A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Instrumentos financeiros Neste ponto vão ser apresentados os conceitos por detrás de alguns instrumentos financeiros. Contractos de Leasing / ALD / Renting.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Instrumentos financeiros Neste ponto vão ser apresentados os conceitos por detrás de alguns instrumentos financeiros. Contractos de Leasing / ALD / Renting."— Transcrição da apresentação:

1 1 Instrumentos financeiros Neste ponto vão ser apresentados os conceitos por detrás de alguns instrumentos financeiros. Contractos de Leasing / ALD / Renting Seguros de crédito – factoring Derivados (contractos de opção)

2 2 Instrumentos financeiros Serão aplicações dos conceitos teóricos apreendidos na disciplina Capitalização e desconto Modelação e Gestão do risco

3 3 Leasing Vimos que num contrato de empréstimo / endividamento (um contracto de mútuo) o credor empresta uma soma de dinheiro que o devedor usa para comprar bens ou serviços e que, mais tarde, paga juros e o principal. Mas todo o credor quer, em caso de falência, que a massa falida dê prioridade ao seu crédito.

4 4 Leasing O problema é que nos bens móveis não sujeitos a registo, o penhor apenas pode ser materializado pela guarda pelo credor do bem o que evita o seu uso por parte do devedor. Acresce a dificuldade de as dívidas aos trabalhadores e ao Estado terem prioridade face às demais dívidas.

5 5 Leasing Nestes contratos, uma das partes (o credor/locador) cede à outra parte (o devedor/locatário) o usufruto do bem mediante o pagamento de uma renda periódica mas o bem fica sempre na propriedade do credor. No final do contrato, o devedor devolve o bem ou compra-o pelo valor residual.

6 6 Leasing Podemos ver estes contratos como um empréstimo de uma soma de dinheiro: *Com um valor igual ao preço do bem, *Em que o bem serve como garantia no caso de insolvência do devedor.

7 7 Leasing Ex.1- O preço de uma máquina nova é 60 mil euros. A empresa consegue um empréstimo bancário para 90% do montante a 8%/ano amortizado em 24 trim. postecipadas. Os 10% de capitais próprios são remunerados a 15%/ano e amortizados no mesmo tempo

8 8 Leasing iet = (1+8%)^(0.25) -1=1.943%/ano pe =60*0.90* (iet)/(1-(1+iet)^(-24)) = /tri ikt=(1+15%)^(0.25) -1=3.556%/trim pc =60*0.10* (ikt)/(1-(1+ikt)^(-24)) = /tri Total = pe + pc = /trim

9 9 Leasing Num contrato de Leasing é proposto o aluguer do equipamento pagando inicialmente 10% do valor (que se consegue financiar a 15%/ano, /trim), prestações de 2265/trim e um pagamento final de 20% (12000).

10 10 Leasing Compararmos as condições do Leasing (descontando os pagamentos para o presente à taxa de 8%/ano), os custos são menores em 6.1%: VA = 2265* (1-( %)^(-24))/(1.943%) *( %)^(-24) = Que compara com os anteriores

11 11 Leasing O contracto de leasing é mais vantajoso porque o contrato tem garantias Em caso de insolvência a massa falida é menor o que, globalmente, aumenta o risco relativamente a todos os outros credores (passam a exigir maior taxa de juro).

12 12 Renting O credor fornece alguns serviços associados ao bem alugado, por exemplo, a manutenção e a gestão. Pode ir ao limite de ser (quase) um serviço de prestação de serviços, por exemplo, de transporte.

13 13 Renting Ex.3 - Exemplo de Renting. Uma empresa decidiu que 50 dos seus colaboradores passariam a ter viatura de serviço de gama média, usados (entre 10 anos e 15 anos de idade). O colaborador pode usar o veículo até 1000km/mês por conta da empresa pagando um valor por cada quilómetro a mais.

14 14 Renting Foi pedido um orçamento a uma empresa de Renting automóvel que tem cerca de 1000 viaturas em circulação. A proposta foi a empresa de Renting fornecer veículos em bom estado (com uma idade entre 10 e 15 anos) incluindo seguro, manutenção, portagens e combustível.

