A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECUROSOS HUMANOS Processo de Comunicação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECUROSOS HUMANOS Processo de Comunicação."— Transcrição da apresentação:

1 SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECUROSOS HUMANOS Processo de Comunicação

2 C OMUNICAÇÃO Comunicar significa, basicamente tornar uma informação comum a todos. A palavra comunicação provém do latim (communis) que significa tornar comum.

3 PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Segundo Chiavenato, Comunicação é o processo de transmissão de uma informação de uma pessoa para outra então compartilhada por ambas. Para que haja comunicação, é necessário que o destinatário da informação a receba e a compreenda. A informação simplesmente transmitida, mas não recebida, não foi comunicada”.

4 C OMUNICAÇÃO Comunicar é mais do que informar. Mais que transmitir informação, significa buscar respostas do receptor, Qualquer fonte de comunicação interage com o propósito de influenciar ou persuadir o seu receptor para obter uma resposta ou efeito (feedback).

5 T IPOS DE C OMUNICAÇÃO  VERBAL: modo de comunicação mais familiar e mais frequentemente usado. Baseado na palavra. Verbal-oral Refere-se a esforços de comunicação como dar instruções a um colega, entrevistar um candidato a um emprego, informar alguma coisa a alguém, e assim por diante Verbal-escrita Refere-se a memorandos, relatórios por escrito, normas e procedimentos

6 T IPOS DE C OMUNICAÇÃO NÃO-VERBAL refere à transmissão de uma mensagem por algum meio diverso da fala e da escrita, é uma das facetas mais interessantes da comunicação. Incorpora coisas como o modo com que usamos o nosso corpo, os nossos gestos e nossa voz para transmitir certas mensagens.

7 P ROCESSO DE C OMUNICAÇÃO

8

9 A mensagem vai de uma fonte (o emissor) para um receptor. A mensagem é codificada (convertido em um formato simbólico) e transmitida por meio de uma mídia (canal) até o receptor, que traduz (codifica) a mensagem para o receptor. O resultado é a transferência de significado de uma pessoa para outra.

10 E LEMENTOS DA C OMUNICAÇÃO

11  Fonte / Emissor: iniciador do processo da comunicação (pessoa, máquina, organização, instituição). Origem da mensagem.  Mensagem: estrutura organizada de sinais que serve de suporte à comunicação. A mensagem é o objeto da comunicação discurso, sorriso, alteração da face, silêncio, imobilidade.

12 E LEMENTOS DA C OMUNICAÇÃO  Canal (meios de comunicação): todo suporte material que veicula uma mensagem de um emissor a um receptor, através do espaço e do tempo. meio pelo qual a mensagem, já codificada pelo emissor, atinge o receptor, que a recebe (em código) e a interpreta (decodifica).

13 E LEMENTOS DA C OMUNICAÇÃO  Código: conjunto de signos relacionados de tal modo que estejam aptos para a formação e transmissão da mensagem.  Por exemplo, a escrita é um código que permite transformar uma mensagem acústica em uma mensagem gráfica.

14 E LEMENTOS DA C OMUNICAÇÃO  Receptor: um dos protagonistas do ato da comunicação.  Aquele a quem a mensagem é dirigida  Aquele que recebe a informação e a decodifica, isto é, transforma os impulsos físicos (sinais) em mensagem recuperada.

15 E LEMENTOS DA C OMUNICAÇÃO  Retroação (Feedback): faz a retificação do sucesso na transmissão da mensagem.  Ela determina se a compreensão foi alcançada ou não. Pode ser verbal ou não-verbal.

