A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto 1 Introdução 1.1 Tema 1.2 Problemática 1.3 Hipóteses 1.4 Objetivos 1.4.1 Objetivo geral (final) 1.4.2 Objetivos específicos (intermediários) 1.5.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto 1 Introdução 1.1 Tema 1.2 Problemática 1.3 Hipóteses 1.4 Objetivos 1.4.1 Objetivo geral (final) 1.4.2 Objetivos específicos (intermediários) 1.5."— Transcrição da apresentação:

1 Projeto 1 Introdução 1.1 Tema 1.2 Problemática 1.3 Hipóteses 1.4 Objetivos Objetivo geral (final) Objetivos específicos (intermediários) 1.5 Justificativa 2 Metodologia 3 Fundamentação teórica 4 Considerações finais Referências bibliográficas Anexos

2 Hipóteses A hipótese é a proposição testável que pode vir a ser a solução do problema. A hipótese é a proposição testável que pode vir a ser a solução do problema. Ou seja, a hipótese é uma suposição formulada pelo(a) pesquisador(a) a respeito de possíveis soluções a um problema colocado na pesquisa; Ou seja, a hipótese é uma suposição formulada pelo(a) pesquisador(a) a respeito de possíveis soluções a um problema colocado na pesquisa; Problema - Quem se interessa por parapsicologia? Problema - Quem se interessa por parapsicologia? Hipótese - Pessoas preocupadas com a vida após a morte tendem a manifestar interesse por parapsicologia Hipótese - Pessoas preocupadas com a vida após a morte tendem a manifestar interesse por parapsicologia

3 Hipótese O ponto básico do tema, individualizado e especificado na formulação do problema, sendo uma dificuldade sentida, compreendida e definida, Necessita de uma resposta: Provável, Suposta e Provisória. A principal resposta é denominada hipótese básica. Podendo ser complementada por outras (secundárias).

4 Formas de Hipóteses As que afirmam, em dada situação, a presença ou ausência de certos fenômenos; As que se referem à natureza ou características de dados fenômenos, em uma situação específica; As que apontam a existência ou não de determinadas relações entre fenômenos; As que prevêem variação concomitante, direta ou inversa, entre certos fenômenos. Etc.

5 Hipóteses Secundárias São afirmações (toda hipótese é uma afirmação) complementares da básica, podendo: Abarcar em detalhes o que a hipótese básica afirma em geral; Englobar aspectos não especificados na básica; Indicar relações deduzidas da primeira; Apontar outras relações possíveis de serem encontradas; Etc.

6 Exemplo de Hipótese Problema: Até que ponto o desejo de aceitação pelo grupo social influencia o indivíduo na compra de produtos de informática? Hipótese: O desejo de aceitação pelo grupo social atua como fonte motivadora significativa para o indivíduo, na compra de produtos de informática.

7 Exemplo de Hipótese Problema: Como os mecanismos de controle existentes afetam a autonomia das empresas estatais do Brasil? Hipótese básica: Os mecanismos de controle afetam a autonomia das empresas estatais ao não lhes permitir condições de funcionamento semelhantes às do setor privado, condicionando a liberdade de fixarem seus objetivos e os meios para atingi-los. Hipóteses secundárias: Os controles possuem predominante caráter processualista, desvinculado de análises de desempenho, atuando sem coordenação entre si e favorecendo o paralelismo e a superposição. A falta de um modelo de planejamento que englobe o conjunto das empresas estatais e preserve suas especificidades contribui para estimular intervenções governamentais freqüentes, praticadas a título de controle, que as deixam vulneráveis a imposições circunstanciais.


Carregar ppt "Projeto 1 Introdução 1.1 Tema 1.2 Problemática 1.3 Hipóteses 1.4 Objetivos 1.4.1 Objetivo geral (final) 1.4.2 Objetivos específicos (intermediários) 1.5."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google