A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTRATÉGIA DA PESQUISA Florianópolis, 16 de novembro de 2005

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTRATÉGIA DA PESQUISA Florianópolis, 16 de novembro de 2005"— Transcrição da apresentação:

1 ESTRATÉGIA DA PESQUISA Florianópolis, 16 de novembro de 2005
CONHECIMENTO & ESTRATÉGIA DA PESQUISA Florianópolis, 16 de novembro de 2005 Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento Epistemologia e Conhecimento Alexandre Nixon Soratto

2 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Estrutura da Apresentação O conhecimento é um objeto ou processo? Conhecimento e informação. Qual a diferença? Para que serve o conhecimento? Como criar conhecimento? Existe conhecimento verdadeiro? Empirismo ou experimentalismo? Conhecimento científico Definições de ciência, técnica e tecnologia Teoria e hipóteses CONHECIMENTO ESTRATÉGIA DA PESQUISA 1 – Definição do problema 2 – Planejamento da pesquisa 3 – Formulação de hipóteses 4 – Análise dos resultados 5 – Conclusões da pesquisa 6 – Crítica histórica e filosófica

3 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa Objetivos da Apresentação
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Objetivos da Apresentação Apresentar em linhas gerais a importância de se entender conceitos relacionados à criação de conhecimento para a condução de pesquisas em trabalhos acadêmicos. Propor uma estrutura estratégica para a orientação da metodologia de pesquisa em qualquer das áreas: artes, ciências naturais ou humanas.

4 O conhecimento é um objeto ou processo?
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS O conhecimento é um objeto ou processo? Conhecimento é a capacidade de agir. (SVEIBY, 2001) Conhecer é o processo de compreender para adquirir domínio sobre alguma parcela do universo. (MAGALHÃES, 2005) Então, conhecimento é um processo relacionado com a capacidade de agir (competência) das pessoas. O conhecimento é dinâmico, pessoal, está intimamente ligado à criação do novo e é absolutamente distinto da informação.

5 Conhecimento e informação. Qual a diferença?
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Conhecimento e informação. Qual a diferença? A informação é o resultado acabado de um processo de conhecimento. É uma mídia para a comunicação explícita. O conhecimento está relacionado ao processo de compreender para adquirir domínio e agir. O conhecimento nunca é algo acabado DADOS INFORMAÇÃO CONHECIMENTO (Adaptado de DAVEMPORT, 1998) COMPETÊNCIA Então podemos dizer que este constante processo de conhecimento serve, dentre outras coisas, para gerar novas informações.

6 Para que serve o conhecimento?
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Para que serve o conhecimento? O homem usa o conhecimento para reagir ao meio e, se possível, transformar esse meio. Conhecimento é poder? Admite-se que conhecer tem um valor para os homens. “A ignorância é a maldição divina, o conhecimento é a asa que nos leva para o céu” (SHAKESPEARE)

7 Como criar conhecimento?
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Como criar conhecimento? O conhecimento é criado a partir da criatividade humana. A criatividade está relacionada com o “pensar diferente”. Pensam diferente as pessoas curiosas, dispostas a correr riscos, capazes de mudar paradigmas e que exercitam continuamente a sua mente. (HARRINGTON, 1997) Devemos induzir as pessoas à crítica como maneira de estimular a criatividade. A natureza do conhecimento é pesquisar, o que exige colocar em dúvida o que se ensina e o que se aprende. A criatividade é essencial para a produção de conhecimento e se associa aos conceitos de invenção, inovação e difusão.

8 Existe conhecimento verdadeiro?
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Existe conhecimento verdadeiro? Para Platão, sim. Há uma realidade superior e eterna no plano da verdade e a filosofia e a ciência podem ajudar a conhecer mais, mesmo que sua essência continue inacessível. CETICISMO – não se preocupa com a verdade. RELATIVISMO – não existe uma única verdade O conhecimento será tanto mais verdadeiro quanto mais conseguir integrar todas as áreas de interesse.

