A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cérebro Sensação Percepção Com cerca de 100 bilhões de neurônios e 1,3 Kg de peso, o cérebro é o órgão mais complexo do corpo humano. A imagem de ressonância.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cérebro Sensação Percepção Com cerca de 100 bilhões de neurônios e 1,3 Kg de peso, o cérebro é o órgão mais complexo do corpo humano. A imagem de ressonância."— Transcrição da apresentação:

1

2 Cérebro Sensação Percepção

3

4 Com cerca de 100 bilhões de neurônios e 1,3 Kg de peso, o cérebro é o órgão mais complexo do corpo humano. A imagem de ressonância magnética funcional (MRI) ou a tomografia por emissão de pósitrons tem aberto novas perspectivas de compreensão do mesmo.

5

6

7 As células glia são, como os neurônios, de vários tipos: Temos as células de Schwam, astrocitos, etc.

8

9

10 Cérebro ou Cérebros? Teoria Modular Korbinian Brodman (1909): divisão do cérebro em 52 áreas distintas.

11

12 A anatomia do cérebro e a representação transversal do hipocampo mostrada na figura, apresenta algumas das regiões envolvidas no sonho.

13 A tarefa do cérebro é representar outras coisas. Estudos feitos com macacos mostram notável fidelidade entre uma forma vista (a) e a forma do padrão de atividade neural (b) em um dos estratos do córtex visual primário.

14 Estudos com macacos mostram que muitos neurônios nas áreas corticais mais elevadas reagem, apenas, à figura atual percebida. Em Mercado de Escravos com Busto de Voltaire Desaparecendo (1940) a cabeça de Voltaire pode ser vista a distância, mas se transforma em figuras de três pessoas se visto de perto.

15

16 Processos cerebrais são localizados? Experiências de Lashley: Córtex de animais Wilder Penfield Estimulação de neurônios

17 Modelo Holográfico Karl Pribham Pribham e David Bohm: início integração entre Física e Biologia.

18

19 Enquanto nosso cérebro for um mistério, o Universo, reflexo da estrutura do cérebro, também será um mistério. (Santiago Ramón y Cajal)

20 CÉREBRO UNO Gordon Stokes Daniel Whiteside

21 INTEGRAÇÃO No nascimento nenhum dos dois hemisférios é dominante.

22 Infância: Sistema Complexo Sincroniza Integra H.D.H.E. harmonia coordenação Memórias em duplicata (corpo caloso)

23 Quando aprendemos a FALAR, ESCREVER E LER, um hemisfério assume a Dominância. ÁREA DE INTEGRAÇÃO COMUM

24 A AIC se estabelece Bem/Mal Consciência comparativa : Devo/Não devo Recompensa/Castigo

25 Linguagem Define/Limita Enfatiza a Experiência sensorial - negando a multidimensional Pensamento Consciente Associativo

26 PCA Parte mais moderna do cérebro na escala evolutiva

27 Ligado à memória de curto prazo É O AQUI E AGORA Parte mais longínqua do sistema nervoso É A EXPERIÊNCIA COMO ELA É PODER AUTODIREÇÃO OPÇÕES

28 TENSÃO EMOCIONAL Sensação da Emoção Intensidade da Emoção Impacto da experiência Memória da Emoção AIC

29

30 temporal Processamento visual Processamento somestésico occipital parietal Analítico Tálamo

31 Um ambiente rico de estímulos gera mais sinapses, mais células glia (hipótese) e mais neurônios (?)

32 Estímulos ambíguos como esse quadro de Salvador Dali, chamado Velhice, Adolescência, Infância (As Três Idades), ajudam cientistas que empregam a percepção visual a estudar o fenômeno da consciência.