16 E LEMENTOS DA C OMUNICAÇÃO  Ruído: todo sinal considerado indesejável na transmissão de uma mensagem por um canal.  Tudo o que dificulta a comunicação interfere na transmissão e perturba a recepção ou a compreensão da mensagem

17 R ECURSOS USADOS PARA ANULAR RUÍDOS  redundância: é todo o elemento da mensagem que não traz nenhuma informação nova. É um recurso utilizado para chamar à atenção e eliminar possíveis ruídos.  Nesse sentido, deve-se repetir frases e informações julgadas essenciais à compreensão do receptor

18 R ECURSOS USADOS PARA ANULAR RUÍDOS  feedback : conjunto de sinais perceptíveis que permitem conhecer o resultado da mensagem; é o processo de se dizer a uma pessoa como você se sente em função do que ela fez ou disse.  Para isso, fazer perguntas e obter as respostas, a fim de verificar se a mensagem foi recebida ou não

19 O UTROS C ONCEITOS  Codificação: Para que a mensagem seja transmitida, ela precisa se codificada, ou seja, seus símbolos devem ser traduzidos em uma forma que possa ser transmitida adequadamente através do canal escolhido.

20 O UTROS C ONCEITOS  Decodificação: para que a mensagem seja recebida, seus símbolos devem ser traduzidos para que possam ser compreendidos pelo receptor.  A decodificação é um processo no qual a mensagem é traduzida na mente do receptor.

21 C OMUNICAÇÃO A SSERTIVA

22 Para um trabalho em equipe eficiente é necessário também que ocorra uma comunicação assertiva entre seus integrantes, não é mesmo? A assertividade irá lhe ajudar na delegação, solicitação e controle das tarefas diárias. E QUIPE E COMUNICAÇÃO ASSERTIVA

23 M AS O QUE É ASSERTIVIDADE ? Assertividade Segundo Houaiss, assertivo é: ”quem faz uma asserção; locutor declara que algo, positivo ou negativo, do qual assume inteiramente a validade;” melhor ainda, podemos definir como “ afirmação que é feita com muita segurança, em cujo teor o falante acredita profundamente ”. Assertividade é a habilidade de expressar idéias, opiniões, sentimentos, ao mesmo tempo em que há uma afirmação de direitos, de forma convincente e positiva.

24 Quando é combinada com a comunicação receptiva à assertividade pode tornar-se um instrumento de negociação, de solução de problemas e de resolução de conflitos. COMUNICAÇÃO RECEPTIVA X ASSERTIVIDADE

25 A abordagem assertividade-receptividade (AR) é o método ideal de comunicação. Ela reconhece os direitos e sentimentos de todas as pessoas num processo de trabalho comunicativo, criando um fluxo de diálogo livre de incompreensões, dinâmico e muito produtivo. T OMAR UM POUCO DE AR

26 Observe abaixo: ASSERTIVIDADE A pessoa assertiva: RECEPTIVIDADE A pessoa receptiva: Dá informação – Descreve a situação como ela vê. Busca informação – pede cortesmente que a outra pessoa descreva como ela a vê. Expressa sentimentos – relata como se sente em relação ao que está acontecendo. Procura conhecer os sentimentos dos outro - pede ao outro que descreva como se sente em relação à situação e o aceita sem necessariamente concordar com ele. Busca mudança no outro – descreve o comportamento que preferiria ver no outro. Procura mudança em si própria – concorda em modificar o seu comportamento quando este não foi útil ou eficaz. Define os benefícios da mudança – delineia os benefícios que resultarão para a outra pessoa como conseqüência da mudança. Define os benefícios da mudança para alguém – descreve a recompensa (possivelmente para ambas as partes) se a mudança desejada se concretizar. A TRIBUTOS DA ASSERTIVIDADE E RECEPTIVIDADE

27 V OCÊ CONHECE OS 10 PASSOS DO BOM COMUNICAR ? 1. Ouça com atenção; 2. Fale sobre coisas que interessam à outra pessoa; 3. Evite minúcias desinteressantes; 4. Evite expressões repetitivas; 5. Fale com precisão; 6. Faça perguntas adequadas; 7. Aprenda a discordar sem ser desagradável; 9. Procure ser tolerante e diplomático; 8. Evite interromper os outros; 10. Elogiar pode ajudar.

