A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG

2

3 LOCALIZAÇÃO E POVOAMENTO A Grécia antiga localizava-se em sua maior parte do sudeste da Europa e abrangia três importantes regiões: a) A Grécia Continental, situada ao sul da península Balcânica; b) A Grécia Insular, formada pelas ilhas dos mares Egeu e Jânio; c) A Grécia Asiática, estreita faixa de terra situada na Ásia Menor.

4 O território da Grécia Continental é montanhoso, pedregoso e pouco fértil; já o seu litoral é bastante recortado, possuindo um grande número de baias. Há também muitas ilhas, próximas umas das outras, sendo a maior delas a de Creta.

5 O fato de existirem muitas montanhas na Grécia favoreceu o isolamento interno e a formação de cidades independentes uma das outras. Já o seu vasto litoral, facilmente navegável, e a existência de bons portos naturais estimularam a navegação e o comércio marítimo.

6 O povoamento da Grécia foi lento. A partir de 2000 a.C., alguns povos provenientes da região da Rússia foram se fixando no seu território. Esses povos, chamados aqueus, jônios, eólios e dórios, deram origem ao povo grego.

7 CIVILIZAÇÃO CRETENSE A história da Grécia começa nas ilhas do mar Egeu, especificamente a ilha de Creta. Por volta de 2000 a.C., havia na ilha de Creta aldeias de camponeses, cada qual com o seu chefe, que deviam obediência e pagavam impostos ao rei, cuja residência era o palácio. Em Creta existiam alguns gigantescos palácios, sendo que um dos mais ricos e conhecidos era o de Cnossos.

8 CIVILIZAÇÃO MICÊNICA Os aqueus ocuparam, inicialmente, a Península do Peloponeso, no sul da Grécia, onde fundaram várias cidades, entre as quais Micenas, daí o nome dado a sua civilização. Por meio da navegação os aqueus entram em contato com os cretenses e mais tarde depois de assimilar conhecimentos importantes para a navegação dominaram os cretenses e passaram a liderar o comércio marítimo.

9 Período Homérico É chamado de Homérico porque as principais fontes escritas sobre este período são a Ilíada e a Odisséia, obras atribuídas ao poeta Homero. A Ilíada trata da Guerra de Tróia; a Odisséia narra a volta do herói grego Ulisses depois da conquista da cidade de Tróia.

10 GENOS Com os fim dos palácios, as aldeias camponesas se livram dos impostos e ganharam maior autonomia. Em cada uma dessas aldeias vivia uma grande família, formada não apenas por pai e mãe mas também por primos, tio, filhos, avós etc. Essa grande família era chamada de GENOS. Cada genos procurava produzir todo o necessário para a sua sobrevivência sem ter de precisar dos outros.

11 Os genos tinha também um líder político e religioso (o basileus), que entregava aos camponeses um terreno. Mas, para ter direito a cultivá-lo, os camponeses deviam entregar aos basileus uma parte da colheita. O basileus era responsável pela proteção dos genos; para isso tinha um grupo de guerreiros bem armados e treinados.

12 Por volta do século X a.C., porém, conforme pesquisas arqueológicas, ocorreu um uso cada vez maior dos instrumentos de ferro e com isso se pôde produzir mais e melhor, o que provocou um aumento crescente da população. Lá pelo final do século IX a.C., a paz relativa em que viviam os gregos desapareceu e começaram os conflitos por terra no interior dos genos. As rivalidades aumentavam e a solidariedade diminuía. A solução encontrada foi dividir as terras dos genos.

13 A CIDADE-ESTADO Era um centro político e geográfico independente; cada uma tinha seu governo, sua moeda e seus deuses. Atenas é a cidade sobre a qual temos mais informações.

14 Os gregos e suas colônias Havia pequenos proprietários que não conseguiam esperar o tempo necessário ao crescimento das árvores que plantavam; com isso, contraíam dividas e, não podendo saldá- las, tornavam-se escravos dos grandes proprietários. A falta de terras férteis e a escravização por dívidas estimularam muitos gregos a buscar novas terras em regiões distantes. Os gregos então fundaram dezenas de novas cidades (as colônias).

15 ATENAS Atenas foi fundada pelos jônios. Os atenienses favorecidos pelos aspectos fisico-geográficos desde cedo dedicaram a navegação e ao comércio marítimo. Inicialmente Atenas tinha um rei, mas o poder de fato estava nas mãos da aristocracia ateniense: os eupátridas, que em grego que dizer bem- nascidos.

16 Aristocracia GOVERNO DOS MELHORES. É um grupo formado por pessoas ou famílias que, por herança ou concessão, possuem o poder ou uma série de privilégios sobre as demais pessoas.

