantores e tocadores para os cantos missionários. 6. Preparar o primeiro retiro paroquial dos(as) missionários(as) 7. Favorecer a comunhão e a participação, cada um partilhando valores e dons. 8. Todos os carismas existentes na paróquia são convidados a serem missionários que será vivido nas SMP de maneira mais abrangente e aberta. 9. A paróquia será organizada por setores missionários onde acontecerá as SMP, 10. No nosso caso as paróquias que não setorizaram suas paróquias deverão fazer o mais rápido possível para que as SMP aconteça e entre em comunhão com a diocese.

20 Preparação na paróquia O tempo em preparação para o grande retiro missionário para os dias de junho é chamado tempo do NAMORO E NOIVADO. Todos que irão participar do retiro deverão ler as primeiras 100 paginas do livro, em especial da pág A leitura deverá ser pessoal e em grupo, meditada, rezada, voltada para a ação. Em todas as paróquias deve deslanchar o processo (namoro e noivado), colocando em prática as sugestões do livro pág. 81 e todo capitulo quarto. É necessário que cada paróquia forme uma coordenação paroquial das Santas Missões Populares, pode ser o conselho de pastoral ampliado, para estudar juntos o livro das SMP, desde as primeiras paginas em especial o capitulo quarto.

21 Preparação na Paróquia Cada coordenação paroquial deverá acompanhar todo o processo das SMP na paróquia; deverá escolher 30 pessoas da paróquia (a dedo!) a serem enviadas ao retiro diocesano. Elas animarão o processo das SMP em suas respectivas paróquias, inclusive os retiros paroquiais.

22 CRONOLOGIA DAS SMP PAROQUIAL NamoroNoivadocasamento 1.Abertura 2.Conhecer: estudo do livro das SMP 3.Conversar 4.Orar 5.Discernir (assembléia paroquial extraordinária) 1.Visitas Ler as 100 1° págs. e a pag. que fala desta etapa Toda paróquia em estado de Missão. 2.SMP: eixo de toda Pastoral. 3.Coordenação das SMP paroquial 4.Carta as comunidades, grupos, pastorais. 5.Setores missionários 6.Preparação do 1° retiro Missionário 7.Visitas Pag ° capitulo 1° Etapa ACORDAR 1.1° retiro 2.Execução de atividades 3.Estudo do Evangelho (ano litúrgico) 4.2° retiro (quatro meses depois) 5.3° retiro (quatro meses depois do 6.2° retiro) 7.Visitas Pag. 2° Etapa SABOREAR 1.Grande Semana Missionária 2.Pode vir missionário de outra comunidade 3.Várias atividades 4.Um retiro espiritual popular 5.Visitas 3° Etapa A MISSÃO CONTINUA 1.Escutar chamados e apelos 2.4° retiro 3.Avaliar e planejar a caminhada pastoral 4.Articular energias novas 5.Aprofundar SMP e missão permanente 6.Ministério eclesial do leigo 7.Missão de Jesus e Sacramentos 8.Visitas Duração 3 meses Duração 3 meses Duração 12 meses Duração 10 dias Duração 1 ano

23 Retiro Diocesano Dia 26/06/2015. Sexta feira a partir das 17hrs. é muito importante começar na sexta feira, mesmo que uma minoria não possa estar presente. Motivar para que participe, já na sexta feira, o maior número possível de inscritos. Acolhida calorosa dos missionários/as chegando das paróquias. Para isso é importante uma boa equipe de recepção e acolhimento. Começando o encontro às 19,30, terminará o mais tardar, às 21h00min horas.