33

34

35 O cérebro e o Sistema Imunológico podem tanto estimular (setas vermelhas) como inibir (setas azuis) um ao outro. A relação hipotálamo, hipófise e supra-renais (eixo HPA, é uma componente central na resposta neuroendócrina do cérebro ao estresse. O hipotálamo, quando estimulado, segrega o hormônio liberador da corticotropina (CRH)

36

37 CÉREBRO DIVIDIDO

38 Sperry: funções diferenciadas dos hemisférios cerebrais, o que lhe valeu o Prêmio Nobel.

39 Roger Sperry - Gazzaniga - Jerre Levy Estudos - desconectando o canal de comunicação - corpo caloso Descobriram que os pacientes se comportavam como se tivessem dois cérebros separados cada um isolado do outro e capaz de aprender e reter lembranças

40 H.D. H.E. Lógico Analítico Formal Enfoque Especifico Linear Ling. Verbal Conceitual Intuitivo/Criativo Informal Enfoque Global Espacial Ling: Imagem/Cor/Símbolos Musical/Ritmo Sensitivo DUALIDADE CEREBRAL

41 COMPORTAMENTO DO CÉREBRO L.D. do cérebro L.E. do corpo L.E. do cérebro L.D. do corpo controla

42 O controle para: os músculos visão audição olfato tato (estereognose) é cruzado

43

44

45

46 A CAPACIDADE DE SINTETIZAR informações entre hemisférios é perdida após a cirurgia de secção do cérebro. Apresentamos ao hemisfério de um paciente um cartão com a palavra "arco" e ao outro, a palavra "flecha". Como o paciente desenhou um arco e flecha, assumimos que os dois hemisférios ainda fossem capazes de se comunicar entre si e que tivessem integrado as palavras em uma composição que fazia sentido.

47 Um hemisfério desenhou o que havia visto, e o outro desenhou a palavra. No caso do arco e da flecha, a superposição das duas imagens nos levou a conclusões errôneas, pois a imagem parecia integrada.

48

49 O teste seguinte provou que estávamos enganados. Apresentamos a palavra "céu" para um dos hemisférios e a palavra "arranha" (scraper, em inglês, também significa raspadeira) para o outro.

50 A imagem resultante revelou que o paciente não sintetizava as informações: desenhou um céu em cima de uma raspadeira dentada, em vez de um arranha-céu (skyscraper).

51 Finalmente, realizamos testes para descobrir se cada hemisfério seria capaz de, sozinho, integrar palavras. Apresentamos a palavra "fogo" (fire) e depois a palavra "arma" (arm = braço) ao hemisfério direito.

52

53 A mão esquerda desenhou um rifle (arma de fogo = firearm ) e não um braço em chamas, deixando claro que cada hemisfério é capaz de realizar sínteses. -M.S.G.

54

55

56

57 Tipologia da dominância cerebral - Hermann A D B C Direito Superior Esquerdo Superior Esquerdo Inferior Direito Inferior QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO

58 A Em geral: Lógico, analítico, quantitativo, baseado em fatos, abstrato, técnico No processo criativo: Mais voltados a preparação de dados e informações No Trabalho: Coleta dados, analisa questões, resolve problemas com lógica, argumenta racionalmente, mede com precisão, entende elementos técnicos, calcula. D Em geral: Holístico, sintetizador, integrador, tomador de risco, visão de futuro, experimental No processo criativo: Mais voltados à incubação de idéias No Trabalho: Antecipa mudanças futuras, reconhece possibilidades, tolera ambigüidades, integra conceitos e idéias, modifica ou desafia políticas estabelecidas, sintetiza elementos díspares em um todo, resolve problemas de modo intuitivo B Em geral: Planejado, organizado, detalhado, seqüencial, conservador, tradicional No processo criativo: Mais voltados a verificação de idéias No Trabalho: Percebe defeitos desapercebidos, aborda problemas de forma prática, mantém-se firme em suas questões, padrão de consistência, liderança e supervisão estáveis, implementa seus projetos nos prazos, mantém registros financeiros C Em geral: Emocional, interpessoal, baseado em sentimentos, cinestésico, intuitivo, humanista No processo criativo: Mais voltados a iluminação No Trabalho: Reconhece dificuldades interpessoais, antecipa como os outros irão de sentir, relaciona-se de forma empática, gerador de entusiasmo, persuasivo, ensina, concilia, entende elementos emocionais, considera valores