15 15 Renting A empresa de Renting propôs um pagamento fixo de 12500/mês mais 0.25/km na quilometragem dos veículos que exceda 1000km/mês. Cada veículo fica para a empresa por 250/mês

16 16 Renting A empresa pretende avaliar os custos de ter uma frota própria. Recolheu informação junto de peritos. o preço de um veículo com 10 anos em bom estado estará entre A e B traduz uma distribuição normal com valor médio (A+B)/2 e desv. padrão (B-A)/2.

17 17 Renting Preço do veículo = N(5000; 1500) Taxa de juro = N(0.08; 0.02)/ano Consumo de gasolina = N(6; 1)l/100km Preços de gasolina = N(1.60; 0.15)/l Manut. = 15/mês + N(1;0.25)/100km Seguro = N(600; 100)/ano Portagens = N(0.03; 0.01)/km Kms percorridos = N(1250; 250)km/mês Custo de Admin. = N(20; 6.67)/mês

18 18 Renting As variáveis não estão correlacionadas. Vou usar o Método de Monte Carlo para calcular o custo total dos 50 veículos para poder comparar com a proposta de Renting Extraí uma variável de cada vez com a ferramenta Data Analysis + Random Number Generator (10000 valores)

19 19 Renting

20 20 Renting

21 21 Renting L4 =(1+C4)^(1/12)-1 M4: =B4*L4/(1-(1+L4)^-60) N4: = M4+(D4*E4*J4/100)+15+F4*J4/100+G4/12+H4 + I4*J4 O4: =N4/J4 P4. =N4-MAX(J4-1000;0)*$M$1 M1: =AVERAGE(O4:O10003) M2: =STDEV(O4:O10003) O1: =AVERAGE(P4:P10003)*50 O2: =STDEV(P4:P10003)*50

22 22 Renting Para efeito de comparação, considerou-se que o custo da frota se gerida internamente ficará nos 15000/mês, 0.32/km (próximo do custo médio mais meio desvio padrão). Optou-se pela proposta de Renting

23 23 Informação dos perito Ver no texto de apoio

24 24 2.ª aula

25 25 Instrumentos derivados Têm por base um instrumento financeiro –Um qualquer activo (e.g., obrigação, acção ou crédito) E serão activados quando o activo de base atinge determinado estado. –Num Seguro de Vida, o segurado morre. –Numa Opção de Resgate, o rating da empresa desce abaixo de determinado nível

26 26 Instrumentos derivados O cálculo do instrumento derivado tem por base um modelo do risco. –Uma variável aleatória em que o instrumento vai ficar vivo numa cauda da distribuição Têm enorme importância económica como instrumentos de cobertura de risco.

27 27 Seguro de crédito No mercado existem muitos agentes económicos –Estão sempre a entrar e a sair Uns são bom pagadores e outros não –O risco de incumprimento das obrigações é heterogénio

28 28 Seguro de crédito As empresas aumentam as vendas dando crédito a todo o tipo de clientes Para isso, têm que diferenciar o preço pelo risco de crédito. Preço_cr = Preço_sem_risco/(1-p) Lucro = Preço_sem_risco – Custo Lucro = Preço_cr*(1-p) – Custo –p, risco previsto –P, risco verdadeiro (conhecido no futuro)

29 29 Seguro de crédito Se houver erro no cálculo do risco, p >> p, a venda dará prejuízo. –Não interessa vender (a crédito) a quem não vai pagar. Mas avaliar o risco individual é muito consumidor de recursos. –É preciso informação passada que é confidencial

30 30 Seguro de crédito O Seguro de Crédito garante que vamos receber o dinheiro –Pagamos o prémio que for exigido pela seguradora –Em caso de o devedor não pagar, a seguradora paga.