9 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa Empirismo ou experimentalismo?
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Empirismo ou experimentalismo? EMPIRISMO Parte de pressuposições e afirma que se conhece apenas aquilo que se experimenta com os sentidos, e que a mente serve somente para ajudá-los. Entretanto, os sentimentos não são base segura para o conhecimento, e por vezes nos levam a tomar decisões equivocadas. EXPERIMENTALISMO É um método experimental sem dar primazia aos sentidos É comandado pela razão e pressupõe algum tipo de teoria para a condução das experiências. As experiências devem ser reprodutíveis, generalizáveis e permitir predições daquilo que ainda não foi testado.

10 O conhecimento científico
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS O conhecimento científico Utiliza a teoria para comprovação de fenômenos. O método do conhecimento científico tem como características fazer perguntas e auto-crítica. CUIDAR COM O CIENTIFICISMO, que crê que o conhecimento só se dá a partir de outra ciência. Isto é uma redução do conhecimento e induz a considerar a ciência não criticamente, mas como um saber acabado.

11 Definições de ciência, técnica e tecnologia
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Definições de ciência, técnica e tecnologia Campo de conhecimento Conhecimento crítico generalizante que busca entender o mundo em que vivemos. Métodos científicos com verificabilidade e publicidade dos resultados. CIÊNCIA TÉCNICA TECNOLOGIA Conhecimento prático. É o saber fazer. Experiência e razão. Geralmente apoiada em uma ciência. Campo de aplicação do conhecimento Ciência de alguma técnica particular.

12 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Teoria e hipóteses TEORIAS são pensamentos que se propõem a representar a realidade de forma sistemática e tentam explicar, de forma generalizante, porque ocorrem os fenômenos descritos pelas hipóteses. Tem a propriedade de poderem se transformar historicamente. Exige-se que as teorias sejam: consistentes; coerentes; o mais completas possível. Convém que as teorias sejam: generalizáveis; confirmáveis; o mais simples possível; tenham um alto poder de predição.

13 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Teoria e hipóteses HIPÓTESES são proposições que funcionam como pontos de apoio para uma investigação que pode ser de uma pesquisa científica ou tecnológica. Hipóteses são inventadas e sempre existem, sejam explícitas ou implícitas. Podem provir do senso comum, de uma dedução, da reflexão sobre observações ou ainda podem ser sugeridas por teorias preexistentes. As hipóteses devem ser testadas para serem confirmadas ou não, num confronto com a realidade.

14 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa ESTRATÉGIA DA PESQUISA
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS ESTRATÉGIA DA PESQUISA 1 – Definição do problema 2 – Planejamento da pesquisa 3 – Formulação de hipóteses 4 – Análise dos resultados 5 – Conclusões da pesquisa 6 – Crítica histórica e filosófica (Adaptado de DESCARTES, 1975)

15 1 – DEFINIÇÃO DO PROBLEMA
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS 1 – DEFINIÇÃO DO PROBLEMA Expor a lacuna de conhecimento teórico que se pretende resolver. Basear-se em referências bibliográficas, raciocínio e imaginação. Este item termina com a pergunta de pesquisa (?)

16 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS Da definição do problema, seguem: os objetivos da pesquisa; a justificação teórica do trabalho (destacando a relevância teórica em se resolver o problema de pesquisa/ objetivos do trabalho, baseando-se em referências bibliográficas); a caracterização do ineditismo do trabalho (originalidade teórica do tema proposto); o destaque da contribuição teórica (geração de conhecimentos novos em nível teórico). PEGC/UFSC, 2005

17 2 – PLANEJAMENTO DA PESQUISA
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS 2 – PLANEJAMENTO DA PESQUISA Estabelecer a seqüência provisória dos passos do que se pretende experimentar ou escrever. Fazer uma descrição sucinta da metodologia científica que seria mais indicada para a condução da pesquisa. Costuma-se começar pelo estudo da bibliografia preliminar a respeito do tema buscando-se a fundamentação teórica do trabalho.