59 Ned Herrmann - The creative brain Quadralidade cerebral Analisa quantifica é lógico crítico gosta de números realista sabe como as coisas funcionam RACIONAL SALVAGUARDADOR EXPERIMENTAL SENSITIVO é sensível com os outros fala bastante/expressivo é emocional gosta de ensinar toca as pessoas sente adota ação preventiva estabelece procedimentos faz as coisas confiável organiza esmerado pontual planeja Brinca é curioso especula arrisca-se é impetuoso gosta de surpresas quebra regras imagina

60 Tente girar o pé direito no sentido horário e escrever um 6 no ar com a mão direita

61 Neurônios

62 Neuro-transmissores; Neuro-hormônios que, transportados pelo sangue ou pelo líquido extra celular podem afetar uma outra célula próxima ou afastada; Neuro-moduladores que são substâncias neuro ativas que não agem por via sináptica.

63 Mente Ao fazer uma autópsia, quantas memórias, sentimentos e emoções um médico descobre? Bacon & ODonnell (1999)

64 A mente é um sistema de órgãos de computação, desenhado, por seleção natural, para resolver os tipos de problemas que nossos ancestrais encaravam nas suas maneiras de viver. Pinker (1998)

65

66 COMO O CÉREBRO CRIA A MENTE (Por Antônio R. Damasio)

67 Quais são os principais problemas para fundamentar através de bases biológicas a MENTE?

68 Corpo e Cérebro (público, externo, objetivo) X Mente (privada, interna e subjetiva)

69 Exames sofisticados sobre a atividades neurais (matéria-viva) revelam: Correlatos de estados mentais. Mas não revelam : O estado mental efetivo.

70 Primeira dificuldade: A atual descrição dos fenômenos neurobiológicos é bastante incompleta. A contribuição da física quântica é pouco explorada.

71 Segunda dificuldade: Abismo existente entre: Ciência Cognitiva X Ciência Neural A neurobiologia poderia tranpor esse abismo?

72 Terceira dificuldade: Conflito entre: Observador X Observado Ou seja, ambos são a mente, e portanto, o intelecto humano seria incapaz de estudar a si mesmo.

73 Para Damasio, cérebro e mente não são uma coisa só, portanto o cérebro poderia criar instrumentos para o estudo da mente.

74 Para solucionar o enigma da mente, é preciso dividi-lo em duas partes: Filme do Cérebro X EU ou Self

75 Filme do Cérebro: Composição unificada de todas as imagens sensoriais (visuais, auditivas, tácteis, olfativas e outras) Eu ou Self: Senso de posse e seleção do Filme do Cérebro

76 Razões para Otimismo

77 Exames atuais (PET e o fMRI) conseguem comprovar o filme do cérebro.

78 Como? Através da análise de um estado mental pela atividade de um ou um grupo de neurônios. Exemplo: percepção de cor, curva...

79 Exemplos: Cada tipo de aprendizado tem um sistema específico: Parte do CérebroAprendizado Gânglios BasaisHabilidades HipocampoCaract. pessoas, lugares, fatos, etc.

80 Depois do aprendizado, a memória de longo prazo armazena as fatos nos córtices (vastos espaços cerebrais) Para que haja a gravação dos fatos, depende do comportamento das sinapses (contatos entre neurônios)

81 Portanto, as novas técnicas permitem uma relação mais complexa e precisa entre: Estado Mental X Estado Cerebral

82 Função do Cérebro: Cartógrafo da geografia de um organismo

83 Ou seja, Possui meios naturais de representar a estrutura e o estado de todo o organismo.

84 Para Damasio, O cérebro utiliza estruturas planejadas para mapear tanto o organismo como os objetos exteriores, afim de criar uma nova representação, de segunda ordem.