24 Programação da abertura: Uma eficiente equipe de cantores e tocadores (não pode faltar teclado) acolhe os missionários entrando no local do encontro com cantos das SMP (sobretudo os cantos dos CDs missionários). Muita animação com as bandeiras (cada paróquia vai levar duas bandeiras: uma das SMP e outra do Divino Espírito Santo). Para ter uma ideia das bandeiras, ver livro SMP pag , mas lá se fala de setores missionários paroquiais, aqui entendemos duas bandeiras por cada paróquia. Um bom e animado locutor/a dará a acolhida aos missionários das várias paróquias. Em seguida, boas vindas do coordenador diocesano de pastoral e saudação de dom Vicente, bispo diocesano. Depois disso, com a graça de Deus, eu poderei assumir a condução do conteúdo. Duas ou três pessoas daí assumam a coordenação e animação do encontro – retiro, para estarem junto comigo. Escolham bem essas pessoas.

25 Preparar uma grande faixa de tecido com as palavras: SANTAS MISSÕES POPULARES para a missão permanente. Acolhida solene da faixa (trazida por um grupo de jovens em ritmo de dança?). Somente depois será fixada num lugar bem visível para todos. Preparar também uma coreografia (feita por jovens) de música orquestrada ou de um canto missionário, para despertar abertura e tanta esperança. A programação da abertura durará, no máximo, uma hora e meia. Iremos ver juntos o porquê e a finalidade do retiro, a proposta de conteúdo e como participar. Pedir a todo mundo (quem tem o dom da leitura, é claro) de trazer caderno, caneta, Bíblia. Para quem quer e quem pode, é bom trazer o livro das SMP, o comentário ao evangelho de Marcos e A vida é Missão.

26 Dia 27/06/2015, sábado, manhã. Café nas casas. A equipe de cantores/ tocadores estará animando a chegada, a partir das 7,30 horas. É importante que haja um bom cantor-animador para envolver os participantes. Sugiro preparar um livrinho com a letra dos cantos missionários dos três CDs missionários (por onde ando o povo gosta muito). Acrescentar outros cantos que as pessoas daí gostam. De preferência em estilo missionário. Coloquem também o ‘Vinde Criador’ (em português, ritmo gregoriano), caso alguém saiba puxar o canto (vai servir para a vigília de oração).

27 8:00 horas. Oração: Oficio Divino das Comunidades, tempo comum (páginas do livro do Ofício). O esquema pode ser o seguinte: criar um clima de oração, com canto de um mantra – Entrada da equipe que vai presidir a celebração (leigos/ as: presidente, leitor, cantor) O cantor/a puxando o canto de abertura, a assembleia repete – solene, sem pressa, com muito recolhimento – Continua como está no livro do Ofício. Pode-se tirar o canto do hino - A leitura bíblica pode ser: Marcos 1,1-13. A duração do Ofício seja de cerca 30 minutos, não mais, pois o retiro inteiro será vivido em clima de oração.

28 Em seguida, estudo da missão de Jesus, conforme aparece no Evangelho segundo MARCOS (do ano litúrgico). A missão de Jesus deve ser a fonte inspiradora das nossas SMP. Pedir a todos os participantes de levar Bíblia, caderno, caneta; livros do kit missionário. Para quem pode o comentário ao evangelho de Marcos, que preparamos. Preparar os seguintes cartazes, escritos a mão, com letras grandes, em negrito, legíveis por todos: Preparar dramatização de Marcos 1, Que seja bem caprichada, fiel ao texto, tocante, sem exagero, nada de teatro ostensivo, saber comunicar bem a mensagem do texto sagrado. 10,00 horas: intervalo e depois continuação do estudo do Evangelho de Mateus sobre a missão de Jesus. Preparar a coreografia de uma música (orquestrada, instrumental) que ajude a interiorizar e meditar (é mais de que uma simples dança teatral).

