A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GEOGRAFIA DO PARANÁ. O ESPAÇO PARANAENSE Situa-se nos hemisférios Meridional e Ocidental da Terra, na Região Sul do Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GEOGRAFIA DO PARANÁ. O ESPAÇO PARANAENSE Situa-se nos hemisférios Meridional e Ocidental da Terra, na Região Sul do Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 GEOGRAFIA DO PARANÁ

2 O ESPAÇO PARANAENSE Situa-se nos hemisférios Meridional e Ocidental da Terra, na Região Sul do Brasil.

3 ESTADO DO PARANÁ Ilex-paraguayensis e Araucária angustifólio

4 UNIDADE DO RELEVO PARANAENSE I. PLANALTOS E CHAPADAS DA BACIA DO PARANÁ; II. DEPRESSÃO PERIFÉRICA DA BORDA LESTE DA BACIA DO PARANÁ; III. PLANALTOS E SERRAS DO ATLÂNTICO LESTE E SUDESTE. I II III

5 O RELEVO PARANAENSE   1º Planalto ou Planalto Cristalino Atlântico Paranaense ou de Curitiba;   2º Planalto ou Planalto dos Campos Gerais ou Ponta Grossa;   3º Planalto ou Planalto de Guarapuava.

6

7   Depósitos de xisto, calculado em 200 milhões de toneladas, localizado no subsolo do Planalto dos Campos Gerais, sendo explorado pela PETROBRAS através da Usina Piloto de Irati.   Os depósitos de petróleo encontrados na Plataforma Continental.   O chumbo encontrado nos estados de galena e anglesiste, nas localidades de Adrianópolis ( Plumbum S.A), Cerro Azul e Bocaiúva do Sul.   O talco é um silicato de magnésio hidratado, empregado pela indústria, em decorrência de sua estabilidade química. É explorado em Castro, Ponta Grossa, Jaguariaíva, Sengés e Cerro Azul.   O caulim ou "terra porcelânica" é explorado em Palmeira, Contenda, Rio Branco, Bocaiúva do Sul, Cerro Azul e Campo Largo, considerada a capital da louça.   O carvão mineral descoberto em 1920, no Segundo Planalto, é utilizado como combustível em várias atividades econômicas no Estado. RECURSOS NATURAIS

8 BAÍA DE PARANAGUÁ   Segunda maior baía em extensão do Brasil com 667 Km 2 ;   É rodeada de matas;   Subdivide-se em três outras menores: Antonina, Pinheiros e Laranjeiras;   Em Paranaguá situa-se o Porto de D.Pedro II, o mais importante no setor econômico ocupando o terceiro lugar entre os demais portos brasileiros pelo seu intenso movimento. Por lá se faz a exportação do café, de erva-mate, de soja, laranjas, farinha de mandioca, e também a importação de equipamentos industriais.

9 ILHAS   As ilhas do litoral paranaense pertencem ao grupo das continentais, possuindo um solo arenoso com brejos e manguezais;   As duas mais importantes são as ilhas do Mel – que possui um farol de sinalização e uma base de fortificação do litoral; e das Peças – a maior de todas em superfície. Elas dividem a entrada da baía de Paranaguá em três canais.

10 CLASSIFICAÇÃO CLIMÁTICA

11 VEGETAÇÃO O Paraná possuía um revestimento vegetal de Km², sendo desse total Km² de matas, as quais na atualidade estão reduzidas em Km².

12 O Paraná é detentor de uma área de ha destinada à conservação da natureza, distribuídas entre os parques e reservas Federal e Estadual.

13 IGUAÇU PIQUIRI IVAI TIBAGI RIBEIRA HIDROGRAFIA

14 AS PRINCIPAIS HIDROELÉTRICAS

15

16 A Usina de Itaipu foi erguida com o cimento de 200 Maracanãs e o aço de 350 torres Eiffel, custou 18 bilhões de dólares e é responsável por 26% da energia consumida no país.

17 DEMOGRAFIA PARANAENSE:  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.  hab.

18

19

20

21 O Estado do Paraná, está dividido em 399 municípios e 705 distritos.

22

23

24

25 OS IMIGRANTES   ITALIANOS - a maior parte se transferiu para os arredores de Curitiba, Colombo e Santa Felicidade, locais muito conhecidos pela qualidade do vinho que fabricam. Santa Felicidade se destaca, ainda pelos restaurantes que servem comida típica.   ALEMÃES – Formando seu primeiro núcleo em Rio Negro. Estabeleceram-se nos campos Gerais, nas proximidades das cidades de Ponta Grossa e Lapa. Colônia de Witmarsum no município de Palmeira. No município de Guarapuava: colônia de Entre Rio. Norte do Paraná: Cambé e Rolândia.   HOLANDESES – introduzindo a pecuária leiteira e a industrialização do leite: Carambeí, Castrolanda e Arapoti.   ESLAVOS – (russos, poloneses ucranianos, tchecos, etc.):   Os poloneses são os imigrantes mais numerosos do Paraná. Formaram inúmeras colônias: Mallet, Cruz Machado, São Matheus do Sul, Irati, União da Vitória, etc.   Os ucranianos, trouxe o estilo bizantino de suas igrejas, seus bordados e suas danças típicas. Fixando núcleos em Prudentópolis, União da Vitória,Vera Guarani, Cruz Machado, Rio Azul, Ivaí, Apucarana, Campo Mourão e Curitiba.