31 31 Seguro de crédito O Seguro tem razão de existir porque –A seguradora tem uma dimensão maior podendo diluir os custos de avaliação de cada agente económico –Tem informação repetida ao longo do tempo pois o mesmo devedor é um cliente repetido de seguros –Diversifica o risco

32 32 Seguro de crédito O Seguro tem razão de existir porque –A empresa obtém informação sem pagar nada –Usa o portefólio da seguradora para reduzir o seu risco de negócio

33 33 Seguro de crédito Exemplo. Uma pequena empresa (capitais próprios de 100mil) tem um potencial negócio de exportação de vinhos no valor de 500mil (preços à saída do armazém, a pronto, sem risco) com um novo distribuidor angolano. O importador angolano propôs o preço de 800mil a pagar em 8 trimestralidades de 100mil, antecipadas.

34 34 Seguro de crédito O negócio parece bom –A TIR é 83%/ano –O VAL (para i = 8.5%/ano) é 246M –O q de Tobin (i = 8.5%/ano) é % é a taxa de juro a que a empresa consegue financiar esta operação Mas tem risco de crédito sobre 700mil

35 35 Seguro de crédito A empresa tem dificuldade em avaliar o risco. –Se o risco de perda total for maior que 33%, o negócio dará, em termos médios, prejuízo. VA do preço = 746M 746 *(1 – p) = 500 p' = /746 = 33% Não interessará realizar o negócio

36 36 Seguro de crédito A empresa não consegue diversificar o risco dentro do seu negócio, Mesmo que o risco seja menor, em caso de incumprimento, a empresa abre falência. –o prejuízo será muito maior que os capitais próprios A empresa não pode avançar com o negócio

37 37 Seguro de crédito Uma seguradora, mediante o pagamento de 30% (210mil) de prémio, cobre o risco de crédito do importador. –A empresa entrega os 100mil da prestação inicial mais 110mil que pede emprestados –Fica garantido (se a seguradora não falir), que, vai receber as 7 prestações de 100mil. –Para i = 8.5%/ano, o VAL passa a 39.9M

38 38 Seguro de crédito Apesar de os 210mil parecerem ser deitados fora, o seguro é bom –Para a empresa que pode realizar o negócio a um preço 10% superior ao normal (ganha 40mil). –Para a seguradora porque, avaliando o risco de crédito em 25%, tem um ganho médio de 48.6mil. –A seguradora, diversifica o risco dos pequenos negócios na sua carteira de créditos.

39 39 Seguro de crédito Se o prémio de seguro for muito elevado Se o cliente não conseguir o seguro Isso é a revelação de informação privada revelação por parte das seguradoras –A seguradora tem informação confidencial de que aquele cliente incumpriu no passado –não tem condições para cumprir a obrigação

40 40 Seguro de crédito A empresa nunca deve conceder crédito a clientes que não consigam seguro de crédito. Nem que seja um cliente antigo no qual se tem a maior da confianças. –As circunstâncias mudam rapidamente

41 41 A AIG (yahoo) perdeu em 8 dias 90% do valor em bolsayahoo Hoje cota a 10% da média da 1.ª semana de set08, 3.3% da média de 2007.

42 42 Seguro de crédito Isto demonstra como a saúde financeira das empresas pode evoluir negativamente muito rapidamente –Imaginemos uma empresa com gestão de tesouraria agressiva que aplicou em Out mil em acções da AIG. –Passado 1 ano, tinha 15mil

43 43 Seguro de crédito O negócio da seguradora é apenas recolher informação e construir uma carteira diversificada de activos Mas tem um impacto muito positivo –Permite que os pequenos negócios possam operar em mercados com elevado risco –Isto aumenta a concorrência no mercado que faz aumentar a eficiência económica. –Diminui o risco global (que é positivo)

44 44 Factoring Incorpora um seguro de crédito e o trabalho administrativo e judicial de realizar a cobrança do crédito. Por exemplo, a Worten faz vendas a prestações mas não faz a avaliação de risco nem as cobranças Transfere essa parte do negócio para uma empresa financeira

