A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NOSSO INIMIGO NÚMERO 1. Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NOSSO INIMIGO NÚMERO 1. Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre."— Transcrição da apresentação:

1 NOSSO INIMIGO NÚMERO 1

2 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

3 Impedimento Principal Uma ofensa é algo que eu não gosto. -- Ofensas -- Alguém me despreza. Acho que há uma maneira melhor. Alguém me machuca. Fonte de irritação.

4 Impedimento Principal Uma ofensa é algo que eu não gosto. -- Ofensas -- Alguém não concorda comigo. Alguém não gosta de mim. Alguém não me deu um presente. Alguém violou um direito meu.

5 PROBLEMA PRINCIPAL MEU ORGULHO FOI FERIDO!

6 OFENSAS SÃO UMA PARTE DA VIDA Os ofensas não são o problema! Nós somos o problema quando não reagimos corretamente a uma ofensa. Lucas 17:1, “...È impossível que não venham escândalos (ofensas)...” Mateus 18:7, “...porque é mister que venham escândalos (ofensas)...”

7 TRÊS MANEIRAS ERRADAS DE REAJIR ÀS OFENSAS: Reagir contra a fonte. Guardar para dentro. Derramar nossa fúria contra outra pessoa.

8 O FRUTO Murros são levantados. Critica e murmurações sugerem. Caras ficam fechadas. Falta de confiança aparece. Falta de paz e alegria na igreja. ASSIM NOSSA VIDA NÃO SEJA SUAVE E BOM, FALTAMOS AS BENÇÃOS E A VIDA ABUNDANTE QUE DEUS DESEJA DAR

9 COMO EVITAR A AMARGURA 1.Aprender a Enfrentar da Maneira Certa as Irritações. 2. Aprender a Entregar seus Direitos a Deus. 3. Aprender a Resolver os Conflitos como Deus quer. MAIS TARDE

10 Resolvendo a Amargura Persistente 1. Reconhecer as consequências. 2. Aprender a Perdoar. 3. Aprender a pedir Perdão.

11 Reconhecer as consequências. 1. Comigo: a. Consequências Espirituais. Mateus 6:14-15, “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.”

12 Reconhecer as consequências. 1. Comigo: a. Consequências Espirituais. b. Consequências Psicológicas. Depressão * Com a vontade - Dificuldades de fazer decisões certas (principalmente em relação aos outros). * Com a mente - Pensamentos ocupados (revivendo a experiência de novo e de novo e de novo). * Com as emoções -

13 Reconhecer as consequências. 1. Comigo: a. Consequências Espirituais. b. Consequências Psicológicas. c. Consequências Físicas A amargura causa um desequilíbrio em nosso sistema químico através da estimulação de nossas glândulas (tireoide, pituitária, supra renal) de maneira errada. Este desequilíbrio dos nossos hormônios pode resultar em úlceras, pressão alta, inflamação do cólon, etc.

14 Reconhecer as consequências. 1. Comigo: 2. Com Outros: a. Dificuldades de confiar nos outros. b. Dificuldades em fazer amigos. d. Separa os melhores amigos. c. Percepção da verdade torna-se mais difícil.

15 Prov. 16:28, “O homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos.” Prov. 17:9, “Aquele que encobre a transgressão busca a amizade, mas o que revolve o assunto separa os maiores amigos.” Os Muros Estão Levantados

16 Ódio A C B

17 Os Muros Estão Levantados DEREPENTE SOMOS ISOLADOS E INFELIZES, SEM AMIGOS, E PERGUNTAMOS A DEUS PORQUE

18 Prov. 10:12, “O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados.” Prov. 11:12-13, “O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado. O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.” Os Muros Estão Levantados

19 Ódio A C B

20 Os Muros Estão Levantados Prov. 13:10, “Da soberba só provém a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria.” O PROBLEMA PRINCIPAL É O ORGULHO UM PASSO PARA DERROTAR O ORGULHO É SER SÁBIO E BUSCAR CONSELHO

21 LIÇÃO 2

22 Resolvendo A Amargura Persistente 1. Reconhecer as consequências. 2. Aprender a Perdoar.  Isso deve produzir um grande desejo para resolver nosso problema com amargura.

