A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA À LOGÍSTICA APLICADA À LOGÍSTICA LOGÍSTICA EMPRESARIAL - 8.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA À LOGÍSTICA APLICADA À LOGÍSTICA LOGÍSTICA EMPRESARIAL - 8."— Transcrição da apresentação:

1 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA À LOGÍSTICA APLICADA À LOGÍSTICA LOGÍSTICA EMPRESARIAL - 8

2 SUPPLY CHAIN MANAGEMENT É a gestão logística que integra fornecedores, transportadores e distribuidores, com plena fluidez de produtos e informação.

3 SUPLLY CHAIN MANAGEMENT Administração em três focos:EstratégiaPlanejamentoOperação

4 SUPPLY CHAIN MANAGEMENT É o mais atual conceito logístico graças à utilização do código de barras e da tecnologia de informação, que permite eliminar todas as barreiras existentes na cadeia produtiva. É o mais atual conceito logístico graças à utilização do código de barras e da tecnologia de informação, que permite eliminar todas as barreiras existentes na cadeia produtiva.

5 SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

6 EDI – ELETRONIC DATA INTERCHANGE ( Intercâmbio Eletrônico de Dados ) Troca eletrônica de documentos Troca eletrônica de documentos (sem papel ) como ordem de compra, autorização, faturas e nota fiscais em formato padronizados de computador entre empresas. (sem papel ) como ordem de compra, autorização, faturas e nota fiscais em formato padronizados de computador entre empresas.

7 EDI – ELETRONIC DATA INTERCHANGE ( Intercâmbio Eletrônico de Dados ) Existe um padrão ou linguagem internacional, que permite a troca eletrônica dos dados entre fornecedores, varejistas e transportadores Existe um padrão ou linguagem internacional, que permite a troca eletrônica dos dados entre fornecedores, varejistas e transportadores.

8 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Da mesma forma que cada elo da cadeia de abastecimento agrega valor enquanto processa suas matérias-primas gerando produtos, cada processamento na cadeia de informação enriquece o conteúdo. Da mesma forma que cada elo da cadeia de abastecimento agrega valor enquanto processa suas matérias-primas gerando produtos, cada processamento na cadeia de informação enriquece o conteúdo.

9 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Deve ser usada de forma competitiva, e não apenas como ferramenta de controle. apenas como ferramenta de controle. Administrar as informações de modo eficiente. É importante para acompanhar cumprimento de acordos feitos com os clientes. Permite uma análise crítica das operações desde o fornecedor até a chegada do produto ao consumidor. Permite uma análise crítica das operações desde o fornecedor até a chegada do produto ao consumidor.

10 CADEIA DE VALOR DA INFORMAÇÃO Na prática usualmente dispomos de um oceano de dados dos quais podemos extrair diversas informações. Na prática usualmente dispomos de um oceano de dados dos quais podemos extrair diversas informações. Sintetiza algum conhecimento que fornece subsídios críticos para a tomada de decisões. Sintetiza algum conhecimento que fornece subsídios críticos para a tomada de decisões.

11 PROGRESSO NA CADEIA DE INFORMAÇÕES Exige enquadrar a realidade, identificando e modelando as regras. Exige enquadrar a realidade, identificando e modelando as regras. Desenvolver aplicações genéricas que precisam ser parametrizadas e customizadas conforme as particularidades de cada processo e organização. Desenvolver aplicações genéricas que precisam ser parametrizadas e customizadas conforme as particularidades de cada processo e organização.

12 CONTROLE DOS SUPRIMENTOS Aumento do giro de estoque e redução de custos. Aumento do giro de estoque e redução de custos. Eficiência nos processo e preços mais competitivos para o consumidor final. Eficiência nos processo e preços mais competitivos para o consumidor final. Benefícios alcançados com o uso apropriado da comunicação via EDI web. Benefícios alcançados com o uso apropriado da comunicação via EDI web. Protocolo eletrônico de acordos comerciais. Protocolo eletrônico de acordos comerciais.

13 RECEBIMENTO DE MERCADORIAS O uso de equipamentos de ponta em informática e solução de gestão tornam o recebimento e a expedição de mercadorias dos CDs para lojas bem mais rápidos e seguros. O uso de equipamentos de ponta em informática e solução de gestão tornam o recebimento e a expedição de mercadorias dos CDs para lojas bem mais rápidos e seguros.

