A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Regionalização do Espaço Mundial: Paisagens Naturais – Desenvolvimento Econômico Social e Cultural.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Regionalização do Espaço Mundial: Paisagens Naturais – Desenvolvimento Econômico Social e Cultural."— Transcrição da apresentação:

1 Regionalização do Espaço Mundial: Paisagens Naturais – Desenvolvimento Econômico Social e Cultural

2 DIFERENTES CRITÉRIOS PARA DIVIDIR O MUNDO EM REGIÕES a) Origem e aspectos físicos Só em olhar o globo já sacamos logo de cara a maneira mais tradicional de se dividir o planeta: A Divisão por Continentes! Assim temos a Europa, Ásia, África (Eufrásia), América, Oceania e Antártida.

3 Regionalização Significa organizar o espaço geográfico em regiões constituídas por lugares de características semelhantes, sejam naturais ou culturais. Utilizando diferentes critérios como os aspectos climáticos, a vegetação, as altitudes do relevo, o nível de desenvolvimento econômico dos países, as regiões, as atividades econômicas, etc.

4

5 Essa divisão por continentes segue um critério natural muito primário: grandes porções de terra e grandes porções de água, os Oceanos. Mas mesmo tendo como base à natureza, podemos dividir a Terra em outras maneiras. Uma delas, também bastante antiga, é a regionalização por faixas climáticas. De acordo com o Clima podemos determinar algumas regiões: Zonas Polares: Ártica e Antártica, Zonas Temperadas do Norte e Sul e Zona Intertropical.

6

7

8 O clima faz com que essas regiões sejam muito diferentes uma das outras; basta lembrar-se das florestas

9 Tundra Floresta Temperada/ Conífera Pradarias/estepes Mediterrânea

10 Semi-deserto Deserto Savana Equatorial/tropical

11 Além dos Continentes e do Clima outra forma de se regionalizar a Terra ainda tendo como base à natureza, é através dos ecossistemas. Nesse caso todos os fatores naturais são considerados: Clima, Fauna, Relevos, Solo, Flora, Geologia. (Obs. Le a pagina 10 )

12 Atividades xx2 1) Quais foram às primeiras divisões do mundo em regiões? 1 linhas 2) Quais são os continentes existentes na regionalização do mundo de acordo com os aspectos naturais/físicos? 3 linhas 3) Quais são as zonas climáticas responsáveis também pela a regionalização do mundo de acordo com os aspectos naturais/físicos. 3 linhas 4) Como podemos regionalizar o espaço mundial? (pag. 10) 3 linhas 5) Defina regionalização? (pag. 10)

13 1) A primeira regionalização do mundo baseou em quais fatores: Fatores naturais/físicos 2) Quais são os continentes existentes na regionalização do mundo de acordo com os aspectos naturais / físicos? Eufrásia - Europa, África, Ásia; Americano; Oceania; Antártida. 3) Quais são as zonas climáticas responsáveis também pela a regionalização do mundo de acordo com os aspectos naturais/físicos Zonas Polares: Ártica e Antártica, Zonas Temperadas do Norte e Sul e Zona Intertropical.

14 4) Como podemos regionalizar o espaço mundial? (pag. 10) Utilizando diferentes critérios como os aspectos climáticos, a vegetação, as altitudes do relevo, o nível de desenvolvimento econômico dos países, as regiões, as atividades econômicas, etc. 5) Defina regionalização? (pag 10) Significa organizar o espaço geográfico em regiões constituídas por lugares de características semelhantes, sejam naturais ou culturais

15 Curiosidade Sobre o Ecossistema

16 Ecossistema - Ecologia estuda as interações entre os seres vivos e o meio onde vivem, envolvendo a dependência da água, do solo e do ar. Dessa forma, as relações vão além do comportamento individual e a influência causada pelos fatores ambientais (temperatura, umidade, pressão). Mas se estendem à organização das espécies em populações, comunidades, formando um ecossistema e toda a biosfera.

17 DIFERENTES CRITÉRIOS PARA DIVIDIR O MUNDO EM REGIÕES b) Diferenças econômicas e sociais Agora vamos mudar o nosso olhar! Ao invés de destacar a natureza, vamos destacar a sociedade.

18

19 Vamos pensar em critérios políticos e econômicos. Eles são hoje, os mais utilizados para dividir a terra em regiões. E o mais básico desse critério divide as nações do planeta levando-se em conta as condições econômicas e sociais.

