A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A era do liberalismo (1808-1850) Os movimentos de Independência na América Latina e o caso brasileiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A era do liberalismo (1808-1850) Os movimentos de Independência na América Latina e o caso brasileiro."— Transcrição da apresentação:

1 A era do liberalismo ( ) Os movimentos de Independência na América Latina e o caso brasileiro

2 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara2 Objetivos Conhecer as semelhanças e diferenças entre os principais movimentos de independência da América Latina Identificar as peculiaridades que diferenciam o caso brasileiro

3 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara3 Contexto dos movimentos (1) Desarticulação do Antigo Regime América Latina – Inexistência de concepção clara do que seria nacional ou nação por que? –A idéia de Nação na Europa associava-se a existência de mercado, integração territorial e econômica

4 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara4 Contexto dos movimentos (2) Crise do Antigo Regime assume caráter errático Resultado das diferentes formas de colonização e dos distintos desdobramentos da exploração do território (Furtado, Canabrava, Prado Jr...)

5 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara5 Resultados deste contexto (1) Movimentos de independência refletiram o grau de articulação e desarticulação das elites locais ao movimento de contestação ao poder metropolitano

6 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara6 Resultados deste contexto (2) Na primeira metade do século XIX, quando alcança-se o mínimo de articulação, pululam movimentos de independência

7 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara7 Independência em movimentos distintos Jancso identifica quatro movimentos distintos. Num primeiro movimento, a gênese da idéia da especificidade latino americana. Num segundo, amplia-se a atuação política além da esfera local. No terceiro, ocorrem as rupturas políticas propriamente ditas e no quarto, se reconstroem as relações internas de poder

8 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara8 Primeiro movimento (1) A gênese da idéia da especificidade latino americana, na segunda metade do século XVIII. Marcado pela: –Recuperação dos países ibéricos pós União Ibérica –Crescimento da importância britânica

9 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara9 Primeiro movimento (2) Fatos: –1762 – tomada de Havana pelos ingleses –1780 – Vice Reinado de Nova Granada –1777 – Vice Reinado do Rio da Prata –1750 – Estado do Grão Pará e Maranhão –1763 – RJ como sede do Vice Reinado (antes Bahia) –Fatos que indicam busca de unidade territorial com racionalização administrativa

10 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara10 Análise destas mudanças Mudanças da administração foram infrutíferas pois a idéia de unidade era uma concepção tipicamente metropolitana que não tinha correspondência na realidade econômica destas regiões (lembrar fluxos de renda)

11 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara11 Resultados do movimento Nesse período a semelhança está no caráter excludente dos movimentos, marcados pela contestação sem consenso, assim como um contestação voltada para objetivos específicos e limitados

12 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara12 Exemplos Tupac Amaru (1780), marcado pela tentativa de volta ao passado e pela religiosidade dos revoltosos Inconfidência Mineira (1789), buscando um futuro republicano, e marcado pela contestação à tributação

13 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara13 Lições destes exemplos Inexistência de um projeto nacional (exceto no caso da Conjuração baiana de 1788) Conflitos devido à dificuldade de participação dos colonos nos projetos imperiais

14 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara14 Segundo movimento Primeiras décadas do século XIX Marcado pela ampliação da atuação política na esfera local, prevalecendo a dualidade na medida em que surge mais claramente a disputa pelo poder Metrópole tem seu poder de coesão reduzido

15 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara15 Exemplos Ocupação de Buenos Aires ( ) Junta local para proteger a dinastia em Quito (1809) Transferência da Corte Portuguesa (1808)

16 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara16 Terceiro Movimento De rupturas políticas marcado pela vitória das elites locais na disputa pelo poder, os mesmos que sufocaram os movimentos do primeiro ciclo

17 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara17 Quarto movimento Reconstrução das relações internas de poder Dependência da geração de mercado nacional que dependia em parte da re- inserção nos fluxos interncionais de comércio Brasil consegue esta reinserção com o café

18 Alguns personagens e datas Movimentos de independência na América Latina

19 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara19 México (1) 1810 – Padre Hidalgo e Morelos, chefes da revolta indígena reprimida em – Independência das oligarquias dirigida por Iturbide que reprimiu revolta de – Revolta contra oligarquias chefiada por Juarez – objetivava a abolição das estrutura coloniais e emancipação dos indígenas

20 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara20 México (2) – Porfírio Diaz 1910 – Inicia revolução mexicana 1934 – Cárdenas estabelece reformas no campo Resultado: substituição das oligarquias de proprietários de terra por uma burguesia de classe média urbana

21 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara21 Algumas datas oficiais 1804 – Haiti 1811 – Paraguai, Venezuela e Equador 1813 – Colômbia 1816 – Argentina e Uruguai 1818 – Chile 1821 – Peru, México e Republica Dominicana 1822 – Confederação Centro Americana: Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua e Costa Rica 1822 – Brasil e Bolívia 1898 – Cuba 1903 – Panamá (da Colômbia)

22 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara22 Referência para a aula JANCSO, Isván. A construção dos Estados Nacionais na América Latina: apontamentos para o Estudo do Império como Projeto in SZMRECSÁNYI, Tamás & LAPA, José Roberto A. (orgs) História Econômica da Independência e do Império. São Paulo: Ed. Hucitec/FAPESP, 1996, pp 3-26

23 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara23 Leituras básicas FURTADO, Celso. A economia latino- americana. 3 ed. São Paulo: Cia Ed. Nacional, 1986, cap. 3 MAXWELL, Kenneth. Por que o Brasil foi diferente? O contexto da independência in MOTA, Carlos Guilherme (org). Viagem Incompleta. Formação: histórias. 2 ed. São Paulo: Ed. Senac, 2000, pp

24 Aula 16 FEB 1Mônica Yukie Kuwahara24 Leitura recomendada FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. 3 ed. São Paulo: Globo, capítulos VII FURTADO, Celso. A economia latino-americana. 3 ed. São Paulo: Cia Ed. Nacional, 1986, cap. 3 MAXWELL, Kenneth. Por que o Brasil foi diferente? O contexto da independência in MOTA, Carlos Guilherme (org). Viagem Incompleta. Formação: histórias. 2 ed. São Paulo: Ed. Senac, 2000, pp RIBEIRO JR, José. O Brasil monárquico em face das repúblicas americanas in MOTA, C.G. (org). Brasil em Perspectiva. 19º ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 1990, pp


Carregar ppt "A era do liberalismo (1808-1850) Os movimentos de Independência na América Latina e o caso brasileiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google