14 RECEPÇÃO E EXPEDIÇÃO Minimizar as operações logísticas: Entrega paletizada reduzindo custos e tempo. Otimização pelo uso do palete no armazenamento de mercadorias. Otimização pelo uso do palete no armazenamento de mercadorias. Utilização de códigos de barras. Utilização de códigos de barras. Utilização da tecnologia de radiofreqüência. Utilização da tecnologia de radiofreqüência. Melhoria do fluxo da qualidade do fluxo de informações. Melhoria do fluxo da qualidade do fluxo de informações.

15 RADIOFREQUÊNCIA Coleta de dados que usa como meio de transmissão e recepção de informações as ondas HERTZ Coleta de dados que usa como meio de transmissão e recepção de informações as ondas HERTZ

16 RADIOFREQUÊNCIA Funcionamento desta tecnologia: O sinal de código de barras é captado decodificado e lido. O sinal de código de barras é captado decodificado e lido. Simultaneamente a mensagem é transmitida por radiofreqüência para uma base de radio. Simultaneamente a mensagem é transmitida por radiofreqüência para uma base de radio. Essa transmissão pode ser direta ou usando quantos repetidores forem necessários. Essa transmissão pode ser direta ou usando quantos repetidores forem necessários. A base de rádio converte o sinal de radiofreqüência em sinal elétrico. A base de rádio converte o sinal de radiofreqüência em sinal elétrico. Transmite para um computador colocando a mensagem à disposição do sistema. Transmite para um computador colocando a mensagem à disposição do sistema.

17 RADIOFREQUÊNCIA Aplicações típicas de coleta de dados: Controle de operações de movimentação e armazenagem de materiais. Controle de operações de movimentação e armazenagem de materiais. Pedágios e áreas de acesso a estacionamento. Pedágios e áreas de acesso a estacionamento. Identificação intermodal de fretes de contêiner. Identificação intermodal de fretes de contêiner. Balança e registro de caminhões. Balança e registro de caminhões. Identificação de animais. Identificação de animais. Registro de trabalho corrente e produção de troncos de dados. Registro de trabalho corrente e produção de troncos de dados.

18 RADIOFREQUÊNCIA Vantagens dessa tecnologia: Eliminação de fios e cabos. Eliminação de fios e cabos. Redução de custos de instalação e manutenção. Redução de custos de instalação e manutenção. Portabilidade do coletor de dados. Portabilidade do coletor de dados. Velocidade na coleta e transmissão de dados. Velocidade na coleta e transmissão de dados. Minimização dos riscos de perdas de dados. Minimização dos riscos de perdas de dados. Disponibilização rápida de informações para o usuário. Disponibilização rápida de informações para o usuário. Redução de custos de coleta de dados. Redução de custos de coleta de dados. Maior precisão. Maior precisão.

19 RADIOFREQUÊNCIA Equipamentos para operar: Computadores em rede. Computadores em rede. Controlador de rede (componente de comunicação entre o computador central e outros componentes do sistema). Controlador de rede (componente de comunicação entre o computador central e outros componentes do sistema). Estação (unidade de rádio transmissão entre o controlador de rede e os terminais de comunicação). Estação (unidade de rádio transmissão entre o controlador de rede e os terminais de comunicação). Terminais de comunicação de dados de radiofreqüência (equipamentos portáteis ou instalados em veículos). Terminais de comunicação de dados de radiofreqüência (equipamentos portáteis ou instalados em veículos).

20 WMS – Warehouse Management System (Sistema de Gerenciamento de Armazem) Visa oferecer alto desempenho no gerenciamento de informações de armazenamento e distribuição de produtos de empresas em OPERAÇÃO LOGÍSTICA, ARMAZENAGEM,TRANSPORTES E INDÚSTRIAS.

21 WMS – Warehouse Management System permite que cada informação inserida no sistema fique disponível, em tempo real, para todos os fique disponível, em tempo real, para todos os usuários, possibilitando uma grande agilidade usuários, possibilitando uma grande agilidade na troca de dados e alto controle de múltiplas na troca de dados e alto controle de múltiplas situações. situações.

22 WMS – Warehouse Management System Vantagens do WMS: rastreia o produto e documentos desde sua entrada rastreia o produto e documentos desde sua entrada até a entrega. até a entrega. permite a visualização gráfica do armazem com permite a visualização gráfica do armazem com informações sobre porcentagem de ocupação. informações sobre porcentagem de ocupação. convocação ativa e inteligente dos recursos convocação ativa e inteligente dos recursos disponíveis na operação. disponíveis na operação. gestão e conferência por lotes, data de fabricação, gestão e conferência por lotes, data de fabricação, data de validade, número de série, utilizando data de validade, número de série, utilizando código de barras e rádio frequência. código de barras e rádio frequência.

