A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração e Gestão Escolar Discentes: Alexandra Silva Cátia Balsa Débora Soares Mónica Ribeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração e Gestão Escolar Discentes: Alexandra Silva Cátia Balsa Débora Soares Mónica Ribeiro."— Transcrição da apresentação:

1 Administração e Gestão Escolar Discentes: Alexandra Silva Cátia Balsa Débora Soares Mónica Ribeiro

2 PROJECTO EDUCATIVO DE ESCOLA Redacção do projecto

3 PORQUÊ UM PROJECTO EDUCATIVO? É UM INSTRUMENTO, CONSAGRADO PELA LEI, QUE ESTÁ NO CENTRO DAS ESTRATÉGIAS DE CONSTRUÇÃO DA AUTONOMIA DA ESCOLA; É COLOCADA ÁS ESCOLAS POR PARTE DA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL, COMO UMA EXIGÊNCIA, NO SENTIDO DE CONTRIBUIR PARA O BOM FUNCIONAMENTO DA ESCOLA; É O RETRATO DA ESCOLA E DO SEU FUNCIONAMENTO.

4 Formação dos actores Formadores dispositivos de formação Plano de formação Zona de incerteza dos actores Necessidade de formação Projecto educativo Novas acções pedagógicas e educativas PLANO DE FORMAÇÃO

5 Para quem? PROJECTO EDUCATIVO COMUNIDADE EDUCATIVA EXTERIORES Á ESCOLA

6 O PORQUÊ DE UM PROJECTO? PLATAFORMA COMUM A TODOS OS ACTORES E ENVOLVIDOS DA COMUNIDADE ESCOLAR; SERVE PARA CONSULTA E INFORMAÇÃO DAS ENTIDADES LOCAIS, E DOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO; SERVE PARA SER UM DOCUMENTO DE TRABALHO E NÃO PARA SER EM SI MESMO OBJECTO DE AVALIAÇÃO

7 UMA FORMA DE COLOCAR EM PRÁTICA O PRINCÍPIO DA LIBERDADE DE ENSINO; UM MODO DE ORIENTAR E FACILITAR A GESTÃO ESCOLAR; FORMA DE FACILITAR A CONSTANTE E COERENTE AUTO AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS, RELAÇÕES E RESULTADOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA ESCOLA DE QUALIDADE.

8 VALORIZAR O PAPEL DA ESCOLA; DEFINIR PRINCIPIOS DE INTERAÇÃO NO QUOTIDIANO ESCOLAR, COM ESPECIAL DESTAQUE PARA A PROBLEMÁTICA DA INDISCIPLINA E DA BAIXA ESTIMA; INCENTIVAR O EFECTIVO DE TODOS NO PROCESSO DE TOMADA DE DECISÕES A VARIOS NÍVEIS;

9 CARACTERÍSTICAS SIMPLES; FLEXÍVEL;CURTO E DE ESTRUTURA LIGEIRA; DEVE ESTABELECER OS LAÇOS ENTRE OS OBJECTIVOS E OS MEIOS; REALISTA E MODESTO;

10 AVALIAÇÃO DO PROJECTO PERIODICAMENTE, ATRAVÉS DA AVALIAÇÃO DE CADA UMA DAS ACTIVIDADES DO PLANO ANUAL; NO FINAL DE CADA ANO LECTIVO; TERMO DA RESPECTIVA VIGÊNCIA.

11 AVALIAÇÃO HOUVE MELHORAMENTO? ATINGIRAM-SE OS OBJECTIVOS FIXADOS? OS MECANISMOS FORAM ADEQUADOS? CONTINUAR COM O PROJECTO NÃO CONTINUAR COM O PROJECTO REFORMULAR NÃO REFORMULAR

12 PROJECTO EDUCATIVO COMO PROCESSO GLOBAL INACABADO PARTICIPATIVO MOTIVADOR DEMOCRÁTICO INTEGRADOR ENDÓGENO

13

14

15 O projecto aparece como necessário e eficaz para melhorar uma situação.

16 Faz-se o diagnóstico ou análise da situação existente. Levantamento de informações sobre o meio envolvente.

17 Imaginam-se soluções ou remediações possíveis.

18 Escolhem-se as soluções em função das condições existentes.

19 Programam-se as diferentes etapas da acção.

20 Distribuem-se responsabilidades, implicam- se os actores – professores, pais e alunos.

21 Aplicam-se as acções previstas.

22 Avalia-se de forma permanente e interactiva, em função dos resultados, dos objectivos, da gestão dos meios e recursos em função dos objectivos e da gestão de meios e recursos.

23 1º - Defina Projecto Educativo. 2º- A quem se destina o Projecto Educativo? 3º- Sinteticamente, descreva a etapa da avaliação do Projecto Educativo?


Carregar ppt "Administração e Gestão Escolar Discentes: Alexandra Silva Cátia Balsa Débora Soares Mónica Ribeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google