23 Aprender a Perdoar Reconhecer o que é perdoar. Distinguir entre Amargura e Feridas. Saber os passos para perdoar.

24 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Perdão não requera esquecimento. Pode acontecer rápido ou bem mais tarde, mas não é sempre o resultado de perdoar. Perdão trata como eu sinto em relação a pessoa, não o que eu sei do pessoa. Eu possa saber o pecado que tem feito e no mesmo tempo não ter sentimentos errados para com esta pessoa (resultado de perdoar).

25 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Algumas pessoas dizem que tem que esquecer, e si não esquecesse, não perdoou a pessoa. Isso não é a verdade. Perdão e esquecimento são duas coisas completamente diferentes. O perdão é um ato da nossa vontade que muda nossos sentimentos para com a pessoa. Lembrando a ofensa ou pecado é normal, e não é errado, si não está acompanhado com sentimentos negativos.

26 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Heb 10:17, “E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades.” Heb. 8:12, “…E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.” Este pensamento errado é baseado em dois versículos:

27 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Mas os versículos falam sobre nossa salvação. É um esquecimento jurídico (não há mais ira, vingança, etc.), e não incapacidade (não lembro onde deixou a caneta).

28 Talvez não podemos, nem devemos, remover as consequências negativas do ofensor. Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Também o perdão não necessariamente remove as consequências negativas sobre o ofensor.

29 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Solteira grávida Uma moça fica grávida, assim ofendendo tanto Deus como os pais. Todos podem a perdoar, mas isso não remove a gravidez da moça.

30 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Ladrão Um ladrão pode ser perdoado, mas isso não remove o dever dele para fazer restituição à sociedade, ou por meio de devolver o que for roubado, ou por meio de passar tempo na prisão.

31 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. Filho Desobediente Um filho pode me ofender por meio da sua desobediência, e posso o perdoar (remover meus sentimentos negativos para com ele). Mas ainda eu talvez preciso o castigar para o seu bem.

32 Reconhecer O Que É Perdoar PERDOAR alguém é transferir para Deus a responsabilidade de impor qualquer punição ou bênção que Ele acha melhor, quando agente deseja algo mau de acontecer com o ofensor. Heb. 10:30, “Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.”

33 Reconhecer O Que É Perdoar PERDOAR alguém é transferir para Deus a responsabilidade de impor qualquer punição ou bênção que Ele acha melhor, quando agente deseja algo mau de acontecer com o ofensor. Mat. 5:45, “Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.”

34 Reconhecer O Que É Perdoar PERDOAR alguém é desejar o bem para o outro. Mat. 5:43-44, “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nós céus.”

35 Reconhecer O Que É Perdoar PERDOAR alguém é desejar ser um amigo dele. Talvez ele ainda tem que cumprir alguma punição. Talvez ele ainda tem que ganhar sua confiança. Talvez ele não gosta de você. Isso não quer dizer que necessariamente teremos a mesma liberdade que tínhamos para com ele antes que nos ofendeu. Mas quer dizer que desejamos ser o seu amigo para que podemos o ajudar e abençoar.

36 Reconhecer O Que É Perdoar PERDÃO se relaciona com a nossa reação emocional para com o ofensor. PERDOAR alguém é transferir para Deus a responsabilidade de impor qualquer punição ou bênção que Ele acha melhor. PERDOAR alguém é desejar o bem para o outro. PERDOAR alguém é desejar ser um amigo dele.

37 Lição 3

38 Aprender a Perdoar Reconhecer o que é perdoar. Distinguir entre Amargura e Feridas. Saber os passos para perdoar.

39 Distinguir entre Amargura e Ferida. A AMARGURA é a reação emocional para com o ofensor para vingar, desforrar, agredir, desejar mal, afastar dele, ignorar, etc. O FERIDO é a dor profunda produzida pela ofensa recebida.