23 WMS – Warehouse Management System Vantagens do WMS : realiza separação (picking). realiza separação (picking). interface completa com sistemas de fornecedores e clientes interface completa com sistemas de fornecedores e clientes utilizando tecnologia e recursos WEB e EDI. utilizando tecnologia e recursos WEB e EDI. controla vários depósitos ao mesmo tempo. controla vários depósitos ao mesmo tempo. permite criar relatórios para suporte às auditorias e à gestão. permite criar relatórios para suporte às auditorias e à gestão. elimina as divergências de inventário e devoluções por erros elimina as divergências de inventário e devoluções por erros na conferência. na conferência.

24 WMS – Warehouse Management System (Sistema de Gerenciamento do Armazém) Principais benefícios na implementação: Aumento da produtividade na separação. Aumento da produtividade na separação. Acuracidade (precisão) do inventário. Acuracidade (precisão) do inventário. Informações para o gerenciamento dos recursos utilizados na operação. Informações para o gerenciamento dos recursos utilizados na operação.

25 WMS – Warehouse Management System (Sistema de Gerenciamento do Armazém) Principais fatores para a implementação do sistema : A necessidade de otimização de espaço interno do armazém. A necessidade de otimização de espaço interno do armazém. Aumento de produtividade com redução de erro ao cliente. Aumento de produtividade com redução de erro ao cliente. Redução dos custos logísticos das operações Redução dos custos logísticos das operações Flexibilidade no layout. Flexibilidade no layout.

26 WMS – Warehouse Management System (Sistema de Gerenciamento do Armazém ) Principais fatores para a implementação do sistema: Redução de tempo no atendimento ao cliente. Redução de tempo no atendimento ao cliente. Redução de mão-de-obra na cadeia logística. Redução de mão-de-obra na cadeia logística. Automação do armazém. Automação do armazém. Atender a grande demanda da produção. Atender a grande demanda da produção. Conseguir uma melhor apresentação do serviço prestado à terceiros. Conseguir uma melhor apresentação do serviço prestado à terceiros.

27 GPS – GLOBAL POSITIONS SYSTEM Rede de 24 satélites de média órbita, Aproximadamente a 20 mil quilômetros da terra

28 GPS – GLOBAL POSITIONS SYSTEM Os veículos são equipados: Com uma antena de emissão e recepção do lado externo. Um comunicador com uma placa captadora de GPS. Um teclado com display embarcado, instrumento responsável pela troca de mensagens (motorista e transportadora).

29 RASTREAMENTO POR SATÉLITES Tecnologia que combina o uso de satélites com a internet. Permite o controle de veículos em trânsito. Desenvolvida com a finalidade de garantir segurança ao transporte. Adaptado às necessidades da indústria e do comércio eletrônico, indispensável aos processos de logística.

30 RASTREAMENTO POR SATÉLITES Estabelece comunicação entre empresa, transporte e clientes: Permite a tomada de decisões no meio do caminho. Permite a tomada de decisões no meio do caminho. Elimina-se o risco de prejuízos no frete de retorno. Elimina-se o risco de prejuízos no frete de retorno. Evita o transporte de volta vazio. Evita o transporte de volta vazio. Orienta seus veículos para atender novas encomendas. Orienta seus veículos para atender novas encomendas. Mudanças no percurso (acidentes, trânsito e alterações climáticas). Mudanças no percurso (acidentes, trânsito e alterações climáticas).

31 SISTEMA DE RASTREAMENTO DE VEÍCULOS Principais vantagens via satélite: Definição dos produtos de parada do transportador. Definição dos produtos de parada do transportador. Tempo para a realização dos percursos. Tempo para a realização dos percursos. Bloqueio do veículo e travamento Bloqueio do veículo e travamento de portas do baú. de portas do baú. Detenção do desengate da carreta. Detenção do desengate da carreta. Acionamento dos alarmes e sirenes Acionamento dos alarmes e sirenes em casos de emergência ou em em casos de emergência ou em ações preventivas. ações preventivas.

32 SISTEMA DE RASTREAMENTO DE VEÍCULOS Principais vantagens via satélite: Visualização das frotas por meio de mapas digitais atualizados. Visualização das frotas por meio de mapas digitais atualizados. Controle de velocidade e rpm. Controle de velocidade e rpm. Emissão de relatórios gerenciais com itens de desempenho dos veículos (combustível, quilômetro carregado, performance do motorista, tempos para carregar e descarregar). Emissão de relatórios gerenciais com itens de desempenho dos veículos (combustível, quilômetro carregado, performance do motorista, tempos para carregar e descarregar).