85 A representação de segunda ordem não é uma abstração. Ela ocorre nas estruturas neurais.

86 Com isso, O cérebro apresenta a informação de que o organismo é o dono do processo mental O senso de eu é criado!

87 Na perspectiva evolucionista, A evolução do eu recompensa a percepção: vantagem de sobrevivência. Exemplo: dor causada pelo objeto o eu evita o objeto no futuro.

88 Processos cerebrais objetivos costuram subjetividades. Para Damasio, o senso do eu é considerado mais um estado físico, um sentimento.

89 Previsão de Damasio: Até 2050, a biologia terá eliminado as separações tradicionais entre: Corpo / cérebro Corpo / mente Cérebro / mente

90 Segundo Antonio Damasio espetáculos mentais multimídia ocorrem constantemente enquanto o cérebro processa acontecimentos sensoriais externos e internos. A resposta à pergunta sobre quem vivencia o espetáculo mental leva ao senso de eu.

91 Sensação

92 O organismo humano dispõe de cerca de um bilhão de receptores. De cada órgão dos sentidos se originam seqüências de impulsos que passam por vários milhões de condutos nervosos em direção ao sistema nervoso central.

93 A idéia de que temos apenas 5 formas de perceber o mundo foi formulada no século 4 a.C. por Aristóteles

94 OS SENTIDOS

95 A ciência, hoje, já percebeu que temos mais de 20 sentidos e que estes são bastante maleávbeis, complexos e interessantes.

96 Platão falava em um Mundo das Idéias e um Mundo dos Fenômenos Segundo Popper, teríamos 3 mundos Temos o Mundo Exterior e Mundo Interno de nossos sonhos Quando falamos em sentidos, nos referimos a que mundos?

97 Sensação ou Percepção? Reconhecer-se em um lugar, uma música, uma sensação é mais do que reencontrar essa sensação: é reencontrar nela o nosso próprio ser (Georges Poulet - La Dialetique d´Être)

98 O sentido encarregado de informar o que faz parte de nosso corpo é a propriocepção.

99 Christina, aos 27 anos, perdeu a propriocepção depois de receber antibióticos. Precisava ver as pernas e as mãos para andar ou pegar um objeto. Falar se tornou muito difícil. O Homem que confundiu sua mulher com um Chapéu (Oliver Sacks)

100 SENTIDOS123 VISÃOX LuzXX CorX VermelhoX VerdeX AzulX AUDIÇÃOXXX OLFATOXX Mais de 2 mil tipos de receptoresX

101 SENTIDOS123 PALADARX DoceXX SalgadoXX AmargoXX AzedoXX Unami (sabor de carne)X TATOXX Toque leveX PressãoX

102 SENTIDOS123 DORXX Cutânea X SomáticaX VisceralX PERCEPÇÃO MECÂNICAX EquilíbrioXX Aceleração em rotaçãoX Aceleração linearX PropriocepçãoXX Cinestesia (movimento das articulações)X Alongamento muscular (tendões de Golgi)X Alongamento (fibras musculares)X

103 SENTIDOS123 PERCEPÇÕES INTERNAS Pressão sanguíneaXX Pressão ArterialX Pressão VenalX Temperatura do sangue na cabeçaX Oxigenação do sangueXX Ph do fluido cérebro-espinhalXX Pressão Osmótica (sede)XX Diferencial no nível de glicose no sangue arterial (fome) XX Volume de ar nos pulmõesXX Pressão na BexigaX Estômago cheioX

