A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PATOLOGIAS EM ESTRUTURAS METÁLICAS DOUGLAS SINCLER JORGE AUGUSTO WISSMANN MÁRCIO RICARDO GRAFF TIAGO MACHADO PEREIRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PATOLOGIAS EM ESTRUTURAS METÁLICAS DOUGLAS SINCLER JORGE AUGUSTO WISSMANN MÁRCIO RICARDO GRAFF TIAGO MACHADO PEREIRA."— Transcrição da apresentação:

1 PATOLOGIAS EM ESTRUTURAS METÁLICAS DOUGLAS SINCLER JORGE AUGUSTO WISSMANN MÁRCIO RICARDO GRAFF TIAGO MACHADO PEREIRA

2 TIPOS DE PATOLOGIAS Falha no gabarito de furação Furos não previstos no projeto Falta de parafusos na conexão Dimensionamento de elementos Incompatibilidade de projetos estruturais de concreto e metálico Falta de concordância em emendas Detalhamentos incompatíveis Corrosão

3 ESTATÍSTICAS Constata-se que o maior causador de falhas nas estruturas metálicas é o projeto.

4 Falha no gabarito de furação Problema de ajuste de furação. Erro do Fabricante. Solução: Maior controle de Fábrica.

5 Furos não previstos no projeto Furos que não estão previstos no projeto. Canalização não prevista

6 Falta de parafusos na conexão Falta de um parafuso de cada lado da conexão. Erro de projeto Solução: revisão de projeto.

7 Sub-dimensionamento de elementos Flambagem global de uma diagonal Falha de dimensionamento. Solução: reforço da diagonal com treliças

8 Flambagem do Banzo Superior

9 Incompatibilidade de projetos estruturais de concreto e metálico Pilar metálico fora da viga de concreto Erro de projeto Solução:complementar a viga de concreto.

10 Falta de concordância em emendas Perfis diferentes Redução da resistência à compressão Excentricidade de Esforços Solução: melhor controle na produção

11 Falta de concordância em emenda de perfis

12 Detalhamentos incompatíveis União viga-coluna em não conformidade com o projeto. Ponto crítico no sistema estrutural. Solução: detalhamento consistente antes da execução.

13 Detalhamentos incompatíveis Dimensão de projeto maior do que o necessário numa viga

14 Detalhamentos incompatíveis Falha na conexão travejamento/coluna

15 Corrosão em Estruturas Metálicas O aço oxida quando em contato com gases nocivos ou umidade a liga acaba perdendo suas qualidades essenciais resistência mecânica elasticidade ductilidade estética

16 CORROSÃO UNIFORME

17

18 CORROSÃO GALVÂNICA

19 CORROSÃO POR LIXIVIAÇÃO

20 CORROSÃO POR PONTOS

21 CORROSÃO POR FRESTAS

22 CORROSÃO EM RANHURAS

23

24 Conclusão Falhas localizadas ou globais em estruturas metálicas podem levar estas ao colapso Pequenas falhas afetam a confiabilidade e credibilidade das empresas Desenvolver o projeto detalhado para fabricação e montagem Devem existir controles rigorosos das plantas executivas, assim como, controle dimensional

25 Corrosão: Evitar arestas vivas, recessos, rebarbas, gretas ou cavidades; Prever furos de drenagem; Livre fluxo de ar, de forma a acelerar o processo de secagem; Executar o recozimento de peças para retirada de tensões residuais; Evitar peças semi-enterradas ou semi-submersas; Em soldas longas, manter a continuidade do filete, evitando-se cavidades; Evitar que o aço entre em contato com o cobre, bronze ou outro metal;


Carregar ppt "PATOLOGIAS EM ESTRUTURAS METÁLICAS DOUGLAS SINCLER JORGE AUGUSTO WISSMANN MÁRCIO RICARDO GRAFF TIAGO MACHADO PEREIRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google