33 TMS – Transportation Management System (Sistema de Gerenciamento de Transporte) (Sistema de Gerenciamento de Transporte) Gerencia os processos externos de transportes, desde a coleta e o frete até a distribuição dos produtos.

34 TMS – Transportation Management System Responsável pela gestão de transportes e fretes: Transportadoras. Transportadoras. Agenciadores de fretes e entregas Agenciadores de fretes e entregas ( Operadores Logísticos e Armazens ). ( Operadores Logísticos e Armazens ). Indústrias Indústrias ( compradores de fretes ). ( compradores de fretes ). Modais Rodoviário, Aéreo Modais Rodoviário, Aéreo ( Nacional e Internacional ). ( Nacional e Internacional ). Courier, Marítimo e Cabotagem. Courier, Marítimo e Cabotagem.

35 TMS – Transportation Management System TMS – Transportation Management System Este sistema funciona por meio de operações integradas que otimizam e gerenciam: processos de coleta e entrega(prazo,romaneio,agregados). processos de coleta e entrega(prazo,romaneio,agregados). simulação de custos e receitas. simulação de custos e receitas. conferência de fretes. conferência de fretes. faturamento e emissão de nota fiscal,boletos. faturamento e emissão de nota fiscal,boletos. integração com SEFAZ, SUFRAMA e outros. integração com SEFAZ, SUFRAMA e outros. parametrizações para zonas francas. parametrizações para zonas francas. averbação, receitas e despesas por transportadoras. averbação, receitas e despesas por transportadoras. rentabilidade e performance. rentabilidade e performance.

36 LOGÍSTICA INDUSTRIAL Visa maximizar o valor econômico dos produtos ou materiais tendo-os disponíveis, a um preço razoável, onde e quando houver procura.

37 LOGÍSTICA NA INDÚSTRIA Com a globalização e estabilidade da economia: Redução dos estoques. Redução dos estoques. Aperfeiçoamento do recebimento da matéria-prima e materiais auxiliares. Aperfeiçoamento do recebimento da matéria-prima e materiais auxiliares. Programação da produção. Programação da produção. Programação da distribuição. Programação da distribuição.

38 PRODUÇÃO EMPURRADA Trata-se de produção contínua de produtos padronizados. Trata-se de produção contínua de produtos padronizados. Variedade pequena de ítens e fabricados em grandes quantidades. Variedade pequena de ítens e fabricados em grandes quantidades. Contituí-se produzir em linha móvel criada no sistema fordismo. Contituí-se produzir em linha móvel criada no sistema fordismo.

39 PRODUÇÃO ENXUTA Visa a obtenção de lucro pela identificação e redução dos custos. Visa a obtenção de lucro pela identificação e redução dos custos. Trata-se de produção customizada. Trata-se de produção customizada. Produção unitária de ítens ou em pequenos lotes. Produção unitária de ítens ou em pequenos lotes. Trata-se do Sistema Toyota de Produção. Trata-se do Sistema Toyota de Produção.

40 FCS – FINITE CAPACITY SCHEDULE (Programação de Capacidade Finita) Datas de início Roteiro Alocação de turnos Horas extras Sub contratação Picos de energia elétrica Quebras Ordem para estoques Ordens urgentes Ordens de produção Entregas antecipadas cancelamentos Erros de previsão É elaborar um planejamento da produção baseado na capacidade real dos recursos.

41 MRP II – Manufacturing Ressourse Planning (Planejamento dos Recursos de Manufatura) Método para o controle de estoques. Parte de um programa mestre de produção (momento e quantidade de produtos à produzir). Planificação de necessidades de materiais (Componentes específicos, quantidades à fabricar, tempo de produção). Controle de operações (quando e onde deverão processar-se as operações). BOM-bill of material (lista de material constituindo a espinha dorsal do MRP).

