A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Considere os leitos representados na figura: - um tem partículas de ferro (d p = 1mm e f = 7800 kg/m 3 ) de altura 100 mmm (A) e partículas de vidro (d.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Considere os leitos representados na figura: - um tem partículas de ferro (d p = 1mm e f = 7800 kg/m 3 ) de altura 100 mmm (A) e partículas de vidro (d."— Transcrição da apresentação:

1 Considere os leitos representados na figura: - um tem partículas de ferro (d p = 1mm e f = 7800 kg/m 3 ) de altura 100 mmm (A) e partículas de vidro (d p = 1mm e v = 2800 kg/m 3 ) de altura 200 mm (B). -o outro leito é de areia (d p = 1mm e a = 2400 kg/m 3 ) de altura h (C). O diâmetro de ambas as colunas é de 200 mm e a porosidade dos leitos 0,4. a- Se os leitos forem percorridos por água em fluxo ascendente, diga qual a altura h e o valor do caudal Q para que se observem os seguintes comportamentos: i- O vidro e a areia (B e C) atingirem simultaneamente o ponto mínimo de fluidização. ii- O ferro e a areia (A e C) atingirem simultaneamente o ponto mínimo de fluidização. Exercício sobre leitos fluidizados

2 A Ferro B Vidro C Areia h 200 mm 100 mm Q c- Para h= 1000 mm qual o valor do caudal máximo para que não haja transporte de partículas. b- Tomando h= 1000 mm, calcule as alturas do ferro, vidro e areia (A, B e C) sabendo que o caudal Q = 5 l/s

3 O vidro e a areia (B e C) atingirem simultaneamente o ponto mínimo de fluidização. vidro (d p = 1mm e v = 2800 kg/m 3 ) de altura 200 mm areia (d p = 1mm e a = 2400 kg/m 3 ) Calcular a velocidade mínima de fluidização do vidro e da areia. Esta velocidade é independente da altura do leito No caso de mf =0,4

4 O caudal em cada coluna deve ser o produto da velocidade mínima de fluidização de cada material pela área da secção recta Por serem dois leitos em paralelo, a queda de pressão do fluido ao atravessar cada leito tem de ser igual. A queda de pressão depende da altura inicial das partículas.

5 Desta equação tira-se o valor da altura do leito de areia A Ferro B Vidro C Areia h 200 mm 100 mm Q Ponto mínimo de fluidização Leito fixo

6 O ferro e a areia (A e C) atingirem simultaneamente o ponto mínimo de fluidização. Calcular a velocidade mínima de fluidização do vidro e do ferro. Esta velocidade é independente da altura do leito No caso de mf =0,4 O caudal em cada coluna deve ser o produto da velocidade mínima de fluidização de cada material pela área da secção recta

7 Por serem dois leitos em paralelo, a queda de pressão do fluido ao atravessar cada leito tem de ser igual. Embora o leito de vidro se encontre expandido a queda de pressão mantém-se igual ao peso aparente das partículas por unidade de área da coluna. A queda de pressão depende da altura inicial das partículas.

8 Desta equação tira-se o valor da altura do leito de areia A Ferro B Vidro C Areia h 200 mm 100 mm Q Ponto mínimo de fluidização Leito expandido Ponto mínimo de fluidização

9 b- Tomando h= 1000 mm, calcule as alturas do ferro, vidro e areia (A, B e C) sabendo que o caudal Q = 5 l/s Para esta altura será que a areia está fluidizada? A resposta é sim se: No caso de ser menor põe-se duas possibilidades: - Vidro fixo e ferro fixo - Vidro fluidizado e ferro fixo Como saber?

10 Vidro fluidizado e ferro fixo Desta equação calcula-se a velocidade e o caudal, Q A, que tem de percorrer o leito vidro + ferro. - Este caudal tem de ser superior ao caudal mínimo de fluidização do vidro A Ferro B Vidro C Areia h 200 mm 100 mm Q Leito expandido 5 L/s - Q A >Q mf, areia Leito expandido Leito fixo Q A >Q mf, vidro

11 Caso na equação anterior Q A não seja superior ao caudal mínimo de fluidização do vidro, tanto o vidro como o ferro estão fixos. Desta equação calcula-se a velocidade e o caudal, Q B, que tem de percorrer o leito vidro + ferro. A Ferro B Vidro C Areia h 200 mm 100 mm Q Leito expandido 5 L/s - Q B Leito fixo Q B

12 A resposta é não se: Neste caso há só uma hipótese: - Areia fixa, vidro e ferro fluidizados Desta equação calcula-se a velocidade e o caudal, Q C, que tem de percorrer o leito de areia. A diferença entre 5 L/s e Q C é o caudal que percorre o leito de vidro e ferro.

13 A Ferro B Vidro C Areia h 200 mm 100 mm Q Leito fixo 5 L/s - Q C Leito expandido Q C


Carregar ppt "Considere os leitos representados na figura: - um tem partículas de ferro (d p = 1mm e f = 7800 kg/m 3 ) de altura 100 mmm (A) e partículas de vidro (d."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google