A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Psicologia no Séc. XX Aula 25. Períodos do séc. XX 1900-1935 - Grandes sistemas –Estruturalismos – Wundt, Titchener –Funcionalismos –James, Thorndike,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Psicologia no Séc. XX Aula 25. Períodos do séc. XX 1900-1935 - Grandes sistemas –Estruturalismos – Wundt, Titchener –Funcionalismos –James, Thorndike,"— Transcrição da apresentação:

1 Psicologia no Séc. XX Aula 25

2 Períodos do séc. XX Grandes sistemas –Estruturalismos – Wundt, Titchener –Funcionalismos –James, Thorndike, Dewey –Behaviorismos –Pavlov, Watson –Gestalt – Wertheimer, Kofka, Köhler –Psicanálise –Freud, seguidores e dissidentes –Método e operacionalismo lógico 1955-presente –Redescoberta da consciência e retorno ao cognitivismo

3 Matrizes no séc. XX Nomotética – quantificadora Atomista – mecanicista Funcionalista e organicista –Ambientalismo vs. nativismo Idiográfica – qualitativa (compreensão) –Estruturalismo, fenomenologia, existencialismo

4 Trilogias em Psicologia Trilogia Geral AfetoCogniçãoConação Trilogia Funcionalista AmbienteOrganismoInteração Trilogia Compreensiva SentidoOrganismoLinguagem

5 Reducionismo em Psicologia PercepçãoExpressão SentidoOrganismoLinguagem ExperiênciaConsciênciaComportamento AmbienteOrganismoAdaptação Interação EstímuloResposta

6 Kant Impossível estabelecer uma ciência própria dos sentidos internos Quantificação é a marca da verdadeira ciência Sentidos internos não podem ser quantificados nem submetidos à análise experimental a introspecção está confinada ao senso interno, alterando o que está sendo observado. Assim, a psicologia não poderia ser mais que uma ciência histórica e descritiva, e não uma ciência em seu verdadeiro sentido.

7 Kant Intuições (senso) e Conceito (pensamento) pensamentos sem conteúdos são vazios, e intuições sem conceitos são cegos Empiristas – conhecimento deriva dos elementos sensoriais Racionalistas – conhecimento deriva da razão presos a um so lado = equívoco: Leibniz intelectualizou os fenômenos do mesmo modo que Locke sensualizou os conceitos do entendimento. Toda a experiência, isto é, o mundo fenomenal que constitui nossa consciência, é uma construção sintética. O conhecimento humano está confinado em um mundo fenomental – o mundo sinteticamente construído que experenciamos.

8 A mente tem implicações sobre o que é conhecível a respeito da matéria A matéria tem implicações sobre o que é conhecível pela mente Composição fenomenal do mundo da experiência e uma realidade noumenal desconhecida. Há um elemento subjetivo inevitável no conhecimento do mundo externo. Igualmente é impossível estudar a consciência per se sem considerar sua relação com o mundo externo.

9 Revolta histórico-romântica Ênfase na história –Natureza humana como produto nem natural nem racional, mas de forças históricas Escola Romântica –Ênfase na imaginação livre e criativa do homem e sua espontaneidade de sentimentos em oposição aos cânones e regras rígidos do clacissismo. Tempo, processo, criatividade e espontaneidade.

10 Psicologia no final do século XIX e início do século XX Período circunscrito ao séc. XVIII...otimismo quanto ao poder da razão e à possibilidade de reorganizar a fundo a sociedade com base em princípios racionais (Ferrater Mora, 1994) Emancipação do homem liberto das superstições e das autoridades Livre para pensar com a própria cabeça Agir segundo os ditames da razão Senhor de si e da natureza Reação ao Iluminismo nos séc. XVIII e XIX, na Alemanha...recusa das noções de proporção e de medida e a acentuação do incomensurável e, às vezes, do infinito (...) aspiração à identificação de contrários, à fusão, ao rompimento de barreiras e limites (Ferrater Mora, 1994) Matriz Vitalista e Naturista RomantismoIluminismo Henri Bergson René Descartes

11 Filosofia moderna – defesa da racionalidade Reação: defesa da irracionalidade –Lógica humana irracional: Contexto histórico e do Direito. Primeira voz: Vico –Pensamento humano é uma poesia –Expressão e organização em linguagem –O homem é mais sentimentos que pensamentos Retrospecto histórico em oposição ao classicismo –Objeto: mundo subjetivo ao qual só o sujeito tem acesso. –Classifica os objetos percebidos pelos dados imediatos da consciência

12 Matrizes Cientificistas Matriz Matriz Matriz Nomotética Atomicista Funcionalista e e e Quantificadora Mecanicista Organicista Matrizes Românticas e Pós- Românticas Matriz Matrizes Matriz Vitalista Compreensivas Fenomenológica e e Naturista Existencialista Bergson Husserl Historicismo Estruturalismos Idiográfico Dilthey Gestalt Antropologia Linguística

13 Matriz Vitalista e Naturista Henri Bergson ( ) Ensaio sobre os dados imediatos da consciência (1889) estados de consciência como continuidade qualitativa eu profundo romântico x eu exterior positivista duração x espaço inteligência x instinto (intuição)...orientações intelectuais e afetivas presentes no pensamento psicológico atual e em formulações ecléticas e de senso comum... (Figueiredo, 1994)

14 Dados Imediatos da Consciência Não se trata de elementos quantitativos que possamos separar e enumerar e, sim, de uma continuidade cuja aparente multiplicidade é toda qualitativa.

15 Como ter acesso aos dados imediatos? Método intuitivo Inteligência –Compreende X esquematiza, classificatória Tempo concretoDuraçãoJustaposição IrredutívelQualidadeQuantidade Criação perpétua LiberdadeDeterminismo

16 Qual o objetivo do método intuitivo de Bergson? Dirigir-se ao real em movimento em contraposição à ciência natural que ao espacializar paralisa o dado. Inversão do pensamento habitual.

17 Críticas Ressaltou a importância dos dados imediatos da consciência Estudo destes dados em tempo real Método não consegue dar conta Referência ilustrativa Preocupações abordadas em seguimentos marginais da psicologia

18 Raízes da teoria psicológica contemporânea (Wolman, cap. X e XI) 1781Kant *sujeito que percebe / objeto percebido *conhecimento = percepção sensorial + formas a priori da mente *ciência empírica (psicologia) X ciência da verdade absoluta (matemática) 1874 Brentano *ato / conteúdo * intencionalidade Escola de Marburg Escola de Baden ( relação com o objeto) 1878 Wundt Cohen / Cassirer Windelband e Rickert Psicologia a ciência constrói ciências culturais científica a verdade ou históricas X Dilthey ciências naturais * mente que percebe = mente percebida 1894 * atos / conteúdos 1900 Husserl * psicologia da compreensão * ato (experiência mental) / conteúdo * intencionalidade * fenomenologia X psicologia 1924 Spranger Stern * compreensão e significado * gestalt * undiades múltiplas * psicologia: compreensão e explicação

19 Brentano –Idéias inextensas: pertencem à pessoa e não podem ser medidas –Consciência constitúída por idéias inextensas –As idéias estão sempre relacionadas a objetos (próprio conteúdo): Intencionalidade - Psicologia descritiva


Carregar ppt "Psicologia no Séc. XX Aula 25. Períodos do séc. XX 1900-1935 - Grandes sistemas –Estruturalismos – Wundt, Titchener –Funcionalismos –James, Thorndike,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google