42 O Q u e e Q u a n t o p r o d u z i r ( e c o m p r a r ) d e c a d a c o m p o n e n t e e m a t é r i a p r i m a b a s e a d o e m u m P l a n o d e V e n d a s ? Mainframe... MRP I – MATERIAL REQUIREMENT PLANNING PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE MATERIAIS

43 MRP II – MANUFACTORING RESOURCES PLANNING O n d e e Q u a n d o a l o c a r a s o p e r a ç õ e s d a s O r d e n s d e P r o d u ç ã o Planejamento de Recursos da Manufatura

44 ERP – Enterprise Resource Planning PLANEJAMENTO DOS RECURSOS DA EMPRESA

45 A Integração Plena dos departamentos da empresa através da informação...

46 Portal do Executivo Business Performance Management Business Inteligence Módulo de contabilidade Módulo de vendas Módulo de compras Módulo de produção Módulo financeiro Módulo de RH Motor de Transações Base de dados Linguagem Redes e Sistema Operacional Hardware Supply Chain Management Customer Relationship Management ERP como solução tecnológica

47 (Business Intelligence) EIS (Executive Information Systems) DSS (Decision Support System) Data Warehouse Data Miner Siga DW WORKFLOW Balanced Scorecard BPM (DEPARTAMENTAIS) Administrativos Manufatura Distribuição Recursos Humanos Gestão Qualidade Automação Comercial (VERTICAIS) Acadêmico Concessionárias Hospitais Prefeituras Planos de Saude e-commerce Market Places e-learning e-procurement B2B Conectividade Call Center Telemarketing Televendas Wireless Devices Field Service Novas Tecnologias... IMPACTO IMPACTO DAS NOVAS TECNOLOGIAS NA CADEIA DE NEGÓCIOS

48 HojeOntem Sistemas Web Site, e-commerce, e_mailing, etc... Marketing Fax, Carta, mala direta... Contato físico VendasCall Center C L I E N T E CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT CRM

49 e-business MELHORES SITES : Receita Federal Prefeitura ( IPTU / ISS) Bancos ( pagamentos,cobranças,empréstimos,extratos) Compras ( Mercado Livre,Submarino,Americanas) Blogs( Blog do Noblat,Blog do Arnaldo Jabor) Google

50 Portal UM BOM SITE, QUE OFEREÇA SERVIÇOS: Fotografias Fotografias Cadastramento Cadastramento Textos Textos e-comerce e-comerce Notícias atualizadas Notícias atualizadas Buscas facilitadas Buscas facilitadas Serviços Serviços

51 SCM – SUPPLY CHAIN MANAGEMENT MRP 1 Ponto de Pedido Solicitação de Compras CotaçãoAtualização Análise Pedido de Compra Manual LogísticadeEntrega RecebimentoNF-e ATUALIZARPEDIDO GERARLANÇAMENTOCONTÁBIL ATUALIZARESTOQUE ATUALIZAR CONTAS A PAGAR ATUALIZARLIVROFISCAL C2C, B2C, B2B e e-Governo (e-licitação) Gerenciamento da Cadeia de Suprimento

52 MRP – ERP É o modo universal de gestão industrial/comercial. ERP – Planejamento dos Recursos Empresariais Gerenciamento das formulações, com versão das unidades de medida e pesos. Testes e especificações de qualidade, mix de produtos embalados e capacidade de identificação do item. Soluções de planejamento usando opções à granel, embaladas ou reembaladas, e rastreamento do lote do início ao fim.

53 O ambiente ERP nas indústrias Recomendações desejáveis para indústrias de processo: Cadeia de abastecimento do negócio. Cadeia de abastecimento do negócio. Múltiplas fábricas, filiais e armazéns Múltiplas fábricas, filiais e armazéns Características de gerenciamento centralizado. Características de gerenciamento centralizado. Alocação física e virtual de estoques Alocação física e virtual de estoques armazéns e logística. armazéns e logística.

54 Razões para adquirir MRP II / ERP 1.Solução universal. 2.Desenvolver sistemas próprios é muito caro. 3.Imposição competitiva. Implementação do MRP II / ERP é: 1.Melhoria nos processos (oportunidade). 2.Um projeto é, como tal, deve ser administrado. 3.Trabalho de profissionais. 4.Um problema de usurários e não de metodologia da implementação. da implementação.

55 MES – Manufactoring Execution Systens (Sistemas Integrados de Controle de Produção) É um processo / filosofia que deve ser continuamente implementado. É um processo / filosofia que deve ser continuamente implementado. É um sistema on line integrado, computadorizado, que representa o somatório dos métodos e recursos usados para produzir. É um sistema on line integrado, computadorizado, que representa o somatório dos métodos e recursos usados para produzir. Fornecem uma resposta rápida, resultante das condições de mudanças acopladas com um foco na redução das atividades que não agregam valor. Fornecem uma resposta rápida, resultante das condições de mudanças acopladas com um foco na redução das atividades que não agregam valor. Dirigem processos e operações da área de fabricação. Dirigem processos e operações da área de fabricação. Proporciona dados operacionais para outros sistemas de informação na empresa. Proporciona dados operacionais para outros sistemas de informação na empresa. Estas informações podem ser utilizadas para manter clientes e fornecedores da cadeia de abastecimento atualizados com que está acontecendo na fabricação de produtos. Estas informações podem ser utilizadas para manter clientes e fornecedores da cadeia de abastecimento atualizados com que está acontecendo na fabricação de produtos.

