A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONFEA/CREA SISTEMA CONFEA/CREA. COLÉGIO DE ENTIDADES NACIONAIS NegócioMissãoVisãoValores Objetivos do Sistema Diretrizes Diretrizes Cden PA Plano de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONFEA/CREA SISTEMA CONFEA/CREA. COLÉGIO DE ENTIDADES NACIONAIS NegócioMissãoVisãoValores Objetivos do Sistema Diretrizes Diretrizes Cden PA Plano de."— Transcrição da apresentação:

1 CONFEA/CREA SISTEMA CONFEA/CREA

2 COLÉGIO DE ENTIDADES NACIONAIS NegócioMissãoVisãoValores Objetivos do Sistema Diretrizes Diretrizes Cden PA Plano de ação Resultados Acompanhamento dos Resultados Sistema NegócioMissãoVisãoValores

3 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA 2011 Coordenador Tec. Ind. Eng. Eletric. Seg. Trab. Ricardo Nascimento (Contae) Coordenador Adjunto Geol. Nivaldo José Bósio (Febrageo) Assessor da Presidencia. Eng. Agr. Paulo Roberto da Silva GRI – Gerência de Relacionamentos Institucionais Gerente Eng. Civ. Águeda Lúcia Avelar Pires Secretaria Adm. Cristiane Justino Ferreira Contatos: (61) /

4 HISTÓRICO DO CDEN 1ª Fase do CDEN Decisão nº CR-006/83, aprovou processo de discussão para a reformulação da legislação profissional, constituindo a Comissão Diretora das Entidades Nacionais – Cden; 1ª Reunião – 28/05/1983, com a participação de 08 Entidades: FNE,FNA, IAB, FEBRAE,CONAGE, AGB, CONATI, FENATA. Elaborou-se documento "Estratégia do Processo de Discussão da Legislação Profissional", subsidiando discussão da Lei nº 5.194/1966 e aprovado pelo Plenário do Confea em outubro de 1983; Em 1984 foram realizados 7 encontros nacionais, 25 regionais e 5 reuniões da Comissão Diretora; Em 1986 foi realizada reunião do Cden com participação de 18 Entidades Nacionais;

5 HISTÓRICO DO CDEN 2ª Fase do Cden No Processo Constituinte de 1991/ teve papel fundamental na proposta de reorganização do Sistema e na revisão de sua legislação, culminando em 1994, com a Resolução nº 386/1994 que criou o Colégio de Entidades Nacionais, regulamentando-o como Fórum Consultivo do Sistema; aprovou a Resolução nº que fixa os critérios para credenciamento das Entidades Nacionais no Confea revogando a Resolução 386/1994.

6 CDEN HOJE Composto por 28 Entidades Nacionais, credenciadas junto ao Confea, organizadas por área de formação e/ou atuação profissional, representadas por seus Presidentes ou substitutos legais;28 Entidades Nacionais Possui 4 Comitês para descentralizar suas competências e viabilizar a execução de seu plano de trabalho anual, são eles:4 Comitês Comitê de desenvolvimento Nacional - (Fisenge) Comitê de Legislação Profissional - (Fenea) Comitê de Organização e Comunicação – (Abeq) Comitê de Educação e Ética – (Sobes) Tem representação em Comitês, GTs e Conselhos do Confea, tais: Comissão Organizadora da 68ª SOEAA CCM – Conselho de Comunicação e Marketing Comitê Executivo CIAM Brasil GT Sustentabilidade Indicação de Representantes para Missões Nacionais e InternacionaisIndicação de Representantes

7 7 28 Entidades Nacionais Mais de 250 afiliadas Presença nacional nos principais municípios Presença nos encontros das EC, IE, Inspetorias, Regionais e nos CEPS e CNP Mais de 100 mil profissionais associados

8 Entidades Credenciadas 1. ABEA – ASSOC. BRAS. DE ENGENHEIROS DE ALIMENTOS 2. ABEA – ASSOC. BRAS. DE ENSINO DE ARQUITETURA E URBANISMO 3. ABEAG – ASSOC. BRAS. DOS ENGENHEIROS AGRÍCOLAS 4. ABEAS – ASSOC. BRAS. DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR 5. ABEE – ASSOC. BRAS. DE ENGENHEIROS ELETRICISTAS 6. ABENC – ASSOC. BRAS. DE ENGENHEIROS CIVIS 7. ABENGE – ASSOC. BRAS. DE ENSINO DE ENGENHARIA 8. ABES – ASSOC. BRAS. DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL 9. ABETI – ASSOC. BRAS. DE ENSINO TÉCNICO INDUSTRIAL 10. ABEQ – ASSOC. BRAS. DE ENGENHARIA QUÍMICA 11. ANEST - ASSOC. NAC. DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO 12. CONFAEAB – CONFEDERAÇÃO DOS ENGENHEIROS AGRÔNOMOS DO BRASIL 13. CONTAE - CONSELHO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DE TÉCNICOS INDUSTRIAIS 14. FAEMI - FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE ENGENHEIROS DE MINAS DO BRASIL 15. FEBRAE - FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ASSOCIAÇÕES DE ENGENHEIROS