26 OS IMIGRANTES  ASIÁTICOS:  ÁSIA MENOR - Os POVOS SEMITAS – os sírios, os libaneses, os árabes e os israelitas – dedicam-se tradicionalmente ao comércio.  EXTREMO ORIENTE – os japoneses, os chineses, coreanos, etc. Os japoneses, em sua maioria, dirigiram-se para o Estado de São Paulo e Norte do Paraná. Em nosso Estado, destacam-se nos municípios: Assaí, Uraí, Maringá e Londrina. Dedicam-se na produção da agropecuária.

27 OS EMIGRANTES  Brasiguaios;  Dekasseguis;  Brazucas.

28   O Ciclo do Ouro : inicia-se em 1646, com a exploração das minas de Peruna, Dom Jaime, Cubatão, Itambé, Nossa Senhora da Conceição, Cachoeira e Ribeira. Período de penetração para o sertão, dando-se o surgimento de povoados além da linha de Tordesilhas.   O Ciclo da Pecuária: inicia-se com os primeiros povoadores do planalto, mais tarde auxiliados pelos criadores de Taubaté, Itú e Sorocaba (SP). Surgem assim, os primeiros currais que, com o tempo, se transformaram em arraiais dando origem ao aparecimento de várias cidades interioranas do Paraná.   O Ciclo da Erva-Mate : inicia-se em 1722, sendo que em 1873 atinge o seu apogeu. Fase que marca a implantação da indústria de beneficiamento e transformação do Paraná. CICLOS ECONÔMICOS

29   O Ciclo da Madeira : foi extraída e beneficiada em grande escala somente a partir de 1890, originando daí por diante as indústrias de derivados do pinho e a conquista de novas regiões que se destacaram pelo solo de grande fertilidade. Esse ciclo intensifica o comércio exterior e interestadual.   O Ciclo do Café : tendo sido inicialmente cultivado na região litorânea, propagou-se a partir de 1855 para a região noroeste do Estado. Na sua evolução sofreu uma pequena queda, proveniente da crise de 1929 e Nos dias atuais, constitui uma divisa do Estado bem como do Brasil.   O Ciclo da Policultura e Industrialização - Nos dias atuais verifica-se na agricultura, o cultivo de plantas tropicais e temperadas, bem como o aparecimento de várias indústrias de transformação.

30   O Paraná é um Estado agrícola por excelência, que vive sob o regime da policultura, cultivando plantas tropicais e temperadas, sendo considerado o celeiro agrícola do Brasil.   O café é cultivado numa área de ha. onde surgem muitas variedades, entre as quais o Catuaí, o Sumatra, o Caturra, o Caturrinha, o Bourbon, o Moragogipe, o Amarelo, o Java, o Murta e o Mundo Novo. Constitui uma das principais riquezas, ocupando o 4º lugar entre os demais centros produtores do Brasil.   O algodão é plantado no Paraná desde 1929, sendo seu produto do tipo 1, 3 e 5. Em 1990, fez o Paraná ocupar o 1º lugar entre os demais centros produtores.   O feijão tem sido cultivado através de suas variedades em todo o território paranaense, em duas épocas, com uma produção de toneladas, fazendo com que ocupe o 2º lugar como produtor entre os demais Estados da Federação em   O soja é uma leguminosa de alto valor protéico, sendo utilizada na alimentação humana e animal. É um produto de grande procura no mercado internacional. A área cultivada no Paraná é de hectares, gerando uma produção de toneladas. OS PRODUTOS AGRÍCOLAS

31

32 CRIAÇÃO DE GADO   A criação de gado foi incentivada pelos Vicentinos. Nos dias atuais se pratica sob os sistemas extensivo e intensivo, destinado a recria, corte e leiteiro, constituindo uma fonte de riqueza para o Estado.   Além dessa atividade destaca-se a criação de galináceos (galinhas, frangos e perus), bem como de abelhas, coelhos e bicho-da-seda, palmípedes (patos marrecos e gansos) e struthios (avestruzes).   A suinocultura está vinculada a cultura do milho, que favorece a formação de um dos maiores plantéis racial dessa atividade, destinado à indústria. Seu rebanho é constituído por cabeças, fazendo com que o Estado ocupe o 2º lugar entre os demais produtores do país.   A ovinocultura está voltada para a produção de lã e carne. Seu rebanho é formado por espécies Hispano- francesa e Inglesa, somando cabeças, dando ao Paraná o 6º lugar entre os demais produtores do país.

