A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estado de Santa Catarina. Secretaria de Estado da Educação e Inovação. 4ª Gerência Regional de Educação e Inovação. Escola de Educação Básica Cordilheira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estado de Santa Catarina. Secretaria de Estado da Educação e Inovação. 4ª Gerência Regional de Educação e Inovação. Escola de Educação Básica Cordilheira."— Transcrição da apresentação:

1 Estado de Santa Catarina. Secretaria de Estado da Educação e Inovação. 4ª Gerência Regional de Educação e Inovação. Escola de Educação Básica Cordilheira Alta. EDUCAÇÃO ALIMENTAR Cordilheira Alta (SC), novembro de 2008.

2 Proposta temática: Educação Alimentar Disciplinas atuantes: Biologia, Inglês e Sociologia. Público alvo: Alunos e comunidade. Professores responsáveis: Silvana Regina Verdi Dines Orlandi Ronei Tressoldi

3 Objetivo geral: O projeto "Educação Alimentar tem como objetivo principal contribuir para a criação de hábitos de higiene e alimentação saudável, bem como auxiliar os alunos a agir adequadamente nos momentos de alimentação.

4 Objetivos específicos Desenvolver ações educativas voltadas para a divulgação de conhecimentos a respeito de hábitos alimentares saudáveis e a sua relação com um bom estado de saúde; Promover a integração social dos grupos participantes por meio de atividades lúdico-participativas e de dinâmicas de grupo; Aperfeiçoar a utilização dos recursos alimentares disponíveis nas comunidades por meio de oficinas de aproveitamento integral de alimentos e alternativas alimentares; Aumentar a disponibilidade de alimentos nas famílias mediante os conhecimentos adquiridos; Proporcionar trocas de conhecimentos que conduzam a melhor compreensão do papel da educação alimentar dentro de uma visão ecológica;

5 Histórico Desde a Grécia Antiga recomenda-se uma dieta simples para a manutenção da boa saúde. Os gregos antigos tinham razão: é preciso comer com moderação. Mas hoje sabemos também que só moderação não basta. Ou seja, alimentar-se bem não significa comer muito ou pouco. A boa alimentação prevê alimentos variados e em quantidade adequada, para garantir que o corpo receba todos os nutrientes necessários para a realização de suas atividades. Ninguém desconhece a relação direta que existe entre alimentação – fonte de prazer e satisfação de necessidades biológicas – e saúde. Pela alimentação, nos provemos dos elementos essenciais à manutenção das funções vitais do nosso organismo. E se os alimentos nos abastecem das substâncias responsáveis pelo crescimento, renovação e funcionamento orgânico, a qualidade daquilo que comemos é em grande parte responsável pela qualidade e pelo tempo de nossa vida. Uma alimentação irregular causa não apenas dificuldades na manutenção das funções biológicas, mas também alterações de humor e de disposição para atividades físicas e intelectuais.

6 No entanto, mesmo entre pessoas com poder aquisitivo suficiente para ter acesso a alimentos variados, em quantidade e qualidade, é comum constatar deficiências na alimentação. Seja pela falta de informação sobre as qualidades nutritivas dos alimentos, seja pela falta de convicção da importância de uma alimentação saudável, a verdade é que, em geral, as pessoas, mesmo "comendo bem", podem estar se alimentando mal. Considerando a importância de enfocar essa questão em um processo educativo – não apenas levando aos alunos informações sobre nutrição, mas lhes oportunizando conhecer aspectos da preparação de alimentos e participar da escolha de cardápios balanceados. A nutrição tem uma estreita relação com a manutenção da saúde, por isso é importante que as refeições diárias balanceadas devem conter nutrientes como – carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, sais minerais e fibras. O Projeto "Educação Alimentar" é mais uma expressão da preocupação da Escola com a formação de bons hábitos alimentares. E esse processo educacional envolve não apenas os professores, educadores propriamente ditos, mas todos os agentes educativos, alunos e comunidade.

7 Alimentação Componentes necessários na dieta alimentar: Carboidratos, lipídios, vitaminas, proteínas, sais minerais e água; Principais fontes e funções no organismo; Doenças carênciais; Equilíbrio nutricional; Dieta alimentar; Calorias necessárias para o emagrecimento; Calorias necessárias para a manutenção do peso corporal, levando em consideração a atividade física de cada um; Inclusão da celulose (fibras) na nossa alimentação; Importância da adição de sais mineras na dieta alimentar; Ingestão de água potável para o equilíbrio e manutenção das atividades vitais; Profilaxia no preparo dos alimentos.

8 Saúde Controle na taxa de glicose no sangue para o equilíbrio do metabolismo; Manutenção da taxa de triglicerídeos no sangue para evitar prováveis doenças cardíacas e circulatórias; Doenças causadas pela deficiência de minerais no organismo como: anemia osteoporoses, desequilíbrio osmótico e mau funcionamento de certas glândulas como a tireóide na carência de iodo; Sistema imunológico e formação de anticorpos no organismo; Vacinas ou imunização ativa para prevenção de doenças; Soros ou imunização passiva para a cura das doenças; Higiene pessoal.

9 Procedimentos Aulas teóricas; Desenvolvimento de atividades em sala; Pesquisas bibliográficas; Análise da pirâmide alimentar; Criação individual por aluno de cardápios saudáveis e de baixa caloria; Confecção e exposição de cartazes e maquetes; Mapeamento de produção dos alimentos no país, Contribuição indígena e africana na alimentação brasileira, Estudo de valores da cesta básica com análise comparativa ao salário mínimo brasileiro através de coleta de dados na comunidade e IBGE, Criação de gráficos comparativos, resolução de problemas matemáticos inseridos no contexto das pesquisas; Criação de folder divulgativo/explicativo de hábitos de higiene, alimentação saudável, boas maneiras, importância do buffet e valorização da cozinheira escolar;

10 Avaliação Quantitativa: produção de textos, exercícios de fixação e prova escrita ou oral. Qualitativa: criatividade, pontualidade, participação, responsabilidade, freqüência e interesse.


Carregar ppt "Estado de Santa Catarina. Secretaria de Estado da Educação e Inovação. 4ª Gerência Regional de Educação e Inovação. Escola de Educação Básica Cordilheira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google