A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REAÇÕES ADVERSAS AOS MEDICAMENTOS FARMACOLOGIA APLICADA Profª Enfª Gabriela Souto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REAÇÕES ADVERSAS AOS MEDICAMENTOS FARMACOLOGIA APLICADA Profª Enfª Gabriela Souto."— Transcrição da apresentação:

1 REAÇÕES ADVERSAS AOS MEDICAMENTOS FARMACOLOGIA APLICADA Profª Enfª Gabriela Souto

2 1.OS GRANDES GRUPOS DE MEDICAMENTOS Existe um número extremamente elevado de substâncias químicas utilizadas no tratamento das diferentes doenças. Estas drogas são agrupadas de acordo com o seu mecanismo de ação ou finalidade. Assim temos: - antibióticos, antifúngicos, antivirais; - analgésicos, antitérmicos, anti-inflamatórios; - anticonvulsivantes, sedativos e hipnóticos; - antiespasmódicos, antieméticos e anti-histamínicos - antiparasitários e anti-helmínticos; - digitálicos; - broncodilatadores e diuréticos; - hormônios; - vitaminas e ferro.

3 2. OS DIFERENTES TIPOS DE REAÇÕES ALÉRGICAS Com frequência a iatrogenia (malefícios causados no paciente pelo tratamento médico) decorrente do uso dos medicamentos é inevitável, já que resulta de ações irritantes ou toxicas, próprias da droga, ou de manifestações de hipersensibilidade do paciente. 2.1 Efeitos colaterais de natureza irritativa A adição de substâncias conservantes e estabilizantes à formulações injetáveis, podem desencadear efeitos irritativos quando injetados no organismo. - Efeitos irritativos gastrointestinais São os efeitos na mucosa gastrointestinal que se manifestam por dor abdominal, queimação gástrica, náuseas, flatulência, hiporexia (diminuição do apetite) e diarreia. Ex: eritromicina, penicilina V, tetraciclinas...

4 -Efeitos irritativos ao músculo A administração intramuscular provoca dor e enduração no local, podendo até mesmo necrosar e formar abscessos. Ex: anfotericina B, vancomicina. -Efeitos irritativos para a veia São dor e flebite, devidas ao dano cáustico sobre o endotélio. Recomenda-se diluir em grandes quantidades de soro e lentamente.

5 2.2 Efeitos colaterais de natureza alérgica Todos os medicamentos, teoricamente, podem causar este tipo de reação de hipersensibilidade. São classificados em benignos e graves. Os primeiros compreendem a urticária, o rush cutâneo, o prurido, o eritema, a dermatite de contato, a rinite alérgica, a fotossensibilidade...

6 Os graves são: choque anafilático, hemólise, síndrome de Stevens-Johnson, edema de glote, broncoespasmo, nefrite...

7 As reações alérgicas podem ser classificadas quanto ao tempo de surgimento como: - imediatas: até 30 minutos – IM, EV (urticária, prurido, eritema). - aceleradas: entre 30 minutos e 72 horas (urticária e edema de lábios, pálpebras, olhos, cordas vocais). - tardias: após 72 horas (manifestações cutâneas, alterações hematológicas e reações citotóxicas).

8 2.3 Efeitos colaterais de natureza tóxica Assim como os antibióticos agem sobre a célula bacteriana, podem também agir sobre a célula humana e danificá-la. A toxicidade depende da substância, da dose e da duração do tratamento, assim como de certa variação individual. Esta suscetibilidade varia de acordo com a idade e o estado de funcionamento das vias de metabolização e eliminação das drogas. As superdosagens por erro de calculo são casos relativamente comuns de reações tóxicas.

9 -Toxicidade sobre o sistema nervoso central Este tipo de toxicidade se manifesta sob a forma de cefaleia, convulsões, sintomas psicóticos (alucinações, delírios, agitação), desorientação, coreia (movimentos involuntários das extremidades). Ex: penicilina G, anfotericina B, tetraciclinas, estreptomicina.

10 -Toxicidade sobre o sistema nervoso periférico É constituída basicamente pelas neurites (lesão inflamatória ou degenerativa dos nervos, da qual decorre paralisia), sendo mais comum o acometimento do 8º par craniano (cóclea e aparelho vestibular) e tendo como consequência a surdez e as alterações do equilibrio. Ex: gentamicina que acomete o nervo auditivo e a vancomicina que acomete o ramo coclear.

11 -Toxicidade sobre o sistema urinário É bastante conhecida a ação deletaria sobre o sistema, dos aminoglicosídeos, das polimixinas, anfotericina B e da bacitracina. As lesões tubulares são caracterizadas pelo surgimento de glicosúria e aumento da ureia e creatinina.

12 - Toxicidade sobre o fígado O mais comum são as hepatites induzidas por droga, regredindo as lesões após a suspensão do medicamento na maioria dos casos. Entretanto, podem surgir lesões definitivas evoluindo para hepatite crônica. Ex: rifampicina, tetraciclinas e sulfas. Os sintomas são: icterícia, dor abdominal, náuseas e vômitos.

13 -Toxicidade sobre o músculo cardíaco A clindamicina, por via endovenosa em infusão rápida, pode causar hipotensão e parada cardíaca, assim como arritmia.

14 1.O que é a Iatrogenia? O que isso pode causar ao paciente? 2.Sabe-se que alguns medicamentos causam efeitos irritativos. Sendo assim, quais as manifestações nos seguintes sistemas: gastrointestinal, muscular e venoso. 3.O que são efeitos colaterais de natureza alérgica? Quais as suas manifestações? 4.Como as reações alérgicas podem ser classificadas? 5.Quais as causas dos efeitos colaterais de origem tóxica? 6.Quais os sintomas de toxicidade nos seguintes sistemas (cite exemplos dos medicamentos causadores): SNC, SNP, Sistema Urinário, Fígado e Coração.


Carregar ppt "REAÇÕES ADVERSAS AOS MEDICAMENTOS FARMACOLOGIA APLICADA Profª Enfª Gabriela Souto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google