56 Por quê MES? Produção em lotes cada vez menor. Produção em lotes cada vez menor. Redução de tempo ao mercado. Redução de tempo ao mercado. Redução de inventários. Redução de inventários. Produtos customizados. Produtos customizados. Redução do tempo para correção dos problemas. Redução do tempo para correção dos problemas.

57 APS – Advanced Planning Systems (Sistemas de Planejamento Avançado) Define a seqüência com que um produto ou serviço deve ser executado ou elaborado. Define a seqüência com que um produto ou serviço deve ser executado ou elaborado. Designar em que máquina ou posto de trabalho. Designar em que máquina ou posto de trabalho. Quando (data e hora prevista para início e término) cada operação ou tarefa produtiva será realizada. Quando (data e hora prevista para início e término) cada operação ou tarefa produtiva será realizada.

58 APS – Advanced Planning Systems Softwares especializados em programação e planejamento, voltados para empresas de manufatura ou empresas comerciais. Softwares especializados em programação e planejamento, voltados para empresas de manufatura ou empresas comerciais. Podem integrar-se com sistemas ERP (Enterprise Resourse Planning) ou com soluções de gestão do supply chain. Podem integrar-se com sistemas ERP (Enterprise Resourse Planning) ou com soluções de gestão do supply chain.

59 APS – Advanced Planning Systems Otimiza o resultado da empresa por meio do melhor sequenciamento da produção. Leva em consideração restrições inerentes à manufatura.

60 APS – Advanced Planning Systems Funcionalidades: Faz simulações em menos tempo do que o MRP. Faz simulações em menos tempo do que o MRP. Utiliza programação por capacidade finita de recursos. Utiliza programação por capacidade finita de recursos. Planeja materiais e capacidade dos recursos simultaneamente. Planeja materiais e capacidade dos recursos simultaneamente. Utiliza alta tecnologia para otimizar o resultado da empresa. Utiliza alta tecnologia para otimizar o resultado da empresa. Indica prazos de entrega com segurança para os clientes. Indica prazos de entrega com segurança para os clientes.

61 RFID RFID – Radio Frequency Identification Data (Leitura de Dados por radiofrequência ) (Leitura de Dados por radiofrequência )

62 Leitura de Dados por Radiofrequência - RFID Trata do compartilhamento de informações em tempo real utilizando-se a tecnologia RFID (identificação de dados por Radiofrequência), para transmiti-la para uma rede acessível, chamados de EPC ( código eletrônico de produto). As Intelligent Tag ou Etiquetas Inteligentes, possibilitam a identificação, rastreabilidade, segurança e eficácia no fluxo de informações, que podem ser capturadas em qualquer ponto da cadeia de suprimentos.

63 CHIPS implantados no corpo dos animais (rastreamento)

64 As mães são avisadas tão logo que os filhos chegam na escola

65

66 No WallMart, quando o cliente entra na loja ele é reconhecido pois o smartcard que carrega no bolso é lido pelo leitor da porta. Assim ao sair, a compra já é debitada no cartão. Assim ao sair, a compra já é debitada no cartão. Ao retirar a mercadoria da gondola, o sistema solicita a reposição quando se chegar ao Ponto de Pedido. Ao retirar a mercadoria da gondola, o sistema solicita a reposição quando se chegar ao Ponto de Pedido. A mesma coisa no estoque. Ao sair da loja, não é preciso retirar as mercadorias do carrinho. A mesma coisa no estoque. Ao sair da loja, não é preciso retirar as mercadorias do carrinho. Supermercado do futuro

67

68 O carrinho com a tela recebeu informações do smartcard, que por sua vez as leu na Geladeira da casa do cliente. Ao passar pelo corredor ouve-se um apito assim que for detectado um item que precisa ser levado. Ao passar pelo corredor ouve-se um apito assim que for detectado um item que precisa ser levado.

69

70


Carregar ppt "TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO APLICADA À LOGÍSTICA APLICADA À LOGÍSTICA LOGÍSTICA EMPRESARIAL - 8."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google