40 O ferido cura-se quando os germes infecciosos da amargura são destruídos e o curativo do perdão está colocado. Distinguir entre Amargura e Ferida. Crescimento espiritual é um processo.

41 Quando o ofendido perdoa o ofensor, a dor diminuirá ao passo que a sua sensibilidade para com o ofensor aumenta (nosso desejo para o bem do outro, amizade). A dor desaparecerá quando a pessoa vê como aquela experiência foi usada por Deus em sua vida, e ela pode agradecer a Deus pela experiência. Distinguir entre Amargura e Ferida.

42 1.Visualiza todas as pessoas que tinham ofendido ou ferido profundamente você. Faz uma lista. Saber Os Passos Para Perdoar 2. Identifica as causas para a amargura persistente. Zangado com Deus porque permitiu está coisa acontecer. Equilibrando culpa de si mesmo e culpa do outro. Usando sua amargura para vingança. Amando bens ou direitos mais do que atitudes eternas.

43 3. Confessa a sua amargura a Deus. Saber Os Passos Para Perdoar 4.Identifica os seus direitos (o problema raiz) que foram violados: próxima lição. 5. Transfere qualquer castigo merecido a Deus.

44 Saber Os Passos Para Perdoar 6.Ora a Deus no momento do sentimento negativo com... Humilhação: Deus perdoa-me pelo meu sentimento negativo. Deus me ajuda não fazer o mesmo tipo de coisa (de novo). Exaltação: Abençoa o ofensor. Agradecimento a Deus pelo seu amor para com a gente.

45 Saber Os Passos Para Perdoar 8. Procura ter a mente de Cristo – humildade. Aceita a ofensa como de Deus e agradece a Deus por ter mostrado os seus defeitos, a fortificação da sua vida, e a oportunidade de mostrar Cristo na sua vida. 7. Busca maneiras de ajudar ou abençoar o ofensor, assim desejando ser um amigo.

46 LIÇÃO 4

47 Resolvendo a Amargura Persistente 1. Reconhecer as consequências. 2. Aprender a Perdoar. 3. Aprender a Pedir Perdão.

48 Aprender a Pedir Perdão Porque devo pedir perdão? Quando eu devo pedir perdão? Como eu devo pedir perdão? Mas (desculpas)...

49 Porque devo pedir perdão? É o que Deus pede de nós. Mostra Cristo na sua vida. Ganha respeito diante dos outros. Aprender a pedir perdão é parte do processo de viver em união.

50 DEUS NOS MANDAR PEDIR PERDÃO Mateus 5:23-26, “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta ao altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entreque ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão”.

51 DEUS NOS MANDAR PEDIR PERDÃO Mateus 5:23-26, “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta ao altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entreque ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão”.

52 DEUS NOS MANDAR PEDIR PERDÃO Mateus 5:23-26, “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta ao altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entreque ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão”.

53 DEUS NOS MANDAR PEDIR PERDÃO Mateus 5:23-26, “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta ao altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entreque ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão”.

54 DEUS NOS MANDAR PEDIR PERDÃO Mateus 5:23-26, “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta ao altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entreque ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão”.

55 DEUS NOS MANDAR PEDIR PERDÃO Mateus 5:23-26, “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta ao altar, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entreque ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão”.

56 Porque devo pedir perdão? Manter meu orgulho em cheque. Maneira de manter uma consciência limpa.

57 Quando eu devo pedir perdão? Se a sua reação foi errada, mas ninguém viu, então não precisa pedir perdão. Se a sua reação foi errada, mas alguém viu, então deve pedir perdão pelo seu “mau exemplo”. Quando alguém está “mau” com você, vai conversar com ele, pronto para pedir perdão pelo seu erro.

58 Quando eu devo pedir perdão? Quando você errou... Mesmo que sua culpa era somente 5%. Não espera pela outra pessoa.

59 Como eu devo pedir perdão? 1. Determina que fará a coisa certa, independente de qualquer possível consequência. 2. Decide qual é a ofensa básica: -- Fazendo o certo sempre traz sua própria galardão -- Fruto – Problemas Visíveis Raízes – Problemas Invisíveis Problemas Externos Problemas Internos Problemas de Ação Problemas de Atitude

60 Os Três Sistemas de Raízes Orgulho Heb. 12:15-16

61 15Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. 16E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogentura.

