A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TECNOLOGIAS DE GESTÃO ORGANIZACIONAL (TGO) Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TECNOLOGIAS DE GESTÃO ORGANIZACIONAL (TGO) Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001."— Transcrição da apresentação:

1 TECNOLOGIAS DE GESTÃO ORGANIZACIONAL (TGO) Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

2 Terceirização (Outsourcing): Foco nos Produtos e nos Serviços Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

3 O que é terceirizar? Significa passar adiante (para terceiros) a responsabilidade pela execução de determinada atividade ou conjunto de atividades. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

4 Tipos de Terceirização A terceirização pode ser classificada consoante dois critérios: 1) a natureza do trabalho ou atividade que é terceirizado; e 2) o modo pelo qual se opera a terceirização Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

5 Tipos de Terceirização (2) Segundo a natureza do trabalho que é terceirizado temos: a) funções da área tecnológica; e b) funções da área administrativa. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

6 Tipos de Terceirização (3) Segundo o modo pelo qual a terceirização se opera temos: a)terceirização parcial; e b) terceirização total. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

7 Atividades a sofrerem Terceirização (Outsourcing) a)Sistemas de informação; b)Serviços de processamento; e c)Processos de negócios. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

8 Características do Processo de Terceirização Processo de interferência externa; Funções de apoio; Continuidade; Supervisão; e Qualidade. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

9 O que não é Terceirização Desculpa para desobrigar-se de encargos sociais e legais; Instrumento para reduzir os benefícios concedidos às pessoas da organização; Demissão; e Redução salarial. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

10 Benefícios da Terceirização Razões de ordem financeira; Razões de ordem tecnológica; Razões competitivas; Excelência operacional; e Competência no negócio;. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

11 Benefícios da Terceirização (2) a)Redução imediata dos custos e riscos inerentes à execução dos processos que são transferidos; b)Contínua e permanente atualização tecnológica, sem necessidade de investimento (que fica a cargo da contratada); e c)Concentração nos esforços estratégicos. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

12 Benefícios da Terceirização (3) a)Desburocratização; b)Alívio para a estrutura organizacional; c)Maior eficácia organizacional; d)Mais qualidade para o serviço delegado e produto final da empresa; e)Mais flexibilidade para a empresa enfrentar adversidades ambientais; Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

13 Benefícios da Terceirização (3a) Mais agilidade decisória e administrativa; Simplificação na produção; Economia (redução) de recursos humanos, materiais, instrumental, equipamentos, financeiros; e Incremento na produção, a partir do momento que a empresa pode se dedicar as suas atividades principais. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

14 Benefícios da Terceirização (4) a)Liberação de espaço na empresa; b)Criação de ambiente mais propício ao surgimento de inovações; c)Formalização de parcerias; d)Valorização profissional; e)Estabelecimento de novas micro, pequenas e médias empresas; e f)Redução da dependência da comunidade em relação à empresa. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

15 Fatores Inibidores a) Cultura da empresa em manter a atividade-meio; b) Necessidade de revisão constante do contrato; c) Receio quanto à contratação de empresa pouco habilitada; d) Perda de infra-estrutura em tecnologia (principalmente em terceirização em informática); e) Barreiras culturais concernentes à aceitação de um prestador de serviços; Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

16 Fatores Inibidores (2) Falta de critérios para avaliação do projeto de terceirização; O custo das demissões; Insucesso de projetos de terceirização anteriores; Achar que a terceirização representa um risco desnecessário; Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

17 Fatores Inibidores (3) a)Eu faço que sai mais barato; b)guardado a sete chaves; c)Tamanho da minha turma; d)Monstruosa estrutura de controle; e)A diferença entre veneno e remédio é a dose; f)Dinheiro; e g)Problemas legais. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

18 Plano de Terceirização a) Planejamento estratégico; b) Conscientização; c) Decisão e critérios gerais; d) Projeto; e) Programa de apoio (aceitação do projeto); f) Acompanhamento permanente; e g) Avaliação dos resultados. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

19 Quarteirização Pode ser definida como o deslocamento da administração dos contratos de terceirização para as mãos de empresas especializadas no assunto. Isto é, a quarteirização envolve a transferência da gestão dos contratos de outsourcing para firmas dedicadas ao assunto. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

20 Vantagens da Quarteirização 1.Eliminação de estruturas internas da empresa criadas para administrar os contratos e os relacionamentos com terceiros; 2.Implantação de política corporativa; 3.Profissionalização da gestão dos contratos e do relacionamento entre as empresas; 4.Manutenção da garantia jurídica e preservação econômica da relação; 5.Modulação permanente na forma de melhoria contínua. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

21 Desvantagens da Quarteirização 1.Custos adicionais; 2.Imagem da empresa contratante; e 3.Retorno das atividades quarteirizadas à empresa quarteirizante. Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.

22 Terceirização (Outsourcing): Foco nos Produtos e nos Serviços... E PARA TERMINAR: Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001.


Carregar ppt "TECNOLOGIAS DE GESTÃO ORGANIZACIONAL (TGO) Fonte: ARAUJO, Luis César G. de. Tecnologias de gestão organizacional. São Paulo: Atlas, 2001."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google