104 SENTIDOS123 TEMPERATURAX CalorXX FrioXX TOTAL 1.TEORIA CONSERVADORA10 2.TEORIA MODERADA21 3.TEORIA RADICAL33

105 Temos outros sentidos

106 SENSAÇÃO E PERCEPÇÃO Sensação - simplesmente revela ou transporta informação Percepção - é a interpretação da informação Sensação é a resposta específica a um estímulo sensorial particular, enquanto percepção é o conjunto de mecanismos de codificação e de coordenação das diferentes sensações elementares visando um significado. ( FIALHO, 2001 p.43 )

107

108 ProcessoFluxo de informação em bits/s Percepção dos órgãos dos sentidos Ligações nervosas Percepção Consciente16 Armazenagem contínua0,7 (Fonte)Grandjean

109 Ó Percurso Ótico Tálamo Área onde são processadas as informações visuais para a percepção Radiações Visuais Região Ótica Nervo Ótico Córtex Visual Primário

110

111

112

113

114 Conte os pontos pretos ! ! ! He,he... Hermann-Hering

115 +

116 É um rosto…. E a palavra Liar…. What do O que você vê ?

117 Isto é um espiral, certo? Não, são vários círculos independentes...

118 Você pode achar o Dálmata ?

119 Quantas cores você enxerga ? À somente 3 cores: Branco, verde, e pink. Você pode enxergar duas diferentes tonalidades de pink, mas à somente um tom de pink.

120

121 Você vê uma mulher com um palhaço numa mesa, ou uma CAVEIRA ?

122 Este elefante tem quantas patas ? ? ?

123 Você consegue ver 3 rostos ?

124 Você vê um Saxofonista, ou um rosto de mulher ?

125 Você vê o rosto de um velho homem, ou dois namorados se beijando ?

126

127

128

129 Sistema Auditivo

130 Sistema Olfativo Essa tarde era história brasileira que balançava as árvores passando e que cheirava a maresia quando do mar soprava e quando crescendo em jasmineiros a jasmim. (Ferreira Gullar - Na Vertigem do Dia)

131 A fisiologia do olfato

132

133 O Sentido Olfato Definição do olfato por Guyton (1991); O olfato é o sentido menos entendido, até o momento. Isto se deve ao fato da olfação ser um fenômeno subjetivo e bastante difícil de ser estudado em animais inferiores.

134 Olfato: ser humano x animal inferior Os animais possuem um sentido de faro superior ao olfato, no ser humano, porém eles se limitam às necessidades instintivas, induzidos pelo inconsciente. Sua fisiologia olfativa é superior à do homem, apesar de serem classificados como inferiores.

135 Entretanto, somente o ser humano desenvolve aprendizado e constrói conhecimento, mediante a sua capacidade de criar.

136 Lembranças suscitadas pelo cheiro

137

138

139 Paladar

140

141 Tato

142 O sentido do tato resulta da estimulação de receptores localizados nas extremidades das fibras nervosas que terminam em nossa pele.

143 Os numerosos receptores espalhados pela pele são especializados para as diversas sensações, tais como dor, frio, quente, toque, toque contínuo e pressão.

144 Percepção

145 A percepção é uma construção, um conjunto de informações selecionadas e estruturadas, em função da experiência anterior, das necessidades e das intenções do organismo implicado ativamente numa determinada situação. M. Reuchlin

146 Nosso conhecimento do mundo, principalmente nosso conhecimento prático, é essencialmente baseado nas nossas percepções.

147 A percepção designa o conjunto de mecanismos e de processos pelos quais o organismo toma conhecimento do mundo e do seu meio ambiente sobre a base das informações elaboradas pelos seus sentidos

148 Um primeiro nível neuro-sensorial, diz respeito aos mecanismos de codificação das dimensões elementares da estimulação visual

149 O segundo nível de processamento é chamado, por comodidade, nível perceptivo. As formas neste nível são definidas por suas propriedades estruturais e não por propriedades semânticas.

150 Pode-se dizer que elas são egocêntricas, isto é, que sua referência espacial é o sujeito dele mesmo.

151 Marr (1982) fala desse propósito de representação em 2 ½ dimensões para indicar que as informações sobre a terceira dimensão (a profundidade) estão presentes, mas sob forma de distâncias relativas e dizem respeito estritamente às partes visíveis do objeto.

