A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MAGNITUDE DO PROBLEMA 7,6% da população (30 – 69 anos) 50% desconhecem o diagnóstico 24% não recebem tratamento 6ª causa de internação contribui de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MAGNITUDE DO PROBLEMA 7,6% da população (30 – 69 anos) 50% desconhecem o diagnóstico 24% não recebem tratamento 6ª causa de internação contribui de."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 MAGNITUDE DO PROBLEMA 7,6% da população (30 – 69 anos) 50% desconhecem o diagnóstico 24% não recebem tratamento 6ª causa de internação contribui de 30 – 50% para causas como cardiopatia isquemica, insuficiência cardíaca, colecistopatias, AVC e HA principal causa de amputações de MI e cegueira adquirida 26% dos pacientes que ingressam em programas de dialise são diabéticos Fonte: Consenso Brasileiro da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), 2001. FATORES DE RISCO: Obesidade Hereditariedade Sedentarismo Infecções e cirurgias Traumas Problemas emocionais Gestação Medicamentos OBJETIVOS DA DIETOTERAPIA: Manter o perfil lipídico desejado; Manter o peso corpóreo adequado; Adequar o plano alimentar à necessidade de cada paciente em cada fase da vida (gestação, adolescência, envelhecimento); Manter a glicemia o mais próximo possível do valor normal, balanceando dieta, medicamentos e exercício físico; Favorecer mudanças dos hábitos alimentares para promover uma

4

5

6

7

8 ALIMENTAÇÃOINSULINA EXERCÍCIO SUPORTE EDUCAÇÃO ATITUDE PRÁTICA MOTIVAÇÃO DIABETES MELLITUS

9

10 Agentes Causais da Desnutrição  Anorexia - depressão, drogas, doenças, vitamina A e zinco  Má absorção - isquemia intestinal  Dificuldade de deglutição - neurológicos, candidíase  Metabólicos - hipertiroidismo  Diminuição da atividade física  Fatores psicológicos e sociais

11

12 Sinais Clínicos, Dietéticos e Antropométricos Avaliação do risco nutricional:  IMC / perda peso 6 meses  Aspectos clínicos (mastigação/deglutição, gengiva, quedas)  Estado funcional (vestir, comer, banhar, andar)  Estado mental / cognitivo  Uso de medicamentos  Dados dietéticos  Dados laboratoriais e Antropométricos

13 Avaliação Nutricional Avaliação Física: pele cabelo mucosas cicatrização Exames Laboratoriais

14 Desnutrição Energético-Protéica (DEP) Melhoria das condições determinantes da DEP: 1. Dentição 2. Acesso ao alimento 3. Preparo da alimentação 4. Estímulo psicológico, etc

15 Desnutrição Energético-Protéica (DEP) Correção do estado nutricional: densidade energética suplementação volume fracionamento suporte nutricional

16 Densidade Energética Aumento de gordura mono e polinsaturada: 3azeite de oliva e óleo de canola: 5 % do volume. 3 Margarina: 5% Utilização de sacarose: 10% do volume

17 Suplementação Vitaminas e minerais se se necessário Produtos industrializados

18 Volume e Fracionamento Para melhorar a anorexia, no início do tratamento, utilizar volumes mínimos de alimentos, oferecidos a cada 2 horas No processo de fracionamento, modificar o sabor dos alimentos sólidos e líquidos para aumentar gradativamente o volume e, consequentemente, o valor calórico total

19 Suporte Nutricional Via nasogástrica Gastrostomia Associada vo mais nasogástrica ou gastrostomia

20 Interpretação do peso corporal como índice de energia disponível: condições edema e ascite causam aumento relativo do fluído extracelular podendo mascarar perdas de componentes químicos ou celulares crescimento tumoral pode mascarar perda de gordura ou tecido magro como músculo esquelético

21 Interpretação do peso corporal como índice de energia disponível: condições (cont.) tecido magro e atrofia celular são parcialmente mascarados por gordura residual e tecido conectivo em obesos com perda de peso acentuada; pacientes podem ser obesos e apresentarem DEP estando sujeitos aos agravos à saúde secundários à desnutrição grandes mudanças na ingestão energética causa mudanças na massa de glicogênio retendo água como a elevada ingestão de sódio que muda o peso corpóreo por reajuste dos líquidos

22 Caso: Nome: S. O., sexo feminino, idade 71 anos Diagnóstico: traumatismo crânio-encefálico após atropelamento com perda de 18kg na internação Evolução nutricional: orientada com sonda de 2500 kcal por 5 meses com recuperação de 15 kg. Após este período, reintrodução da alimentação via oral com dieta de 2400 kcal.

23


Carregar ppt "MAGNITUDE DO PROBLEMA 7,6% da população (30 – 69 anos) 50% desconhecem o diagnóstico 24% não recebem tratamento 6ª causa de internação contribui de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google