A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Alternativas e Instrumentos de Abertura de Capital Ações; Debêntures ; Notas Promissórias para Distribuição Púlica; Títulos menos Usuais –Bônus de Subscrição;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Alternativas e Instrumentos de Abertura de Capital Ações; Debêntures ; Notas Promissórias para Distribuição Púlica; Títulos menos Usuais –Bônus de Subscrição;"— Transcrição da apresentação:

1 Alternativas e Instrumentos de Abertura de Capital Ações; Debêntures ; Notas Promissórias para Distribuição Púlica; Títulos menos Usuais –Bônus de Subscrição; –Partes Beneficiárias; –Títulos ou contratos de investimentos coletivos; –Brazilian Depositary Receipts (BDRs).

2 Alternativas de Abertura de Capital Ações: Títulos nominativos, negociáveis, representativos da propriedade de uma fração do capital social de uma sociedade por ações. Esses valores mobiliários distribuem ao acisnista dividendos, bonificações e juros sobre capital próprio. Debêntures: As Debêntures são títulos nominativos, negociáveis, representativos de dívida de médio/longo prazos contraída pela companhia junto ao debenturista. Elas rendem juros, prêmios, e outros rendimentos fixos ou varáveis, sendo todas as características definidas em escritura.

3 Abertura de Capital por Emissão de Ações Colocação de ações junto ao público investidor. Poderá ocorrer de duas formas: –UNDERWRITING: Colocação de novas ações junto ao público investidor. –BLOCK-TRADE: Leilão de ações antigas (de posse da companhia ou de algum grande acionista). Tipos de UNDERWRINTING: –Garantia firme. –Melhores Esforços

4 Cronograma: Abertura de Capital por Emissão de Ações

5 Emissão de Ações Preparações preliminares: Período de tempo em que a companhia, seus acionistas e eventuais consultores consideram e analisam a alternativa de abertura de capital. Essas questões envolvem aspectos jurídicos, econômico-financeiros, organizacionais e até mesmo cultural da organização: Pontos a serem considerados: –Definição da estrutura de capital da empresa (próprio e de terceiros). –Importância dos investimentos planejados. –Novos custos e obrigações empresariais. –Necessidade de Auditoria Externa. –Distribuição de resultados aos novos sócios.

6 Emissão de Ações Pontos Positivos: –Captação de Recursos para investimentos; –Reestruturação de passivos; –Arranjos societários; –Liquidez Patrimonial; –Profissionalização; –Novo relacionamento com funcionários; –Reforço da Imagem Institucional. Pontos Negativos: –Necessidade de maior transparência; –Novos custos legais e administrativos; –Distribuição de Resultados aos novos acionistas; –Necessidade de debate sobre estratégia empresarial; –Auditoria Externa.

7 Emissão de Ações Contratação de instituição financeira coordenadora: Nesta fase a companhia contrata serviços de bancos, corretoras ou distribuidoras para que realizem a coordenação da operação (underwriter). São levados em conta os seguintes aspectos: –Porte do Lançamento; –Tipo de Garantia e Colocação; Garantia FIRME; Garantia Melhores Esforços. –Tradição do Underwriter; –Comissão de intermediação; Comissão de Coordenação; Comissão de Garantia; Comissão de Colocação.

8 Emissão de Ações Definição de preço, volume e demais características: –Negociado entre a comapanhia que abrirá capital e o coordenador. Montante necessário á companhia; O valor unitário sugerido pelos donos da empresa; Tipo de Ação que será lançada: –ON: Ordinária, com direito a voto e também nos resultados da companhia. »Existe mais de uma classe de ações ordinárias. –PN: Perferenciais, apenas participam dos resultados da companhia. Não dão direito a votos no conselho. »Existe mais de uma classe de ações ordinárias. Exemplos: PETR4 – Ações preferenciais da Petrobras. PETR3 – Ações ordinárias da Petrobras. - Nesta etapa do processo, uma intensa análise da situação da empresa é realizada. (Análises demonstrações financeiras, do setor de atuação,, compara-se a empresa com outras ações já negociadas, etc.)

9 Emissão de Ações Assembléia Geral Deliberativa: –Respeitando o previsto no estatuto empresarial, a companhia deverá aprovar a operação de abertura entre os seus sócios. Processo de obtenção de registros (CVM): –O órgão fiscalizador do Mercado de Capitais é quem determinará se a operação de abertura é possível ou não. –Apresentação do Prospecto Preliminar junto a CVM, que promoverá as alterações necessárias à divulgação junto ao mercado. Processo de obtenção de registros (Bolsa de Valores ou Balcão Organizado): –A companhia deverá entrar com o pedido de listagem junto a Bolsa.

10 Emissão de Ações Formação de Pool de distribuição: –Coordenador(es): Já visto anteriormente; –Líder(es): Tomadores de grandes lotes, depois distribui para outros intermediários; –Consorciado(s): Desempenha a função de varejo, colocando o papel junto ao tomador final. É realizado um road show pelos coordenadores e por membros da companhia, que apresentam a empresa ao mercado distribuidor (corretoras e distribuidoras). As corretoras que queiram participar da abertura, encaminham documentação de ADESÃO para os coordenadores. As corretoras e distribuidoras recebem comissões sobre o volume captado. As corretoras divulgam a empresa para seus clientes, que podem optar pela compra das ações através do processo de emissão primária. Após encerrado o processo de abertura, as ações negociarão através do MERCADO SECUNDÁRIO.

11 Emissão de Ações Marketing da operação e disclosure da companhia: –Distribuição de material publicitário (aprovado pela CVM); –Campanha institucional em veículos de comunicação (jornais, rádio, TV); –Reuniões com Associações de Analistas; –Palestras sobre as perspectivas da empresa. Anúncio do início da distribuição pública: –Após aprovação da CVM, é iniciado o processo de distribuição pública. Subscrição e Liquidação Financeira: –Os clientes das corretoras e das distribuidoras aderem a oferta pública através de preenchimento de documentação, onde é informado o valor financeiro desejado. –Existe a opção de limitar o valor pago pelo papel da empresa lançadora de ações. –A instituição financeira coordenadora é a responsável por transferir os recursos para a empresa que abriu capital.

12 Emissão de Ações Anúncio de encerramento de distribuição pública: –No máximo 15 dias após a conclusão da colocação, deverá ser divulgado o anúncio de encerramento da distribuição; Neste momento as ações da companhia já estão sendo negociadas no mercado secundário de ações.

13 Abertura de Capital Setores em Destaque -Construção Civil -Energia -Consumo -Financeiras -Softwares


Carregar ppt "Alternativas e Instrumentos de Abertura de Capital Ações; Debêntures ; Notas Promissórias para Distribuição Púlica; Títulos menos Usuais –Bônus de Subscrição;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google