33  A eqüinocultura é desenvolvida em várias fazendas-modelo no Paraná, visando selecionar diferentes espécimes cavalares para atender as exigências do mercado interno. Seu rebanho é constituído de animais nacionais e estrangeiros, somando cabeças, dando ao Paraná o 6º lugar, depois de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia e Goiás.  A caprinocultura está em desenvolvimento, sendo destinada à produção de peles, carne e leite. Seu rebanho é constituído por cabeças, colocando o Estado em 8º lugar entre os demais produtores do país.  A criação de búfalos no Paraná ocorre nos terrenos inundáveis, pantanosos e de forrageiras recusada pelo gado vacum, nas regiões litorâneas, noroeste de Paranavaí e Umuarama. É constituído pelas raças Preto e Rosilho de ótima capacidade reprodutora, de produção de carnes e elevada aptidão leiteira. Seu rebanho é avaliado em cabeças, dando ao Estado o 3º lugar entre os demais centros criatórios do país.

34

35   A indústria paranaense encontra-se em franco desenvolvimento, com grande probabilidade de exercer, futuramente, influência decisiva na vida econômica do Brasil.   O Paraná luta para sanar os problemas de baixo nível cultural, da falta de pessoal técnico especializado, da dependência de peças e acessórios de outros Estados.   Graças à pecuária e ao trinômio café-trigo-soja, ocorreu a descentralização do seu parque industrial, concentrado em Curitiba para o interior.   Além da indústria dinâmica e intermediária, destaca-se o turismo, incentivado pela "PARANATUR", a qual tem atraído grande fluxo de turistas para conhecer as belezas naturais do Estado, bem como promovendo e apoiando os vários eventos técnicos, científicos e culturais, desenvolvidos em seu território. INDUSTRIALIZAÇÃO

36 FERROVIAS: O Paraná possui km, de estradas de ferro, sendo que desse total um pequeno trecho de metros, ligando Curitiba à Paranaguá, é considerada como a obra mais audaciosa da engenharia brasileira. Encontram-se em construção a Central do Paraná, a Rede de Ferro Internacional e a Ferroeste ou Ferrovia do Soja.

37 RODOVIAS: A Terra dos Pinheirais possui quilômetros de estrada de rodagem, sob a dependência administrativa do Governo Federal, Estadual e Municipal, sendo, segundo o tipo, de km asfaltadas, km não pavimentadas e 559 km em obras. Toda essa malha rodoviária nos dias atuais estão fundidas em uma única, formando o Sistema Rodoviário Estadual.

38

39

40 NAVEGAÇÃO: É praticada através do Oceano Atlântico e dos cursos d'água. Os portos de Paranaguá e Antonina são os mais importantes centros de navegação marítima do Paraná. Os de navegação fluvial, são os portos de Foz do Iguaçu, Amazonas, União da Vitória, Guaíra, São José e de Santa Helena.

41   TURISMO:   Fatores que exercem influência no turismo: sociais; históricos; políticos; culturais.   Finalidade proposta pela política de turismo: preservação do meio-ambiente; desenvolvimento regional; geração de novos empregos; melhor distribuição de renda e a integração nacional.

42   Na Região Litorânea destacam-se as seguintes localidades históricas: Paranaguá, Antonina, Morretes, Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná.   Na Serra do Mar as duas grandes atrações: a Estrada Graciosa e a Estrada de ferro Curitiba - Paranaguá.   No Primeiro Planalto a cidade de Curitiba, e suas cidades satélites.   Na Região do Planalto dos Campos Gerais, os locais turísticos: Legendária cidade de Lapa; Ponta Grossa; Parque Estadual de Vila Velha; Parque Estadual de Guartelá:   Cidade de Tibagi;   Cidade de Castro.   A Região que abrange o Planalto de Guarapuava é rica em locais turísticos, tais como: As cidades de Londrina, Maringá, Cascavel, Guarapuava, Guaíra. As Estâncias Hidrominerais.

43 CAMARGO, João Borba de Camargo. Geografia Física, Humana e Econômica do Paraná. Maringá, PR


Carregar ppt "GEOGRAFIA DO PARANÁ. O ESPAÇO PARANAENSE Situa-se nos hemisférios Meridional e Ocidental da Terra, na Região Sul do Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google