18 3 – FORMULAÇÃO DE HIPÓTESES
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS 3 – FORMULAÇÃO DE HIPÓTESES Estabelecer as proposições que serão os pontos de apoio da pesquisa (são as “verdades” consideradas para formar a abordagem teórica e a solução para seu problema de pesquisa). Deverão ser comprovadas ao final do trabalho. A partir daí, o trabalho segue podendo incluir levantamentos de campo, entrevistas, deduções matemáticas, experimentos em laboratórios...

19 4 – ANÁLISE DOS RESULTADOS
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS 4 – ANÁLISE DOS RESULTADOS Verificar se os resultados alcançados satisfazem os objetivos do trabalho. Usar diversas formas como: discussão teórica, correlação de estatísticas, desenvolvimento matemático-dedutivo, uso de computadores... É comum ter que refazer partes executivas anteriores até o alcance dos objetivos.

20 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa 5 – CONCLUSÕES DA PESQUISA
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS 5 – CONCLUSÕES DA PESQUISA Expor as conclusões obtidas e suas explicações. Apresentar se os objetivos foram alcançados total ou parcialmente. Mostrar que lacunas permaneceram para novas pesquisas. Mencionar, se houver, resultados inesperados. Expor a tese, ou seja, a hipótese que foi testada com sucesso. Discutir com colegas e professores.

21 6 – CRÍTICA HISTÓRICA E FILOSÓFICA
Conhecimento & Estratégia da Pesquisa INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS 6 – CRÍTICA HISTÓRICA E FILOSÓFICA Apreciar a história e filosofia das ciências e técnicas. Entender o significado de sua pesquisa em um contexto mais amplo. Criticar suas hipóteses e ver se todas as etapas do trabalho estão justificadas. Dessa crítica, resultam novos problemas, e o ciclo continuará com novas pesquisas.

22 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS CONSIDERAÇÕES FINAIS O entendimento do processo de conhecimento é vital para a metodologia da pesquisa. A realização de trabalhos acadêmicos em quaisquer áreas tais como artes, ciências naturais ou humanas, deve ser orientada por uma estratégia de pesquisa. O conhecimento não deve ser considerado como algo acabado.

23 Conhecimento & Estratégia da Pesquisa
INTRODUÇÃO • CONHECIMENTO • ESTRATÉGIA DA PESQUISA • CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS MAGALHÃES, Gildo. Introdução à metodologia da pesquisa: caminhos da ciência e tecnologia. 1.ed. São Paulo: Ática, p. ASHBY, M. (2000) How to write a paper. Engineering Department, University of Cambridge, Version 5, 38 p. [http://www-mech.eng.cam.ac.uk/mmd/ashby-paper.pdf] POSSAMAI, Osmar; SELIG, Paulo. TÉCNICA DE AUXÍLIO À DEFINIÇÃO DO TEMA DE DISSERTAÇÃO E TESE. Disponível em Acesso em: 21 nov Orientações do PEGC/UFSC sobre o que deve conter um projeto de tese, 2005. SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3. ed. Florianópolis: Laboatório de Ensino à distância da UFSC, p. PPEGC. Guia de preparação de artigos. Preparado para o Programa de Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento por Grupo Stela. Célula de Comunicação Científica, Célula de Documentação. Versão preliminar p. SVEIBY, K. E. Gestão do conhecimento: as lições dos pioneiros, Disponível em: <http://www.intangiveis.com.br>. Acesso em: 25 out DAVENPORT, T. H.; PRUSAK, L. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998. DESCARTES, René – Discurso do método, V. XV, 1975.

24 CONHECIMENTO & ESTRATÉGIA DA PESQUISA
Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento Epistemologia e Conhecimento Alexandre Nixon Soratto (48)


Carregar ppt "ESTRATÉGIA DA PESQUISA Florianópolis, 16 de novembro de 2005"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google