62 Heb. 12: Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. 16E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogentura.

63 Heb. 12: Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. 16E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogentura.

64 Heb. 12: Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. 16E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogentura.

65 Os Três Sistemas de Raízes Orgulho Raiz de Amargura – Ira, etc. Devasso - Impureza Profano - Valores Errados Fácil de se manifestar.

66 Como eu devo pedir perdão? 2. Decide qual é a ofensa básica: Pensamentos errados Falta de honestidade Falta de Controle de Si Falta de Paciência Orgulho Má AtitudeEgoísmo Falta de GratidãoAmargura Preguiçoso Teimoso Etc.

67 Como eu devo pedir perdão? 3. Escolha as palavras certas. “Sinto muito...” – Joga culpa no outro, mas não mostra arrependimento. Maneira Errada de Falar: “Eu estava errada, mas...” – Jogo culpa no outro, mas não mostra arrependimento. “Se errei, perdoe-me por favor...” – Não mostra arrependimento, somente um desejo de fazer paz.

68 Como eu devo pedir perdão? 3. Escolha as palavras certas. “Eu estava errado com meu [ofensa básica] quando eu [manifestação externa], perdoe-me por favor. Estou tentando vencer este problema. Já pedi perdão a Deus e quero que ele me ajude a melhorar.” Maneira Certa de Falar: “Eu roubei de você e quero fazer restituição, por favor perdoe-me.”

69 Como eu devo pedir perdão? 4. Escolha a hora e o lugar apropriado em que os dois possam estar a sós, e que seja conveniente para a outra pessoa. 5. A confissão deve ser feita somente aquele a quem ofendemos. Se a ofensa era grave e outras pessoas sabem, deve ser diante da igreja.

70 Aceita o fato que a outra pessoa talvez não vai perdoá-lo. Talvez ele quer ver a sua restauração primeiro. Talvez ele não quer que você escape tão facilmente, pois ainda deseja vingança. Se ele perdoa você, talvez a sua culpa torna-se mais intenso do que ele quer. Talvez ele quer ver uma mudança no seu comportamento primeiro.

71

72 Mas... [Desculpas] Aconteceu muito tempo atrás. A pessoa que ofendi mudou para outro lugar. Foi uma ofensa pequenina. As coisas são melhores agora. Somente eu sou sensível. Eles não vão entender. Mas isso envolverá dinheiro que eu não tenho. Vou fazer mais tarde.

73 Mas... [Desculpas] Ninguém é perfeito. A outra pessoa era o culpado principal. Eles não são Crentes, o que vão pensar? Se eu prometo não fazer de novo, isso não será suficiente?

74 Coisas Para Lembrar Só porque pediu perdão não necessariamente significa... A Restauração da Confiança em Você. A Remoção do Castigo. A Volta de como era antes

75 FIM

76 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

77 UNIÃO – Deve ser o alvo da igreja como família. A igreja será agradável (“suave e bom”)

78 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

79 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

80 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

81 UNIÃO – Deve ser o alvo da igreja como família. A igreja será agradável (“suave e bom”). Óleo – cheiroso e refrescante. Orvalho – refresca a terra e é bonito.

82 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

83 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

84 UNIÃO – Deve ser o alvo da igreja como família. A igreja será agradável (“suave e bom”). Óleo – cheiroso e refrescante. Orvalho – refresca a terra e é bonito. A igreja terá bençãos (“a bênção”).

85 Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3.Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.

86 UNIÃO – Deve ser o alvo da igreja como família. A igreja será agradável (“suave e bom”). Óleo – cheiroso e refrescante. Orvalho – refresca a terra e é bonito. A igreja terá vida abundante (“vida para sempre”). A igreja terá bençãos (“suave e bom”).


Carregar ppt "NOSSO INIMIGO NÚMERO 1. Sal. 133:1-3 1.Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. 2.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google