17 A insatisfação das outras classes Somente os eupátridas podiam ocupar cargos públicos. Fato que gerava grande insatisfação social: os artesãos, comerciantes e soldados queriam participar da vida política da cidade; já os camponeses queriam o fim da escravidão por dividas.

18 As conquistas Diante da pressão dos grupos excluídos, foram feitas algumas importantes reformas: 621 a.C. primeiro código de leis de Atenas. 594 a.C. Sólon colocou fim a escravidão por dívidas e dividiu a sociedade em quatro categorias. O critério riqueza substituiu o de nascimento. 507 a.C. Clístenes criou a democracia ateniense.

19 DEMOCRACIA A palavra é a junção de duas palavras gregas: demos (povo) e kratos (poder), isto é, poder do povo. Principais órgãos da democracia ateniense: Assembléia do Povo e Conselho dos Quinhentos.

20 OSTRACISMO Consistia em expulsar da cidade por dez anos qualquer pessoa que parecesse representar uma ameaça à democracia. Vale lembrar que a democracia ateniense não era para todos. Os escravizados, as mulheres e os estrangeiros não eram considerados cidadãos e, por isso não tinham o direito de participar da política.

21 O século de Péricles O tempo em que Péricles liderou Atenas ficou conhecido como O Século de Péricles. 450 a.C. sob a liderança de Péricles, a democracia ateniense foi aperfeiçoada: criou-se um tribunal popular para julgar toda espécie de causas.

22 Escravos, mulheres e estrangeiros Apesar do fim da escravidão por dívidas, o número de escravizados em Atenas continuou grande, pois os homens ricos passaram a comprar cativos de outros lugares, como do Egito. As mulheres atenienses eram sempre dependentes de um homem. Os estrangeiros, chamados de metecos em Atenas, dedicavam-se, sobretudo, ao comércio.

23 Esparta Esparta era muito diferente de Atenas, a começar pela localização. Estava situada na Península do Peloponeso, entre altas montanhas, e não tinha saída para o mar.

24 Sociedade Espartana: Os espartanos: descendiam dos dórios; eram grandes e médios proprietários e os únicos que podiam ocupar cargos políticos e militares. Os periecos: eram descendentes de povos conquistados e viviam nos arredores de Esparta. Os hilotas: eram escravos do Estado cedidos para trabalhar nas casas e nas terras dos cidadãos espartanos.

25 Deuses e heróis gregos Os gregos, assim como muitos povos antigos, acreditavam em vários deuses e, portanto, eram politeístas. Os deuses gregos eram semelhantes aos seres humanos: guerreavam entre si, sentiam ódio, amor, ciúmes, inveja, casavam-se e tinham filhos. Os gregos também cultuavam heróis. Herói era o filho de uma divindade com um mortal ou era uma personagem admirada e respeitada por seus feitos.

26 Os Jogos Olímpicos Na Grécia antiga, os Jogos Olímpicos ocorriam de quatro em quatro anos. Os jogos olímpicos eram uma homenagem a Zeus. Os jogos olímpicos eram extremamente importantes, influenciavam até mesmo na mudança de comportamento das pessoas. Participavam pessoas das mais diversas regiões.

27 As artes gregas Teatro: Assim como as Olimpíadas, o teatro grego também se originou de uma festa religiosa. Frequentar o teatro fazia parte da educação. Todos eram incentivados a comparecer aos espetáculos teatrais, exceto as mulheres. Os gregos foram os inventores de dois gêneros teatrais consagrados: a comédia e a tragédia.

28 Escultura: As esculturas serviam para embelezar o interior das casas e os locais públicos. Os escultores esforçavam para reproduzir a figura humana de forma harmoniosa e respeitando suas proporções.

29 Pintura: As pinturas gregas em vasos de cerâmica (usados para armazenar e transportar alimentos)são obras de valor artístico e, ao mesmo tempo, importantes fontes para o estudo dos antigos gregos.

30 Filosofia Filosofia: Significa amor à sabedoria. A filosofia busca explicar tudo o que existe: os seres humanos, o mundo, os acontecimentos etc. Principais filósofos gregos: Sócrates: acreditava que o meio ideal para se chegar ao conhecimento era o diálogo. Temos duas frases importantes atribuídas a Sócrates ( Conheça-te a ti mesmo, Eu sei que nada sei ).

31 Platão e Aristóteles: Foram os dois principais discípulos das ideias socráticas. O primeiro foi discípulo direto de Sócrates e o segundo foi discípulo das ideias de Sócrates através de Platão.

32 Referência bibliográfica: JÚNIOR, Alfredo. Coleção História: Sociedade & Cidadania. São Paulo. FTD, 2009.


Carregar ppt "CURSO DE HISTÓRIA GRÉCIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google