9 16. FEBRAGEO - FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GEÓLOGOS 17. FENEA - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS AGRIMENSORES 18. FENEMI - FEDERAÇÃO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA E INDUSTRIAL 19. FENTEC - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS TÉCNICOS INDUSTRIAIS 20. FISENGE - FEDERAÇÃO INTERESTADUAL DE SIND. DE ENGENHEIROS 21. FNA - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ARQUITETOS E URBANISTAS 22. FNE - FEDERAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS 23. IAB - INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL 24. IBAPE - INSTITUTO BRAS. DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA 25. SBEA – ASSOC. BRAS. DE ENGENHARIA AGRÍCOLA 26. SBEF - SOCIEDADE BRAS. DE ENGENHEIROS FLORESTAIS 27. SBMET - SOCIEDADE BRAS. DE METEOROLOGIA 28. SOBES - SOCIEDADE BRAS. DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA Entidades Credenciadas

10 Projeto Fortalecimento das Entidades e Valorização Profissional Parceria: CDEN

11 Linhas de crédito para as Entidades Nacionais. Parceria: CDEN Decisão Plenária do Confea /2010 – Pub. Revistas R$ 30 mil, Pub geral R$ 20 mil, Pub. Cientificas = R$ 45 mil 1.968/2010 Eventos : até R$ 65 mil 0458/2011 Memória/entidades R$ 50 mil

12 A Quem Interessa a Entidade de Classe? O Profissional O Sistema Confea/Crea A Sociedade

13 Entidade Fortalecida – o que é? Atuação destacada na promoção: - de seus Representados e - da Sociedade Com princípios éticos na busca da: - melhor qualidade de vida e - responsabilidade social e ambiental

14 Objetivo Geral do Projeto Submeter o Plano de Fortalecimento das Entidades (1ª e 2ª fase) a todas as Entidades Nacionais e implementar uma política de valorização Profissional.Submeter o Plano Objetivos Específicos 1. Aplicar o Plano de Excelência em Gestão às 28 Entidades Nacionais; 2. Medir a evolução das 4 entidades pilotos que tiveram a 1ª Fase do Plano de Gestão implementado em 2010; Medir 3. Prestar assessoria às Entidades Nacionais para elaboração e implementação dos respectivos planos de melhoria; 4. Valorização e responsabilidade da engenharia frente às mudanças climáticas e obras públicas;

15 CDER Colégio de Entidades Regionais Como é hoje: (Exemplos) Como é hoje Relação de Entidades Crea-SC o CEDEC – Colégio Estadual de Entidades de Classe; Crea-BA o CEP – Colégio de Entidades Profissionais; o Crea-MG o CEE-MG – Colégio Estadual de Entidades do Sistema Confea/Crea/Mútua

16 CDER Colégio de Entidades Regionais Proposta: Uniformizar o nome e sigla do Colégio de Entidades Regionais em todos os regionais. E propor a alteração dos que que já instituíram com nomenclatura diferente. Ficando assim: Colégio de Entidades Regionais – Crea-UF Sigla: CDER–UF

17 CDER Colégio de Entidades Regionais Proposta: Uniformizar a Logo do CDER conforme a apresentação do CDEN.

18 CDER Colégio de Entidades Regionais Proposta: Uniformizar a Logo do CDER conforme a apresentação do CDEN.

19 CDER Colégio de Entidades Regionais Proposta: Uniformizar a Logo do CDER conforme a apresentação do CDEN.

20 CDER Colégio de Entidades Regionais Proposta: Uniformizar a Logo do CDER conforme a apresentação do CDEN.

21

22 Obrigado ! Ricardo Nascimento Paulo Roberto Cristiane Justino Águeda Avelar


Carregar ppt "CONFEA/CREA SISTEMA CONFEA/CREA. COLÉGIO DE ENTIDADES NACIONAIS NegócioMissãoVisãoValores Objetivos do Sistema Diretrizes Diretrizes Cden PA Plano de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google