20 Capitalismo Governantes - "Nós dominamos vocês!" Igreja - "Nós enganamos vocês!" Militares e/ou policiais - "Nós atiramos em vocês" Burguesia - "Nós comemos por vocês!" Plebe - "Nós trabalhamos por todos, nós alimentamos todos!..."

21

22 Na segunda metade do século XX, a regionalização mundial era marcada por dois sistema de poder com interesses políticos, sociais e econômicos – Sistema capitalista e o Sistema socialista (Passar o dvd – Vestibulando digital)

23 Sistema Capitalista é o sistema econômico que se caracteriza pela propriedade privada dos meios de produção e pela liberdade de iniciativa dos próprios cidadãos. (pesquisar – Sistema capitalista -

24 Sistema socialista caracteriza uma sociedade exclusivamente socialista é necessário que estejam presentes os seguintes elementos: limitação do direito à propriedade privada, controle dos principais recursos econômicos pelos poderes públicos com a finalidade, teórica, de promover a igualdade social, política e jurídica. (pesquisar – Sistema Socialista - (Le as paginas 12 a19).

25 Há algum tempo atrás podíamos dividir o mundo em três mundos diferentes: 1º, 2º e 3º mundos. No final dos anos 80 um desses três mundos praticamente desapareceu ou seja o 2° mundo. A divisão do mundo em três obedecia ao seguinte critério: O 1º mundo era formado pelos países ricos, desenvolvidos como os Estados Unidos, Japão e países da Europa Ocidental, por exemplo, Alemanha, França e Inglaterra. O 2º mundo pelos países socialistas liderados pela União Soviética 3º mundo pelos países pobres, subdesenvolvidos. No final dos anos 80 a história deu uma importante guinada. As experiências socialistas praticamente desapareceram e com elas foi-se junto o 2o mundo. Le as pagina 20 a 25

26 Outra maneira de se regionalizar o mundo é a divisão em países Centrais e Periféricos. Centrais são os países Desenvolvidos que exercem influência sobre os países pobres ou Periféricos. Existem também países que são semi-periféricos, o Brasil é um exemplo desse tipo de país. Internacionalmente ele é Periférico, mas dentro do Cone Sul ele é Central, exportando seus produtos e serviços e com a mão-de-obra melhor qualificada que a de seus vizinhos. Ler as paginas 28 a29

27 Pais desenvolvido Pais subdesenvolvido

28 Curiosidade Com o mundo se integrando economicamente através de mercados comuns, o Brasil tem posição destacada no Mercosul, Mercado Comum do Cone Sul. * "Mercosul é um bloco econômico que reúne a Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai. Veja um exemplo para entender como esse bloco funciona: antes do Mercosul, uma garrafa de vinho argentino, uma peça de couro paraguaio e um quilo de carne uruguaio chegava ao Brasil com preços mais altos. Isso acontecia porque esses produtos cruzavam as nossas fronteiras e o governo brasileiro cobrava Taxas de Importação, o mesmo acontecia quando produtos brasileiros iam para esses países. Mas desde que o Mercosul entrou em vigor em janeiro de 91 os quatro países membros deixaram de cobrar impostos de importação sobre a maioria dos produtos. O consumidor sentiu isso no bolso, os preços dos importados desses países caíram.

29

30 Outro bloco econômico que existe no continente americano é o NAFTA. NAFTA é uma sigla inglesa que em português significa Acordo de Livre Comércio da América do Norte. Os países membros são Canadá, Estados Unidos e o México. o Nafta entrou em vigor em 1 de janeiro de 94. Ele também acabou com os impostos cobrados sobre os produtos importados dos países membros. Mas agora existe a possibilidade de os 34 países do continente americano formarem um bloco único, a ALCA. ALCA significa Área de Livre Comércio das Américas e se ela for criada vai integrar todos os países da América com exceção de Cuba. Isso só deve acontecer a partir do ano de 2005."

31 DIFERENTES CRITÉRIOS PARA DIVIDIR O MUNDO EM REGIÕES c) Diferenças culturais Apesar de todas essas interações e semelhanças entre as regiões do mundo ainda é possível regionalizar considerando as diferenças culturais. A primeira grande divisão do mundo em regiões culturais é aquela que distingue Oriente e Ocidente. Povos diferentes, Culturas diferentes, Civilizações diferentes. Línguas, religiões, hábitos e costumes dividem o mundo de maneira muito rica, muito bonita

32 Cada sociedade se adapta de forma diferente, cada um encontra suas próprias soluções para a questão da sobrevivência. É a cultura que nos permite que nos adaptemos que criemos uma série de valores, crenças e práticas a fim de colhermos os benefícios de cada lugar por onde andamos, onde criamos raízes e sobrevivemos. A cultura nos diz não só para sobreviver, mas também, como sobreviver, o que caçar ou plantar; não nos diz apenas para procriar, mas quando e com quem; nos diz o que pensar ou não e até o que comer ou não.