152 O nível cognitivo é o das representações dos objetos, isto é do referente físico do qual as formas não são mais que aparência.

153 A identificação dos objetos necessita agora da elaboração de representações estruturais em três dimensões (3 D) nas quais o quadro não é mais o sujeito dele mesmo, mas o meio ambiente do observador.

154 PERCEPÇÃO Emoção Fisiologia Estimulação Motivação Ambiente Interpretação Valores Necessidades ObjetivosExpectativas

155 Diante das diversas sensações possíveis ao homem, observamos que, só nos damos conta de uma mínima parte do mundo em que vivemos, perante a não percepção da totalidade. É como se cada um de nós tivesse o seu próprio mundo particular, edificado a partir de nossa própria realidade.

156 Se não fosse a percepção, seríamos como uma pedra que está ligada ao meio apenas fisicamente ( TELES, 1987 p.148 )

157 Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade. ( Charles Chaplin)

158

159 MENSAGEM SUBLIMINAR

160 Origem da palavra : latim SUB - abaixo LIMEN – limiar Definição: É todo e qualquer estímulo abaixo do limiar da percepção dos nossos sentidos

161 Elementos característicos: Mascarada ou camuflada pelo emissor Produzida com saturação de informações Comunicações indiretas e aceitas de maneira inadvertida Captada a partir de uma atividade de grande excitação emotiva por parte do receptor

162 Formas em que se apresentam: Intensidade do sinal Sinais mascarados ou camuflados Sinais com velocidade acima do limiar consciente Saturação de sinal Tecnologias avançadas

163 Estudos e Referências: Demócrito (400 a. C.) Platão - Philon Grandes Pintores Leonardo da Vinci, Salvador Dali, Hans Holbein Jim Vicary Wilson Brian Key

164 MENSAGEM SUBLIMINAR Salvador Dali - Mercador de escravos

165 MENSAGEM SUBLIMINAR Salvador Dali - Mercador de escravos

166 MENSAGEM SUBLIMINAR Hans Holbein – Os Embaixadores

167 MENSAGEM SUBLIMINAR

168

169

170 Funcionamento: Atuam nos nossos cinco sentidos Relação figura-fundo ( Gestalt ) Subliminar = Quantidade de Informação Tempo de Exposição

171 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

172 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

173 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

174 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

175 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

176 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

177 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

178 MENSAGEM SUBLIMINAR O que você está vendo?

179 MENSAGEM SUBLIMINAR Onde começa o triângulo?

180 MENSAGEM SUBLIMINAR Essas linhas são paralelas?

181 MENSAGEM SUBLIMINAR Efeitos Subliminares Sonoros: Técnica de Masking (Mascaramento)

182 MENSAGEM SUBLIMINAR Aspecto Legal e Ético : No Brasil – sem restrições Nos E.U.A. – proibida somente a projeção taquitoscópica.

183 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

184 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

185 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

186 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

187 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

188 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

189 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

190 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

191 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

192 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

193 MENSAGEM SUBLIMINAR Na publicidade

194 MENSAGEM SUBLIMINAR Mais exemplos

195 MENSAGEM SUBLIMINAR Mais exemplos Quadrinhos - Horácio

196 Percepção

197 O ursinho Pooh olhou para suas duas patas. Ele sabia que uma delas era a direita, e sabia que quando você se decide sobre qual delas é a direita, aí a outra é a esquerda, mas ele nunca conseguia se lembrar de como começar. (Extraído de Pinkert)

198

199 Eu creio na vida mansa!!

200


Carregar ppt "Cérebro Sensação Percepção Com cerca de 100 bilhões de neurônios e 1,3 Kg de peso, o cérebro é o órgão mais complexo do corpo humano. A imagem de ressonância."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google