28 A propósito, como está sua capacidade de ser assertivo e se comunicar com eficiência?

29 Saber ouvir é um processo ativo, que exige atenção concentrada, interesse, respeito, humildade e tolerância. O ouvinte ativo faz perguntas esclarecedoras, tentando compreender exatamente o que o outro lhe transmite. Ouvir e respeitar o outro não significa concordar ou aprovar tudo o que é dito, mas criar espaço para a diversidade e a diferença! E VOCÊ, SABE OUVIR ?

30 Para ser um bom “ouvinte” é muito importante estarmos “conectados” ao universo do outro, aquilo que ele está se referindo e sentindo ao se expressar. Precisamos estar muito alinhados e próximos daquele que se comunica conosco. Isso quer dizer que devemos estar abertos, alinhados, ou empáticos. E MPATIA NA COMUNICAÇÃO RECEPTIVA

31 V OCÊ SABE O QUE É EMPATIA ? Qual a importância da empatia para uma comunicação assertiva? Empatia vem do grego empátheia e pode ser traduzido como: “Tendência de se colocar no lugar do outro, buscando sentir como se estivesse na mesma situação e circunstância experimentada pela outra pessoa”. A empatia requer um interesse real de ouvir o outro, além de uma disposição a estar aberto a novos conceitos e maneiras de pensar.

32 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO

33 O processo de comunicação nem sempre funciona adequadamente. Ele depende dos componentes que o constituem; Em todo processo de comunicação existem barreiras que servem como obstáculos ou resistência à comunicação entre as pessoas; Barreiras são variáveis indesejáveis que intervêm no processo e que o afetam negativamente, fazendo com que a mensagem tal como é enviada se torne diferente da mensagem tal como é recebida.

34 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO pessoa  Barreiras Humanas: são as interferências que decorrem das limitações, emoções e valores humanos de cada pessoa. ambiente  Barreiras Físicas: são as interferências que ocorrem no ambiente em que acontece o processo de comunicação.

35 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO  Barreiras Semânticas: são as limitações ou distorções decorrentes dos símbolos por meio dos quais a comunicação é feita.  Estes três tipos de barreiras podem acorrer simultaneamente, fazendo com que a mensagem seja filtrada, bloqueada ou distorcida.

36 B ARREIRAS H UMANAS Limitação pessoais Hábitos de ouvir Emoções Percepções Sentimentos pessoais Motivações pessoais Pouca atenção Hábitos pessoais

37 B ARREIRAS F ÍSICAS Espaço físico Interferências físicas Falhas mecânicas Ruídos ambientais Distância física Ocorrências locais Canal congestionado Variáveis da situação Ambiente de trabalho

38 B ARREIRAS S EMÂNTICAS Interpretação de palavras Interpretação do idioma Translação do idioma Significado de sinais Significado de símbolos Significado de palavras Decodificação de gestos Sentido das lembranças Gírias e expressões populares

39 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO Fonte Destino Barreiras Físicas Barreiras Pessoais Barreiras Semânticas Mensagem filtrada Mensagem bloqueada Mensagem incorreta

40 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO Além da influência das barreiras citadas, o processo de comunicação ainda está sujeito a uma série de fatores organizacionais, interpessoais e individuais que podem dificultar ou prejudicar a comunicação no interior de grupos ou organização. São barreiras organizacionais, interpessoais e individuais:

41 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO Filtragem: refere-se à manipulação da informação pelo emissor, para que ela seja vista de maneira favorável pelo receptor. Percepção seletiva: tanto o emissor quanto o receptor vêem e escutam seletivamente com base em suas próprias necessidades, motivações, experiências e características pessoais.

42 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO Sobrecarga de informações: ocorre quando o volume ou a quantidade de comunicação é muito grande e ultrapassa a capacidade pessoal do destinatário de processar as informações, perdendo grande parte delas ou distorcendo seu conteúdo. Distorção: ocorre quando a mensagem sofre alteração, deturpação, modificação, afetando e mudando seu conteúdo e significado original.

43 B ARREIRAS À C OMUNICAÇÃO Omissão: ocorre quando certos aspectos ou partes importantes da comunicação são omitidos.


Carregar ppt "SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECUROSOS HUMANOS Processo de Comunicação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google