45 45 Factoring Incorpora um seguro de crédito e o trabalho administrativo e judicial de realizar a cobrança do crédito. Por exemplo, a Worten faz vendas a prestações mas não faz a avaliação de risco nem as cobranças Transfere essa parte do negócio para uma empresa financeira

46 46 Factoring Um espaço comercial com custos fixos de 10000/mês compra televisores a 200/unid cujo preço de venda pp de concorrência é 299/uni. Actualmente vende 125 televisores/mês tendo um lucro de 2375/mês A empresa pretende duplicar as suas vendas concedendo crédito

47 47 Factoring Um pagamento inicial de 30 ppp = prestações postecipadas de 8 TAEG de 4.577%/ano (é a taxa de juro a que o factor se financia)

48 48 Factoring Como a empresa não tem capacidade de gestão dos créditos, contratou um factor que lhe paga 220/televisor a pronto pagamento pela 36 prestações de 8 –Teria que contratar pessoal especializado e tornar-se-ia muito difícil avaliar o risco A empresa recebe 250/televisor. –Traduz um desconto de 16.39%

49 49 Factoring A loja melhora o seus lucros de 2375/mês para 8625/mês ( )*125 + ( )*125 – O factor vai ter lucro em função do risco dos clientes

50 50 Factoring - Contracto A superfície comercial envia –Propostas de clientes com informação quanto à idade, estado civil, declaração de IRS, etc. O factor diz se aceita ou não o cliente –As vendas a crédito serão 125/mês ou um mínimo de 70% dos casos enviados; –O factor paga 50 por cada venda a menos contabilizada no fim do mês

51 51 Factoring O factor calcula a probabilidade de perda total do cliente, entre 0 e 100%, usando uma base de dados que possui e que actualiza continuamente (informação privada de clientes) –Este assunto será desenvolvido em Informática Sabe que os clientes seguem N(0.2;0.3) truncada a [0,1]

52 52 Factoring Vai escolher os clientes de menor risco. Quantos mais clientes forem rejeitados, maior será o lucro do factor por cliente. –Por isso é que o contrato explicita a percentagem máxima de rejeição. Se houver mais de 179 propostas, o factor irá escolher os melhores 125 clientes.

53 53 Factoring Usando o Método de Monte Carlo no Excel com valores e semente 5, o pior caso (aceitar 70%) resulta numa margem com média de 17.92/televisor e um desvio padrão de –Se tiver 179 contactos/125 vendas, o desvio padrão diminui para 32.11/125^0.5 = 2.87/televisor

54 54

55 55 Instrumentos derivados – Opções Existe um activo de base –Uma obrigação –Uma acção –Um crédito –Uma ideia que se vai transformar num livro E é transaccionada a opção de um deles comprar ou vender esse activo por determinado preço no futuro.

56 56 Instrumentos derivados – Opções A opção pode ser entendida como um seguro Exemplo de opção de venda sobre uma acção. Um pessoa compra acções da empresa A a 1 cada. Imagina que daqui a um ano a cotação atinja N(1.10; 0.30), 10% de ganho

57 57 Instrumentos derivados – Opções Como quer receber no mínimo 1.00/ac, vai comprar uma opção de venda a 1.00/ac por 0.10/ac. (cada acção complexada custará 1.10) Se a cotação estiver abaixo de 1.00, a pessoa pode-a vender a esse preço –Qual a rentabilidade de quem vende a opção? –Qual a rentabilidade de quem a compra?

58 58 Instrumentos derivados – Opções Vou usar o Excel

59 59 Instrumentos derivados – Opções Quem vende a opção vai ganhar –Em média por acção –Com desvio padrão de 0,134 por acção Quem vende vai –Diminuir o ganho esperado de 0.10 para 0.76 por acção –Diminuir o risco de 0.30 para por acção –O risco está truncado a 1.00/1.10 investidos


Carregar ppt "1 Instrumentos financeiros Neste ponto vão ser apresentados os conceitos por detrás de alguns instrumentos financeiros. Contractos de Leasing / ALD / Renting."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google