33 A cultura impõe limites, filtra e dá valor a nossa realidade. É por causa da cultura que no nosso meio, as pessoas comem diferente, se vestem diferentes e têm diferentes hábitos e religiões e cada um de nós tende a acreditar em nossos métodos e verdades, como se fossem transmitidos por nossos deuses e ancestrais e passados aos nossos filhos."

34 DIFERENTES CRITÉRIOS PARA DIVIDIR O MUNDO EM REGIÕES d) O desenvolvimento e subdesenvolvimento A regionalização de acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano – IDH É um índice que serve de comparação entre os países, com objetivo de medir o grau de desenvolvimento econômico e a qualidade de vida oferecida à população. Este índice é calculado com base em dados econômicos e sociais.

35 O IDH vai de 0 (nenhum desenvolvimento humano) a 1 (desenvolvimento humano total). Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvido é o país. Este índice também é usado para apurar o desenvolvimento de cidades, estados e regiões.

36 No cálculo do IDH são computados os seguintes fatores: educação (taxas de alfabetização e escolarização), longevidade (expectativa de vida da população) e renda (PIB per capita).

37 Classificação de acordo com o IDH: - De 0 a 0,499 - países com IDH baixo (geralmente países subdesenvolvidos). - De 0,500 a 0,799 - países com IDH médio (geralmente países em processo de desenvolvimento). - De 0,800 a 1 - países de IDH elevado (geralmente países ricos ou em rápido processo de crescimento econômico - emergentes).

38 De acordo com dados de 2007 (publicados em 2009), o IDH do Brasil é 0,813. Embora apresente deficiências no sistema educacional, o IDH do Brasil é considerado de médio para alto, pois o país vem apresentando bons resultados econômicos. A expectativa de vida em nosso país também tem aumentado, colaborando para o índice.

39 Colocação no Ranking de IDH de alguns países: (Dados referente a 2008 divulgados no PNUD de 2009) 1º - Noruega - 0,971 2º - Austrália - 0,970 3º - Islândia - 0,969 4º - Canadá - 0,966 5º - Irlanda - 0,965 6º - Países Baixos - 0,964 7º - Suécia - 0,963 8º - França - 0,961 9º - Suíça - 0,960 10º - Japão - 0,960 13º - Estados Unidos - 0,956 75º - Brasil - 0,813 Le as pagina 30 e 31

40

41 DIFERENTES CRITÉRIOS PARA DIVIDIR O MUNDO EM REGIÕES d) Globalização e a divisão do mundo em blocos Globalização é o processo de constituição de uma economia-mundo através da integração dos mercados nacionais e do aprofundamento da divisão internacional do trabalho. Os agentes da globalização são os fluxos de mercadorias, capitais e informações que atravessam as fronteiras nacionais e criam um espaço mundial de transações.

42

43 No século XlX, a divisão internacional do trabalho refletia a força do intercâmbio de mercadorias e dos investimentos gerados pelo capitalismo industrial. No século XX, a emergência das empresas transnacionais correspondeu a um salto na integração dos mercados e a uma reorganização produtiva baseada na difusão da indústria para os países subdesenvolvidos. A centralização de capitais proporcionada pelas fusões entre transnacionais gera gigantes econômicos e capazes de atuar, efetivamente, em escala planetária

44 A etapa atual da globalização fundamenta-se na redução generalizada das barreiras entre os mercados nacionais. O comércio internacional cresce. Os fluxos de capitais - tanto de investimentos produtivos como de financeiros - experimentam uma expansão inédita e desenvolvem-se em velocidade espantosa. Os fluxos de informações, estruturados por redes públicas e privadas, criam espaços virtuais que ignoram as fronteiras políticas.

45 As tendências de globalização e regionalização parecem contraditórias ou excludentes, mas na realidade se complementam. Os megablocos regionais oferecem às corporações transnacionais vastos mercados interiores unificados, ampliando a escala das atividades econômicas e facilitando a centralização de capitais. Desse modo, a regionalização funciona, em grande medida, como um patamar da globalização.

46 Exemplos de blocos: UNIÃO EUROPÉIA NAFTA MERCOSUL Le as pagina 38 a 53


Carregar ppt "Regionalização do Espaço Mundial: Paisagens Naturais – Desenvolvimento Econômico Social e Cultural."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google