29 12,00 – 14,00 horas: Almoço, intervalo. Entre 13,30-14,00 horas pode-se fazer animação com cantos missionários. TARDE. Conversa sobre: Porque SMP na diocese de JUNDIAÍ? Escolha dos objetivos das SMP (em sintonia com as conclusões de Aparecida, as diretrizes da CNBB, da diocese, de papa Francisco). A partir dos objetivos escolhidos uma pequena equipe elaborará a oração pelas SMP que, com a aprovação do bispo diocesano e da assembleia na manhã seguinte, se tornará oração oficial para toda a diocese (portanto não prepará-la antes). Acho bom seguir este processo, para que as pessoas presentes se sintam mais corresponsáveis no processo das SMP. Preparar os seguintes cartazes, com letras legíveis por todos (também na data show?):

30 Iremos motivar a participação das crianças e adolescentes nas SMP. Preparar dois cartazes: CRIANÇA É MISSIONÁRIA! / ADOLESCENTE TAMBÉM É! É importante a participação de crianças e adolescentes; elas mesmas irão pedir oficialmente, do jeito delas (diálogo? Teatro? Canto?), de serem missionárias nas SMP. Algum acompanhante ajude a preparar (ver o capítulo décimo primeiro do livro SMP). 18,00 – 19,00 horas: Intervalo com janta ou merenda reforçada. 19,00-20,30 horas: Vigília de oração, durante a qual cada missionário/ a fará seu compromisso missionário (ver o texto do compromisso na pág. 265 do livro das SMP. Entregar uma cópia a cada missionário, logo antes do intervalo. Imprimir em papel mais duro, tipo cartolina, pois é costume de colocar o termo em um quadro simples). Pedir a todo mundo de levar uma vela pequena (ou, melhor, a coordenação providenciar). Serão acesas no final da vigília. Preparar o local com um toque de vigília de oração.

31 ESQUEMA: Iniciar com o canto de um mantra. Motivação. Entrada solene da equipe dirigente (presidente, cantos, leitor, com túnica). Canto solene e meditativo de abertura do Ofício Divino das Comunidades (livro do Ofício, pag ). Do Ofício somente este canto de abertura e a memória do dia. Seguir os gestos indicados no canto. O cantor cantará um hino ao Espírito Santo (‘Vinde Criador’ ou outro, em que o povo possa cantar o refrão). Motivação da dramatização. Dramatização de Marcos 1,16-20 e, logo em seguida, Mc 6,7-13. Em seguida coreografia dramatizada do canto A BARCA (que apareça bem o sentido da missão. Não pode ser uma coreografia qualquer. Caprichem!). Acolhida do Santíssimo Sacramento, adoração silenciosa, compromisso missionário, benção e reposição do Santíssimo. Todos acendem as velas. Breve reflexão. Encerramento com avisos para o dia seguinte.

32 DOMINGO, 28/06/2015. Acolhida festiva aos missionários. Inicio às 8,00 horas pontuais com canto de abertura do Ofício Divino das Comunidades (pág. 455). O dirigente faz uma breve recordação do dia de ontem - em seguida canto de aclamação e leitura do evangelho do dia - Preces espontâneas, Pai Nosso. Bênção (duração cerca de 20 minutos). A primeira parte da manhã será dedicada à espiritualidade dos missionários/ as. Preparar os seguintes cartazes (data show também?):

33 10,00-10,30 horas: Intervalo. Preparar seis tiras grandes de papel, colocando em cada uma o título de um mês da primeira etapa. Assim: 1) NOSSOS PAIS NOS CONTARAM. RESGATANDO NOSSAS RAÍZES. 2) SOMOS MEMBROS DO POVO DE DEUS A CAMINHO. 3) O DOM E A DIGNIDADE DA VIDA EM PRIMEIRO LUGAR 4) TOMANDO CONSCIÊNCIA DA NOSSA REALIDADE 5) É TEMPO DE CONVERSÃO E DE TRANSFORMAÇÃO 6) PREPARANDO E ESPERANDO A GRANDE SEMANA MISSIONÁRIA (ver no livro SMP pág. 111ss).


Carregar ppt "VIVO A ALEGRIA DE SER MISSIONÁRIO 1) Vivo a alegria de ser missionário/ Recebi de Jesus esta linda missão/ Mas a América é grande e há pouco operário/"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google